PFL adia reunião sobre futuro de Geraldo Coelho

Depois de adiar por duas vezes a reunião da executiva para definir a possível expulsão do deputado estadual Geraldo Coelho, o Partido da Frente Liberal (PFL) marcou para a próxima segunda-feira o encontro que irá definir o futuro do pefelista. De acordo o secretário executivo da legenda, Charles Ribeiro, a votação foi adiada devido à necessidade do presidente do partido, o deputado federal André de Paula, integrar uma força-tarefa no Congresso Nacional.

 

De acordo com o presidente da Assembléia Legislativa de Pernambuco (Alepe), deputado Romário Dias (PFL), é importante que a discussão seja aprofundada, uma vez que outros pefelistas também apoiaram a candidatura do governador eleito, Eduardo Campos (PSB), no segundo turno da disputa eleitoral. ''Trata-se de um homem forte no partido. No segundo turno, vários prefeitos e vereadores declararam que estavam com Eduardo. Não se pode eleger culpados quando se perdeu a eleição por mais de um milhão de votos'', avaliou o presidente. As informações são da Folha de Pernambuco.

Publicado em: 14/11/2006