Gravatá IPTU 2019 Prorro

22/04


2019

Osvaldo Coelho ganha perfil parlamentar

Deputado federal por oito mandatos, o pernambucano Osvaldo Coelho, que morreu em 2015, virou objeto de uma extensa pesquisa por parte do historiador Ricardo Rodrigues, ex-chefe da Consultoria Legislativa da Câmara dos Deputados, culminando com a edição do livro Perfil Parlamentar, com lançamento marcado para a próxima quarta-feira no Espaço Servidor da Câmara.

Osvaldo era irmão do ex-senador Nilo Coelho, ex-presidente do Congresso e pai do ex-prefeito de Petrolina, Guilherme Coelho, seu herdeiro político. Sua atuação parlamentar foi marcada pela defesa intransigente dos interesses do Estado com foco na agricultura irrigada. Ele sempre dizia que os projetos de irrigação se constituíam na maior alavanca de desenvolvimento do semiárido nordestino, gerando empregos e riqueza.

Osvaldo também pontuou sua passagem pela defesa fervorosa da educação com melhor qualidade. Foi autor, por exemplo, do projeto de implantação da Universidade Federal do Vale do São Francisco. Na constituinte, teve emenda aprovada para destinar 50% das verbas federais para o desenvolvimento do ensino básico.

Esta emenda foi precursora do Fundeb. "Osvaldo Coelho foi acima de tudo um parlamentar compromissado com sua região e o Brasil. O livro com o seu perfil resgata o legado do parlamentar para a presente e as futuras gerações", diz o autor.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Congresso Nordestino de Educação Médica

22/04


2019

Humberto: Nordestinos sofrem com desmonte do Mais Médicos

Três meses após o governo Jair Bolsonaro ter anunciado o preenchimento das vagas do Mais Médicos em todo o Brasil abertas com o fim do acordo com o governo cubano, o Nordeste volta a sofrer com a ausência de profissionais no Sistema Único de Saúde (SUS). Só na região, 408 médicos abandonaram os seus postos nos três primeiros meses da gestão Bolsonaro. O número representa 40% do total de desistências registradas este ano no Brasil.

Para o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), há um claro desmonte acelerado do programa. “Estamos vivendo um apagão na saúde. Os médicos que antes acompanhavam a população agora deixaram seus postos. Quantas pessoas estão, neste momento, sem atendimento? Quantos não voltaram para casa sem saber qual o seu diagnóstico? Os efeitos da ausência de profissionais são imensuráveis porque a gente está falando da vida das pessoas”, afirmou o senador.

A falta de profissionais se dá depois de o governo brasileiro ter mudado, unilateralmente, as regras do acordo que tinha firmado com Cuba, durante a gestão da presidente Dilma Rousseff (PT), para viabilizar o Mais Médicos, sob a chancela da Organização Pan Americana da Saúde (OPAS). Com a saída dos médicos, o governo Jair Bolsonaro anunciou um novo edital e o preenchimento das vagas por profissionais brasileiros. A iniciativa, no entanto, se mostrou falha. Noventa dias depois do anúncio, 1.052 médicos, cerca de 15% dos profissionais, já desistiram do contrato.

Em Pernambuco, 56 médicos deixaram os postos e a ausência de profissionais vem estrangulando o atendimento no Estado. “A população de municípios inteiros está sendo afetada. Muitas pessoas não têm a quem recorrer no momento de necessidade. Tudo isso é resultado de um governo irresponsável e incompetente que adora bradar discursos políticos raivosos porque não tem nada para executar como ações concretas em benefício do povo brasileiro”, afirmou Humberto.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Transporte PMR

22/04


2019

Deputado quer acesso a estudos da Reforma da Previdência

O deputado federal Danilo Cabral (PSB) antecipou, na manhã de hoje, que ajuizará uma ação popular na justiça federal para garantir o acesso às informações que embasam a proposta de Reforma da Previdência do governo federal. Segundo o parlamentar, é preciso assegurar que a população conheça os argumentos, estatísticas, dados econômicos e sociais que sustentam o texto em tramitação. “Os cidadãos têm direito de saber o conteúdo de cada estudo que sustenta a proposta de mudanças nas regras previdenciárias, afinal é uma medida que impacta a vida de todos os brasileiros”, afirmou.

