Governo de PE


30/10


2017

Coluna da segunda-feira

  Marília ganha aderência no Interior

Enquanto o PT não decide para onde caminhar em 2018, a vereadora Marilia Arraes, líder da oposição na Câmara do Recife, cuida de ocupar os espaços que ela própria, como uma das alternativas do PT ao Governo do Estado, tem por dever de assim o fazer para ficar mais conhecida além da Região Metropolitana. Neste fim de semana, por exemplo, foi recebida como estrela de maior grandeza no encontro estadual dos vereadores em Petrolina.

Entre selfies, abraços e apertos de mão, conseguiu roubar a cena no evento, mesmo não sendo palestrante oficial. "Sou vereadora e como tal vim atender a um convite da UVP", disse Marilia, aos jornalistas que o indagavam se já estava ali como pré-candidata a governadora. Para os vereadores petistas, sua presença foi bastante festejada e oportuna.

Marilia saiu de Petrolina para Caruaru, ontem, onde participou de um encontro do PT. Ao partido, ela tem dito que o melhor caminho para a legenda é caminhar com suas próprias pernas em 2018, colocando-se não como única opção, mas como alternativa entre outros nomes, como o ex-prefeito do Recife, João Paulo, e o senador Humberto Costa. "O que não podemos é ser coadjuvantes", afirma, referindo-se às especulações de que o PT tende a caminhar para um realinhamento ao PSB.

Para ela, se isso viesse a acontecer, o que não está nos seus propósitos, o PT teria que assumir o ônus da gestão, no seu entender mal avaliada, do Governo Paulo Câmara. "Por onde tenho andado, seja no Agreste, Mata ou Sertão, o que constato é a fragilidade de um governo inoperante, sem comando. Não temos governador", alfineta.

E foi em cima deste discurso que a parlamentar se apresentou aos mais de 300 vereadores presentes ao encontro de Petrolina. Uma semana antes, o prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque, principal liderança do PT no Sertão, já havia reunido um grupo de aliados na região num encontro para firmar compromisso pela candidatura de Marília.

Se depender de Duque, que administra o segundo maior colégio eleitoral do Sertão, o PT não pode cometer o pecado mortal de se realinhar ao PSB, apoiando a reeleição de Câmara em detrimento de uma candidatura própria. "O nome de Marília, vereadora aguerrida, talentosa e competente, é a grande aposta que o PT tem que fazer com Lula candidato ou não à Presidência da República”, afirmou.

QUE CHEGUE NOVEMBRO - Outubro vai ficando como página virada e novembro, que bate à porta, é o mês de definição para o PMDB pernambucano. Até o final da sua primeira quinzena estará resolvido o imbróglio do diretório estadual. Pauta da próxima reunião da executiva nacional, a dissolução do diretório, se aprovada, permitirá que o comando do partido no Estado saia das mãos do deputado Jarbas Vasconcelos para as do senador Fernando Bezerra Coelho, recentemente filiado ao partido com o aval da executiva nacional para disputar o Governo do Estado.

A guinada de Lóssio - Na minha passagem por Petrolina, na última sexta-feira, onde lancei meu livro Histórias de Repórter, ouvi especulações de que o ex-prefeito Júlio Lóssio, atualmente no PMDB, estaria se aproximando do governador Paulo Câmara como consequência do rompimento do senador Fernando Coelho, adversário figadal com as forças alinhadas ao Palácio. Cheguei a ouvir que Lóssio seria uma opção para vice na chapa de Câmara.

 

Pé na estrada– Em visita as cidades de Carpina, Paudalho e Cumaru, sábado passado, o senador Armando Monteiro (PTB) esteve com diversas lideranças políticas discutindo ações estratégicas para o desenvolvimento dos municípios. Avaliou também a situação do Estado, sobretudo no que tange à questão da segurança pública, e ouviu as demandas das comunidades. Os deputados federais Ricardo Teobaldo (Podemos) e Silvio Costa (Avante) acompanharam o líder trabalhista. Já em Carpina, Armando visitou os ex-prefeitos Joaquim Lapa (Carpina), Nado (Nazaré da Mata) e Lamartine Mendes (Lagoa de Itaenga), além da vereadora Manu Lapa, todos do PTB. Em Paudalho, prestigiou o aniversário do prefeito Marcelo Gouveia (PSD). Já em Cumaru, participou da procissão de Santa Teresinha, tradicional cortejo religioso.

Investimento nas universidades– O ministro da Educação, Mendonça Filho, liberou R$ 15 milhões para quatro campis do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) na Região Metropolitana e no Agreste. No de Caruaru, será construído um bloco para o curso de Engenharia Mecânica. Os de Ipojuca e Garanhuns serão beneficiados com bibliotecas. Já o campus de Belo Jardim ganhará um bloco para o curso de Informática e uma obra da rede de esgotamento sanitário. “Estamos investindo forte na melhoria dos campis federais para permitir mais qualidade e melhoria no ensino”, disse o ministro.

Balanço em São Lourenço- Ao completar o primeiro mês à frente dos destinos de São Lourenço da Mata, consequência do afastamento do prefeito Bruno Pereira (PTB), o prefeito em exercício Gabriel Neto (sem partido) disse que sua maior preocupação com a transparência. ”Transparência em todas as ações, para que a população se inteire de todas as medidas que estamos tomando, centrando e priorizando segurança, saúde, educação, assistência social e a qualidade dos serviços públicos. “Iniciamos ainda na primeira semana uma série de serviços, como a limpeza dos canais, capinação e recolhimento de entulhos. Fizemos um contrato emergencial com uma empresa responsável pela coleta de lixo da cidade, assim como a manutenção de inúmeros pontos de iluminação pública, não só do Centro, como dos distritos”, destacou.

CURTAS

SALGUEIRO– Deputado federal licenciado, o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho (sem partido), esteve em Salgueiro, onde entregou ao prefeito Clebel Cordeiro (PMDB) um conjunto de 845 metros de tubulação. O equipamento será utilizado para melhorar o esgotamento sanitário do município. A obra, orçada em pouco mais de R$ 40 mil, foi viabilizada junto à Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) como emenda parlamentar apresentada por ele.

DÍVIDAS– A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) do Recife criou uma plataforma digital para facilitar a negociação de dívidas. O ‘Acordo CDL’ permite que o consumidor tenha condições de recuperar o crédito com empresas privadas, de graça, pela internet. O serviço foi implantado a partir de uma parceria da CDL com o Acordo Certo, um serviço de negociação de dívidas online. Para acessar a plataforma, é preciso entrar no site da Câmara de Dirigentes Lojistas do Recife. Em seguida, o cliente deve clicar no ícone do serviço, que está do lado direito da tela do computador ou do celular.

Perguntar não ofende: Quem vai ganhar a queda de braço para ter o controle do PMDB no Estado: Jarbas ou Fernando Coelho? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

FRANCISCO DE ASSIS LIMA ANDRADE

LULA LADRÃO.

FRANCISCO DE ASSIS LIMA ANDRADE

LULA BANDIDO EM 2018 CADEIA NELE.

Comicozinho

GOVERNO LULA MUDOU PARA MUITO MELHOR A VIDA DOS MINEIROS: DOIS MILHÕES DE NOVOS EMPREGOS; REAJUSTE REAL DE 76% DO SALÁRIO MÍNIMO PARA 4 MILHÕES DE PESSOAS; 4,2 MILHÕES DE MINEIROS SAÍRAM DA POBREZA; BOLSA FAMÍLIA PARA 1 MILHÃO DE FAMÍLIAS; MINHA CASA MINHA VIDA PARA 336 MIL FAMÍLIAS; 1.235 MÉDICOS DO MAIS MÉDICOS; NA EDUCAÇÃO, 500 CRECHES, 19 NOVAS UNIVERSIDADES E CAMPI UNIVERSITÁRIOS, 43 NOVAS ESCOLAS TÉCNICAS

Comicozinho

VIRADA ESPETACULAR! Lula Tem A Menor Rejeição Da História E Parte Para Ficar Imbatível Em 2018. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é o presidenciável mais admirado do Brasil, segundo pesquisa Ipsos divulgada neste domingo. Ele tem 41% de avaliação positiva, seus adversários seguem distantes.

Comicozinho

A resposta será dada nas urnas aos coxinhas e golpistas, se preparem. Lula 2018 presidente. Lula o MITO.


Banner de Arcoverde


27/10


2017

Coluna da sexta-feira

  Sinais de retaliação em Petrolina  

Em entrevista ao Frente a Frente de ontem, o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, ainda no PSB, deu a entender que a sua gestão passou a ser discriminada pelo Governo do Estado depois que o grupo do seu pai, o senador Fernando Bezerra Coelho, rompeu com Paulo Câmara, saiu do PSB e assumiu discurso de pré-candidato a governador. Segundo ele, em nenhum momento o Governo Câmara atendeu a contento os pleitos do município.

Miguel fez apenas uma ressalva à postura correta e de equilíbrio, segundo ele, do presidente da Compesa, Roberto Tavares. As obras e projetos voltados para o município, de acordo com o prefeito, estão em ritmo de normalidade, estando Tavares mantendo diálogo permanente. Sobre a candidatura do seu pai, Miguel disse que ainda é muito cedo para tratar de nomes, mas afirmou que aposta na unidade da oposição, formada pelo G-4, o grupo dos quatro partidos que planejam construir uma candidatura única ao Governo do Estado.

