Hoje tem marmelada? Tem, sim senhor!

MONTANHAS DA JAQUEIRA – Hoje tem espetáculo de demagogia eleitoral?! Tem, sim senhor! Hoje tem marmelada?! Tem, sim senhor! Arrocha, mundiça!

A eleição é uma onda mambembe, sem desmerecer os artistas mambembes desvalidos da vida. Eles nos fazem de bobos da corte. São os ilusionistas, malabaristas, falsos artistas. O presidiário corrupto de papel passado é o vário da serpente do mal.   

Lugar de presidiário é na cadeia, não em cadeia nacional de rádio e televisão. O Brazil é um país surreal, verdade, mas o teatro do absurdo tem limite. Imaginar um presidiário na cadeia em campanha para presidente da República, isto seria um ultraje a rigor, um ultraje contra os poderes constituídos e a Justiça brasileira.

Sabemos que a seita vermelha vai além dos limites da inconsequência. Fanatismo e corrupção é carga da pesada. A farsa é tirar onda de vítima para transformar derrotas em vitórias. O coração do Brazil é vítima dessa mundiça corrupta.

Um conselho de farsantes da ONU, protetor dos violadores de direitos humanos da Venezuela, de Cuba e do Irã, ocupado por esquizopatas da esquerda, disse que o Brazil é uma casa de marijuana e mandou soltar um presidiário corrupto para ser candidato a presidente da República.

São cúmplices e coniventes com a tragédia humanitária na Venezuela. Milhões de venezuelanos são torturados pelo massacre econômico, enquanto os serviçais da ditadura continuam a se locupletar dos recursos petrolíferos da PDVSA. A ditadura dos facínoras Chávez e Maduro foi alimentada pela escória do PT.

A alma de Chávez já está ardendo nas caldeiras de enxofre das trevas junto com Fidel Castro pelos crimes praticados contra a humanidade. É o que eu desejo para Nicolas Maduro e seus sequazes, com os bons sentimentos do meu coração.

O regime sandinista da Nicarágua promove um banho de sangue e de repressão contra a população e já ocorreram mais de 400 mortes,  torturas e feridos. Os presidentes terroristas Maduro e Evo Morales, da Bolívia, e o regime escravocrata de Cuba defendem as mortes e as torturas do sandinista Daniel Ortega na Nicarágua.

O comunista Daniel Ortega está no poder desde 2007, roubando e torturando a população. Os opositores protestam em favor de eleições, marcadas para 2021, e contra a reforma da Previdência. São chamados de golpistas, à moda da mundiça vermelha no Brazil.

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos e o Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para Direitos Humanos responsabilizam o regime sandinista de Daniel Ortega pelas mortes, torturas e repressão. O Escritório do Alto Comissariado não se pronuncia sobre casos individuais de bandoleiros presos, e sim sobre tragédias humanitárias, coletivas.

Publicado em: 04/09/2018