Danilo Cabral ressaltou que apresentou um requerimento com pedido de informação ao Ministério da Economia, um dia após a chegada da Reforma da Previdência ao Congresso Nacional, solicitando os dados dos estudos atuariais bem como o impacto orçamentário na redução do suposto déficit previdenciário, com a alteração nos critérios de concessão dos benefícios. “Até agora, não recebemos resposta do governo”, destacou. O prazo para a resposta do pedido de informação vence hoje.

“O governo não tem respeito pelo valor da transparência na gestão pública. Esta é a segunda vez que tenta restringir o acesso a dados públicos neste ano”, criticou Danilo Cabral. O parlamentar lembrou a revogação do decreto sobre sigilo nos dados públicos após ser derrotado na Câmara dos Deputados com a aprovação do Projeto de Decreto Legislativo, elaborado por deputados do PSB, que suspendia os efeitos da medida. O decreto foi assinado pelo vice-presidente Hamilton Mourão, ampliando o rol de comissionados que podem tornar dados públicos ultrassecretos.

De acordo com Danilo Cabral, para decretar sigilo aos dados sobre a Reforma da Previdência, o governo alega que são documentos preparatórios, o que significa que apenas servidores e autoridades públicas, devidamente autorizados, podem acessar a informação. “Ora, se são documentos preparatórios, o governo se precipitou a mandar a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) com base nestes estudos”, disse o deputado. Ele reforça a necessidade de obter as informações antes de a proposta chegar à Comissão Especial que analisará as mudanças no sistema previdenciário. “Tudo indica que o governo também não responderá ao nosso pedido de informação, cujo prazo se expira hoje. Caso isso ocorra, entraremos com a ação popular”, acrescentou.

Amanhã, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) voltará a discutir o relatório do deputado Marcelo Freitas (PSL-MG). Há previsão de que o texto, depois de pressão dos parlamentares, seja reapresentado com alterações.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Olinda 2019

22/04


2019

Caco Barcellos ministra palestra em Petrolina

Gestão e liderança serão os temas da palestra do escritor e jornalista Caco Barcellos, que participará do Seminário ‘Excelência Profissional e Inteligência em Venda’, em Petrolina. O evento, que trará também Marcelo Ortega, um dos conferencistas mais aclamados do Brasil, ocorre no dia 22 de maio, mas as inscrições já estão abertas.

O seminário será realizado no auditório do SENAI, a partir das 18h, e é uma realização da unidade regional Sertão do São Francisco da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (FIEPE). Para participar, interessados podem se inscrever no site www.fiepe.org.br ou pelo telefone (87) 3861.0554.

De acordo com o gestor regional do Sistema FIEPE, Flávio Guimarães, é preciso se apressar pois as vagas são limitadas. "Os convidados especiais, Caco Barcellos e Marcelo Ortega vão compartilhar com os participantes décadas de experiência profissional focada na alta performance e engajamento de equipes", adiantou Guimarães.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/04


2019

Governo admite dilema sobre caminhoneiros

O general Carlos Alberto Santos Cruz, ministro da Secretaria de Governo da Presidência, admite que o governo está entre a cruz e a espada em relação à crise potencial representada pela insatisfação dos caminhoneiros – que pode desembocar em nova greve e paralisar a economia, como em 2018. Em entrevista ao jornal O Globo, Santos Cruz caracteriza a cruz como a possibilidade de uma decisão política que acalme os caminhoneiros e desarme a bomba e a espada como os limites para evitar um intervencionismo estatal na economia.

“O resumo de tudo isso é matemático. Agora, as decisões também são políticas. E o governo fica sempre entre a decisão política e o limite econômico, está sempre entre a cruz e a espada”, disse o ministro, para quem o governo tem de entender os problemas do setor, mas os caminhoneiros também precisam compreender que estão inseridos num contexto geral da economia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ArcoVerde

22/04


2019

Procissão leva centenas de fiéis às ruas do Jaboatão

Centenas de fieis acompanharam, na tarde deste Domingo de Páscoa, no Jaboatão dos Guararapes, a tradicional Procissão da Bandeira, ato que marca o início dos cortejos em homenagem à Nossa Senhora dos Prazeres. A caminhada partiu da matriz de Nossa Senhora do Rosário e retornou ao Santuário, localizado no Parque Histórico Nacional dos Guararapes, onde, ao longo dos próximos nove dias, serão realizados diversos atos religiosos, como celebrações eucarísticas, missas campais e apresentações musicais do frei Rosivaldo e dos padres Damião Silva e João Carlos, entre outros. O ciclo de atividades integra a grade da programação da 362ª Festa de Nossa Senhora dos Prazeres, um dos mais tradicionais e importantes eventos do calendário religioso de Pernambuco.