O prefeito falou também da sua gestão, que, segundo ele, tem buscado o equilíbrio fiscal, apesar das dúvidas astronômicas, em sua expressão, deixadas pelo ex-prefeito Júlio Lóssio. "Não quero realimentar essa polêmica, mas a população sabe o que herdamos em termos de despesas", afirmou. Ainda em relação ao modelo de governo implantado, destacou a obra social do restaurante popular, com refeições a R$ 1,50, que tem sido um tremendo sucesso, chegando a atender mais de seis mil pessoas por dia.

Enquanto, por outro lado, o Governo do Estado passou a ver Petrolina com viés discriminatório, o prefeito disse que não teve outra alternativa que não fosse buscar parcerias com o Governo Federal. Através de recursos viabilizados na gestão Temer, Miguel tem se diferenciado na região com obras que geram emprego e renda. Ele citou que iniciou, por exemplo, a pavimentação de um conjunto de mais de 20 ruas, boa parte também com recursos próprios frutos do ajuste fiscal que vem sendo feito.

CONGRESSO DA UVP– O prefeito de Petrolina é um dos palestrantes do Congresso Estadual de Vereadores que começa, hoje, no município, reunindo mais de 300 parlamentares numa iniciativa da União dos Vereadores de Pernambuco – UVP. Segundo o presidente da entidade, Josinaldo Barbosa, que é presidente da Câmara de Vereadores de Timbaúba, lideranças expressivas de todas as matizes políticas vão se revezar no evento, inclusive convidados de outros Estados. O mote do encontro não poderia ser diferente: a crise nacional que vem assolando os municípios.

Fugiram da raiaAs duas maiores surpresas na votação da bancada pernambucana na sessão da última quarta-feira, da Câmara dos Deputados, na qual foi arquivada mais uma denúncia contra o presidente Temer, oferecida pela Procuradoria Geral da República, foram as ausências dos deputados Ricardo Teobaldo, do Podemos, e de João Fernando Coutinho, do PSB. Ambos votaram a favor do Governo no primeiro pedido de investigação do STF, mas sofreram um bombardeio de críticas pelas redes sociais. Temendo novo estresse, adotaram o muro como solução.

ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA– A Polícia Federal deflagrou, ontem, a Operação Lavat, destinada a desarticular organização criminosa investigada na Operação Manus, que continuou praticando crimes de lavagem de dinheiro. A PF faz buscas no Ministério do Turismo. Em junho, a Manus prendeu o ex-ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). Em nota, a PF informou que cerca de 110 policiais federais cumprem 27 mandados judiciais, sendo 22 mandados de busca e apreensão, três de prisão temporária e dois de condução coercitiva em Natal, Parnamirim, Nísia Floresta, São José do Mipibu, Angicos, ambos no Rio Grande do Norte, e Brasília. Durante a análise do material apreendido da Manus, “foram identificadas fortes evidências quanto à atuação de outras pessoas pertencentes a organização criminosa, que continuou praticando crimes de lavagem de dinheiro e ocultação de valores para o chefe do grupo”.

TV cumpre promessa– Após a matéria publicada no Diário de Pernambuco sobre o atraso na entrega da casa prometida pela Record à família de Rivânia durante o programa Hora do Faro veiculado em 9 de julho deste ano, a emissora rebateu o prazo informado à reportagem por Maria Ivone, avó da garota, de 90 dias. Com apenas 8 anos, ela ficou conhecida nacionalmente por escolher salvar livros em vez de brinquedos ou outros itens durante as chuvas que invadiram e destruíram boa parte da casa onde mora, em Várzea do Una, no município de São José da Coroa Grande, a 117km do Recife. A entrega da casa, aliás, será registrada pela equipe do Hora do Faro e veiculada pela atração da Record TV. A produção do programa mantém contato com Dona Ivone, que está ciente dos 6 meses para a entrega da casa", diz a nota enviada pela empresa.

Temer fala em verdade- Do presidente Michel Temer ao comemorar mais uma vitória com a sua base política na Câmara enterrando mais uma denúncia do STF: “O Brasil é sempre maior do que qualquer desafio. E ficou ainda mais forte depois de ter suas instituições testadas de forma dramática nos últimos meses. No fim, a verdade venceu. Prevaleceram as garantias individuais e institucionais da nossa Constituição. Quero até aproveitar para agradecer às deputadas e aos deputados que na votação de ontem reafirmaram o compromisso comigo e com o nosso governo”.

CURTAS

AINDA EM PETROLINA– Em comemoração à semana do servidor público, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Petrolina e a Prefeitura realizaram o lançamento do Siconcard, Cartão de desconto do servidor municipal. A iniciativa faz parte do Convênio entre a CDL Petrolina com a Prefeitura de Petrolina, Sindilojas e o Sindicato dos Servidores Municipais. O cartão oferece descontos aos servidores públicos municipais de Petrolina, efetivos e comissionados, na aquisição de produtos e serviços em estabelecimentos comerciais conveniados ao programa.

COBRANÇAS– O deputado estadual Diogo Moraes (PSB) cobrou do secretário de Transportes, Sebastião Oliveira, a sinalização da PE-160 bem como a realização de uma operação tapa-buracos no trecho que compreende o Moda Center e a cidade de Jataúba. O parlamentar recebeu em seu gabinete o vereador Nailson Ramos (PMDB) de Santa Cruz do Capibaribe, para tratar de emendas nas áreas de abastecimento hídrico e infraestrutura, entre elas a interligação das Adutoras do Agreste e do Alto Capibaribe aos bairros de Jaçanã, Santo Agostinho, Neco Aragão e Gavião.

Perguntar não ofende: A paz voltou a reinar no Governo Temer só até a delação de Geddel?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Comicozinho

Dilma encara Moro frente a frente e detona o juiz e as acusações. No depoimento que deu hoje ao juiz Sérgio Moro, como testemunha na ação movida contra o ex-presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, Dilma Rousseff disse que as punições pelos processos de corrupção devem ser aplicadas aos executivos envolvidos e não às instituições. Acho que a gente tem que punir maus feitos, punir executivos ou funcionários que pratiquem maus feitos. Mas as instituições são produtos sociais, não podem ser punidas.

Comicozinho

Desejo pra você , tudo que você deseja ao Lula em dobro.

Comicozinho

Lula! É ele que o povo quer.

Comicozinho

Em 14 anos de PT a gasolina subiu 3 vezes e foi uma choradeira, com Temer a gasolina sobe 8 vezes, em 1 ano, e o silêncio é total

Comicozinho

Mourão e o sagento Roseno, mamaram nos milhões desviados. Ladrões !!! KKKKKKKKKKKKKKKK RIRIRIRIRIRIRIRIRIRIRIRIRIRIRIRIRIRI kkkkkkkkkkkkkk ririririririririririririii Hahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaha rsrsrs hehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehhe É ENGRAÇADO OU NÃO É KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK




26/10


2017

Coluna da quinta-feira

  Temer escapa, ministros ainda não

Com apenas 12 votos a menos em relação à votação anterior, o presidente Michel Temer (PMDB) conseguiu, ontem, mais uma vitória política no Congresso, ao rejeitar por 251 a 233 votos o segundo pedido feito pelo Supremo Tribunal Federal para investigá-lo. Quanto aos ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral), que também constavam no processo arquivado, o STF deve definir em que momento o Judiciário poderá analisar a denúncia contra eles.

Em tese, a denúncia poderia retomar o andamento no Judiciário assim que os dois deixassem os cargos de ministro, seguindo o mesmo entendimento aplicado para o presidente da República, segundo o qual o processo ficará suspenso enquanto Temer estiver no mandato. Mas, no Supremo, interlocutores do relator do caso, ministro Edson Fachin, afirmam que ele ainda não formulou uma posição sobre o tema, pois aguardava a decisão da Câmara.

Na primeira denúncia contra Temer, na qual o presidente foi acusado por corrupção, também rejeitada pela Câmara, Fachin suspendeu o processo contra o presidente e fatiou a denúncia. Na ocasião, ele enviou para a primeira instância da Justiça a acusação contra o ex-assessor de Temer, Rodrigo Rocha Loures, que não tem direito ao foro privilegiado.

A expectativa é que o ministro despache sobre a nova decisão da Câmara em breve. Na época da rejeição da primeira denúncia, a decisão que formalizou a suspensão do processo ocorreu uma semana após a decisão da Câmara. Os advogados de Padilha e de Moreira Franco avaliaram que o STF ainda deverá analisar a situação por conta das características da denúncia, na qual os ministros são acusados junto com Temer pelo crime de organização criminosa.

Daniel Gerber, que defende Padilha, por exemplo, disse que, como a Câmara não autorizou o prosseguimento da denúncia, o ministro fica blindado, mas, em tese, somente enquanto mantiver o status de ministro e, assim que deixar o cargo, o Supremo poderá analisar a denúncia.

"Acredito que em relação a todos os demais réus, a denúncia vai correr. Se para os demais, vai normalmente correr, caso os dois percam o status de ministros, acredito que contra eles o processo também se iniciaria, independente de eventual suspensão ser mantida contra o presidente", disse, ressalvando que a decisão caberá ao STF.

Já o advogado de Moreira Franco, Antônio Pitombo, afirmou que, embora o ministro possa ser processado após deixar o cargo, o STF não poderá fatiar a acusação em razão de uma estreita conexão entre os fatos imputados a ambos na denúncia.

