Retorno de Cunha a Curitiba fica para outubro

O juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, definiu que a transferência deverá ocorrer entre os dias 27 e 30 de outubro deste ano.

O ex-deputado Eduardo Cunha (Foto: HEULER ANDREY/AFP)

Época - Marcelo Novaes

 

O juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, definiu o retorno do ex-presidente Eduardo Cunha (PMDB-RJ) de Brasília para Curitiba para o final de outubro. A transferência, a cargo da Polícia Federal, deverá ocorrer entre os dias 27 e 31. Cunha está em Brasília desde o dia 15 de setembro para participar de audiências de uma das ações penais em que é réu. O processo é desdobramento da Operação Sépsis, que apura irregularidades na liberação de recursos administrados pela Caixa. Os interrogatórios estão marcados para os dias 24 e 25.

As audiências estavam previstas para setembro, mas a defesa dos acusados pediu ao juiz acesso à delação premiada do operador Lúcio Bolonha Funaro, outro réu, antes da realização dos interrogatórios. A colaboração de Funaro está com a Procuradoria-Geral da República (PGR). O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou que a PGR compartilhasse as informações. 

Publicado em: 12/10/2017