A famosa manifestação cultural comemora o término da Batalha dos Guararapes, quando, de acordo com a tradição, Nossa Senhora dos Prazeres teria aparecido milagrosamente diante dos soldados brasileiros e fortalecido as tropas contra a invasão dos holandeses. Em ato de agradecimento, o comandante Francisco de Menezes mandou edificar uma capela-mor e requisitou que, desde então, fosse realizado, anualmente, um grande festejo, com muita pompa, em homenagem à Virgem. A partir daí, os monges passaram a organizar a festa, reconhecida nacionalmente.

De ontem até a segunda-feira (29), a expectativa é de que mais de 300 mil pessoas participem das programações religiosas e artísticas do evento, popularmente conhecido como Festa da Pitomba. Este ano, a partir da próxima quinta-feira (25), mais de 30 artistas se revezarão nos polos religiosos, artísticos e culturais. Entre as atrações, estão os cantores Elba Ramalho, Pablo, Michele Melo, Silvério Pessoa, Petrúcio Amorim e Nádia Maia. Integram a grade, ainda, bandas como Torpedo, Sedutora, Kitara e Patusco, além dos MC’s Troinha, Japão, Tocha, Roginho e Vitinho Polêmico. A programação completa está disponível no site da Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes (jaboatao.pe.gov.br).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Asfaltos

22/04


2019

Viva Venezuela livre!

O ditador facínora Nicolas Maduro desafia as leis da política, da natureza e da vida ao tiranizar seus compatriotas para se manter no poder na Venezuela, protesta do bicho-grilo Adalbertovsky do alto das montanhas da Jaqueira. “O inferno é o limite. Bolivarismo é lenda de um passado insepulto. As ultraesquerdas se autoflagelam para apoiar o ditador corrupto e sanguinário Maduro. A soberania da Venezuela está na mãos do czar russo Vladimir Putin.  

“Maduro e os generais de fandango que se locupletam dos recursos da PDVSA, são fantoches do novo czar da Rússia,Vladimir Putin. O petróleo da Venezuela desperta a cobiça internacional? A cada dia o óleo de pedra é um produto mais farto e mais barato no mundo. O petróleo de xisto está dando no meio da canela nos Estados Unidos. Instalar uma base militar na ilha La Orchila, na mira da caixa dos peitos de Donald Trump, este sim é o interesse estratégico geopolítico dos russos”.

“Década de 1980, o Papa João Paulo 2º foi “a autoridade moral mais importante do mundo”, na expressão do líder soviético Mikhail Gorbachev, combateu os regimes totalitários de esquerda e de direita. O desmonte das ditaduras comunistas na Polônia, a queda do Muro de Berlim e a dissolução do Império Soviético fazem parte do legado do Papa João Paulo 2º ao lado de lideranças mundiais. Venerado, beatificado e santificado, Karol Wojtyla/João Paulo 2º será glorificado para sempre. Amém”!

“Atualmente o Papa Francisco reza piedosas orações, pede misericórdia aos ímpios e distribui água benta. Ditaduras totalitárias não se comovem com humildades franciscanas”. A cantoria do Profeta Adalbertovsky está postada na íntegra no Menu Opinião.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

GOSTARIA QUE ALGUÉM ME EXPLICASSEM, PORQUE NINGUÉM MAIS QUER INVADIR A VENEZUELA, O QUE ACONTECEU? NÃO QUEREM MAIS ROUBAR PETRÓLEO?



22/04


2019

Coluna da segunda-feira

Governo começa a ceder

O Governo Bolsonaro prepara um decreto para acelerar transferências a estados e municípios como forma de compensação previdenciária. Atendendo ao pleito dos governadores e de prefeitos, o time de Paulo Guedes (Economia) espera ampliar o apoio pela reforma da Previdência. Em média, um servidor público estadual ou municipal trabalha sete anos na iniciativa privada antes de ingressar no funcionalismo.

