PB: maioria do secretariado deve ser mantida

O governador reeleito da Paraíba, Cássio Cunha Lima (PSDB), deverá manter a maioria dos auxiliares durante a reforma de Governo, prevista para o próximo ano. Pelo menos seis pastas deverão ser mantidas. Os mais cotados para permanecer, inclusive com o aval do chefe do Executivo, são Luzemar Martins (Controladoria Geral do Estado), Franklin Araújo (Planejamento), Jacy Toscano (Finanças) e Harrison Targino (Segurança e Defesa Social).

 

Estão cotados também o advogado Luciano Pires, que deve retornar ao comando da Procuradoria Geral do Estado, cargo deixado por ele quando assumiu a assessoria jurídica da campanha de Cássio nas eleições deste ano, e Pedro Adelson, que deverá trocar a Secretaria de Administração Penitenciária por outra pasta, ainda indefinida. As informações são da Agência Nordeste.

Publicado em: 14/11/2006