"A acusação é de organização criminosa. Não pode dar andamento a fato em relação a 'A' e deixar suspenso em relação a 'B'. Se processa um, está pré-indicando a posição em relação a outro. Qualquer juízo será antecipatório quanto ao próprio mérito [pertinência da acusação]", avalia o advogado. Na prática, se o STF adotar tal entendimento, os ministros só poderão ser processados junto com Temer, portanto, quando o presidente deixar o mandato.

REAÇÃO DE JARBAS– O deputado Silvio Costa (Avante), fazendo o jogo da oposição pela obstrução da sessão de julgamento da denúncia contra o presidente Temer, oferecida pelo Supremo, tentou evitar que o deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB) registrasse sua presença em plenário. Mas, decidido a votar a favor da denúncia e, portanto, contra Temer, Jarbas driblou Costa sob a proteção do deputado governista Augusto Coutinho (SD), este de posição contrária ao parlamentar pemedebista, ou seja, voto pelo arquivamento da matéria. Bem ao seu estilo, Jarbas adentrou ao plenário sem dar bolas para os apelos de Silvio, que ficou falando para as paredes.

Pressionando para ficarO senador Aécio Neves (PSDB-MG), presidente licenciado do PSDB, está apelando para permanecer no comando do partido até dezembro, quando os tucanos vão eleger uma chapa para a Executiva Nacional e o novo presidente. O pedido do senador mineiro foi feito ao senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), em conversa entre os dois líderes. Jereissati é o presidente interino do partido e tem pressionado o colega a abandonar o posto no PSDB. No encontro, Aécio se recusou a renunciar, o que gerou uma crise dentro da executiva nacional em função da imagem extremamente desgastada de Aécio.

Guararapes na privatização– O Governo federal incluiu mais 13 aeroportos no programa de desestatização, que deverão ser concedidos à iniciativa privada, mas deixou de fora o aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Na lista para futura concessão estão agora os aeroportos do Recife (PE), Vitória (ES), Aracaju (SE), Maceió (AL), Macaé (RJ), Juazeiro do Norte (CE); Campina Grande e Bayeux, na Paraíba; e Várzea Grande, Rondonópolis, Sinop, Alta Floresta e Barra do Garças, todos em Mato Grosso. “Os aeroportos poderão ser concedidos individualmente ou em blocos, conforme decisão que será subsidiada pelos estudos de modelagem da desestatização”, de acordo com o decreto presidencial.

TV frustra estudante– Mais de três meses após a promessa de uma casa nova para a pernambucana Rivânia da Silva, de apenas 8 anos, feita durante o Hora do Faro, da Record, a família ainda não recebeu os prêmios conquistados em episódio veiculado no dia 9 de julho, quando bateu recorde de audiência no Recife ao cravar 23 pontos. Além do imóvel, o apresentador disse que ela receberia móveis, eletrodomésticos, utensílios para casa, computador, brinquedos e outros itens pessoais e para a casa - o fornecimento, segundo a emissora, é feito através de parceiros. A garota de Várzea do Una, no município de São José da Coroa Grande, a 117km do Recife, comoveu o país após uma fotografia na qual aparece agarrada com força a uma bolsa com livros em meio a fortes enchentes em Pernambuco, em junho: ela escolheu salvar o material escolar em detrimento de roupas ou brinquedos.

Ministro joga a toalha- Após meses de atrito interno entre PSB e dissidentes, o ministro de Minas e Energia, Fernando Filho, entregou, ontem, ao PSB, a carta de desfiliação, sob alegação de “incompatibilidade ideológica, política e programática”. Além do ministro, outros quatro dissidentes – Fábio Garcia (MT), Tereza Cristina (MS), Danilo Forte (CE) e Adilton Sachetti (MT) – deixaram a legenda na última terça-feira. Com isso, a reunião, na ´próxima sexta-feira, que os expulsaria, foi cancelada. No acordo, a legenda se comprometeu a não pedir os mandatos dos parlamentares, porém não pode se comprometer com os possíveis pedidos dos suplentes. Apesar de a dissidência ser mais ampla, nenhum outro parlamentar está na mira do Conselho de Ética ou anunciou que deixaria a sigla, embora alguns deles estejam negociando migração para outros partidos. O DEM e o PMDB devem ser o destino de alguns dissidentes.

CURTAS

EM SERRA– O município de Serra Talhada sedia, hoje, o IV Encontro de Ativação Regional das Praças CEUs 2017 – os Centros de Artes e Esportes Unificados. O evento, promovido pela Secretaria de Infraestrutura Cultural do Ministério da Cultura, com organização da Prefeitura Municipal, será realizado das 9h às 18h, na Praça do CEU das Artes, na Caxixola. Foram convidados para o evento representantes das 85 praças CEUs dos estados nordestinos. O encontro de ativação tem como objetivo apoiar as equipes técnicas de prefeituras, gestores e comunidades na condução da mobilização social, ocupação, gestão e da infraestrutura das Praças CEUs.

VOTO DOS PERNAMBUCANOS– Dos 25 deputados que integram a bancada federal, 11 votaram a favor da investigação do presidente Temer: Jarbas Vasconcelos, Tadeu Alencar, Gonzaga Patriota, Wolney Queiroz, Silvio Costa, Luciana Santos, Pastor Eurico, Danilo Cabral, Betinho Gomes, André de Paula e Daniel Coelho. Votaram a favor de Temer: Augusto Coutinho, Bruno Araújo, Mendonça Filho, Eduardo da Fonte, Fernando Coelho Filho, Fernando Monteiro, Jorge Corte Real, Luciano Bivar, Marinaldo Rosendo, Sebastião Oliveira e Zeca Cavalcanti. Estiveram ausentes: Adalberto Cavalcanti, João Fernando Coutinho e Ricardo Teobaldo. 

Perguntar não ofende: Por que o Planalto negou a obstrução no coração do presidente Temer, notícia antecipada por um repórter do jornal O Globo? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias

Adesão em massa! Com PSDB ‘Morto’ Para 2018, Quase Todo PMDB Já Anuncia Espontaneamente Apoio A Lula Para 2018 As pesquisas de intenção de voto tem sido implacáveis com os tucanos. Os pré-candidatos do partido estão figurando como coadjuvantes no cenário de 2018. Com isso, a debandada aliada de Temer está cada vez mais inevitável. Integrantes do PMDB e de outros partidos tem anunciado espontaneamente apoio ao ex-presidente Lula (PT) para as eleições do pleito vindouro.

Nehemias

20 anos sem investimento em saúde e educação e 32 bilhões pra comprar deputados . Não entendo essa crise!

Comicozinho

A igreja de crentes no meio da política está uma safadeza sem limites

Comicozinho

Nenhum deputado do PT PCdoB e PSOL votaram à favor da permanência do Temer A esquerda ainda vai salvar o País!

Comicozinho

O terceiro dia de caravana Lula por Minas Gerais terminou com um ato cultural do Médio Jequitinhonha, em Araçuaí, onde Lula permanece para mais duas atividades nesta quinta-feira (26). Os cães ladram,mais a caravana não para. É um mar vermelho.




25/10


2017

Coluna da quarta-feira

  O vate tudo de Temer

Para garantir os votos necessários para barrar a segunda denúncia oferecida pela Procuradoria Geral da República, hoje, o Palácio do Planalto lançou mão de uma série de estratégias. Uma delas foi a exoneração de nove ministros que têm cargo de deputado para votarem na sessão de quarta. De olho na bancada ruralista, também foram anunciadas medidas polêmicas, como a que dá desconto de até 60% em multas por crimes ambientais e outra que torna mais brandas as regras de fiscalização do trabalho escravo. Temer também centrou esforços na liberação de emendas parlamentares da base aliada.

A oposição definiu a estratégia de prolongar ao máximo a sessão e assim tentar ampliar o desgaste de aliados do governo. O martelo foi batido numa reunião de líderes oposicionistas, ontem, em Brasília. A estratégia é fazer com que a votação se prolongue até o meio da noite, quando a maioria da população já estará em casa e diante da televisão, com possibilidade de acompanhar a votação.

Os oposicionistas pretendem retardar o momento de registrarem presença, contribuindo com o quórum apena no início da noite.  "Quem quiser votar com Temer vai ter que assumir o desgaste de dar o 'sim' em pleno horário nobre", disse o líder do PSB na Câmara, deputado Júlio Delgado. Tática semelhante já foi adotada durante a votação da primeira denúncia, quando a sessão só foi concluída perto das 22 horas.

Líderes da oposição na Câmara anunciaram que não vão registrar presença na sessão plenária de hoje, quando está marcada a votação da denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência). O objetivo é tentar impedir que a votação ocorra, deixando Temer "sangrando" por mais tempo.

Para que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), possa começar os procedimentos da votação, é necessário que pelo menos 342 dos 513 deputados registrem presença no plenário. Esse é o mesmo quórum mínimo exigido pelo regimento interno da Casa para que a denúncia da PGR seja aceita. Juntos, partidos da oposição reúnem cerca de 100 deputados, o que, se somada à ala oposicionista do PSB, podem chegar a 120 parlamentares.

