Salve o eterno retorno!

MONTANHAS DA JAQUEIRA – Salve, salve o eterno retorno! à moda do filósofo Nietzscche. Amanhã será sempre um novo dia. O que fizeram com o nosso Brazil?! Vilipendiaram, barbarizaram, vandalizaram. O coração do Brazil está sangrando, gemendo e chorando neste vale de lágrimas, neste vale de sonhos, ilusões, desilusões, neste vale de salvações e perdições.Mas, o pulso ainda pulsa. O Brazil chegou quase ao fundo do poço. O fundo do poço são as guerras, tragédias e ditaduras. A Síria em guerra vai além da tragédia. A Venezuela mergulhou num abismo. O inferno é o limite.

A reforma da Previdência Social está na ordem do dia. Dizem que a idade média da população aumenta e sem reforma não haverá receitas no futuro para pagar as aposentadorias no futuro. Esta é uma meia-verdade, e também uma meia-mentira, ou pós-verdade, para usar a palavra da moda. A Previdência é uma caixa preta indevassável , uma caixa de Pandora com milhões de demônios.
As contas são complexas, mas a Previdência não vive apenas do apurado de cada mês para pagar as contas. O sistema é de capitalização a longo prazo. Milhões de pessoas contribuem com a Previdência e morrem no meio do caminho sem nunca terem recebido nenhum benefício nem aposentadoria. Outros milhões de trabalhadores se aposentam e continuam a contribuir sem nenhum benefício.

A Igreja nos tempos primitivos estabeleceu o dogma de que dinheiro era estéril e cobrar juros seria uma heresia. Hoje sob as leis do capitalismo financeiro sabemos que o dinheiro é fértil, procria filhotes. E mais, Money é um poderoso afrodisíaco. Para onde vai a dinheirama capitalizada da Previdência?Mistérios do além. Desvendar esses mistérios cabeludos, quem há de?  São os demônios da caixa de Pandora.

Falam em clima de intolerância. Nada surpreendente. Karl Marx cantou a pedra: “Tudo que é sagrado se profana e tudo que é sólido se desmancha no ar”. Vândalos do meio estudantil invadem e depredam instalações da Universidade. Ministro de Estado é hostilizado em Palácio. Agressões impunes de Black blocs mascarados, feitiços e feiticeiros. Este é o caldeirão onde fermentam radicalismos e intolerâncias. Faz parte da estratégia do confronto ideológico.

O pulso ainda pulsa, mas impõe-se estancar a intolerância e a radicalização que estão no ar, sob pena de haver mais desagregação política e social, minar a democracia e estagnar a economia. Estabilidade social não combina com intolerância e radicalização.  
A utopia socialista é um alucinógeno poderoso. Mais alucinante que o crack e a cocaína. Cuba vive o regime da escravidão depois de ingerir as drogas da utopia socialista. O delírio socialista produziu mais de 10 milhões de escravos em Cuba. Nos tempos da escravatura estima-se que mais de 5 milhões de africanos foram trazidos para o regime de servidão em nosso Brazil. Esta é uma mancha histórica indelével, assim também a ditadura comunista em Cuba é uma vergonha na história da América Latina.

O Brazil estava bêbado de demagogia e de populismo. Ainda está meio bêbado, ou de ressaca. A missão do governo Temer é tirar o Brazil da ressaca e restabelecer o ciclo virtuoso. Mas, o buraco é fundo. Não existe milagre nem se dá cavalo de pau na economia.

*Jornalista

[email protected]

Publicado em: 02/01/2017