Governo de PE

25/05


2019

Bezerra Coelho “alegre” em avião com Bolsonaro

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), postou um vídeo nesta manhã de sexta, 24, ao lado do presidente Jair Bolsonaro dentro do avião que os transportava de Recife a Petrolina, nesta manhã de sexta, 24.

Sorridente, apesar de ter sido alvo de bloqueio de verba determinado pelo TRF-4 por suspeitas de improbidade ligadas à Petrobrás, Bezerra disse estar “alegre” por recepcionar o presidente na primeira viagem ao Nordeste desde a posse.

Bolsonaro, por sua vez, rasgou elogios: “Um homem que realmente está fazendo pelo Brasil”.

Enquanto isso, a maioria da população é favorável aos atos marcados para este domingo, 26, e considera positivo o apoio do governo à sua realização. É o que aponta pesquisa telefônica feita pelo Ideia Big Data para o BR18, realizada nos dias 22 e 23 com 1.203 pessoas.

Para 69%, os protestos ocorrem em momento oportuno e devem contar com o apoio do governo. Discordam dessas afirmações 31%. A população demonstra não ter clareza quanto à motivação do movimento: 61% dos entrevistados discordam de que as manifestações são a favor do governo de Jair Bolsonaro e de sua pauta no Congresso, contra 39% que concordam. Mas a maioria também não vê os atos como sendo contrários ao contrários ao Congresso, aos políticos e ao Judiciário: só 44% concordam com esse enunciado, contra 56% dos que discordam.  (Estadão - BR 18)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Governo de PE

24/05


2019

Coluna do sabadão

Nem a cor do dinheiro

Em reunião prévia com o presidente Bolsonaro em Brasília, os governadores do Nordeste pediram para o Governo rever o corte de 30% nas verbas destinadas às universidades e institutos federais. Pediram também um plano de geração de empregos e de combate à violência.

Na primeira sessão ordinária da Sudene, ontem, no Recife, ele ignorou o primeiro tópico e anunciou um plano para a Região, que inclui um acréscimo de R$ 2,1 bilhões ao Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste a ser usado em obras de infraestrutura. Ao todo, o fundo passará a ter R$ 25,8 bilhões ainda este ano.

O plano inclui também um conjunto de ações de curto prazo, entre elas a instalação de cisternas nas escolas, o pagamento de 13.º no Bolsa Família, a aquisição de alimentos da agricultura familiar e crédito fundiário, a ligação por internet em escolas rurais e o estímulo ao interesse por ciências, além da Rede Cegonha, de atenção básica a mães e bebês. Liberação de dinheiro, que é bom, ninguém viu o cheiro.

Afagos públicos – Além de ser tratado com distinção por ser anfitrião na Sudene, o governador Paulo Câmara, do PSB que vota contra o Governo Bolsonaro, ainda foi no avião do presidente até Petrolina. Lá, no ato de inauguração de um conjunto habitacional do programa Minha Casa, minha vida, fez um discurso elogiando o plano de desenvolvimento regional anunciado no ato da Sudene.

Bloqueio – No bloqueio de R$ 3,7 bilhões pelo MP na operação Lava Jato estão os pernambucanos Eduardo da Fonte, deputado federal pelo PP, e o senador Fernando Bezerra (MDB), líder do Governo no Senado. Antes de ingressar no MDB, Fernando Bezerra era filiado ao PSB. No avião, ontem, ao lado de Bolsonaro, gravou um vídeo fazendo loas ao plano para o NE.

Herança maldita – Quem ainda cantando de galo no gabinete do deputado federal Fernando Rodolfo (PR) é Zé Colmeia, homem forte na gestão do ex-prefeito Neguinho Teixeira, em Caruaru. Sucessor de Tony Gel, Teixeira foi acusado de desmandos e acabou no xadrez. Também da capital do forró, Colmeia foi nomeado por Rodolfo para o cargo de assessor parlamentar.

Ficha suja – O prefeito de Abreu e Lima, Marcos José da Silva (PSB) corre o risco de virar ficha suja por mais uma conta, a do ano de 2015, ter sido rejeitada em segunda instância pelo Tribunal de Contas do Estado. Em segundo mandato, o prefeito teria ambições mais na frente: disputar um mandato eletivo. Mas a inelegibilidade bate à sua porta.

Que prêmio? – Em Jaboatão, o prefeito Anderson Ferreira (PR) ganhou um adversário em 2020: o advogado Roberto Santos, que ironiza o prêmio que ele recebeu por suposta eficiência. “Na Jaboatão dos Ferreiras, procura-se um prêmio para chamar de meu”, escreveu em seu blog.

Calote – O prefeito de Olinda, Professor Lupércio (SD), está com um tremendo abacaxi em mãos para descascar: não pagou ainda a fatura do Carnaval a quem prestou serviços ao município. Segundo depoimento do secretário de Turismo, João Luiz, durante audiência pública na Câmara de Vereadores, a montanha do calote chega a R$ 2,1 milhões.

