Ufanismo auriverde e amor febril

MONTANHAS DA AL-JAQUEIRA em Moscow – Arriba, Brazil! Você acredita que a seleção da CBF já combinou com os descendentes dos astecas e está obrigada a vencer de goleada o jogo desta segunda-feira, acredita? Segundo a “Lei Garrincha”, precisa combinar antes com os adversários. Ou combinar com a Fifa, para comprar o resultado. Olhai os lírios dos campos, olhai os antecedentes criminais dos cartolas mundiais!

O padrão Fifa e padrão CBF de corrupção são de alta voltagem.  

A CBF e os clubes de football são riquíssimos, corruptíssimos e falidíssimos. Não recolhem encargos trabalhistas nem previdenciários, devem até à mãe de pantanha, mas nunca fecham as portas. Faz parte das nossas honoráveis tradições do jeitinho.

Eu não me ufano, nem nunca me ufanei da seleção da CBF, nem nos tempos da ditadura, nem hoje nem amanhã.

Você vestiu a camisola auriverde para torcer hoje com amor febril? Beleza. Aguente no lombo o aumento de 10 % dos planos de saúde e a cobrança de franquia para os dependentes. Você acha que uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa? Eu entendo que fazem parte das máfias que operam no Brazil.

Não tô ligado na cabeleira fashion de NeyMar, tô ligado na regulamentação dos planos de saúde, na extorsão do IPVA e do seguro de automóvel. Se você adora a CBF, be happy!

Bem me lembro de quando o Governo anunciou em Palácio a eleição da Arena de Pernambuco para sediar alguns joguinhos da Copa da Fifa 2014. Eu estava no Salão das Bandeiras naquele dia como assessor parlamentar. O Cerimonial do Palácio fez o anúncio. Houve aplausos. As pessoas se emocionaram, se abraçaram, se beijaram. Eu fiquei apenas abestalhado.

Dados oficiais revelam que 114 municípios de Pernambuco depositam seus dejetos e resíduos sólidos em lixões e não possuem aterros sanitários. O Governo do Estado não tem recursos para construir aterros sanitários, mas sobrou grana para construir a Arena de São Lourenço da Mata, padrão Fifa em superfaturamento e corrupção. Lixões são equipamentos medievais na era da informática.

Quanto custa a manutenção da Arena de Pernambuco? A Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer dá um chute: 900 mil denários. Para que? Para nada. Faz parte do legado pernicioso da Copa.

O que fazer com o elefante azul e branco de São Lourenço da Mata? Os clubes de football não querem nem de graça.

Já serviu para torrar mais de 600 milhões dos cofres públicos de Pernambuco, agora funciona apenas como uma glândula mamária burocrática para manter sinecuras e pagar as contas de empreiteiras.

Eu mesmo nem de Arena gosto. Antigamente só votava no MDB. Atualmente voto contra a mundiça vermelha. Nem gosto de elefante azul e branco nem de elefantes vermelhos de Moscow.    

Art. 5 – Parágrafo IV da Constituição Federal. Leiam, please. Ser um bicho grilo invocado, não me ufanar da seleção da CBF, nem da taça Jules Rimet da Fifa nem adorar com amor febril os gingados dos craques da bola são direitos constitucionais.

Publicado em: 02/07/2018