The Gaulle: a seita vermelha é muito séria

MONTANHAS DA AL-JAQUEIRA – O cientista político The Gaulle aflorou no recinto. Ele é autor da big tese de que as eleições no Brazil são muito sérias, os presidenciáveis e os eleitores também são criaturas muito sérias. Atualmente ele colecionar pérolas do fake news, do fuck news, do punk news e da fuleragem.

Eis a pérola vermelha emprenhada pela mundiça do cordão encarnado: presidiário pode ser candidato a presidente da República.  

The Gaulle, tu acredita nessa pérola? Depende da fórmula do círculo quadrado. A terra é quadrada. As nuvens e as montanhas do céu são quadradas. O arco-íris é um quadrilátero. A lua cheia é um dragão quadrado. O ovo da serpente vermelha é um quadrado da gema. O sol nasce quadrado nas curvas do horizonte.     

O que fazer? Virar o Código Penal pelo avesso e transformar a seita vermelha em tribunal. Os devotos terão direito a libertar o guru da seita e botar os agentes da lei na cadeia. Não faz muita diferença. O presidiário se proclamou juiz de si mesmo, se comparou a Jesus Cristo e Tiradentes e só aceita ser julgado no Dia do Juízo Final, ou do contrário a mundiça vermelha irá decretar o apocalipse no Brazil.

Os inquilinos do Cotel e da Papuda deliraram, deliraram de emoção. Todíssimos os presidiários são iguais perante a lei do poleiro dos galináceos. Geddel e Sérgio Cabral poderão ser candidatos a governador da Bahia e do Rio de Janeiro.

A seita vermelha é muito séria, disse The Gaulle. Os inocentes estão na cadeia: o guru, ex presidentes, ex tesoureiros, ex ministros da Casa Civil e da Fazenda, ex diretores da Petrobras, do Banco do Brasil e dos Correios. Foram presos apenas pelo simples fato de roubar mangas nos tempos da infância e tomar pirulitos dos meninos.

Pense na alma mais sedutora da história do Brazil! Diante daquela voz de bode rouco, as mulheres do grelo duro desmaiam de emoção, alucinadas, fascinadas. Os marmanjos do sexo frágil fazem cirurgia de mudança de gênero para entrar na onda politicamente correta. As donzelas ficam apaixonadas e querem casar com ele ou se amigar, para terem direito a visitas íntimas.

No reino do cordão encarnado a cidade de Pelotas, no Rio Grande do Sul, foi decretada como “polo exportador de viados”, segundo palavra do guru, para estimular a exportação de carne fresca. Que barbaridade! disseram os gaúchos.   

As ofertas de gratidão feitas pelas empreiteiras foram ganhas com o suor de sua língua e de suas lábias.

Ser presidiário e ser candidato, eis a questão. Não basta soltar o cara, hay que revogar as sentenças de condenação, rasgar o Código Penal e a Constituição.

Hay que fazer um omelete sem quebrar os ovos da serpente.  

Eleição com presidiário é igual a fazer omelete com ovário de serpente. Zeus do céu, afasta do Brazil este omelete peçonhento! Melhor é o sol da estrela vermelha nascer quadrado.

Publicado em: 23/07/2018