Coluna da segunda-feira

Joaquim Francisco: violência será o desafio do próximo governador

Em entrevista ao blog, o ex-governador Joaquim Francisco (PSDB), que completou 70 anos, fez uma leitura da política estadual e nacional para 2019.

Em Pernambuco, tudo está indefinido por enquanto. A única certeza é de que o próximo governador terá como pedra no sapato a falta de segurança no Estado. “Em uma época, o Pacto pela Vida deu certo. Hoje, não funciona mais”.

Joaquim Francisco afirmou que há uma possibilidade de concorrer a deputado federal. “Para mim, não existe ladeira, só existe chão”, brincou. Mas, caso não concorra à Câmara Federal, ele se sentirá conformado à frente do Instituto Teotônio Vilela.

Na esfera nacional, ele apoia o tucano Geraldo Alckmin para presidente. Joaquim Francisco acredita que, no geral, a abstenção nas próximas eleições chegará a casa dos 40% (em 2016 foi de 32,5%). O Congresso – segundo ele – não passará por grandes renovações. “A estrutura política protege os atuais parlamentares. E isso vai ajudar na manutenção de boa parte dos atuais deputados e senadores”.

Ele ainda ressaltou que a falta de recurso na campanha será o fator limitante e que o candidato terá que fazer campanha nas redes sociais”.

Falando em violência... – O prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira (PR), foi vítima de um assalto no distrito de Bonança, no município de Moreno, no Grande Recife, no último sábado. Quatro homens armados levaram o carro, e o celular do político, por volta das 8h30. Anderson voltava sozinho de uma viagem ao interior quando parou o carro para tomar café da manhã em um restaurante localizado às margens da BR-232. Ao sair do local, ele foi abordado por um grupo, que anunciou o assalto. A queixa foi prestada na Delegacia de Moreno e, menos de oito horas após o assalto, o veículo foi encontrado.

Morre ex-deputado no Recife – Faleceu, na tarde de ontem, o ex-deputado federal e empresário Gilson Machado Guimarães Filho, aos 75 anos. Ele lutava contra um câncer e vinha realizando tratamento no Recife e em São Paulo. Gilson exerceu mandato na Câmara Federal por duas vezes, filiado ao PFL (atual Democratas) e também presidiu o Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool no Estado de Pernambuco (Sindaçúcar-PE). Segundo o comunicado oficial do Sindaçúcar-PE, o velório do ex-deputado está marcado para hoje pela manhã, no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife, onde também ocorrerá o rito de cremação. Gilson Machado teve sua biografia escrita pelos jornalistas Ângelo Castelo Branco e Ana Cristina Lima, com o título “De Capeta a Constituinte”.

Marina: Bolsonaro será incontrolável – A ex-ministra Marina Silva (REDE-AC) criticou o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ), seu concorrente na corrida presidencial deste ano, durante entrevista ao programa "Agora é com Datena", na TV Bandeirantes. Segundo ela, é preciso "ter grandeza" para ocupar a Presidência da República. Questionada sobre a firmeza de Bolsonaro, Marina afirmou que não se pode confundir firmeza com grosseria. A pré-candidata afirmou que o concorrente não tem uma postura compatível com a de um presidente. “A Presidência da República é um lugar onde as pessoas precisam ter grandeza. Quem não é capaz de se conter antes de chegar ao poder será incontrolável quando chegar”, disparou.

Imunidade total – Também presente no mesmo programa de TV em que Marina Silva participou e fez duras críticas a sua pessoa, o pré-candidato à Presidência da República pelo PSL, deputado Jair Bolsonaro (RJ), criticou a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, e rebateu o conteúdo de denúncia por racismo apresentada contra ele pela PGR. Segundo Bolsonaro, ele tem “imunidade total” para se expressar. “Ela (Dodge) acha muito e não encontra nada”, disse Bolsonaro. “Quanto a quilombolas, eu tenho imunidade total por quaisquer palavras, opiniões e votos. Gostaria que Raquel Dodge nos acompanhasse nesse quilombola em que eu fui em Eldorado Paulista para ver o desperdício de recursos, maquinários abandonados. Eles não fazem absolutamente nada, é uma realidade”, afirmou.

Renan critica candidatura de Janot – O senador Renan Calheiros (MDB-AL) criticou à decisão do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot de se candidatar a uma vaga no Conselho Superior do Ministério Público Federal (CSMPF) em um vídeo, ontem. Para Renan, Janot quer ser “sentinela à porta de Raquel Dodge”, a atual chefe do Ministério Público. “Onde chegamos? Triste Brasil”, diz Renan no vídeo. “O Ministério Público Federal – que, na constituinte e depois, como presidente do Congresso Nacional, ajudamos a tirar do papel – não pode continuar sendo medido pela régua imunda do Janot e dos doidivanas Eduardo Pelella, Deltan Dallagnol, Anselmo Barros, Marcelo Miller, que foram pegos com a mão na botija da JBS”, ataca Renan.

CURTAS

JOAQUIM NA TV CULTURA – Hoje, o ex-governador Joaquim Francisco (PSDB) estará em São Paulo na bancada do Jornal da Cultura (TV Cultura/TV Nova), ao lado do comentarista Marco Antonio Villa. O ex-governador estreará como comentarista do jornal na TV paulista.

MAIS CHUVA – A Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) emitiu, na noite de ontem, um novo alerta de chuvas fortes no Recife. O alerta é válido até hoje. A Defesa Civil recomenda que moradores de áreas de risco devem sair de suas residências e procurar abrigo em locais seguros. O órgão mantém um plantão permanente de 24h, podendo ser acionado pelo telefone 0800 081 3400.

Perguntar não ofende: O candidato apoiado pelo PSDB focará na segurança?

Publicado em: 22/04/2018