COMPRA DE VOTOS– Às vésperas da votação da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) no plenário da Câmara dos Deputados, a “tropa de choque” do Governo avalia ter garantidos 240 votos e trabalha para repetir ao menos o placar obtido na primeira denúncia – 263 votos -, evitando assim uma derrota política. A estratégia do Palácio do Planalto, a exemplo da acusação por corrupção passiva, tem sido usar a liberação de emendas parlamentares e a nomeação de afilhados políticos em cargos no segundo e terceiro escalões para conquistar mais votos. O governo até ontem já havia liberado R$ 829 milhões em emendas. Do valor total previsto para este ano, R$ 6,8 bilhões, o Planalto ainda tem cerca de R$ 1,6 bilhão para transferir aos parlamentares.

O melhor senadorNa categoria “Melhores Senadores do Ano”, por votação popular, Armando Monteiro (PTB) foi eleito o melhor senador de Pernambuco, alavancando o prêmio “Congresso em Foco”. Trata-se de um Site jornalístico que faz a cobertura do Congresso Nacional e da política em Brasília, veículo apartidário de empresa sem vínculos com o Congresso, que se propõe a contribuir para "melhorar a qualidade da representação política no País" e colaborar para a "mudança do jeito de fazer política". O vice-líder da oposição na Câmara dos Deputados, Sílvio Costa (Avante), foi escolhido o mais atuante deputado da bancada federal pernambucana.

Centro de Fruticultura– O Vale do São Francisco já conta com o Centro de Excelência em Fruticultura, moderna estrutura de ensino técnico para o campo, sediada em Juazeiro, na Bahia. Segundo o presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, a unidade vai atender o Brasil inteiro. “Nós não temos noção do que será este Centro daqui a alguns anos. Um lugar transformador, que mexe com a juventude, com os sonhos, com as aspirações daqueles que tanto querem crescer. Um lugar para garantir ainda mais orgulho da nossa Fruticultura”, destacou o deputado Guilherme Coelho, um dos entusiastas da iniciativa.

Canhotinho na vanguarda– Dos 184 municípios pernambucanos, apenas 10 estão em um patamar considerado 'aceitável' no Índice de Convergência Contábil dos Municípios (ICCpe), divulgado, ontem, pelo Tribunal de Contas do Estado. O líder do ranking de convergência e consistência contábil segue sendo Canhotinho, no Agreste. A Prefeitura ficou com o índice de 95,36, 5,41% a mais que no ano anterior, numa escala que vai até 100%. O nível de transparência das ações da cidade foi considerado ‘moderado’.

Por mais empregos– O prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira (PR), lança, hoje, na presença de empresários, corretores e outros setores o projeto Jaboatão Invest, para tentar incentivar o setor da construção civil no município. Além de criar condições favoráveis aos empreendimentos imobiliários, seu objetivo é gerar empregos e renda. Segundo ele, existem projetos imobiliários congelados há cinco anos que receberão autorização para serem construídos. Entre os presentes estarão o presidente do Sinduscon, José Antônio de Lucas Simon; e o presidente da Ademi-PE, Carlos Tinoco. O evento está marcado no Centro Cultural Miguel Arraes, localizado na Estrada da Batalha, S/N, Prazeres, a partir das nove horas.

CURTAS

SEGURANÇA PÚBLICA– Foi aprovado, ontem, pela Comissão de Constituição, Legislação e Justiça da Assembleia Legislativa, projeto do deputado Aluísio Lessa (PSB) que visa destinar 10% das verbas do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM) para ações de segurança pública por parte dos municípios. O objetivo é possibilitar o auxílio das prefeituras ao Estado no combate à violência. Com esses recursos estabelecidos, os gestores municipais poderão aplicá-los em diversos pontos, como iluminação de ruas, instalação de câmeras de monitoramento, aprimoramento da guarda municipal, entre outros pontos.

ELETROBRÁS– A Assembleia Legislativa de Alagoas promoveu, ontem, audiência pública para discutir o processo de privatização da Eletrobrás com atenção especial para a Companhia Hidroelétrica do São Francisco. A reunião também marcou a instalação da Frente Parlamentar em Defesa da Chesf e do Rio São Francisco no Estado, inspirada no colegiado pernambucano em atividade desde o início de setembro e sob a liderança do deputado Lucas Ramos (PSB).

Perguntar não ofende: Temer terá, hoje, uma vitória mais apertada do que no primeiro pedido de investigação pelo STF?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Comicozinho

LULA é o político mais forte do Brasil. O processo eleitoral. Além de ser, Lula, o maior cabo eleitoral brasileiro. E é aí que as grandes raposas políticas apostaram as suas fixas para buscarem votos junto ao eleitorado. Para essa turma não há outra saída, eles precisam do Petista para se manterem vivos na política brasileira.

Comicozinho

Passado a fase da tentativa de destruição de Lula, o que não aconteceu e mostra que só o fortaleceu junto à opinião pública, basta ver as pesquisas durante esse período, os políticos com vasta experiência em eleições, começam a mandar sinais de que não há outra saída para o país que não seja através do retorno de Lula à presidência da república.

Comicozinho

Eles querem Lula presidente. Quando começou a onda na política e com a complacência da justiça da caça a Luiz Inácio Lula da Silva, na tentativa de não o ter como candidato a presidência da República no próximo ano, poucos sabiam no que estavam se metendo. É que teve gente de quase

Comicozinho

LULA é o político mais forte do Brasil

Comicozinho

MILAGRE: MORO DÁ RAZÃO À DEFESA DE LULA. Um caso improvável ocorreu nesta quarta-feira, 25; o juiz federal Sérgio Moro deu razão à defesa do ex-presidente Lula.




24/10


2017

Coluna da terça-feira

  Abaixo o trabalho escravo!

Após pedir revogação da portaria que flexibiliza o trabalho escravo e dificulta o acesso à “lista suja” das empresas, o Ministério Público do Trabalho (MPT) lançou, ontem, campanha nacional no Facebook e no Twitter, para pressionar o Governo Michel Temer. Condição degradante, jornada exaustiva, trabalho forçado e servidão por dívida, cada uma das características descritas no artigo 149 do Código Penal, “é trabalho escravo, sim! ” – diz a campanha.

Com imagens que retratam essas situações assim consideradas como trabalho escravo pela legislação atual, a campanha tem o objetivo de sensibilizar e esclarecer à sociedade sobre a importância da revogação da portaria nº 1.129/2017 do Ministério do Trabalho, que restringe o conceito de trabalho escravo, publicada na última segunda-feira (16), e que tem gerado muita polêmica.

O MPT possui 709 procedimentos sobre trabalho escravo em acompanhamento no País. Desses, 72% envolvem condições degradantes, 14,8% são de jornada exaustiva, 10,1% servidão por dívida e 3,6% sobre trabalho forçado. Pelo teor da portaria, cerca de 90% dos casos de trabalho escravo não seriam assim considerados.

Apesar de a portaria só ter validade no âmbito do Ministério do Trabalho, pois é um ato administrativo daquele órgão, o MPT quer reforçar, com a campanha, a recomendação para que ela seja revogada, uma vez que o texto afeta a fiscalização e, consequentemente, o combate ao trabalho escravo. Na última semana, diversos órgãos e entidades nacionais e internacionais criticaram o governo pela medida. Após reunião como ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira (PTB), na última quinta-feira, o presidente Michel Temer (PMDB) abriu a possibilidade de alterar a norma.

MILITARES CORRUPTOS– O Ministério Público Militar (MPM) identificou, entre 2010 e 2017, desvios de pelo menos R$ 191 milhões nas Forças Armadas, em crimes como fraudes a licitações, corrupção passiva, ativa, peculato e estelionato realizados tanto por praças quanto por oficiais de alta patente. O valor é resultado de um levantamento inédito do Superior Tribunal Militar (STM). Das 60 denúncias, 59 foram encaminhadas ao Tribunal de Contas da União (TCU) em meados de setembro. O encaminhamento foi feito a pedido do tribunal como parte dos procedimentos de controle das contas das Forças Armadas. A denúncia que ainda não foi encaminhada ao TCU ainda está sob sigilo e aguarda uma decisão da Justiça Militar para se transformar em ação penal.

Ação na justiçaO Escritório Walber Agra Advogados Associados, no Recife, ajuizou, ontem, Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) contra a Portaria de nº 1.129/2017, do Ministério do Trabalho, sobre o trabalho escravo contemporâneo. A ação foi solicitada pelo PDT – Partido Democrático Trabalhista. A citada portaria, segundo Agra, modifica substancialmente o conceito de trabalho escravo presente na legislação brasileira, reduzindo a caracterização dessa condição somente à limitação do direito de ir e vir. Dessa forma, a medida teve como objetivo uma proteção às normas constitucionais, infraconstitucionais e aos tratados internacionais, representados, em grande medida, pelo Princípio da Dignidade da Pessoa Humana, bem como pela valorização social do trabalho.

Estratégia errada– Interlocutores mais próximos do presidente Michel Temer já avaliam que foi um erro a estratégia deflagrada nas últimas semanas que aprofundou o racha no PSDB. A ideia original era conseguir aumentar o número de apoiadores tucanos na bancada da Câmara para ampliar os votos favoráveis ao presidente Temer na análise da segunda denúncia. Por isso, a ordem no Palácio do Planalto foi a de fortalecer a posição do senador Aécio Neves dentro do partido. A expectativa inicial era de que Aécio conseguiria mudar votos e reverter a tendência de racha da bancada verificada na votação da primeira denúncia.

