Justi├ža federal do Rio aumenta senten├ža de Cabral

Folha de S.Paulo

A segunda instância da Justiça Federal do Rio aumentou nesta terça-feira (4) em sete meses o tempo da pena do ex-governador Sérgio Cabral (MDB) em processo por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

O processo, resultante das investigações da operação Calicute, desdobramento da operação Lava Jato no Rio, foi julgado nesta terça pela 1ª Turma Especializada do TRF-1.

Os três juízes da 1ª Turma decidiram por manter a condenação de Cabral em segunda instância, mas divergiram na dosimetria da pena. Como houve divergência, cabe recurso ao próprio TRF-1.

Segundo cálculo do tribunal, que considera a decisão dos três juízes, a pena de Cabral foi fixada em 45 anos e nove meses de prisão mais multa. 

A pena foi aumentada em sete meses em relação à proferida em primeira instância pelo juiz Marcelo Bretas, titular da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, responsável pelos processos da Lava Jato no Estado. Em setembro de 2017, o político foi condenado a 45 anos e dois meses de reclusão. Ele está preso desde novembro de 2016.

Publicado em: 04/12/2018