Coluna da quinta-feira

 Previdência: Temer joga a toalha  

O presidente Michel Temer afirmou, durante reunião no Palácio do Planalto com líderes de partidos governistas na Câmara, que continuará se empenhando pela reforma da Previdência, mas ressalvou que a proposta pode não ser aprovada "em todo o conjunto". Segundo ele, a intenção é obter "avanços", de modo a que um futuro governo possa fazer "uma nova revisão". A reforma da Previdência sofre resistência na Câmara até mesmo entre parlamentares aliados do governo, para os quais somente será possível aprovar um texto "enxuto".

"Ela [a reforma da Previdência] é a continuação importante, fundamental, para, digamos, uma espécie de fecho das reformas que estamos fazendo. Eu quero dizer que eu continuarei me empenhando nela. Embora você não consiga fazer todo o conjunto do que a reforma previdenciária propõe, mas quem sabe nós conseguimos dar o avanço, até certo ponto que permita a quem venha depois, mais adiante, fazer mais adiante uma nova revisão da Previdência Social", declarou o presidente.

O líder do PMDB, deputado Baleia Rossi (SP), disse que o debate sobre a reforma da Previdência precisa ser iniciado novamente, porque antes das denúncias contra Temer apresentadas pela Procuradoria Geral da República e rejeitadas pela Câmara, o governo tinha votos para aprovar a reforma. "A realidade é que o quadro hoje não é esse. O governo não tem votos para votar uma PEC, o quórum qualificado de 308 votos", afirmou Baleia Rossi.

Temer afirmou que continuará insistindo na aprovação da reforma da Previdência. A proposta, enviada ao Congresso no ano passado, já foi aprovada por uma comissão especial. Temer disse ainda que a reforma da Previdência não é dele, é do governo, mas de um “governo compartilhado”.

O presidente afirmou que se a sociedade e o Congresso não quiserem aprovar a reforma, “paciência”. “Eu continuarei a trabalhar por ela [a reforma]. Eu sei da importância, como todos sabemos, da importância da reforma previdenciária”, declarou.

TRIBUTÁRIA- Temer também está centrado na reforma tributária. A proposta está em discussão no governo, mas ainda não foi enviada ao Congresso. Paralelamente, a Câmara dos Deputados discute o tema e o relator, Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR), já apresentou ao governo um parecer. "Me atrevo a dizer que estamos trabalhando muito numa simplificação tributária. No tocante à simplificação, o que pode reduzir tributos, vejo que essa tese pode prosperar. Se conseguirmos levar adiante até o final do ano a simplificação tributária, teremos, na verdade, terminado este ano com dados muito positivos. A essa altura, precisamos descomprimir o país", disse o presidente.

Ultimato tucanoDepois do ultimato do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso para que os tucanos desembarquem do governo, agora é o presidente em exercício do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), quem cobra uma posição dos próprios ministros do partido. Tasso alertou que, caso os ministros tucanos não deixem o governo, ficarão numa situação difícil pois essa posição deverá ser tomada na Convenção Nacional da legenda marcada para 9 de dezembro. “Se os ministros do PSDB não saírem por iniciativa própria, vai ficar ruim para eles. Pois o partido vai sair do governo. Mas tem ministro que não quer sair de jeito nenhum. Estão agarrados aos cargos”, lamentou Tasso.

Mais casas – O ministro da Educação, Mendonça Filho, é o novo cidadão de Salgueiro. Ele recebeu o título, de autoria do vereador, Hercílio de Carvalho, numa solenidade bastante concorrida, que contou com a presença do prefeito Clebel Cordeiro e praticamente todos os vereadores.  O presidente da Câmara de Vereadores, Auremar Carvalho, entregou o título a Mendonça Filho, que, na oportunidade, assinou uma ordem de serviço para idealização de uma quadra no Campus Salgueiro do IF Sertão. Segundo ele, a construção desta quadra coberta terá um investimento de R$ 1,2 milhão.  Mendonça Filho recebeu este Título por ser responsável pela implantação de um campus da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) no município. “É uma honra poder receber uma homenagem de uma cidade com a importância e a história de Salgueiro e, diante disto, já nos comprometemos em trabalhar ainda mais para atender aos anseios dos munícipes”, concluiu.

Encontro – O Roda Democrática, movimento suprapartidário que discute ideias e busca convergências em torno de um centro político capaz de ajudar o País a enfrentar a atual crise, realiza, no próximo sábado, a sua primeira reunião no Norte/Nordeste. Na capital pernambucana, o encontro acontece no Instituto JCPM, na Zona Sul da Cidade. O grupo é formado por profissionais liberais, professores, jornalistas e ex-militantes e já promoveu em 2017 encontros em São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal, focando em sugestões no campo político, econômico e ético. O Roda Democrática ganhou esse nome porque promove discussões em forma de um grande círculo, sem palestrante ou palco, e tendo todos os convidados o mesmo tempo para se expressarem.

Mendonça em campanha- Pré-candidato a governador, o ministro da Educação, Mendonça Filho, inaugurou a creche municipal Tia Nelize Cordeiro em Ipubi, no Sertão. A obra teve início em 2012, mas ficou paralisada durante um longo período na gestão do prefeito anterior e foi retomada pela atual gestão municipal, só foi concluída este ano 2017. Foram investidos R$ R$ 619.999,96 de recursos federais pactuados com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). A contrapartida do município foi R$ 120.974,31. “A educação, todos sabem, é a fonte de transformação verdadeira da sociedade”, pontua Mendonça Filho sobre a importância dos investimentos realizados pelo MEC.

CURTAS

LIMINARES– O presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), desembargador Leopoldo Raposo, acolheu pedido apresentado pela Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco (PGE-PE) e suspendeu 23 liminares que impediam o Estado de incluir na base de cálculo do ICMS cobrado nas faturas de energia elétrica os valores referentes a Tarifa de Uso do Sistema de Distribuição (TUSD) e à Tarifa de Uso do Sistema de Transmissão (TUST). A decisão foi publicada nesta quarta-feira (8) no Diário da Justiça.

PLENÁRIAS– A direção estadual do Partido dos Trabalhadores (PT) de Pernambuco dá continuidade aos encontros regionais em cidades do Interior do Estado. As próximas plenárias, que visam debater a atual conjuntura, além do fortalecimento do partido na construção de um projeto na disputa de 2018, ocorrem no próximo final de semana (11 e 12), às 9h30, nos municípios de Carpina e Jaqueira, na Zona da Mata. Na pauta dos encontros, o fortalecimento do partido onde já existem diretórios municipais.

Perguntar não ofende: É verdade o que se diz no Palácio, de que Antônio Figueira é o maior entusiasta da entrada do PP no Governo e na mudança em Noronha? 

Publicado em: 08/11/2017