Coluna da sexta-feira

Boas escolhas

Por Arthur Cunha – especial para o blog

Os nomes de Alexandre Rebelo e Rodrigo Novaes para as secretarias de Planejamento e Gestão e Turismo, que este Blog antecipou com exclusividade, privilegiaram o desenho que o governador Paulo Câmara estabeleceu desde o início para o seu próximo secretariado. Primeiro, o socialista definiu o perfil das pastas; quais suas diretrizes, onde elas deveriam ter foco. Só em seguida optou pelos nomes. Nesses, por nós já confirmados, – Fred Amancio (Educação), Antônio de Pádua (Defesa Social), André Longo (Saúde), Bruno Schwambach (Desenvolvimento Econômico), Sileno Guedes (Desenvolvimento Social) e Cloves Benevides (Políticas de Prevenção às Drogas) – o governador acertou. São quadros com perfil técnico e sensibilidade política. É o que o Estado precisa para enfrentar os tempos difíceis.

Paulo prometeu para hoje a divulgação oficial da lista completa. No próximo dia 2, o socialista dará posse ao seu time no Palácio do Campo das Princesas. Câmara e seu núcleo duro utilizaram boa parte dos últimos dois dias em articulações. Conversaram e apresentaram o desenho do novo governo aos partidos da Frente Popular. Serão contemplados no primeiro escalão, além do PSB, o PT, PCdoB, PP, PSD e PDT – já o SD terá seus espaços no governo ampliados.

Aliás, passada a etapa dos secretários, começará a composição dos presidentes e dirigentes das vinculadas. Tudo seguirá a mesma lógica: primeiro o perfil para os cargos e as diretrizes dos órgãos. Por fim, o nome para ocupar o posto. Na maioria dos casos, esse quadro sairá do partido que estiver na respectiva secretaria. Mas será preciso obedecer ao critério estabelecido previamente pelo governador, a quem caberá a palavra final sobre a indicação.

Paulo Câmara quer começar o seu segundo mandato com entregas por todo o estado. Para isso, vai afinar as prioridades antes a sua nova equipe. As agendas serão montadas com foco nas obras que já podem ser inauguradas em todas as regiões de Pernambuco, do litoral ao Sertão.

Espaços – A área de Cultura do novo governo – secretaria + Fundarpe – deve ser ficar sob o comando de Marcelo Canuto e João Suassuna, respectivamente. Dois quadros do PSB com perfil e interlocução com a área. Já o PDT ficará com a pasta de Trabalho, até pela relação histórica do partido com o segmento. O indicado será o vereador Alberes Lopes, de Caruaru. As informações estão neste Blog. Presidente estadual do PP, Eduardo da Fonte negou que tenha estado com o governador anteontem para tratar de secretariado.   

Viva Pernambuco – Para não soltar os cachorros no ser humano conhecido como Alexandre Frota, que tratou com desdém nosso amado estado, esta coluna vai reproduzir um pouco do que disse o poeta, jornalista e escritor Fabrício Carpinejar em resposta. “Só podia ser de Pernambuco a poesia geométrica de João Cabral, o teatro da vida real, a morte e vida Severina. Só podia ser de Pernambuco o frevo, o maracatu, o Galo da Madrugada, a alegria ecumênica. Só podia ser de Pernambuco os bonecos de Olinda, o olhar oceânico do alto das igrejas e dos muros brancos. Só podia ser de Pernambuco a literatura de cordel, o raciocínio rápido do repente, a magia dos violeiros. Só podia ser de Pernambuco Manuel Bandeira e a Estrela da Manhã”. E aí, Frota, tu aguentas?

Educação no Recife – Segundo suplente da Frente Popular na Assembleia Legislativa, o professor Paulo Dutra deve assumir o lugar de Alexandre Rebelo na Secretaria de Educação do Recife. Paulo Dutra é uma referência na área; ocupou a secretaria Executiva do segmento do Estado nos governos Eduardo Campos e na primeira gestão Paulo Câmara.

Música no Fantástico – Atual secretário da Casa Civil, André Campos não ficará na pasta, como ele próprio articulou para permanecer. Também não irá para o Turismo, como queria – já ocupou o posto na Prefeitura do Recife. Como também tentou ser candidato a deputado estadual e não conseguiu se viabilizar, já são três as tentativas frustradas de André. Com isso, o secretário já pode pedir música no Fantástico?

CURTAS 

DANADO – O prefeito de Paulista, Júnior Matuto, é um danado mesmo. Enquanto muito gestor Pernambuco adentro já está de férias, curtindo o recesso, o Matuto ainda está na ativa. Ontem, em Brasília, junto com uma articulação do deputado federal Fernando Monteiro, o prefeito assegurou R$ 7,6 milhões para a duplicação da Avenida Claudio Gueiros Leite, no trecho compreendido entre o Forte em Pau Amarelo e o girador de Marinha Farinha. Os recursos foram liberados pelo ministro das Cidades, Alexandre Baldy, via uma emenda parlamentar de Fernando Monteiro.  

VAMOS COMBINAR – No seu discurso de despedida na Assembleia Legislativa, o segundo deputado com mais tempo de Casa, Marcantônio Dourado, foi saudado pelos colegas em apartes exaltando as suas credenciais. Até aí tudo bem. O curioso é que, tanto o parlamentar quanto seus pares, já tratavam o rebento do socialista, Marcantônio Filho, como deputado. Só que o jovem não se elegeu; é o primeiro suplente da coligação. Para ele entrar, o governador terá que chamar um estadual para seu secretariado – o nome poderá ser Rogério Leão.

DESPEDIDA – Já o também deputado estadual Odacy Amorim, em seu discurso de despedida, relembrou as benfeitorias de seus dois mandatos no cargo, durante sessão extraordinária na Alepe, nessa quarta. Representante do Sertão do São Francisco na Assembleia, Odacy atuou com veemência na defesa dos rios de Pernambuco, com destaque para o São Francisco; e dedicou sua atenção ao povo sertanejo. Foi aparteado na sua fala por Teresa Leitão, que exaltou o caráter do parlamentar, deixando claro que ele é o melhor quadro do PT para assumir espaço no governo.

Perguntar não ofende: O que é Alexandre Frota com um mandato?

Publicado em: 28/12/2018