Saúde em Paulista– O prefeito de Paulista, Junior Matuto (PSB), garantiu uma emenda de R$ 500 mil para investir em saúde, através da deputada Luciana Santos (PCdoB).  Com o recurso, o município terá condições de recuperar a estrutura das unidades, garantir a continuidade de programas considerados estratégicos e ampliar a oferta de serviços que estimulam a prática de atividades físicas. A boa nova foi anunciada durante a inauguração do Tele centro da Escola Municipal Gêlda Amorim, em Paratibe. “A deputada tem compromisso com o nosso povo e com o setor da educação. Mas não é só isso. Ela mostrou que também está preocupada com saúde quando garantiu a emenda”, disse Matuto.

Sebá reassume – Mais uma vez, para ajudar o Governo, o secretário estadual de Transportes, Sebastião Oliveira, reassume o mandato de deputado federal para votar, amanhã, no plenário da Câmara dos Deputados, pelo arquivamento da segunda denúncia contra o presidente Temer feita pelo Supremo Tribunal Federal. Segundo ele, o governador Paulo Câmara dá o aval e a convocação dele à sessão decisiva para o Governo foi feita pelo presidente nacional, Antônio Carlos Rodrigues, e o líder na Câmara, José Rocha (BA). “Da mesma forma como ocorreu no primeiro pedido de investigação,

CURTAS

INVESTIMENTOS–  A deputada estadual Priscila Krause (DEM) questionou o secretário de Planejamento e Gestão, Márcio Stefanni, na sessão de ontem, na Assembleia Legislativa, de que forma a gestão trabalha para executar, em 2018, o nível de investimentos proposto pelo Projeto de Lei Orçamentária (PLOA 2018) em discussão na Casa já que nos últimos anos a execução tem sido muito aquém do previsto. De acordo com dados apresentados pela parlamentar, o nível de investimento público do Poder Executivo em 2017, até setembro, soma 3,54% de toda a receita arrecada, enquanto no início da década a proporção alcançava média de 11%.

CARUARU– O período gestacional envolve diversas mudanças corporais, em que as mulheres lidam com adequações fisiológicas e anatômicas. Essas adaptações e modificações são geradas pelas necessidades funcionais e metabólicas impostas pela gravidez. Pensando nisso, a Secretaria de Políticas para Mulheres de Caruaru criou o projeto “Mergulhando na Saúde” que será lançado, amanhã, no Colégio Municipal Álvaro Lins, a partir das 8h, com a presença da prefeita Raquel Lyra.

Perguntar não ofende: Quanto vai custar aos cofres públicos mais um arquivamento da denúncia contra Temer oferecida pelo Supremo? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Comicozinho

MORO: NINGUÉM PODE SER CONDENADO COM BASE APENAS NA PALAVRA DE UM CRIMINOSO. Acusado de perseguição contra o ex-presidente Lula e de condená-lo com inexistência de provas, o juiz federal Sérgio Moro afirmou nesta terça-feira, 24, que as delações premiadas da Lava Jato são importantes, mas reconheceu que não são suficientes sem outras provas; Ninguém pode ser condenado com base apenas na palavra de um criminoso”, disse Moro no Fórum Estadão Mãos Limpas e Lava Jato, em São Paulo

marcos

Falando em Rapariga, alguém tem notícias de Rosimari Noronha, a Rapariga de Lula?

marcos

Filhos de Lula e Okamotto estão no ramo de distribuição de gás....///.... O mais discreto dos filhos de Lula, Sandro Lula da Silva adquiriu uma franquia da Consigaz em maio de 2013. A distribuidora fica na Avenida do Cursino, na Saúde. No contrato social, obtido por O Antagonista, o valor da compra da filial é simbólico: R$ 2 mil. Situação semelhante ocorre com os contratos de Tales, Tarciso e Luciana Okamotto, filhos de Paulo Okamotto, presidente do Instituto Lula e homem de confiança do ex-presidente. Os filhos de Okamotto entraram para o negócio de distribuição de gás em novembro do mesmo ano. A ORCRIM continua se ampliando! Cadeia nesses Bandidos.

Nehemias

Nem Jesus, nem Deus aprecia os cristãos que se acovardam, se omitem ou deixam de tomar posição diante dessa grave crise institucional em que nos metemos. Nesta hora, ser cristão é assumir destemidamente uma defesa pública pelos valores da liberdade, da autonomia e do respeito ao direito das minorias. Amém

Nehemias

LULA é o político mais forte do Brasil




23/10


2017

Coluna da segunda-feira

  Sem fim do caixa-2

A criação de um fundo público bilionário para o financiamento das eleições de 2018 não deve acabar com uma prática antiga no País: o chamado caixa 2, uso de recursos não declarados durante a campanha. Na esteira das revelações da Operação Lava Jato, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu proibir a doação empresarial a candidatos em 2015. Diante da necessidade de financiar as campanhas e da constatação de que a arrecadação por pessoa física ainda não emplacou no País, o Congresso articulou a aprovação de um fundo eleitoral que pode chegar a R$ 2 bilhões.

A avaliação, no entanto, é de que o dinheiro não será suficiente para cobrir gastos de campanha, especialmente de grandes partidos, que costumam lançar candidato à Presidência e a governos estaduais. Pelos valores declarados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a eleição de 2014 custou R$ 5,1 bilhões. Vai existir caixa 2? Vai. Mas está todo mundo com medo, com o tanto de empresário preso. Quem tem um pouquinho de juízo vai pensar duas vezes. Por outro lado, há a leitura de que a decisão do Congresso de aprovar um teto de gastos para as campanhas deve servir como um termômetro e facilitar a fiscalização do TSE.

“Não podemos ter uma visão ‘Poliana’ de que o fundo vai acabar com o caixa 2, mas esperamos maior agilidade e punição da Justiça Eleitoral”, avalia o deputado Danilo Forte (PSB-CE). Para o presidente do PSB, Carlos Siqueira, com as novas regras, será mais fácil perceber os excessos de quem estará infringindo a lei. “Quem quiser fazer caixa 2, que faça, e vá parar onde estão os que faltaram com a ética antes”, afirmou.

O discurso entre a classe política é de que o cenário atual também terá de refletir em um barateamento das campanhas, que costumam alcançar cifras milionárias. “Os partidos vão ter de se adequar, reduzir os gastos de campanha”, afirmou a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR). Em 2014, a campanha de Dilma Rousseff custou R$ 318 milhões – a mais cara desde a redemocratização, em 1985.

“Com fundo ou sem fundo, tem de haver o barateamento das campanhas. O grande problema é o alto custo das eleições”, disse o líder do PMDB na Câmara, deputado Baleia Rossi (SP). O vice-líder do governo na Câmara, deputado Beto Mansur (PRB-SP), argumenta ainda que a doação da pessoa física terá de ser estimulada. “Os candidatos vão ter de aprender a arrecadar pela internet”, disse.

Há, no entanto, quem afirme que os recursos do novo fundo serão suficientes. Essa é a avaliação de siglas de porte médio, que focam as eleições gerais na disputa por vagas no Congresso. “O fundo vai ser totalmente suficiente. Quem economizou no Fundo Partidário ainda poderá contar com esse dinheiro para bancar as campanhas”, disse o líder do PR na Câmara, deputado José Rocha (BA).

AUMENTO DO FUNDO– Segundo o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, o dinheiro do fundo a que o partido terá direito, cerca de R$ 70 milhões, é quase o dobro do usado para eleger a bancada de 25 deputados do partido em 2014. Mesmo assim, já começa uma discussão no Congresso para que os recursos do novo fundo sejam ampliados na Comissão Mista de Orçamento (CMO). A deputada Renata Abreu (SP), presidente do Podemos, disse que está estudando se o fundo poderá ser abastecido por outras fontes. “Lá na comissão, enquanto eu for presidente, não cederei a nenhuma pressão”, disse o senador Dário Berger (PMDB-SC).

Picado pela mosca azulPor mais que tente negar as aparências e disfarçar as evidências, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, não consegue esconder: primeiro nome na linha de sucessão, ele foi mordido pela mosca azul – aquela que, segundo reza o anedotário político, inocula em seu alvo o veneno do desejo irrefreável de alcançar a Presidência, ilusão que acaba comprometendo sua sanidade e seu senso de realidade. Para tanto, Maia passou a jogar com a possibilidade de o presidente Michel Temer ser derrotado no plenário da Câmara na votação da segunda denúncia nesta quarta-feira 25. A hipótese é remota. Seriam necessários 342 votos contra Temer. Mas, se isso acontecer, Maia assumiria a Presidência da República.

Anulação de retrocesso– O deputado Gonzaga Patriota (PSB) apresentou Projeto de Decreto Legislativo (PDL nº 805/2017) para anular novas regras do Governo para fiscalização do trabalho escravo. A portaria nº 1.129/2017, publicada no Diário Oficial da União na última segunda (16), determinou que jornadas extenuantes e condições degradantes, a partir de agora, só serão consideradas trabalho análogo à escravidão se houver restrição de locomoção do trabalhador. Tarefas forçadas, jornada exaustiva ou em condições degradantes não se enquadram mais à tipificação. Segundo ele, o regulamento passa a exigir o preenchimento de uma infinidade de requisitos, a maioria de caráter subjetivo, para enquadrar o trabalho escravo. “Isso dificulta enormemente a configuração da ocorrência de uma ilegalidade e, consequentemente, torna inviável a sua fiscalização e punição”, argumenta.

