O assassinato da Venezuela

MONTANHAS DA JAQUEIRA – Por incrível que pareça o ditador assassino Nicolas Maduro uma vez na vida falou a verdade: a Venezuela está no centro de uma guerra mundial. Faltou dizer que ele próprio é o criminoso de guerra.

O facínora Maduro está assassinando a Venezuela e aterrorizando seus compatriotas.

A Venezuela hoje é um campo de extermínio, de repressão e torturas. Regime falido, qual o mistério da sobrevivência do ditador? Resposta: é a corrupção, as milícias e apoio logístico internacional do czar da Rússia, Vladimir Putin.

A PDVSA funciona como uma refinaria de corrupção e drogas, as drogas dos petrodólares. Militares corruptos se amamentam nas glândulas mamárias do óleo de pedra. Os tiranos Hugo Chavez e Nicolas Maduro corromperam as Forças Armadas em troca do apoio à ditadura. A seita vermelha do PT apoiava e financiava a ditadura assassina de Chavez/Maduro.

Petrodólares são drogas corruptoras e mais alucinógenas que o LSD e cocaína. A Venezuela está sendo assassinada pelo facínora Nicolas Maduro e seus sequazes, diante da pusilanimidade das esquerdas latino-americanas e a impotência da ONU.

A Rússia injeta bilhões de dólares, sem retorno, na economia falida da Venezuela. Mais importante que fornecer óleo de pedra para mover as carruagens de Putin, Maduro irá entregar a ilha de Orchila, a 200 quilômetros de Caracas, como oferta de gratidão para a Rússia instalar base de lançamento de mísseis atômicos intercontinentais. As ogivas atômicas poderão atingir a caixa dos peitos de McDonald Trump via costa oeste, o Oceano não Pacífico.     

Instalar uma base de lançamento de mísseis em território estratégico não tem preço.

A Venezuela é a Síria da América Latina, cujos ditadores exterminam seus compatriotas com apoio do czar russo Vladimir  Putin.  O ditador Maduro é um fantoche do novo czar da Rússia. 

Ilusão de óticas dizer que a Guerra Fria entre as superpotências nucleares c’est fini. Necas. Além dos Estados Unidos e Rússia, hoje o Império Chinês, Reino Unido, França, Paquistão, Israel e a Coreia do Norte possuem arsenais atômicos.

Os senhores das guerras construíram muros transatlânticos não pacíficos entre os oceanos azuis, vermelhos e amarelos dos Estados Unidos, da Rússia e do Império Chinês. Os meninos e as meninas vestem azul da cor de oxigênio, encarnado da cor de brasa e amarelo baunilha.       

Com a vitória do Capitão Marvel e seus generais, o Brazil saiu da órbita dos imperialistas vermelhos – Rússia, China e seus satélites – e ingressou no campo de gravidade dos EUA.

No momento em que a Venezuela vive uma tragédia  humanitária, a beata mocinha do nariz vermelho rasteja para lamber as mãos criminosas de Nicolas Maduro, junto com o terrorista Daniel Ortega da Nicarágua e o capacho do defunto Fidel Castro.

Publicado em: 14/01/2019