Governo quer aprovar privatização de subsidiárias

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, afirmou, hoje, que o Palácio do Planalto pretende aprovar até o recesso do Congresso Nacional, em julho, o projeto que facilita a privatização de distribuidoras da Eletrobras e o projeto que permite à Petrobras transferir para outra empresa a titularidade do acordo da cessão onerosa (espécie de ressarcimento que a empresa pede após pagar um valor que considerou alto por exploração de bacias de petróleo).

Marun concedeu entrevista no Planalto após reunião com o presidente Michel Temer, o ministro Esteves Colnago (Planejamento) e os líderes do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), no Senado, Romero Jucá (MDB-RR), e no Congresso, André Moura (PSC-SE).

Segundo Marun, que responde pela articulação política do governo, foi sugerido aos parlamentares priorizar a votação dos dois projetos na Câmara e no Senado até o início do recesso, que tem previsão de começar em 18 de julho.

“Nossa pauta tem agora dois focos principais, que nós sugerimos: uma é a questão da desestatização das distribuidoras da Eletrobras e a outra a aprovação da possibilidade de cessão onerosa”, disse Marun.

Publicado em: 14/06/2018