Coluna da terça-feira

   Uma briga que promete

De volta da Ásia, onde esteve em missão oficial, o vice-governador Raul Henry ocupou espaço, ontem, em várias emissoras de rádio, na condição de presidente estadual do PMDB, para anunciar que o diretório estadual vai judicializar o processo de dissolvição anunciado pelo presidente nacional da legenda, Romero Jucá (RR). Há dez dias, conforme este blogueiro antecipou e o deputado Jarbas Vasconcelos negou, a cúpula nacional do PMDB resolveu entregar o partido no Estado ao senador Fernando Bezerra Coelho.

Bezerra assinou a ficha de filiação ao seu novo partido depois de um longo período no PSB, legenda pela qual foi eleito senador da República em 2014, na semana passada. Jarbas não foi a Brasília alegando problemas de saúde e Henry, que estava no exterior, alegou que em nenhum momento fora informado do ingresso do senador. “Ninguém imaginava que na impossibilidade de Jarbas conversar, acometido de uma forte sinusite, que sequer foi a Brasília, eu numa viagem de trabalho a Ásia, que o senador fosse entrar no partido dizendo que estava entrando para ser o comandante estadual do PMDB”, afirmou Henry.

Para acrescentar: ”Que história é essa? Que falta de respeito é essa? Que violência é essa contra a nossa história, contra toda uma trajetória que nós temos, contra a liderança de Jarbas, querendo atropelar, querendo desmoralizar a liderança de Jarbas? Não vamos aceitar isso por hipótese nenhuma". Para ele, Fernando foi desleal. “Uma articulação do senador absolutamente desleal, traiçoeira, indigna da parte dele, mas não vamos aceitar. Me parece que com essa só confirma a fama de traidor que ele conseguiu cultivar aqui em Pernambuco. Não vamos admitir, nós vamos para a luta e para o enfrentamento", enfatizou.

Henry está muito confiante na reversão do quadro, mas a direção do PMDB em Brasília ratifica que as chances do senador Fernando Bezerra não assumir o controle do diretório estadual são próximas a zero. Em contato com o blog, o senador Romero Jucá disse que não tem sentido Bezerra entrar no partido na condição de pré-candidato a governador sem ter o controle do partido no Estado. “Isso é página virada”, afirmou.

CORRUPÇÃO PASSIVA– O Ministério Público Federal (MPF) denunciou, ontem, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-chefe de gabinete da Presidência da República, Gilberto Carvalho, por corrupção passiva, em um dos processos da Operação Zelotes. Os procuradores do caso também acusam mais cinco investigados de beneficiar montadoras de veículos por meio da edição de medidas provisórias. De acordo com a denúncia, as empresas automobilísticas teriam prometido R$ 6 milhões a Lula e Carvalho, como propina, em troca de benefícios para o setor. O dinheiro seria direcionado às campanhas do PT.

Mais uma trapalhadaEm Caruaru, os próprios aliados da prefeita Raquel Lyra (PSDB) dizem que ela não consegue passar uma semana sem cometer uma bobagem. A mais recente, postada ontem pelo portal global G-1, foi a anulação do processo licitatório para contratação de uma empresa especializada em manutenção preventiva e corretiva do sistema de iluminação pública. Mas a decisão chega tarde. A empresa já embolsou R$ 1 milhão autorizados pela tucana e como o valor será ressarcido se a concorrente levar a melhor?

Henry interveio em Olinda– Sem querer entrar direto na contenda com o presidente estadual do PMDB, Raul Henry, que o chamou de “traidor”, o senador Fernando Bezerra Coelho escalou o vereador Raimundo Nonato, da bancada do partido na Câmara de Olinda, para rebatê-lo. “É muito estranho que Henry venha classificar a decisão do PMDB nacional de violenta, porque esta tem sido a prática dele próprio, desde que assumiu a presidência do PMDB. No ano passado, ele transformou o diretório municipal do PMDB de Olinda – que funcionava desde 1988 – numa comissão provisória, para impedir a candidatura de Isabel Urquiza à Prefeitura”.

Sondagem para 2018– Na conversa que teve, ontem, com o senador Fernando Bezerra Coelho, o prefeito de Olinda, Professor Lupércio (SD), não foi tão explícito, mas o novo comandante do PMDB estadual saiu de lá animado. Acha que o prefeito pode estar no palanque da oposição em 2018, mas o Solidariedade, legenda de Lupércio, está sob o controle do deputado federal Augusto Coutinho, já praticamente fechado com a reeleição do governador Paulo Câmara ou com um projeto majoritário em faixa própria do ministro da Educação, Mendonça Filho.

Rigidez com os açougueiros - A futura procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que assume o cargo na semana que vem, será rígida na eventual reavaliação da delação dos executivos do grupo J&F, que foi suspensa por ordem do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF). A gestão de Rodrigo Janot, o atual procurador-geral, corre quanto o tempo nesta última semana para terminar a investigação da colaboração. Se conseguir, os benefícios concedidos com a delação podem ser – de acordo com fontes da atual gestão – totalmente cancelados ou reduzidos, e as penas, aumentadas. Integrantes da equipe de Raquel Dodge, contudo, afirmam que a futura procuradora-geral sempre foi crítica do perdão total concedido ao empresário Joesley Batista e seus executivos.

CURTAS

CABROBÓ– O prefeito de Cabrobó, Marcílio Cavalcanti, entregou os novos kits uniformes do Programa AABB Comunidade para as crianças participantes do projeto. A entrega ocorreu na Câmara de Vereadores e contou ainda com o presidente da casa, Ramsés Sobreira; o secretário de Assistência Social, Paulo Gonçalves; e o representante do Banco do Brasil, Kenison Alves. Cerca de 90 kits de fardamento, compostos por camisa, bermuda, boné, meia, tênis, calção de banho, toalha e mochila, foram entregues aos pequenos através da parceria Banco do Brasil e Secretaria Municipal de Assistência Social.

VISITA - O presidente da Codevasf, Avelino Neiva, acompanhou, ontem, o ministro da Integração, Helder Barbalho, em vistoria às obras da primeira etapa (1N) do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco – que passa pelos estados do Ceará e de Pernambuco. A comitiva técnica, da qual também participou o gerente de Operação do PISF na Codevasf, Danielson Araújo, passou por Cabrobó, onde acompanhou os serviços na primeira estação de bombeamento (EBI-1), responsável por impulsionar as águas do rio por 43,9 quilômetros subsequentes até chegar ao reservatório Terra Nova, no mesmo município.

Perguntar não ofende: O que Marília Arraes está achando do namoro do PT, o seu novo partido, com o PSB, sua velha casa? 

Publicado em: 11/09/2017