Lei mortadela: liberou geral

MONTANHAS DA JAQUEIRA – Olha só quem aflorou no recinto! O Dart Vader vermelho! Já está em campanha antecipada para presidente da República. Ele próprio revogou o calendário eleitoral. A lei eleitoral sou eu.  Dart Vader é um zumbi e assim falou aos seus pareceiros: “Jesus Cristo sofreu mais do que “nóis”, Tiradentes foi crucificado e “dipois” mais de 100 anos virou herói”. Eu juro que vi um vídeo no Youtube com meus próprios olhinhos que um dia vão para o céu quando o bicho se comparou a Jesus Cristo e disse que Tiradentes foi crucificado.

O sonho dele é ser crucificado para virar mártir. Melhor seria que fosse capado para não transmitir zoonoses.  Dura Lex, sed Lex, a lei é dura, porém é flex. É a Lei das Mortadelas.  Libelu, liberdade e luta! Liberal geral. Obrigado. De nada. Não há de que. Dart Vader, Mandrake, o Superman, Macunaíma, a Mulher Maravilha, Dória, Bolsonaro, o circo de Orlando Orfei, todíssimos os artistas poderão rodar suas volantes pelos cantos do Brazil.

A alegação é de que a Justiça só poderá agir se for acionada por algum partido. Isto é conversa fiada pra Friboi dormir, não age por conivência ou por frouxidão. Eu sou pequenininho do tamanho de um passarinho, mas não receberia em minha humilde choupana para degustar o meu pasto um réu condenado pela Justiça e com vários processos no lombo. Mas, cada qual sabe de si.

O sapo réu da Justiça foi recebido feito um príncipe numa mansão em Casa Forte, para confraternizar à mesa ao lado da fina das elites dos altos coqueiros. Mas, naquelas mesas enfeitadas de baobás da Praça da República estava faltando ele, um rapaz riquíssimo chamado Aldo, operador das bocas monetárias de urnas para o Senado.        

O ponto G de Seu Aldinho era as operações heterodoxas em refinarias, Suape, urnas eletrônicas, petróleo, derivados e hemoderivados. Ingratidão tira afeição. O coitado agora está entregue às feras do Ministério Público, enquanto parceiros dele desfrutam de imunidades nos tapetes azuis de Brasília. Os zumbis ideológicos formam a nova categoria sociológica nestes tempos de seitas e fanatismos doutrinários. Triste repetir o mantra do “18 Brumário” do dromedário Karl Marx: “Não se perdoa uma nação ou uma mulher que se deixa arrebatar pelo primeiro aventureiro que apareça”.

O Brazil se deixou arrebatar por uma escória ideológica da pior natureza, ainda mais corrupta e incompetente. E pior, os zumbis vermelhos ameaçam voltar para fazer desta Nação uma Venezuela. Mas, tem gente que adora o guru da seita dos zumbis. Beija as barbas vermelhas dele. Se ajoelha aos pés dele. Beija os sovacos, os chulés e os fedores dele. Faz parte da feitiçaria da perdição. Essa gente desmerece o Brazil. Eles se merecem.

Profeta Adalbertovsky
[email protected]

Publicado em: 28/08/2017