Estados e municípios querem receber a parcela paga pelo servidor no período em que estava vinculado ao INSS. O pagamento das compensações, portanto, aumenta o déficit da Previdência Social e é um alento para as contas dos governadores e prefeitos. A equipe econômica estima que, para municípios, a transferência seja de R$ 5 bilhões.

Para os estados, não há cálculos exatos. Mas o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), prevê que a dívida acumulada com os estados seja de R$ 20 bilhões. Apesar de ser de oposição a Jair Bolsonaro, Dias tem articulado com técnicos do governo mais celeridade aos pagamentos. Atualmente, há 145 mil pedidos de governadores e prefeitos para essas transferências de recursos dos INSS, que se arrastam há anos.

O plano do governo é zerar esse estoque de processos em até dois anos.  “Esse decreto deve sair em 60 dias”, informou o secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho. A equipe, segundo ele, trabalha também no aprimoramento do modelo de pedido de compensação. A medida é um afago a governadores e prefeitos e uma tentativa para que eles ajudem a convencer congressistas a votar a favor da proposta de reforma da Previdência.

Cresceu no Congresso a articulação para que a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) passe a prever mudanças na aposentadoria apenas dos trabalhadores da iniciativa privada e de servidores federais. Portanto, o efeito da reforma para estados e municípios seria excluído da proposta. Mesmo no PSDB, partido que defende a reforma, há deputados favoráveis à retirada dos artigos que ajudariam nos ajustes de contas estaduais.

Exclusão – O jogo é político. Parlamentares querem que o governador de seu respectivo estado tenha o desgaste de aprovar medidas impopulares. O líder do PPS na Câmara, Daniel Coelho (PE), recolhe assinaturas para apresentar emenda à PEC que excluiria o efeito da reforma para servidores estaduais e municipais. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), tem falado com aliados sobre outra sugestão. Ele prefere que, após a aprovação da proposta, governadores e prefeitos tenham um prazo para apenas ratificar as mudanças na PEC. Para Maia, isso seria suficiente para que toda a classe política trabalhe pela reforma.

Belo Jardim às moscas – Nas eleições municipais de 2016, Belo Jardim, a 171 km do Recife, apostou na oposição elegendo o prefeito conhecido como Hélio dos Terrenos, do PTB. Ele derrotou os candidatos dos grupos Mendonça e do ex-prefeito João Mendonça. Em pouco tempo, o trabalhista confundiu o público com o privado, o MP está investigando irregularidades na sua gestão e ele só não foi cassado ainda porque tem maioria dos 13 vereadores que integram o legislativo municipal. Ali, uma CPI das falcatruas está adormecida por pressão do prefeito, o pior que Belo Jardim teve nos últimos anos. Bateu Marcos Coca-Cola de longe. 

Padre trapalhão – Por falar em Belo Jardim, o bispo Dom José Luís, da Diocese de Pesqueira, a quem a paróquia belo-jardinense está subordinada, deveria dar uns puxões de orelha no padre Geraldo Magela, que convidou políticos para participarem como atores do ato da Última Ceia, na igreja do município, na última quinta-feira. Os católicos fervorosos reagiram com indignação a verem, por exemplo, um vereador encenando o papel de Cristo. Coma popularidade rastejando, a classe ganhou, há muito tempo, ojeriza da sociedade. Só o padre desconhece. Merece ser excomungado.

Farra em Brasília – O Congresso gastou nos últimos dez anos R$ 2,8 bilhões para ressarcir deputados e senadores por despesas como alimentação, combustível, fretamento de aeronaves, hospedagem e passagem aérea. Até hoje sem mecanismo para checar se o serviço descrito na nota fiscal foi de fato prestado, o chamado cotão parlamentar da Câmara completa dez anos de sua criação no mês de maio. O ato que criou o cotão na Câmara foi assinado pelo então deputado Michel Temer como reação ao escândalo conhecido como "farra das passagens", que revelou o uso descontrolado de verba para comprar voos nacionais e internacionais até mesmo para parentes.