Protesto em São Lourenço– Aliados do prefeito afastado de São Lourenço, Bruno Pereira (PTB), saíram às ruas, sábado passado, pedindo sua volta ao cargo. Na manifestação reclamaram de transtornos causados pela gestão interina ao demitir em massa e invadir a sede da Prefeitura sem qualquer transição formal e a arbitrariedade do afastamento, uma vez que todas as respostas foram fornecidas, de acordo com a legalidade, e a parcialidade de órgãos como o Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE) e o Ministério Público de Pernambuco (MPPE). Além disso, questionaram porque apenas a gestão de Bruno Pereira está sendo alvo de investigações, considerando que a gestão passada, de Gino Albanez (PSB), cometeu diversas irregularidades, como a paralisação do transporte escolar no fim de 2016, a suspensão dos serviços de limpeza urbana em dezembro do ano passado e a falta de documentos, devidamente denunciada, durante a transição das gestões no início deste ano.

Ministros suspeitos Dois ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) que vão analisar a legalidade de empréstimos de mais de R$ 10 bilhões ao grupo J&F passaram um fim de semana, em junho em 2016, numa ilha de propriedade do empresário Joesley Batista, um dos sócios do grupo, em Angra dos Reis, no litoral sul do Rio de Janeiro, segundo a edição deste sábado (21) da revista Veja. Os ministros são Vital do Rêgo e Bruno Dantas. Segundo a publicação, os dois ministros viajaram com suas esposas e passaram o fim de semana entre a mansão e o iate de Joesley, o “Why Not”, uma embarcação de 30 metros de comprimento, três andares e quatro quartos. A ilha já foi propriedade do apresentador da TV Globo, Luciano Huck, e, atualmente, está à venda.

CURTAS

REELEITO–  O Partido Popular Socialista (PPS) reconduziu, no último sábado, durante o congresso municipal do Recife, na Boa Vista, o advogado Felipe Ferreira Lima, sobrinho-neto do ex-deputado constituinte Egídio Ferreira Lima, ao cargo de presidente da sigla na capital pernambucana, com a ex-vereadora do Recife, Vera Lopes, na vice, e elegeu a comissão executiva para os próximos quatro anos.

ADUTORA– A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) iniciou a fase de testes do Lote 4 da Adutora do Agreste, que vai permitir levar água de Caruaru para abastecer Toritama, no Agreste, uma das regiões mais castigadas com a seca prolongada no Estado. A antecipação do uso das tubulações já assentadas do empreendimento para socorrer a cidade foi uma determinação do governador Paulo Câmara.

Perguntar não ofende: Temer e Rodrigo Maia brigaram de mentirinha?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias

LULA 2018 SEMPRE PT 13, LULA ONDE VAI LEVA MULTIDÃO ISSO CAUSA ÓDIO INVEJA PERSEGUIÇÃO , FORÇA LULA O POVO BRASILEIRO ESTÁ COM VOCÊ.

Nehemias

Os coxinhas e tucanos piram ao ver o presidente Lula ser recebido com tanto prestígio e carinho na terra do aspirador golpista Aecim. Não é mesmo?

Nehemias

Lula, Dilma e Fernando Pimentel em Ipatinga-MG, agora! É um mar vermelho.

Nehemias

Perguntar não ofende: Mourão e o sargento Roseno, tá também nos desvios dos R$ 191 milhões das forças armadas?

marcos

A ‘consciência política’ do Condenado Lula.....////..... Lula começou sua nova caravana, em Ipatinga, abrindo com força o que Monteiro Lobato chamava de “torneirinha de asneiras” –no caso dele, mais para comporta de represa. “Eu só fui candidato no dia que vocês criaram consciência política e decidiram votar em um igual a vocês”, discursou o petista. Duas observações: 1) É mentira. Lula foi candidato ao governo paulista em 1982 e à Presidência em 1989, 1994 e 1998. Em todas as vezes, o povo “sem consciência política” decidiu votar em alguém diferente. 2) “Vocês criaram consciência política” é um modo nada sutil de dizer que, antes, os eleitores eram burros por não terem votado nele. E há quem aplauda –ou abane o rabinho. ( o encantador de Burros )




21/10


2017

Coluna do sabadão

  Políticos cada vez mais em baixa

A um ano das eleições, os políticos continuam no patamar mais alto de desconfiança entre os brasileiros, segundo levantamento mais recente do Instituto Ipsos. De acordo com o estudo, 93% não confiam nos políticos em geral e 90% não confiam no presidente da República. Ao mesmo tempo, as instituições mais confiáveis para os entrevistados são as Forças Armadas (66%) e a Polícia Federal (64%).

Os dados foram divulgados, ontem, no lançamento de uma publicação do Instituto Ipsos intitulada Brasil 2018: Caiu a Máscara. Para o levantamento, foram entrevistadas 1,2 mil pessoas, em 72 municípios, entre os dias 1.º e 14 de julho deste ano. A margem de erro da pesquisa é de três pontos porcentuais.

O estudo apontou que 86% dos entrevistados disseram concordar, parcialmente ou totalmente, com a frase: “Os partidos e políticos tradicionais não se preocupam com pessoas como eu”. “Há uma desconfiança generalizada nas instituições em um contexto de crise econômica e vácuo de lideranças”, explicou Danilo Cersosimo, diretor da Ipsos Public Affairs.

Ele avaliou que a maioria dos entrevistados considera que os militares e os policiais federais são os personagens que vão resolver os problemas sem grandes rituais. “Em um momento de crise moral no País, são as forças armadas e a polícia que têm esse capital de imagem do ponto de vista de serem instituições intocáveis, mais puras”, afirmou.

Líderes da confiança dos brasileiros, as Forças Armadas e a PF, também, representam, para os entrevistados, o “moralismo e conservadorismo”, observou o diretor da Ipsos Public Affairs. “As pessoas as apoiam por isso, porque acham que elas podem corrigir o sistema falido”, afirmou Cersosimo.

Entre as nove instituições avaliadas, apenas as Forças Armadas e a PF obtiveram índices de confiança maior do que o de desconfiança. Em relação às demais – Polícia Militar, Ministério Público, Supremo Tribunal Federal, Justiça, Congresso, presidente da República e políticos em geral – mais de 50% dos entrevistados disseram não confiar. “A confiança foi sendo perdida por etapas. Primeiro, naqueles que representam, depois na Justiça. O entendimento é de que a Justiça não é para todos, é lenta e não é para o pobre”, disse Cersosimo.

INTERVENÇÃO– O diretor do instituto ressaltou, contudo, que o alto índice de confiança nas Forças Armadas não necessariamente significa apoio a uma intervenção militar. “Não foi essa a pergunta feita (sobre intervenção). Mas, apesar de não ter números neste momento, acredito que é uma pequena parcela desse total”, disse. O ministro da Defesa, Raul Jungmann, avaliou que os pedidos de intervenção militar surgem a partir da perda de credibilidade da política representativa. “A política tradicional, representativa e democrática, está em declínio, então aumentam as outras expectativas”, disse o ministro.

DEM entre Dória e HuckCaso o prefeito de São Paulo, João Dória, hoje no PSDB, mas de namoro com o DEM, venha sofrer arranhões e desgaste político até março, o partido não descarta investir no nome do empresário Luciano Huck. Os demistas, como assim são chamados, ainda podem apoiar o PSDB se o candidato for o governador Geraldo Alckmin. Isso poderia ser viabilizado se o líder tucano indicasse Rodrigo Garcia, atual secretário estadual de Habitação, para a candidatura ao Governo do Estado. O partido já deixou vários recados à classe política de que vai lançar um candidato próprio em 2018. Nessa toada, o senador Ronaldo Caiado (GO) tenta a todo custo emplacar seu nome.

Recuou na escravidão– O Ministério do Trabalho aguarda o sinal verde do presidente Michel Temer para anunciar as mudanças sugeridas pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, na portaria que alterou a definição do que pode ser enquadrado como trabalho escravo. As mudanças só devem ser feitas quando o titular da pasta, o deputado Ronaldo Nogueira (PTB-RS), reassumir o comando do Ministério do Trabalho, o que só deve ocorrer na próxima quinta-feira, ou seja, depois da votação da segunda denúncia contra Temer pela Câmara dos Deputados. Isso porque Ronaldo Nogueira foi exonerado com outros ministros que são deputados federais a fim de reforçar o bloco aliado do presidente na votação da segunda denúncia contra ele apresentada pela Procuradoria Geral da República.

Protesto no TJ – Candidatos inscritos no concurso público do Tribunal de Justiça realizado no domingo, promoveram, ontem, um protesto em frente ao Palácio da Justiça, sede do Judiciário estadual, no bairro de Santo Antônio, no Centro do Recife. Os manifestantes pedem a anulação do certame, sob alegações de fraudes e não cumprimento do edital, além de outras irregularidades na aplicação da prova. De camisa branca, nariz de palhaço e apitos, os concurseiros começaram a se reunir por volta das 10h30. Na internet, foi aberta uma petição pública, que já conta com mais de dez mil assinaturas, pedindo a anulação das provas, aplicadas pelo Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC).