Perguntar não ofende: O que Bolsonaro conversou com Paulo no avião do Recife a Petrolina?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Congresso Nordestino de Educação Médica

24/05


2019

Governo estuda aluguel social no Minha Casa Minha Vida

O governo federal estuda implantar um "aluguel social", com tarifa acessível, para beneficiários do Minha Casa Minha Vida, afirmou, hoje, o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto. Ele esteve em Petrolina (PE) com o presidente Jair Bolsonaro para a inauguração de um conjunto habitacional pelo programa.

O aluguel social é uma modalidade na qual o governo paga para uma família manter um imóvel por um período determinado. Prefeituras e governos estaduais mantêm programas do tipo no país atualmente.

Pelas regras de hoje, os beneficiários do Minha Casa Minha Vida compram o apartamento por meio de financiamento, com subsídio de até 90% por parte do governo federal. "Em alguns casos, o aluguel social, a locação social, é o mais apropriado. Em outras, outras, a transferência do imóvel. Mas ainda é uma proposta que está sendo discutida e passará pelo crivo da sociedade, da Caixa Econômica [Federal] e do Ministério da Economia”, disse o ministro. "Não é que vai deixar de entregar casa para a população”.

Ao jornal "O Estado de S.Paulo", nesta sexta, Canuto afirmou que as mudanças estão em estudo nas linhas de crédito destinadas a atender aos mais pobres, para famílias com renda de até R$ 1.800 (chamada de "faixa 1" no Minha Casa Minha Vida) e de até R$ 2.600 ("faixa 1,5"). Ainda não há detalhes de como o projeto funcionará.

Em Petrolina, Canuto falou na necessidade de o programa ser aperfeiçoado e de ter identificado "falhas", sem especificar. Na entrevista ao "Estado", ele disse que uma das falhas é a venda dos apartamentos por beneficiários do programa – a venda é proibida.

O governo federal irá investir R$ 11,6 bilhões em novas contratações para o Minha Casa Minha Vida, ainda segundo Canuto. "Essa história de que o programa parou não existe."

Procurado, o Ministério do Desenvolvimento Regional informou que a Política Nacional de Habitação está sendo reformulada e que a criação de uma modalidade de aluguel social é uma das possibilidades.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/05


2019

Guedes reafirma compromisso com o crescimento do País

Nota oficial

O Ministério da Economia reafirma o total compromisso do ministro Paulo Guedes com a retomada do crescimento econômico do país e rechaça qualquer hipótese de que possa se afastar desse propósito.

O Ministério da Economia reitera ainda sua absoluta confiança no trabalho do Congresso Nacional, instituição com a qual mantém excelente diálogo, para garantir a aprovação da Nova Previdência com economia superior a R$ 1 trilhão.

Ministério da Economia


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/05


2019

Deputada representa a Alepe em homenagem a Fernando Figueira

Na manhã de hoje, a deputada estadual Roberta Arraes esteve representando a Assembleia Legislativa de Pernambuco, no plenário do Senado, em Brasília, durante a Sessão Solene em homenagem ao Centenário de Nascimento do Professor Fernando Figueira, patrono do Instituto de Medicina – IMIP.

Em seu pronunciamento, Roberta Arraes citou a principal obra do homenageado, o Instituto Materno Infantil de Pernambuco, o IMIP, que hoje é chamado de Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira. "Entidade filantrópica que atua nas áreas de assistência médico-social, ensino, pesquisa e extensão comunitária, possuindo um imenso complexo hospitalar voltado para o atendimento da população carente pernambucana", afirmou.

Por fim, a parlamentar citou outras criações do Professor Fernando Figueira e afirmou que ele deixou como herança, um dos maiores legados da medicina brasileira e uma lição de vida dedicada aos princípios da solidariedade, fraternidade e respeito aos mais carentes, assim como uma imensa dedicação ao ensino e à produção científica. “Legado este que é devidamente enaltecido e reconhecido nesta ocasião em que comemoramos o seu centenário de nascimento. Parabenizo o senador Humberto Costa e os deputados federais, Felipe Carreras e João Campos pela iniciativa deste merecido reconhecimento”, finalizou Roberta Arraes.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ArcoVerde

24/05


2019

Governadores cobram da União 30% do FNE para os Estados

O governador Paulo Câmara se uniu aos demais governadores dos Estados do Nordeste e o de Minas Gerais, hoje, no Recife, para cobrar do Governo Federal soluções para o desenvolvimento e combate às desigualdades na região. Na presença do presidente da República, Jair Bolsonaro, a 25ª reunião do Conselho Deliberativo da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) teve como principal pleito a destinação de 30% do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) para região, e que esse repasse também possa ser feito para os Estados que possuem rating C, ou abaixo disso. Ambas as prioridades foram acordadas pelos governadores em reunião prévia, na manhã de hoje, no Palácio do Campo das Princesas.

