Coluna da quarta-feira

Jarbas quer ver Romero Jucá algemado

Liderança histórica do PMDB e um dos fundadores do partido, o deputado federal Jarbas Vasconcelos fez, ontem, na tribuna da Câmara dos Deputados, duras críticas ao presidente da legenda, senador Romero Jucá. O desentendimento entre Jarbas e Jucá teve início após a filiação do senador Fernando Bezerra Coelho ao partido, com a promessa de que ganharia o comando da sigla em Pernambuco, liderado, até então, pelo vice-governador Raul Henry, aliado de Jarbas.

Jarbas acusa Jucá de ter alterado o estatuto do PMDB, na convenção do partido, para poder fazer uma intervenção no diretório estadual de Pernambuco. O deputado afirmou ainda que Jucá “se serviu de todos os governos que passaram pelo Palácio do Planalto” e não teria “autoridade política muito menos moral” para interferir na presidência do partido em Pernambuco.

Durante o seu discurso, o Jarbas chamou o senador de “medíocre” e afirmou esperar que ele seja preso “em breve”. “Quem é Romero Jucá para ameaçar o PMDB de Pernambuco? Tenho acima de tudo uma história de honradez e de decência. Não é essa figura medíocre, desqualificada, mesquinha, torpe e desonrada que vai nos amedrontar”, disse.

O deputado encerrou sua fala desejando a prisão de Jucá. “Tenho a esperança de ver em breve esse senador sair daqui algemado por uma decisão soberana da Justiça do nosso País”.

Com a nova resolução, a comissão executiva nacional poderá dissolver os diretórios estaduais e, com isso, permitir que o senador Fernando Bezerra Coelho, que pretende lançar uma candidatura de oposição a governador, no ano que vem, assuma o controle da legenda.

Novo administrador para Noronha – A Comissão de Justiça da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) aprovou o nome do advogado Plínio Antônio Leite Pimentel Filho para assumir o posto de administrador geral de Fernando de Noronha. A indicação foi feita pelo Partido Progressista (PP), que tem o deputado federal Eduardo da Fonte como presidente estadual. Alguns deputados de oposição divergiram da escolha proposta pelo Governo e acatada pela Casa. O líder da oposição na Casa, Silvio Costa Filho, disse que a escolha era “uma operação do Governo para acomodar o Partido Progressista”. “Sou crítico desses processos de loteamento dos cargos públicos”, acrescentou Edilson Silva, também membro da Bancada de Oposição.

Caso Thiago Faria – A Quarta Turma do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), com sede no Recife, manteve, ontem, por unanimidade, as condenações de três homens que já tinham sido sentenciados por envolvimento na morte do promotor de Justiça Thiago Faria Soares, ocorrida em 14 de outubro de 2013, na PE-300, entre Itaíba e Águas Belas, no Agreste de Pernambuco. Na decisão do TRF5, apesar da manutenção das condenações, as penas dos acusados foram reduzidas. José Maria Pedro Rosendo Barbosa, por exemplo, que, ao longo do processo, foi apontado como mandante do crime, havia sido condenado pelo Tribunal do Júri a 50 anos e quatro meses de reclusão em regime fechado. Após a revisão do TRF5, contudo, a pena dele foi corrigida para 42 anos.

Perda de mandato – O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou, ontem, que, pela jurisprudência existente, acredita que cabe ao plenário da Casa a palavra final sobre a perda do mandato do deputado Paulo Maluf (PP-SP). Ele disse, porém, que só poderá se posicionar oficialmente após ser notificado pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou ontem, em decisão monocrática, prisão imediata e perda do mandato de Maluf. "Pela decisão passada, o plenário do Supremo decidiu que só o plenário da Câmara teria o poder para cassar o mandato. Nesse caso específico, não sei qual é a decisão. Não posso avaliar", afirmou Maia em entrevista ao deixar o plenário. "Tenho que ser notificado, não fui notificado. Não sei qual foi a decisão. Preciso de um documento para que a Câmara possa se manifestar", afirmou Maia em entrevista.

Liberdade negada – O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou, ontem, um novo pedido de liberdade apresentado pelo empresário Joesley Batista, dono da J&F, e por Ricardo Saud, executivo do grupo. Joesley e Saud ainda podem recorrer à presidente do STF, Cármen Lúcia, que ficará de plantão na Corte até o início de fevereiro, quando os ministros voltarão do recesso. Delatores da Lava Jato, Joesley e Ricardo Saud foram presos em razão da suspeita da Procuradoria Geral da República (PGR) de que eles omitiram informações nos depoimentos, o que os dois negam.

Manifesto pró Lula – Simpatizantes lançaram, ontem, um manifesto em defesa da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O cantor e compositor Chico Buarque e o filósofo Noam Chomsky assinam o documento. Entre os signatários estão ainda os escritores Raduan Nassar e Milton Hatoum. Sob o título "Eleição sem Lula é fraude", o manifesto diz que "marcar em tempo recorde para o dia 24 de janeiro a data do julgamento em segunda instância do processo de Lula nada tem de legalidade". "Trata-se de um puro ato de perseguição da liderança política mais popular do país", afirma o texto. Segundo o documento, "o cenário de vitória consagradora de Lula significaria o fracasso do golpe".

CURTAS

TRÂNSITO – A Câmara dos Deputados aprovou, ontem, a criação de um plano nacional com metas para reduzir à metade o número de mortes no trânsito pelos próximos dez anos. A proposta já havia sido analisada pelos deputados em 2016, mas, quando passou pelo Senado, foi modificada e, por isso, precisou ser reexaminada pela Câmara.

GALO – O Clube das Máscaras Galo da Madrugada foi agraciado com a Ordem do Mérito Cultural 2017. A entrega da comenda foi realizada ontem, no Salão Nobre do Palácio do Planalto, em Brasília, pelo presidente Michel Temer e o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão. Na ocasião, o Clube das Máscaras foi representado por oito músicos, dois passistas e o porta-estandarte, Seu Zacarias, além do presidente da agremiação, Rômulo Meneses, e do vice-presidente, Rodrigo Meneses.

Perguntar não ofende – Quem ganha essa queda de braço entre Jarbas e Jucá?

Publicado em: 20/12/2017