Coluna da quinta-feira

Sinal verde para o anúncio

Por Arthur Cunha – especial para o blog

Os deputados estaduais aprovaram, sem sobressaltos, a reforma administrativa do governador Paulo Câmara nessa quarta – até a oposição votou a favor. Superada essa etapa, agora o socialista já tem sinal verde para anunciar o seu time. Paulo havia estipulado o dia de amanhã para tornar público seu secretariado, mas já pode anunciar a escalação hoje. Faltam, no entanto, alguns detalhes para fechar questão.

O dia ontem foi de articulações. Depois de reunir-se com seu núcleo duro, Câmara encontrou-se com lideranças de partidos aliados para fechar os detalhes. Uma delas foi o presidente estadual do PP, Eduardo da Fonte. Os progressistas manterão um bom espaço no primeiro escalão, mas, em virtude do rodízio que Paulo promoverá, não devem permanecer na Secretaria de Desenvolvimento Econômico e em vinculadas como os portos de Suape e do Recife, além da AD/Diper.

A recondução ao cargo de Eriberto Medeiros, presidente da Assembleia Legislativa – o que já é prego batido e ponta virada –, entrará como cota do PP na correlação de forças da Frente Popular. A legenda também terá Cloves Benevides na pasta de Políticas de Prevenção às Drogas; ele é o atual titular da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude.

PCdoB e PDT ainda estão em negociações com o governador. A exemplo do PP, as siglas, que hoje comandam Cultura e Agricultura, preservarão cadeiras no primeiro escalão estadual, mas em outras pastas. Ainda que fique sem nenhuma secretaria, o Solidariedade terá seu espaço ampliado. Os últimos acertos devem ser finalizados hoje e o secretariado pode sair a qualquer momento.

Deu Humberto – O senador Humberto Costa venceu a quebra de braço dentro do PT e vai emplacar Dilson Peixoto na Secretaria de Desenvolvimento Agrário. O nome já está gerando uma grita na ala do partido que queria alguém mais ligado aos movimentos pela terra, a exemplo dos deputados eleitos Carlos Veras (federal) ou Doriel Barros (estadual). Resta saber como ficará a composição das vinculadas. Todos estão de olho no Ipa.

Quase lá – Como este blog antecipou há três semanas, o deputado estadual Rodrigo Novaes pode ser indicado para o primeiro escalão estadual, abrindo vaga para o primeiro suplente de Frente Popular, Sivaldo Albino. Fala-se na Secretaria de Turismo, que também está na mira de Sebastião Oliveira. Há a possibilidade de o governador convocar algum estadual da coligação PP/PR/SD. O escolhido seria Rogério Leão, ligado à Sebastião, o que deixaria aberto o caminho para Marcântonio Dourado Filho, suplente do bloco.

Continuidade – Em agenda nessa quarta, na cidade de Caruaru, Agreste, o ex-ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM), se mostrou satisfeito com os implementos feitos no ensino brasileiro no período em que esteve à frente da pasta. Além disso, o deputado federal ressaltou a esperança de que o Governo Bolsonaro mantenha os projetos de sua gestão, como a Base Curricular da Educação Básica.

Candidato – Em entrevista ao Frente a Frente de ontem, o líder do Governo na Assembleia Legislativa, Isaltino Nascimento, confirmou que é mesmo candidato à Primeira Secretaria da Casa, em 2019. Isaltino foi líder do Governo Eduardo – também foi secretário de Campos e de Paulo Câmara. Vai para o embate com dois colegas de partido, Clodoaldo Magalhães e Francismar Pontes.

CURTAS

UNANIMIDADE – O deputado estadual Zé Maurício Cavalcanti é uma unanimidade na Assembleia Legislativa. Em discurso de despedida, ontem, o parlamentar foi ovacionado por todos colegas. Emocionado, Zé lembrou passagens da sua vida para uma plateia que contou com a família do parlamentar, incluindo seu pai, o ex-deputado Severino Cavalcanti. Aliás, Zé Maurício conseguiu levar ao microfone diversos colegas, de todos os lados, inclusive de deputados que quase nunca falam.

“FEITO” – O relógio já passava das 18h, quando, em seu aparte no discurso de Zé Maurício, o também deputado estadual Henrique Queiroz soltou uma pérola. “Zé, você já conseguiu fazer um “feito” no seu mandato que foi fazer Francismar ficar aqui até uma hora dessas”, brincou. Já o Bispo Ossésio escorregou um pouco nas palavras reconhecendo que conhece pouco Pernambuco, apesar de já estar há dez anos no estado.

AGRADECIMENTO – Quem também se despediu da Casa foi deputado estadual Júlio Cavalcanti, que aproveitou para agradecer o apoio daqueles que depositaram confiança no seu trabalho. Em carta divulgada, o parlamentar destacou o carinho recebido em vários municípios do Estado, em especial nos do Sertão. Natural de Arcoverde, Júlio exerceu dois mandatos na Casa Legislativa, tendo passado oito anos como deputado.

Perguntar não ofende: Dilson vai aguentar o fogo amigo dentro do PT?

Publicado em: 27/12/2018