“O mais importante desse encontro foi que nós conseguimos colocar a proposta de destinação de 30% do FNE para a captação dos Estados, para que esses recursos sejam aplicados em infraestrutura, possibilitando que novos investimentos cheguem ao Nordeste e façam com que a gente tenha menos desemprego e retome o crescimento. Essa é a nossa missão: combater as desigualdades e promover o equilíbrio regional necessário para um país mais justo. Porque apesar de avanços recentes, ainda convivemos com flagelos como a seca, a falta de oportunidades e instabilidade econômica”, destacou Paulo Câmara.

O governador da Bahia, Rui Costa, também reforçou que o incentivo destinado às obras de infraestrutura são indispensáveis para o desenvolvimento da região. Em entrevista à imprensa, o gestor explicou que, a partir de agora, basta que uma medida provisória seja editada e aprovada para que haja a liberação dos recursos. “Esse plano é resultado da escuta aos governadores. Foi aprovada a proposição que os Estados gostariam: a destinação de 30% do valor do FNE para ser executado pelos governos em obras de infraestrutura. O presidente, ao nosso entender, por uma medida provisória, pode resolver isso e dar legalidade ao fato de o Estado executar esses valores”, ratificou.

A 25ª reunião do Conselho Deliberativo da Sudene marcou a primeira visita do presidente Jair Bolsonaro ao Nordeste. Participaram do encontro, no Instituto Ricardo Brennand, no bairro da Várzea, os ministros de Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, e de Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes; os governadores  Camilo Santana (CE), Fátima Bezerra (RN), Wellington Dias (PI), Renan Filho (AL), João Azevedo (PB), Flávio Dino (MA), Belivaldo Chagas (SE) e Romeu Zema (MG); além do superintendente da Sudene, Mário Gordilho, o senador Fernando Bezerra Coelho, o presidente do Tribunal de Contas da União, José Múcio, o comandante militar do Nordeste, general Marco Antônio Freire Gomes, o prefeito do Recife Geraldo Julio e o anfitrião, empresário Ricardo Brennand, entre outras autoridades.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Asfaltos

24/05


2019

Márcio Stefanni assume direção do ProRural

O advogado e funcionário de carreira do BNDES Márcio Stefanni, 41 anos, assume o ProRural (Programa Estadual de Apoio ao Pequeno Produtor Rural), órgão vinculado à Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária do Estado. Na direção-geral do ProRural, ele terá a missão de tocar o projeto Pernambuco Rural Sustentável, financiado pelo Banco Mundial.

Márcio Stefanni entrou no Governo de Pernambuco em 2011, na segunda gestão Eduardo Campos, como diretor da AD/Diper, tendo ocupado ainda os cargos de secretário de Desenvolvimento Econômico e Presidente de Suape. No primeiro mandato do governador Paulo Câmara, Stefanni foi secretário da Fazenda, secretário de Planejamento e secretário de Turismo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/05


2019

Fernando Figueira é homenageado no Congresso

Agência Senado

Conhecido pelo seu legado na medicina social, o médico pediatra e professor universitário Fernando Figueira (1909-2003) foi homenageado, hoje, pelo Congresso Nacional, em sessão solene no Plenário do Senado por ocasião do centenário de seu nascimento. Durante o evento, que contou com a presença de familiares do homenageado, senadores e deputados destacaram a contribuição de Figueira para a saúde pública e sua atuação em defesa da democracia e dos mais carentes.

O senador Humberto Costa (PT-PE), um dos requerentes da homenagem, destacou que sua maior obra, o Instituto Materno Infantil de Pernambuco (Imip), fundado em 1960, e ligado ao Sistema Único de Saúde (SUS), sintetiza o próprio projeto de vida do professor Fernando Figueira.

“O Imip estava, desde o seu embrião, indissociavelmente ligado às crianças, a cuidá-las, a lutar pela vida delas com uma fé inquebrantável no futuro que elas poderiam construir. Nas crianças, o professor Figueira via a força que girava o mundo. O seu compromisso social o movia como um gigante na edificação desse sonho que viria a ser tão grande quanto ele”, apontou o senador.

Outro dos requerentes, o deputado Felipe Carreras (PSB-PE), ressaltou a luta do professor em favor da saúde pública. “Fernando Figueira deixou um legado enraizado no acesso universal ao sistema público de saúde. Seu foco sempre foi o povo mais carente”, registrou.

O secretário estadual de Saúde de Pernambuco, André Longo, registrou que o Imip atende milhares de pessoas diariamente e afirmou que Figueira deixou um importante legado também na elaboração de planos de saúde para o estado, e na organização de vários serviços que ainda hoje compõem a rede estadual de saúde. Para Silvia Rissin, presidente do Imip, o SUS precisa da atenção e grita por socorro. “Não pedimos ajuda, cobramos da sociedade o que elas devem às crianças pobres”, disse Silvia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

bm4 Marketing 6