Coluna da sexta-feira

Por que Joaquim Barbosa está em cima do muro?

Conforme o que o blog apurou em Brasília, com pessoas ligadas ao ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, os passos lentos de Joaquim Barbosa têm um motivo: exigências ao PSB.

O ex-ministro vem falando a interlocutores que deve haver quebra de paradigmas. Em poucas palavras, extraem-se da fala de Barbosa: cabide de emprego e interesses pessoais estarão no bojo da velha política.

A equipe de governo seria técnica. Somente técnica. E que o alinhamento ao PSB não significa tirar-lhe a liberdade de fazer o que pensa na política. O recado foi dado, o que não agradou a alguns integrantes do PSB.

A banda divergente vê em Joaquim Barbosa intransigência e questiona: como ele lidará com o Congresso e atenderá membros do partido?

A ala a favor defende que, com Joaquim Barbosa, a legenda conseguirá crescer nas eleições, ter maioria no Congresso e chegar pela primeira vez ao Palácio do Planalto.

Marun contra Barbosa – O ministro da secretaria de governo, Carlos Marun (MDB), criticou, ontem, a eventual candidatura ao Palácio do Planalto do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa (PSB). "Joaquim Barbosa é elegível, mas não penso que será uma boa solução. O Brasil não precisa de candidaturas personalistas. Não precisa de salvadores da pátria, de gente que se filia a partido político na véspera do prazo legal", disse o ministro, a jornalista do Estadão, em Recife, onde participava do 17° Fórum Empresarial do Lide (Grupo de Líderes Empresariais).

Petrobras vende 25% da capacidade de refino – A Petrobras confirmou, ontem, a venda de 25% de sua capacidade de refino no país. A empresa vai negociar uma fatia de 60% de duas novas empresas que serão criadas com os ativos desse setor nas regiões Nordeste e Sudeste. No Nordeste, serão incluídas a refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, e Landulpho Alves, na Bahia, além de sete terminais e 15 dutos. No Sul, as refinarias Alberto Pasqualini, no Rio Grande do Sul, e Getúlio Vargas, no Paraná, com mais cinco terminais e nove dutos. A Petrobras não vai permitir que uma mesma empresa apresente lances pelos dois blocos regionais de refino. A expectativa é concluir o processo até o fim do ano.

Pedidos de impeachments acumulados – Já são 28 os pedidos de impeachment apresentados na Câmara contra Michel Temer, desde que ele assumiu a Presidência, em 2016. Um deles foi arquivado e os outros 27 acumulam poeira da prateleira de análise do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, informa a repórter Daiene Cardoso, do Broadcast. Nem a oposição confia que algum desses pedidos será levado adiante na Câmara. Hoje, não há vontade política, nem tempo útil, para que um impeachment contra Temer prospere.

“Lula Livre” no Recife – A Central Única dos Trabalhadores de Pernambuco (CUT-PE), seus sindicatos filiados e os movimentos sociais intensificam a agenda de mobilização “Lula Livre”, hoje, com panfletagem e adesivaço nos cruzamentos das Ruas da Aurora, 7 de setembro, do Hospício, Gervásio Pires e Gonçalves Maia, com a Avenida Conde da Boa Vista, além da agência Central dos Correios (Avenida Guararapes). Em tempo, a CUT e demais centrais sindicais farão um 1º de Maio unificado em Curitiba, no Paraná, e em várias cidades brasileiras pedindo a liberdade do ex-presidente.

Presidente da Funai pede pra sair – O presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Franklimberg Ribeiro de Freitas, decidiu se antecipar à decisão do presidente Michel Temer e entregou seu pedido de demissão ao Ministério da Justiça, na noite de ontem. Freitas admitiu que estava enfrentando uma forte pressão da bancada ruralista e que não lhe restava outro caminho. "Foi uma decisão pessoal, por conta do que vinha ocorrendo. Decidi me antecipar e me exonerar do cargo", afirmou. O presidente da Funai criticou o uso de supostas manifestações de indígenas que teriam sido contrárias à sua permanência no cargo. Segundo ele, a Funai recebeu diversas cartas em que lideranças indígenas negavam ter solicitado a sua saída.

CURTAS

PV EM PERNAMBUCO – O presidente nacional do Partido Verde, José Luiz Penna, desembarca no Recife hoje. Ele tem encontro agendado com o presidente estadual da legenda, Carlos Augusto Costa, membros da Executiva do Partido e com os pré-candidatos a deputados. O encontro, que acontece no Hotel Manibu, em Boa Viagem, vai discutir o fortalecimento do PV no Estado e as estratégias da legenda para as eleições.

WALBER AGRA – O advogado, procurador do Estado e colaborador do programa Frente a Frente, Walber Agra, lança o seu livro ‘Manual Prático de Direito Eleitoral’, hoje, em Belo Horizonte. O evento acontecerá durante o 2º Fórum Brasileiro de Direito Eleitoral, no Renaissance Work Center, Rua Paraíba, 550 – Funcionários – Belo Horizonte/MG.

Perguntar não ofende: Barbosa convence com esse discurso?

Publicado em: 19/04/2018