Sem transparência – Caruaru ficou numa posição desconfortável no ranking do portal da transparência divulgado esta semana pelo Tribunal de Contas do Estado. A prefeita Raquel Lyra (PSDB) parece que não dá importância nem visibilidade aos atos da sua gestão no dia a dia. O engraçado é que a Câmara de Vereadores, que faz uma oposição chinfrim, não cobra da tucana transparência na sua administração nem tampouco faz qualquer esforço de fiscalização. Numa recente entrevista ao Frente a Frente, o deputado José Queiroz classificou de pífio o Governo Municipal.

Risco de degola – Depois de duas baixas – os irmãos Fernando Filho e Miguel Coelho, ambos filhos do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) –, o PSB pode sofrer um novo desfalque: o deputado federal Felipe Carreras, que contraria o partido na votação da reforma da Previdência. Dos integrantes socialistas na bancada pernambucana é o único a se declarar favorável ao parecer na Comissão de Constituição e Justiça. O risco de desfiliação é natural porque o partido fechou questão contra a reforma. No Congresso, o PSB engrossa o bloco dos partidos que fazem oposição ao Governo Bolsonaro.

CURTAS

PONTE E LUXO – Em Bodocó, a população ainda aguarda, pacientemente, a restauração da ponte que desabou sobre o rio Pequi. Já se passaram mais de um ano e a ponte continua interditada para obras que seriam feitas pelo Governo. O prefeito Túlio Alves (DEM) não está nem aí para a aflição daquele que dependem da estrutura. Pelo contrário, anda num carrão de luxo, cuja locação estaria custando aos cofres municipais a bagatela de R$ 12 mil por mês.

PREMIAÇÃO – O município de Riacho das Almas, no Agreste, foi premiado pelo segundo ano consecutivo na 3º Mostra Pernambuco Aqui tem SUS, realizada dentro do 11º Congresso Estadual de Secretarias Municipais de Saúde. O evento foi em Gravatá e contou com a participação de representantes das secretarias municipais de saúde de todos os municípios do Estado. Ao todo, 51 trabalhos de diversas regiões foram apresentados na mostra, que premiou as quatro melhores experiências exitosas na área de saúde desenvolvidas no Estado.

SEMENTES – O período chuvoso no Sertão ocorre com maior volume entre janeiro e abril, algo que parece ser desconhecido pelo secretário Estadual de Agricultura Dílson Peixoto. Na semana que passou, ele encerrou na região do Agreste, onde as chuvas começam depois das chuvas do sertão, a distribuição de sementes para os trabalhadores. De acordo com o secretário, mais de 45 mil trabalhadores rurais foram beneficiados com a distribuição de 435 toneladas de sementes de milho, feijão e sorgo forrageiro, investimento de R$ 2,2 milhões.

Perguntar não ofende: Olinda tem prefeito?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Todo Apoio a permanência de lula na Cadeia.

Fernandes

Faça como bolsonaro apoie a greve dos caminhoneiros pela redução do preço do diesel.

Fernandes

TODO APOIO A GREVE DOS CAMINHONEIROS.

Fernandes

Bolsonaro e o Bobo da Corte que virou rei. amanha é a ignorância cognitiva, instrumental, sociológica, estrutural e até política desse homem que ocupa o maior posto da República brasileira que a cada fala que daquela boca sai, o Brasil perde bilhões de reais em investimentos oriundos de nossos (ex-)parceiros comerciais; perde o respeito internacional de povos que passaram a nos admirar; perde o pudor mínimo nas interrelações domésticas com seus atos bem pouco republicanos. Aliás, cada gesto de Bolsonaro e seu governo de meninos maluquinhos, mais parecemos viver dentro do estúdio de gravação de um filme de pornochanchada dos mais clichês e patéticos que pudesse ser produzido por algum cineasta frustrado.

Fernandes

IMPRESSÃO É QUE O BRASIL É DIRIGIDO POR UM MANÍACO, DIZ FINANCIAL TIMES. Por meio de um editorial intitulado A promessa e os perigos do Brasil de Bolsonaro, o jornal britânico Financial Times ressaltou que os tuítes e pronunciamentos de Bolsonaro arriscam criar a impressão de que o Brasil é agora dirigido por um maníaco que ataca gays, odeia árvores e ama as armas, que é nostálgico dos dias de ditadura militar\".


BM4 Marketing