Mandato vapt-vupt Em poucos dias de atuação na Câmara dos Deputados, em Brasília, o deputado Felipe Carreras (PSB), licenciado da pasta estadual de Turismo, se debruçou em uma agenda intensa de trabalho, para garantir emendas parlamentares, participar de audiências públicas, reuniões com prefeitos, com a presidência da Fecomércio, além de registrar presença em encontros com lideranças do PSB, com foco na eleição do novo líder do partido, e em encontros com secretários de Turismo de todo Brasil. Os dias na capital federal foram finalizados com um discurso na Câmara, reforçando o seu posicionamento sobre temas relevantes para a sociedade, como a extinção do Bolsa Atleta nacional, desafios do Turismo - liberação de cassinos, nova Embratur e capital aberto para companhias aéreas -, além de uma crítica contundente à venda da Eletrobrás e Chesf.

CURTAS

ATO PÚBLICO–  Na próxima semana, sexta-feira movimentos e organizações que atuam pelo direito à cidade na Região Metropolitana de Recife (RMR) realizam um ato público, às 17h, na Praça do Diário. O objetivo da iniciativa é apoiar a luta das comunidades ameaçadas por despejos na região e dar visibilidade ao sofrimento por que passam a população mais vulnerável, além dos abusos praticados durante ações de reintegração de posse, como violência contra famílias, incluindo mulheres e crianças.

EM CUMARU– O vereador Gilvan da Malhadinha, da bancada do PSC na Câmara de Caruaru, liderou o protesto de ontem no município, a 120 km do Recife, pela reforma da PE-95, principal rodovia de acesso à cidade. Os moradores interditaram os dois sentidos da estrada e reclamaram da situação precária que a mesma se encontra. Na ocasião, houve a cobrança da recuperação de 4 km da via. Segundo eles, a reivindicação é feita desde o Governo Eduardo Campos.

Perguntar não ofende: Temer e Rodrigo Maia brigaram de mentirinha? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

anemia que defende o safado do lula, é bichinha.; ui boneca.

Nehemias

marco, além de pederasta ainda arruma macho pra traçar a mulher filha e mãe. Cabra safado, sem-vergonha.

Nehemias

marco, pederasta de Camaragibe

marcos

Olha boneca nemia aprende de uma vez por todas, veado é o animal, agora viado é tu Bichona do cabo.

marcos

Anemia Viado Veio.




20/10


2017

Coluna da sexta-feira

 Previsão de vitória mais apertada  

Líderes de partidos da base aliada preveem que o presidente Michel Temer terá menos votos a seu favor na segunda denúncia em relação à primeira durante a votação da acusação no plenário da Câmara. A avaliação é de que a relação política entre os parlamentares e o Palácio do Planalto piorou. A votação da segunda denúncia no plenário da Casa está prevista para a próxima quarta-feira, dia 25.

Em linhas gerais, líderes partidários citam três motivos principais para o aumento dos votos contrários a Temer: 1) o não cumprimento de promessas do governo em relação a liberação de cargos e emendas; 2) o fato de os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência) estarem juntos na segunda denúncia; 3) a perda do medo de punições, por o governo não ter punido deputados da base que votaram contra Temer na primeira denúncia.

“O clima está tenso. Com certeza, ele terá menos votos a favor dele”, afirmou o líder do PSD na Câmara, deputado Marcos Montes (MG), que comanda a quinta maior bancada da Casa, com 39 parlamentares. De acordo com ele, a bancada do PSD deve dar de três a cinco votos novos contra Temer na segunda denúncia. Na primeira denúncia, o partido tinha 40 deputados, dos quais 14 votaram contra Temer, 22, a favor e dois se ausentaram.

O líder do PR, José Rocha (BA), também prevê que Temer receberá menos votos a seu favor na segunda denúncia. “No PR, há uma insatisfação muito grande por não terem cumprido o compromisso de liberação de emendas impositivas. Ano que vem é ano eleitoral”, afirmou Rocha, sem dar uma estimativa de votos na bancada. Na primeira denúncia, o PR deu 28 votos a favor do presidente e nove contra. Outros três parlamentares se ausentaram.

Apesar dos avisos ao Governo, a maioria dos partidos da base aliada agiu para ajudar o governo. PR e PSD, por exemplo, mudaram seus integrantes titulares na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) para ajudar Temer a barrar a segunda denúncia. O colegiado aprovou nesta quarta-feira, 18, o parecer do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) recomendando a rejeição da denúncia.

NA PRESSÃO – Às vésperas da votação da segunda denúncia contra Michel Temer na Câmara, o Governo pretende liberar dezenas de cargos para deputados de partidos como PP, PR, PTB e PRB. A estratégia procura conter ameaças de rebelião e manter a base aliada para a sessão da próxima quarta-feira. As indicações dessas siglas - que integram o chamado Centrão - começaram a ser destravadas e, segundo o Palácio do Planalto, devem ser liberadas até o dia da votação. O atraso nas nomeações provocou mal-estar entre o Governo e esses partidos, principalmente por que eles ajudaram a barrar a primeira denúncia contra o presidente, em agosto.

Ação em favor do estaleiro– O deputado pernambucano Fernando Monteiro (PP) cumpriu papel importante na Comissão Mista que aprovou a Medida Provisória (MP) 795, que desonera tributos das atividades de exploração e produção de petróleo e de gás natural exercidas por empresas no Brasil. Negociação do governador Paulo Câmara (PSB) e de Fernando, a MP acabou alterada para assegurar a manutenção do polo naval brasileiro, incluindo os estaleiros pernambucanos. Segundo Fernando Monteiro, a mobilização continua para garantir a aprovação no plenário. “A aprovação desta MP vai garantir o futuro da indústria naval de Pernambuco e a manutenção de milhares de empregos”. Em negociação com o relator da Comissão, deputado Júlio Lopes, foi possível incluir no texto da MP um parágrafo que proíbe a isenção de impostos na importação de embarcações destinadas à navegação de cabotagem e à navegação interior de percurso nacional.

Patrono ameaçado– Diante do movimento, promovido por alguns parlamentares no Congresso Nacional, de retirar o título de Patrono da Educação Brasileira de Paulo Freire (1921-1997), o deputado Danilo Cabral (PSB) assinou uma moção de repúdio contra a iniciativa. Segundo o socialista, atribuir o descaso que o processo histórico do Brasil deu à causa da educação ao educador Paulo Freire é um absurdo. “Se o Brasil vive essa situação hoje, é porque nunca se deu à educação o seu devido valor, o de ser um instrumento para a transformação da vida das pessoas”, destacou. A moção de repúdio foi apresentada pelo deputado Glauber Braga (PSol-RJ) na Comissão de Educação, da Câmara dos Deputados, por causa da tramitação de uma proposta, que tramita no site do Senado, através do e-cidadania, para revogar a lei 12.612 que confere o título a Paulo Freire. São necessárias 20 mil assinaturas para que o tema seja debatido no Senado – ontem (19) mais de 21 mil pessoas já tinham assinado a petição.

Teatro sem reforma – Foi suspensa a licitação para reforma do Teatro do Parque. De acordo com a Prefeitura do Recife, um novo processo será formalizado para permitir que os serviços sejam executados com recursos federais. Com 102 anos, o espaço foi fechado pelo poder público, em 2010, para uma obra, ainda não concluída. A Prefeitura alegou, por meio de nota, que foi preciso suspender e refazer o processo, porque o repasse do Ministério da Cultura (Minc) só foi confirmado quando a administração municipal já havia assegurado a reforma e restauro do teatro.

Protesto por mais casas Representantes da Associação dos Construtores de Pernambuco (ACP) realizaram, ontem, um protesto no Centro do Recife. Filiada à Federação Nacional das Pequenas Construtoras (FENAPC), a entidade exige ao Governo Federal a retomada dos financiamentos para o Programa Minha Casa Minha Vida. A categoria informa que chegou a firmar, em média, seis mil contatos por ano com a Caixa Econômica Federal (CEF). Em virtude do corte de recursos, atualmente, não é possível assinar nem 20% desse total de acordos. A manifestação contou com a participação de cerca de 500 pessoas. Elas saíram, às 9h30, do Parque Treze de Maio, no Centro, e seguiram até a Agência Central da Caixa. Por volta das 11h30, foram recebidos pela gerência da instituição financeira.

CURTAS

ATRASO DE CACHÊS–  O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) faz um convite a sociedade civil, especialmente a classe artística, para debater, no próximo dia 9 de novembro, às 14h, na sede da Procuradoria Geral de Justiça de Pernambuco, no bairro de Santo Antônio, as razões constantes dos atrasos nos pagamentos das atrações artísticas contratadas Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe).

PLENÁRIA DO PT– No próximo domingo, o PT de Pernambuco promove, em Serra Talhada, plenária com os diretórios municipais, lideranças, prefeitos e parlamentares das regiões do Sertão do Pajeú, Moxotó, Central e Itaparica. Na pauta, debates sobre as conjunturas nacional e estadual; eleições 2018; e organização partidária na região. A proposta é aprofundar a discussão sobre o fortalecimento do PT onde ele já existe, apoiando, inclusive, a atuação dos prefeitos e vereadores.

Perguntar não ofende: Quais as chances do prefeito de São Lourenço, Bruno Pereira (PTB), de reassumir o mandato?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias

Diante desses comentários a pergunta que fica é a seguinte. Esse marco conheceu seu pai em Camaragibe. Essa alma sebosa quer dá uma de sabichão e digita viado, aprende português, pederasta de Camaragibe.

