Coluna da sexta-feira

   Cabo: gratidão e força eleitoral

No cabo, onde o deputado Lula Cabral (PSB) aparece na liderança de todas as pesquisas, como a da Plural, postada, ontem, neste blog, em que aparece com 45% das intenções de voto, não há a menor possibilidade de o governador Paulo Câmara (PSB) colocar o município entre os de possíveis negociações com partidos da base, porque seu apoio já está fechado a Lula.

Até, diga-se de passagem, por um gesto de gratidão. Na Região Metropolitana do Recife, dentre todos os aliados do ex-governador Eduardo Campos, não houve um mais correto, leal e cumpridor da palavra empenhada do que Lula. Mais do que isso, Câmara sabe também que Lula deixou em segundo plano a sua candidatura a estadual em 2012 para se dedicar ao projeto majoritário do PSB.

E isso se deu, especialmente, quando Câmara ainda estava pontuando nas pesquisas, enquanto Armando Monteiro, então apontado como favorito, abria uma frente elástica. Lula Cabral assumiu a coordenação da campanha do então candidato socialista no Cabo e ali reverteu índices desfavoráveis.

Para o Palácio, é ponto de honra, portanto, o engajamento de todas as lideranças do PSB na campanha a prefeito de Lula, cuja gestão teve aprovação beirando os 80%. No levantamento da Plural, de 10 a 13 de setembro, quando o entrevistado é forçado a responder sua opinião sobre a administração de Lula, 19% apontaram como ótima, 41% como e 25% regular, enquanto apenas 5% disseram ter sido ruim e 8% péssima.

Somando-se os índices de ótimo, bom e regular o percentual de aprovação hoje, três anos após o fim da gestão, é da ordem de 75%. Para 15% dos entrevistados, Lula é, também, o político mais influente do Cabo. “O palanque de Câmara no Cabo é o de Lula Cabral”, diz um secretário bem próximo ao governador.

A pesquisa constatou, também, que o governador Paulo Câmara, aliado do deputado Lula Cabral, é um potencial cabo eleitoral. Para 45% dos entrevistados, um pedido do governador aumentaria as chances de votar em Lula. Já a presidente Dilma influencia apenas 19%. Cabral tem a preferência ainda dos eleitores do Cabo por um outro fator: a admiração.

Quando forçados a responder qual o líder político do Cabo que mais admira, 15% responderam o nome do candidato socialista enquanto apenas 5% optaram por Betinho. Por tudo isso e principalmente pelo fator lealdade, Lula já pode contar, desde já, com um entusiasmado aliado em seu palanque.

SEGURANÇA– Mais uma vez o Recife é considerada a capital mais segura do Nordeste. É o que confirma o ranking divulgado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. A pesquisa utilizou dados referentes a 2014 e analisou a ocorrência de crimes violentos letais intencionais (CVLI). A capital pernambucana encerrou o ano passado com uma taxa de 32 por 100 mil habitantes, ficando entre as dez capitais mais seguras do Brasil. A taxa foi bem menor que a registrada pelo segundo lugar no ranking do Nordeste, Aracaju, que encerrou o ano com 47 homicídios para cada 100 mil habitantes.

No fundo do poço– O prefeito do Cabo, Vado da Farmácia (PTB), que estaria inelegível para tentar a reeleição, chegou ao pior momento da sua gestão. Segundo pesquisa do instituto Plural, a qual este blog teve acesso e postou ontem os percentuais de intenção de voto, 81% reprovação a administração do trabalhista, que é apontado como bom e ótimo por apenas 16% dos entrevistados.

 

 

Orçamento– Recife espera arrecadar 5,9 bilhões em 2016, conforme o projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA) encaminhada à Câmara. O valor é 4,09% maior que o previsto na LOA 2015. Apesar do aumento da receita frente ao atual cenário de crise, os investimentos não deverão acompanhar este incremento. Redução prevista é de quase R$ 100 milhões em relação a este exercício. Segundo a LOA, os investimentos previstos para 2016 deverão chegar a R$ 1,65 bilhão, além da destinação de R$ 1,4 bilhões para obras e instalações.

Defesa da família – O deputado Anderson Ferreira (PR), pai do Estatuto da Família, diz que o projeto vem sendo alvo de críticas dos movimentos ligados aos direitos dos homossexuais por classificar como família apenas o resultado da união entre homem e mulher. Segundo ele, as críticas ao Estatuto, já aprovado pela Comissão Especial criada para analisá-lo, são frutos da desinformação. O parlamentar, que integra a bancada evangélica na Câmara, também negou que "homofóbico ou fundamentalista".

Mais uma estrada no Sertão– O governador Paulo Câmara (PSB) inaugura, hoje, mais uma estrada no Sertão, que liga as rodovias PE-280 e BR-232 passando pelo distrito de Rio da Barra e pelo povoado de Waldemar Siqueira, em Sertânia, no Sertão do Moxotó. Tem apenas 8,7 km, mas se reveste de grande importância econômico e social. Na passagem pelo Moxotó, Câmara fará uma visita ao contorno rodoviário de Sertânia, cujas obras já foram iniciadas, com prazo de conclusão para um ano.

 

CURTAS 

PMDB DIVIDIDO– Um grupo de 22 deputados do PMDB anunciou, ontem, um manifesto contra o que chamam de “toma-lá-dá-cá” na reforma ministerial comandada pela presidente Dilma. Os parlamentares, que representam um terço da bancada na Câmara, dizem ser contrários à decisão do partido de assumir ministérios. Atualmente a bancada do partido na Casa conta com 66 deputados.

SATISFAÇÃO– O ex-presidente Lula sinalizou, em conversas com petistas, sua aprovação às mudanças encaminhadas pela presidente Dilma na reforma ministerial. Lula era um dos principais críticos à permanência do ministro Aloizio Mercadante no comando da Casa Civil. Avaliação dele é de que Mercadante criava dificuldades políticas para Dilma com o Congresso.

Perguntar não ofende: Os deputados e senadores petistas insatisfeitos com a reforma e o espaço dado ao PMDB abandonam o Governo? 

Publicado em: 01/10/2015