Os assassinos da natureza

MONTANHAS DA JAQUEIRA – Este é um País tropical, abençoado por Zeus e bonito por natureza. Nosso céu tem mais estrelas, nossos bosques têm mais vida, os assassinos da natureza são mais gentis. Aqui não existem vulcões, nem terremotos, nem tsunamis.    

A mineradora Vale do finado Rio Doce exporta montanhas de ferro e fabrica crateras lunares em Minas Gerias. Este é o planeta dos minérios, da soja, do petróleo e das palmeiras onde canta o carcará e onde cantava o sabiá. Um carcará me contou que a Vale é a maior fabricante de lama e de crateras do mundo, aliás, é a segunda maior mineradora do planeta, moléstias à parte.

“Oh Minas Gerais! Quem te conhece não esquece jamais!” “Tuas montanhas são preitos de ferro/ que se erguem da pátria alcantil”.”Tua lua é a mais prateada/ que ilumina o nosso torrão!”   

Oh vulcões de Brumadinho e de Mariana! Oh finados Rio Doce e Rio Paraopeba! Oh terremotos nas montanhas de ferro de Minas Gerais! 

Os peixinhos de água doce do finado Rio Doce morreram antes de nascer. As flores foram assassinadas antes de florescer. 

As matas ciliares, as corvinas, os preás, bem-te-vis, beija-flores, os calangos, as piabas, surubins, tatus, tilápias, lagartixas, borboletas, todos esses irmãos da fauna e da flora estão crucificados no dilúvio de sangue e de lama das Gerais.

Em 2015 aconteceu a tragédia de Mariana, agora em 2019 o dilúvio de Brumadinho, daqui a 4 ou cinco anos, infelizmente ... Novas tragédias são anunciadas e concretizadas. 

Dizei-me, oh abençoado Drummond: “Alguns anos vivi em Itabira/ principalmente nasci em Itabira.// Por isso sou triste, orgulhoso: de ferro.// Noventa por isso de ferro nas calçadas./ Oitenta por cento de ferro nas almas/”.  “Itabira é apenas uma fotografia na parede./ Mas, como dói!” Mariana dói! Brumadinho dói!

Prenderam meia dúzia de quatro a cinco engenheiros?! Isto é piada. O crime é produzir, impunemente, um oceano transatlântico de lama e fabricar crateras lunares na imensidão de um território. 

O assassinato dos rios e montanhas e a fabricação de crateras irão atrair as pragas da ecologia, tipo infestação de piolhos, lêndeas e chatos, nuvens de gafanhotos, chuvas de pedras, moscas, trevas, morte do gado, poluição das águas, como se fossem as pragas do Egito decretadas pelos faraós.

Os rios e as montanhas do Brazil estão sendo esfaqueados e assassinados pelos faraós das mineradoras. São os assassinos da natureza.

Publicado em: 04/02/2019