Coluna da segunda-feira

A mesma lógica

Por Arthur Cunha – especial para o blog

O governador Paulo Câmara vai utilizar, na montagem do seu segundo escalão, a mesma lógica que lançou mão na formação do secretariado. E esse direcionamento ficou claro na fala do novo chefe de gabinete, Milton Coelho, divulgada pelo Palácio para cessar as especulações que já surgiram na base. “As decisões serão tomadas pelo governador e os novos titulares de cada pasta", afirmou Milton. Isso quer dizer que, sim, os partidos aliados serão ouvidos e indicarão nomes. Mas a palavra final, como foi na convocação dos novos secretários, será de Paulo Câmara. Não será aceito quem o chefe do Executivo julgar que não tenha perfil para a função. E ponto.

O critério das indicações será o técnico; mesmo das feitas pelas legendas aliadas. Além de entender do ramo para onde irá, o indicado terá de ter sensibilidade política e articulação. Apesar das adversidades da crise, e da oposição ao presidente eleito Jair Bolsonaro, Paulo quer fazer um segundo governo de entregas. Deseja imprimir a sua marca; deixar seu legado para a posteridade. Não abrirá mão disso. Por isso, não pode largar errado. E a montagem de uma boa equipe é fundamental para alcançar a meta. A grita pode ser grande, mas o governador está decidido.

Obedecendo justamente a esse critério, alguns nomes já estão certos, a exemplo de André Campos na Coopergás e Gustavo Leitão na Ceasa – esse será mantido. Da Prefeitura do Recife irão Bruno Cabral para o DER e Alexandre Gabriel para a Secretaria Executiva de Comunicação, responsável por toda a publicidade governamental. A Fundarpe poderá ficar com João Suassuna. Empetur será uma indicação do PSD; Detran e Cehab, do MDB. Suape ficará com um técnico da cota do governador. Já o Grande Recife e a Jucepe serão comandados pelo Solidariedade.

O PP, que soltou nota agradecendo o convite para participar do governo, também deve compor. Por outro lado, as vinculadas da Secretaria de Desenvolvimento Agrária – IPA, Iterpe e Adagro – já são objeto de disputas internas no PT. Depois de reclamar da condução do senador Humberto Costa, uma ala bem barulhenta do partido promete fazer ainda mais confusão. Tudo, porém, deve ser diluído no início do ano. Na posse dos auxiliares, nesta quarta, Paulo vai pedir ao time resolutividade e empenho para atender as demandas do povo. Não será diferente com o segundo escalão.

Para bom entendedor – Eduardo Campos não era bem avaliado porque tinha o apoio de vários partidos. Eduardo Campos era apoiado por tantos partidos porque era bem avaliado. O ex-governador tinha aprovação alta porque sua gestão fazia muitas entregas, do litoral ao Sertão, em todas as áreas. Isso só foi possível porque ele soube montar times de excelência. Claro que a aliança com o Governo Lula foi fundamental. Mas, se não fosse a perspicácia do socialista, e sua decisão de optar pelos melhores, Pernambuco não teria avançado tanto.

Sem parar – O clima de preparativos para a virada do ano ainda não modificou a agenda do deputado federal Fernando Monteiro. O parlamentar esteve nesse final de semana em Afrânio, conversando com aliados. Também participou, ao lado do prefeito Rafael Cavalcanti, da entrega de uma caminhonete a ser usada em ações de combate às endemias na cidade, além de uma retroescavadeira. Na ocasião, Fernando anunciou a destinação de R$ 800 mil em recursos para custeio na Saúde, e a construção de duas academias.

Te cuida, Frota! – Seu Alexandre Frota que se cuide. A interpelação judicial feita contra ele pelo deputado federal eleito Túlio Gadelha está sob a responsabilidade de nada menos que o advogado Walber de Moura Agra, um dos maiores craques do país, que nos brinda com verdadeiras aulas no Frente a Frente todos os dias. Frota, que desdenhou do maior estado em linha reta do mundo, mais conhecido como Pernambuco, vai, agora, ter que se explicar na Justiça. Aí eu quero ver tanta brabeza do ex-ator pornô.

Errata – A coluna errou quando disse que André Campos tentou ficar na Casa Civil ou ir para o Turismo. Isso não aconteceu. A verdade é que ele abriu mão de concorrer a deputado estadual como uma forma ajudar a Frente Popular politicamente. André, que tem apreço e admiração pelo governador, vai para a presidência da Coopergás a partir de janeiro. A coluna pede sinceras desculpas ao secretário e lhe deseja boa sorte na nova missão.

CURTAS

SINDGESTOR – Sobre a ocupação de cargos por técnicos, a direção do Sindicato dos Gestores Governamentais de Pernambuco (SINDGESTOR PE) acredita que a contribuição dos Gestores Governamentais (GGOV) é de grande valia. Esses profissionais completaram, em 2018, dez anos de excelência na administração pública pernambucana, atuando no Orçamento Público, na realização dos processos licitatórios e no planejamento estratégico. E mais: cuidando das pessoas e do controle de gastos, contribuindo para a melhoria da educação, saúde e segurança.

NOVA DIREÇÃO – E por falar no SINDGESTOR, a nova gestão do sindicato para o biênio 2019/2020, na chapa Gestores Unidos: Gestão Pública Mais Forte, é composta por Gilberto Trindade (Seplag) – Presidente; Hugo Medeiros (Seplag) – Vice-Presidente; Artur Gueiros (Sad) – Secretário Geral; Ronaldo Acioly (Sad) – Tesoureiro; Leonardo Carneiro – Diretor Cultural; Flávio Cavalcanti – Diretor Jurídico; Cíntia Cunha – 1ª Suplente; Leandro Ferreira – 2º Suplente e Cid Almeida – 3º Suplente.

LIXO NAS RUAS – Em Nazaré da Mata, o negócio está tão feio que o lixo vem sendo recolhido por uma retroescavadeira. Além de acabar com a máquina, que serve para obras do Governo Federal na cidade, os dejetos ficam caindo pela rua, sujando ainda mais as ruas. Alô, seu prefeito, vamos resolver isso aí!

Perguntar não ofende: Temer será preso ao descer a rampa do Planalto amanhã?

Publicado em: 30/12/2018