Governo vai instituir “emergência social” em Roraima

Do G1

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, informou, hoje, que o governo editará uma medida provisória para "instituir emergência social" em Roraima.

Jungmann participou de uma reunião em Brasília com o presidente Michel Temer e outros ministros para discutir a situação do estado, que enfrenta dificuldades para lidar com a chegada desordenada de venezuelanos.

"A partir da determinação do Presidente da República e da medida provisória que vai instituir exatamente a emergência social na fronteira e em Roraima, em primeiro lugar, as Forças Armadas passarão a coordenar toda a ação do governo federal naquela região", disse Jungmann nesta quarta.

De acordo com o ministro, um general de Divisão do Exército coordenará a ação federal em Roraima e na fronteira do estado com a Venezuela.

À TV Globo, auxiliares da Presidência informaram que a MP criará a figura jurídica da emergência social, a fim de dar sustentação legal para o governo federal implementar as ações em Roraima.

A reportagem procurou o Ministério da Defesa para esclarecer o conteúdo da medida provisória e aguardava resposta até a última atualização desta reportagem.

A reunião de Jungmann com Temer e outros integrantes do governo foi fechada à imprensa, mas a assessoria da Presidência divulgou o áudio com o discurso dos ministros.

Além do ministro da Defesa, participaram Sergio Etchegoyen (Gabinete de Segurança Institucional), Torquato Jardim (Justiça), Moreira Franco (Secretaria-Geral), Eliseu Padilha (Casa Civil) e o subchefe para Assuntos Jurídicos da Casa Civil, Gustavo Rocha.

Publicado em: 14/02/2018