Governo alardeia futura força na Câmara e Senado

Estadão Conteúdo

Onyx Lorenzoni (DEM-RS)  disse ontem, durante entrevista no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), que a base de apoio do governo Jair Bolsonaro na Câmara pode chegar a 350 deputados. Desses, 52 são do PSL, partido do presidente eleito, que conseguiu eleger o segundo maior número na Casa, atrás do PT, com 56.

Onyx, que também coordena a transição de governo, afirmou que, no Senado, a base poderá ter 40 dos 81 parlamentares - o PSL elegeu quatro senadores. 
O futuro ministro não detalhou os partidos que devem compor essa base, mas incluiu o PSDB nas estimativas. “Se a gente somar todos que têm sinalizado que poderão estar conosco, podemos chegar a 320, 330 e até 350 deputados”, disse Onyx. O DEM, partido do futuro ministro, é um dos que têm sinalizado adesão.

Já o MDB, sigla do presidente Michel Temer, anunciou ontem em rede social que manterá “independência ativa” no governo Bolsonaro e que, no curto prazo, não fará nem oposição nem será base

Publicado em: 04/12/2018