Coluna da quarta-feira

    Ideia de jerico

Em Caruaru, a prefeita Raquel Lyra (PSDB) anda tão no mundo da lua que acha que seu nariz é capaz de interferir em assuntos que só o Congresso Nacional tem poderes: a Constituição. Em projeto enviado à Câmara de Vereadores, a nobre tucana tentou reduzir de seis para quatro meses o direito à licença maternidade e sofreu, evidentemente, sua primeira e vergonhosa derrota na Casa.

Será que essa ideia de jerico partiu mesmo da sua cabeça? Tenho impressão que sim, porque o que se diz em Caruaru – e até as paredes da Prefeitura sabem – é que ela não escuta ninguém. Até o pai, um político tão experiente, que já governou o município, foi deputado estadual e governador do Estado por nove meses, deixou de meter a sua colher no angu da filha, depois de se convencer que prega no deserto.

Tão cegos quanto à prefeita, 15 vereadores ainda se submeteram ao vexame de votar a favor da maluca iniciativa. Não fosse o vereador Daniel Filizola, da bancada do PT, que de forma competente alertou para a inconstitucionalidade da matéria, a Câmara de Caruaru teria produzido, ontem, uma tremenda agressão à Constituição.

Na verdade, a prefeita, eleita em nome da mudança e dos avanços sociais, deu mais uma demonstração de que entre o seu discurso e a prática existe de fato uma distância muito grande. Cortar dois meses de licença maternidade, direito garantido pela Carta Magna, é apunhalar mulheres que, com o seu voto, deram carta branca a uma mulher para comandar os destinos de Caruaru.

Raquel faz coisas inacreditáveis. Esta semana, por exemplo, levou o secretariado para uma reunião num hotel de luxo em Gravatá. Quanto custou a lambança aos cofres da pobre municipalidade? Ela pouco está se lixando, até porque reduziu a pó a estrutura que o ex-prefeito José Queiroz (PDT) criou para reuniões de monitoramento do secretariado. Raquel está tão perdida que apenas para irritar o deputado federal Wolney Queiroz (PDT), majoritário no município, escolheu Guilherme Coelho, com base no Sertão do São Francisco, como seu porta-voz junto à bancada federal.

MANIFESTANTES DERROTADOS– A Justiça Federal determinou no final da manhã de ontem que os credores da empresa Mendes Junior desocupem o prédio onde funciona a Coordenação do Eixo Norte da Transposição do Rio São Francisco, em Salgueiro, no Sertão Central. O local foi ocupado na segunda-feira passada. Os manifestantes cobram o pagamento de R$ 24 milhões referentes a serviços prestados no período em que a construtora era responsável pelas obras da Transposição. A dívida, segundo eles, deveria ter sido paga em 2016, quando a obra foi paralisada. A desocupação, segundo a liminar, deveria ser imediata. Caso a ordem judicial seja descumprida, os manifestantes devem pagar uma multa de R$ 5 mil por dia.

O mico da semana– No mesmo dia, de forma inusitada e anárquica, a Câmara de Olinda protagonizou ontem o mico da semana: fez duas votações para garantir o título de cidadão ao ministro de Minas e Energia, Fernando Bezerra Filho. Na primeira votação, eram necessários 12 votos a favor, mas o placar acabou em 10 a 4. Na segunda, porém, dois vereadores mudaram de posição e o placar foi de 14 votos contra um, do vereador Marcelo Soares (PCdoB). O autor da proposta, Saulo Holanda (PTC), diz que o ministro merece a homenagem por viabilizar um parque de energia renovável para Olinda e disponibilizar verbas para a restauração de monumentos históricos.

Recursos para irrigação– Recebido, ontem, pelo ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, o senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB) teve a garantia de recursos federais para a manutenção de perímetros irrigados do Nordeste. Só ao Sistema Itaparica, Barbalho assegurou ampliar o orçamento para R$ 21 milhões. Além disso, R$ 3 milhões serão liberados à Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) para o pagamento de despesas com energia elétrica em perímetros localizados no Estado, especialmente nos municípios de Petrolândia, Orocó e Santa Maria da Boa Vista. O ministro também assegurou o repasse de quase R$ 4,2 milhões à Prefeitura de Caruaru (PE) relativos à segunda parcela do convênio para a canalização dos córregos Salgado e Mocós.

Na casa do irmão– O diretor jurídico do Grupo J&F Francisco de Assis e Silva revelou em anexo complementar de sua delação entregue à Procuradoria-Geral da República, durante negociações para fechar acordo, que o ex-ministro do Governo Temer Geddel Vieira Lima usava o apartamento funcional do irmão deputado, Lúcio Vieira Lima (PMDB/BA), em Brasília, para promover reuniões sobre propinas. A informação foi divulgada com exclusividade pelo site O Antagonista e confirmada pela reportagem do Estadão.

Jucazinho na lista de risco– Relatório da Agência Nacional de Águas (ANA) identificou 25 barragens no País com estruturas comprometidas. Entre os problemas identificados estão deficiências no vertedor, que é por onde a água é escoada, fissuras e deterioração na estrutura de concreto das barragens, erosões e concreto com péssima qualidade. Das 25 barragens, 16 são públicas e 9 privadas, sendo a maioria ligada ao agronegócio. Nenhuma delas tem relação com mineração ou geração de energia. Em Pernambuco, apenas a barragem de Jucazinho, com grandes fissuras, aparece na lista. No Nordeste, o Estado campeão é o Ceará, com nove reservatórios em situação bastante degradada.

CURTAS

EMPREENDEDOR– Até o final de novembro a cidade de Itaíba vai passar a contar com a Sala do Empreendedor numa parceria formalizada entre a prefeita Regina Cunha (PTB) e o Sebrae. Na semana passada, o consultor do Sebrae, Ricardo Santiago, esteve reunido com o vice-prefeito Valdo do Pipa e a secretária de Administração, Tamara Evellyn, para tratar da instalação da Sala que funcionará no prédio da Prefeitura Municipal. O vice-prefeito será o agente de desenvolvimento da Sala do Empreendedor.

CINEMA– O programa Pernambuco que Acolhe, da Coordenadoria da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça de Pernambuco (CIJ/TJPE), promove, hoje, sessão de cinema para cerca de 130 crianças que vivem em dez instituições de acolhimento localizadas em Olinda, Recife, Jaboatão dos Guararapes, Afogados da Ingazeira, Paulista, Ipojuca e Cabo de Santo Agostinho. O evento acontece às 10h, no Cinemark do shopping Riomar, no Recife, com a exibição do filme “Lino: uma aventura de sete vidas”. Participam da sessão, crianças e adolescentes das casas Recanto do Adolescente, Recanto da Criança, Lar Maná, Raio de Luz, Estação Feliz, Vovó Geralda, Ivanilda Maria, Craur, Casa de Meu Pai e Reaviva.

Perguntar não ofende: O que Lula quis dizer quando afirmou que está lascado? 

Publicado em: 10/10/2017