Juiz anula eleição em Água Preta

Carlos Cavalcanti

Da equipe do blog

O juiz eleitoral de Água Preta, Carlos Eugênio, decidiu, no fim da noite de ontem (29), anular as eleições do último dia sete de outubro no município. A sentença foi proferida mas ainda não consta publicação no Diário Oficial do Estado.

Eufórico, o candidato com maior número de votos na eleição agora anulada, Armando Souto (PDT) comemorou a decisão do juiz, e já adiantou que agora é o momento de buscar o auxílio da imprensa para que o Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco organize uma nova disputa ainda esse ano. A intenção do pedetista é a de agilizar o processo eleitoral para que o vencedor tome posse no dia 1º de janeiro de 2013, evitando que a cidade seja administrada pelo presidente da Câmara de Vereadores.

Souto afirmou estar “de bem” com seu partido, reiterando que as desavenças que teve com o presidente estadual da sigla, José Queiroz, foram resolvidas e arquivadas. “Neste momento, o crucial é evitar qualquer tipo de briga, com quem quer que seja. Fiz as pazes com o meu partido. Meus direitos foram respeitados pelas executivas nacional e estadual. Agora é tocar para frente e vencer a eleição”, explicou.

Procurado para comentar o assunto, o juiz disse, por meio da técnica do Judiciário, Liviane Lopes, que o que tem para falar sobre a sentença será publicado no Diário Oficial. Já o atual prefeito de Água Preta e candidato à reeleição, Eduardo Coutinho (PSB), não foi encontrado pela reportagem. A assessoria de imprensa do TRE-PE aguarda comunicado oficial para se manifestar sobre o assunto.

Publicado em: 30/11/2012