Espinhos à flor da pele

MONTANHAS DA JAQUEIRA – O Manifesto Comunista de Marx-Engels alardeava em 1848: “Um fantasma ronda a Europa, o fantasma do comunismo”. Atualmente cabe dizer com propriedade: “O fantasma da seita dos zumbis vermelhos ronda o Brazil”.

A seita foi instalada nos arraiais do pensamento universitário, nas artes, na mídia, em todos os cantos onde canta o carcará e onde cantava o sabiá.

Esse fantasma foi emprenhado em mais de uma década da dinastia vermelho nas glândulas mamárias da República. As pessoas estão com espinhos na flor da pele, espinhos na garganta. Também plantaram muros nos corações do Brazil.

Subitamente, não mais que subitamente, o Brazil virou um Arraial de Canudos. Ou uma romaria do Padim Ciço do Juazeiro. Ou uma legião dos cangaceiros de Lampião. Existem faíscas no ar. As pessoas estão armadas até o tutano.

“Cesse tudo que a antiga musa canta, que outro valor mais alto se alevanta”. Subitamente, não mais que subitamente, o Capitão Marvel aflorou no recinto.  A casa caiu. A fonte secou. A farra acabou. As glândulas mamárias das ONGs chapas brancas serão capadas. Haverá choro e ranger de dentes na seita vermelha.

Sabemos de antemão que a seita não desiste jamais. Faz parte da natureza do fanatismo. Restarão as viseiras da cegueira ideológica ou da insanidade. Criaturas independentes, livres para apensar e sem compromissos partidários, fazem parte do capítulo da democracia e merecem respeito, claro, em nome da liberdade de  pensamento e da pluralidade.

À moda das romarias ao Padim Cícero do Juazeiro, os zumbis rendem devoção ao guru vermelho. La cumparsita do narizinho vermelho dança o tango da agonia na jaula de Curitiba e jura que o guru bode rouco é o corrupto mais inocente do Brazil. Ela é a beata Mocinha do padroeiro da seita do cordão encarnado.

Todíssimas maldades serão atribuídas à direita. As estrelas do céu, os passarinhos canoros e os diamantes límpidos são da esquerda. O carcará é da direita. Os beija-flores são das esquerdas, segundo os zumbis da seita vermelha.

Os caboclos mamadores estão berrando porque serão desmamados. Os novos bárbaros do MST e similares vão ter que baixar a crista. Vejamos a valentia de um Stedile e de um Boulos depois de serem desmamados.

Nos tempos recentes os vermelhos reinavam soberanos. Agora está mudando o mando de campo. O Governo do Capitão Marvel é o mais forte da história da República, porque está blindado pelas Forças Armadas, a começar pelo vice-presidente general Mourão e sete generais na Esplanada dos Ministérios, inclusive um almirante. Não é pouca coisa.  Constitucionalissimamente.

A mundiça vermelha está tremendo nas bases porque a parada agora é federal.

Publicado em: 24/12/2018