Coluna da terça-feira

Presidente da CNM quer apoio de prefeitos para reivindicações ao novo governo

Por Arthur Cunha – especial para o blog

Presidente da Confederação Nacional Municipalista (CNM), Glademir Aroldi veio ao Recife especialmente para participar da primeira Assembleia de 2019 da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), que vai reeleger a diretoria comandada pelo prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota. Falando para os gestores municipais de todo o estado, Aroldi pedirá a união em prol da pauta de reivindicações que a CNM apresentará ao novo governo.

Entre os 30 pontos que certamente integrarão a pauta, destaca-se a instituição de linha de financiamento para os municípios cumprirem suas obrigações em relação aos precatórios. Além da manutenção do apoio financeiro às prefeituras; e a edição de um decreto excluindo os valores destinados ao pagamento de benefícios dos Regimes Próprios de Previdência Social municipais da base de cálculo do PIS/Pasep.

Outro ponto que o presidente da CNM vai tratar com os gestores diz respeito à importância da participação de todos na Marcha dos Prefeitos, a ser realizada no mês de abril, em Brasília. O dirigente acredita, contudo, que até lá o Congresso Nacional já tenha votado a futura reforma da Previdência proposta pelo presidente Jair Bolsonaro. A intenção é que o debate sobre os fundos de previdência municipais figure na proposição.

Aroldi esteve junto com Patriota em audiência com o governador Paulo Câmara, ontem, quando solicitou a ajuda do estado na pauta. Câmara apresentará seu novo secretariado na Assembleia da Amupe aos prefeitos presentes. Na ocasião, também dará uma boa noticia aos gestores: vai liberar os recursos para a conclusão das obras do FEM de 2014 e 2015. A ida do governador também tem como objetivo prestigiar e referendar a recondução de Patriota e de toda a diretoria da entidade.

Posse na Câmara – Empossado na vaga que era de Marco Aurélio, o vereador do Recife, Samuel Salazar, levou uma claque para aplaudi-lo. Após as palmas, um engraçadinho comentou: “Se teve tanto voto, por que não se elegeu?”. Já Gorete Queiroz, suplente de Wanderson Florêncio, emocionou-se durante o juramento. Presidindo os trabalhos, o decano Carlos Gueiros estava sem voz. Faltou alguém ajudá-lo com um Halls.

Lula Livre X Vaias – Ao encerrar seu juramento na posse como vereador do Recife, João da Costa entoou um “Lula Livre”. Em seguida, recebeu uma sonora vaia dos presentes na galeria. Quando tudo se acalmou, outro engraçadinho gritou: “É Bolsonaro!”. Todos riram, inclusive, o próprio João da Costa. O ex-prefeito chegou no Plenário um pouco deslocado, mas logo recebeu a companhia dos novos colegas. O vereador Maguari subiu à tribuna para agradecer o que João “fez pela Zona Oeste”.

O melhor líder – O deputado Isaltino Nascimento retorna à liderança do Governo na Assembleia Legislativa. O parlamentar, que já exerceu a função nas administrações de Eduardo Campos e do próprio Paulo Câmara, é quem melhor desempenha a tarefa na base. Conhece dos temas e é bom tribuno. Mata no peito e vai para cima mesmo. Isaltino tentou recentemente a Primeira-Secretaria, que acabou ficando com Clodoaldo Magalhães.

Visita ilustre – O primeiro ato do senador Jarbas Vasconcelos no seu novo mandato foi justamente visitar Armando Monteiro Neto, que terminou sua participação na Casa, e contra quem Jarbas fez campanha em 2018. Lá nos tempos da União Por Pernambuco, Armando liderou alguns parlamentares – o chamado Grupo Independente (GI) – em uma dissidência ao então governador Jarbas. Mas, como tudo na política muda, hoje eles estão bem. 

CURTAS

BANCADA FEMININA – Chama atenção positivamente a integração da nova bancada feminina na Alepe. Ontem, as parlamentares sentaram na mesma fileira. Na sexta, elas já haviam sido fundamentais para a eleição de Simone Santana como a primeira mulher vice-presidente da Casa.

COMSUL – O Consórcio dos Municípios da Mata Sul (Comsul) realizou eleição, ontem. O atual presidente, Reginaldo Morais, prefeito de Cortês, foi reconduzido. A Primeira Vice-Presidência ficou com Diogo Alexandre, de Chã Grande. Integram o colegiado ainda mais quatro prefeitos.

É PIADA? – Parece uma piada pronta, mas não é. O primeiro projeto de Lei apresentado na Câmara Federal nesta nova Legislatura tem como objetivo transformar a Bíblia em Patrimônio Nacional, Cultural e Imaterial do Brasil e da Humanidade. E tem mais. Foi apresentado por um deputado cujo nome de guerra é Pastor Sargento Isidoro, da Bahia. “E o salário, ó!”

Perguntar não ofende: Ninguém aí vai reclamar do fato de Paulo Guedes querer vender o Banco do Brasil?

Publicado em: 04/02/2019