Coluna da terça-feira

O ato de misericórdia

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) decidiu participar de um ato político, hoje, em Porto Alegre, um dia antes de seu julgamento no caso do tríplex do Guarujá pelo Tribunal Regional Federal da 4 Região (TRF-4). A decisão foi tomada durante reunião em São Paulo com advogados e dirigentes petistas.

O plano é que Lula vá à Porto Alegre e retorne para São Paulo na própria terça-feira. No dia seguinte, o ex-presidente acompanhará o julgamento em São Paulo.

Em um encontro com sindicalistas, o ex-presidente anunciou a participação no ato na capital gaúcha. “Amanhã (hoje) estou indo para Porto Alegre agradecer a solidariedade do povo que está lá se manifestando. Vou tranquilamente aguardar o resultado e vou recorrer”, afirmou o petista.

Ameaçado de ficar inelegível, Lula voltou a dizer que o único julgamento que ele aceita é o das urnas, na eleição deste ano.

“Eu nem precisaria ser candidato, mas não posso ser excluído de uma disputa política porque os que não gostam de mim não querem que eu saia. Prefiro ser julgado pela maioria do povo brasileiro”, disse.

Médicos encerram greve no Recife – O movimento de greve dos médicos da Prefeitura do Recife que, começou na semana passada, se encerrou na tarde de ontem, em Assembleia Geral realizada no auditório da Associação Médica de Pernambuco (AMPE), no bairro da Boa Vista. Na ocasião, a categoria avaliou, discutiu e aprovou a proposta apresentada pela Prefeitura do Recife, em relação às reivindicações da Campanha Salarial de 2017. “O resultado da proposta apresentada foi satisfatório. Mas, é preciso destacar a união e mobilização da categoria, onde mais de 90% dos médicos aderiram ao movimento de greve. Restabelecemos um diálogo que tinha sido interrompido, por um pequeno período de tempo, com a gestão municipal. Agora, voltamos a dialogar e, sem dúvida, houve avanços em vários pontos de nossa Pauta de Reivindicações”, assinalou o presidente do Simepe, Tadeu Calheiros.

São Lourenço da Mata cancela carnaval – Devido à recente retomada do prefeito Bruno Pereira (PTB) à gestão municipal, a prefeitura de São Lourenço da Mata não vai oferecer carnaval aos moradores e visitantes em 2018. De acordo com a gestão municipal, não há tempo hábil para a realização de processos licitatórios. Além disso, a administração do município informou, por meio de nota, que Bruno Pereira “ainda está tomando ciência sobre as finanças do município após o seu retorno à função”. Diante desses fatores, a Prefeitura afirmou seguir uma recomendação do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE) e não realizar festividades de carnaval.

Ex-coronel não prestará esclarecimentos – Suspeito de receber propina em nome do presidente Michel Temer, o ex-coronel da Polícia Militar João Baptista Lima informou à Polícia Federal que, por motivos de saúde, não poderá prestar esclarecimentos no inquérito que apura se Temer recebeu propina durante a negociação do decreto do setor portuário. Neste inquérito, Lima foi intimado no final do ano passado, mas informou à PF que não compareceria porque o estado de saúde dele estava "bastante delicado". Com exceção de Lima, todos os investigados no caso já falaram à PF.

Lula pede prescrição da pena – Advogados do ex-presidente Lula reafirmam sua inocência e requerem aos desembargadores do Tribunal da Lava Jato que reconheçam a prescrição dos supostos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção atribuídos ao petista. Os defensores sustentam o esgotamento do prazo para o Estado punir Lula por delitos que, segundo a acusação, teriam ocorrido em 2009. Inconformado com a pena de 9 anos e 6 meses de prisão imposta pelo juiz federal Sérgio Moro, o ex-presidente recorreu ao Tribunal Regional Federal da 4.ª Região, a Corte de apelação da Lava Jato. Ele nega ser dono do imóvel do Guarujá, que é visto pelo magistrado, em sentença de julho de 2017, como propina de R$ 2,2 milhões da empreiteira OAS.

Forças Armadas a postos – Em meio à tensão nas ruas de Porto Alegre para o julgamento do ex-presidente Lula, o ministro da Defesa, Raul Jungmann (PPS), afirmou, ontem, que as Forças Armadas estão a postos. Em entrevista, Jungmann assegurou que existe "pessoal de pronto emprego para qualquer emergência". "Estamos prontos e atentos", disse o ministro ressaltando, entretanto, que o esquema montado pelo governo do Estado Rio Grande do Sul e os acordos firmados com os movimentos permitirá a tranquilidade no dia do julgamento. Em sua fala, Jungmann também defendeu o direito de mobilização dos manifestantes pró e contra o ex-presidente, mas de forma ordeira. “Há lugar para protesto, manifestar opinião, mas dentro da ordem, com respeito às pessoas e à propriedade”, disse.

CURTAS

CABO – A Assessoria de Comunicação do Cabo de Santo Agostinho informou que a realização de shows durante os dias de Momo não está confirmada no município. Ainda não há data prevista para confirmar a realização das festas na cidade.

ALMOÇO – O presidenciável e ex-ministro Ciro Gomes (PDT) desembarca, hoje, no Recife, para uma conversa com governador Paulo Câmara (PSB). O encontro será um almoço, ao meio-dia, no Palácio das Princesas. O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, afirmou que os dois vão discutir questões da política nacional e local.

Publicado em: 22/01/2018