Nehemias

Diante desses comentário .....Então Frango novinho ainda tá em tempo de tu aprender e escrever correto é Veado Cabra Safado. DIANTE DESSES COMENTÁRIOS. Desses é plural Bichona de Camaragibe. Vai te sentar na Pica do negão do zap zap e tentar defender o indefensável, ( a inocência da direita ). E pra terminar vai dormir debaixo de um Jumento pensando no Ladrão do Aécio ( eu tentei, mas a linguagem que os idiotas direitistas entendem é essa) Ao povo normal peço desculpas.

marcos

Diante desses comentário .....Então Frango Veio ainda tá em tempo de tu aprender e escrever correto, Viado Cabra Safado. DIANTE DESSES COMENTÁRIOS. Desses é plural Bichona do Cabo. Vai te sentar na Pica do negão do zap zap e tentar defender o indefensável, ( a inocência de Lula). E pra terminar vai dormir debaixo de um Jumento pensando no Ladrão do Condenado lula ( eu tentei, mas a linguagem que os idiotas esquerdistas entendem é essa) Ao povo normal peço desculpas.

Nehemias

Denúncia gravíssima...Duran mostra extratos da Odebrecht que falsificados por Moro para usar contra o PT.

Nehemias

Com você é assim, é pra se fuder. Você é alma sebosa, você me atacou primeiro e agora estou dando o troco, eu não esqueci. Minha vingança será maligna.




19/10


2017

Coluna da quinta-feira

   Temer vai escapando

O que já era esperado se confirmou: a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou, ontem, por 39 votos a 26 (e 1 abstenção), o relatório do deputado Bonifácio Andrada (PSDB-MG) que propõe a rejeição da denúncia contra o presidente Michel Temer e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral). Mesmo com a decisão da CCJ, a palavra final sobre o prosseguimento ou não do processo para o Supremo Tribunal Federal (STF) cabe ao plenário da Câmara. A votação será na próxima quarta-feira, segundo informou o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Se o plenário rejeitar o prosseguimento da denúncia, Temer só poderá ser processado após o fim do mandato.  Se o plenário aprovar o prosseguimento do processo, o Supremo decidirá se aceita ou não a acusação. Se aceitar, Temer será afastado do mandato. Na votação da primeira denúncia contra Temer na CCJ, por corrupção passiva, o Governo conseguiu aprovar parecer de Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), que recomendava a rejeição, por 41 votos a 24.

Em uma votação anterior, ainda em relação à primeira denúncia, a maioria da CCJ havia rejeitado o parecer de Sergio Zveiter (Pode-RJ), a favor do prosseguimento do processo, por 40 votos a 25. Temer foi denunciado pela Procuradoria Geral da República (PGR) pelos crimes de organização criminosa e obstrução de Justiça. Moreira Franco e Padilha, por organização criminosa.

Segundo a PGR, o grupo do PMDB ao qual eles pertencem atuou em estatais e em ministérios para obter propina. A procuradoria afirma, ainda, que Temer é o chefe da organização criminosa. A defesa do presidente nega e diz que a denúncia é "libelo contra a democracia" e não tem "elemento confiável de prova".

No relatório aprovado, Bonifácio Andrada afirma que o Ministério Público Federal, "mancomunado com o Judiciário", causou um "desequilíbrio nas relações entre os poderes da República". O relator afirma, ainda, que exerce uma atuação "policialesca", com o apoio "do noticiário jornalístico que fortalece essas atuações espetacularizadas pelos meios de comunicação".

Em outro trecho do relatório, Bonifácio Andrada chamou a denúncia apresentada pela PGR de "relatório de acusações que atingem homens públicos desde 2001." Para ele, a denúncia faz um "ataque generalizado aos homens públicos do País, sem distinção" e, ao acusar os partidos de integrarem uma organização criminosa, tenta "criminalizar a atividade político-partidária".

Mais cedo, ontem mesmo, antes de a CCJ votar o parecer, Bonifácio afirmou não ter "nada com o governo" e negou agir como um "líder do governo. A CCJ da Câmara destinou duas sessões para os deputados poderem discutir o parecer de Bonifácio Andrada. Nesta quarta, foram quase cinco horas de debate e, ontem, quase 12 horas. Segundo a comissão, 61 deputados se pronunciaram sobre o relatório – 13 se manifestaram a favor e 48, contra.

Entre os deputados que se manifestaram pelo prosseguimento da denúncia está Paulo Pimenta (PT-RS). Para o deputado, Temer e os ministros compõem uma "quadrilha de criminosos". "Conclamo a população que faça pressão em cima dos parlamentares, que seja aprovada a autorização para essa investigação." – Paulo Pimenta (PT-RS). O deputado Paes Landim (PTB-PI), aliado de Temer, porém, defendeu a suspensão da denúncia. Para ele, "não é conveniente" autorizar o prosseguimento do processo contra o presidente.

EXPURGADO – O senador Aécio Neves (PSDB-MG) recebeu um ultimato do comando do PSDB para deixar em definitivo a presidência da legenda. Hoje ele é presidente licenciado. O senador Antônio Anastasia (PSDB-MG), amigo pessoal de Aécio, foi encarregado de avisá-lo que a situação é insustentável. Anastasia esteve, ontem, com Aécio. O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), presidente em exercício do partido, convocou uma reunião com os caciques tucanos para o início da noite de ontem. O encontro é para tratar da situação de Aécio. Integrantes da executiva do PSDB relataram que Aécio ainda resiste em deixar o cargo em definitivo, mesmo depois das advertências recebidas nos últimos dias.

PSB mantém posição anti-Temer– Todos os deputados da bancada pernambucana com direito a voto, ontem, na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, votaram pela rejeição do relatório do deputado Bonifácio de Andrada (PMDB-MG). São três: Betinho Gomes (PSDB), Danilo Cabral (PSDB) e Gonzaga Patriota (PSB). Com exceção de Betinho, que contrariou orientação do seu partido, os demais seguiram fielmente a posição de oposição assumida pelo PSB, que está de namoro com o PT para um realinhamento nas eleições de 2018, caso Lula seja candidato.

OAB entra na crise– Realizada a cada três anos, foi aberta, ontem, em Caruaru, a Conferência Estadual de Advocacia tendo como tema de 2017 “Advocacia, democracia e direito: novos tempos e novos desafios”. Serão realizadas discussões em torno de questões relevantes não apenas para a classe profissional, mas para a sociedade civil, como Operação Lava Jato, feminicídio, reformas política, eleitoral, previdenciária e trabalhista, recuperação judicial de empresas em crise, danos morais e retrocessos no direito do consumidor. “Além de discutir o futuro da nossa profissão, há muitos temas polêmicos a debater”, afirmou o presidente da OAB-PE, Ronnie Duarte.

Braços cruzados –Médicos da rede municipal do Recife realizaram, ontem, uma paralisação de advertência com o objetivo de reivindicar direitos para a categoria. Com a mobilização, os serviços ambulatoriais estão suspensos até hoje, mas os trabalhos de urgência, emergência e maternidades funcionam normalmente. Liderada pelo Sindicato dos Médicos de Pernambuco, a mobilização busca reivindicar segurança nas unidades de saúde e reajuste salarial para a classe médica. De acordo com o Sindicato, a Prefeitura do Recife apresentou uma proposta de 2% de aumento em outubro, mas caso o limite do teto da Lei de Responsabilidade Fiscal seja alcançado.

Protesto na BR-232 – Manifestantes bloquearam, ontem, os dois sentidos de um trecho da BR-232 em Caruaru. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), cerca de 300 pessoas participaram do ato. O protesto acabou por volta das 9h30. Ainda segundo a PRF, o grupo protestou contra o Governo do presidente Michel Temer, e a decisão contrária ao afastamento do senador Aécio Neves. Participaram do protesto o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Central Única dos Trabalhadores (CUT), Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Pernambuco (Fetape) e Confederação Nacional dos Trabalhadores da Agricultura (Contag).

CURTAS

IPTU GRAVATÁ–  O prefeito de Gravatá, Joaquim Neto (PSDB), sancionou, ontem, lei que fica em vigor até o dia 22 de dezembro oferecendo 100% de descontos em juros e multas para quem pagar até 31/10 e 90% para quem pagar até dezembro. Quem optar por pagar parcelado, terá desconto de 70%. A Secretaria de Finanças está fazendo plantão também aos sábados para atender ao público, já que 80% dos inadimplentes hoje são donos de condomínios, que moram em Recife.

CRIME NÃO POLÍTICO– Fontes ligadas as polícias de Alagoas e Pernambuco descartam qualquer possibilidade de crime político no caso do assassinato do jovem Clécio Ricardo, morador da cidade de Inajá, no Sertão pernambucano. Os três suspeitos, presos numa ação conjunta entre policiais dos dois estados, pertencem a famílias com tradição política, mas a motivação não é política, segundo essas mesmas fontes que procuraram o blog.

Perguntar não ofende: O governador ainda vai abrir no secretariado para o PP e o SD?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Marisa Letícia, a ex empregada que conseguiu acumular uma fortuna de R$ 11.700.00 Onze Milhões e Setecentos Mil Reais. Isso é Fantástico. kkkkkk

marcos

Você votaria em um Bandido, Ladrão, Condenado para Presidente do seu País?

Nehemias

LULA, DÉCADAS NOS BRAÇOS DO POVO

Nehemias

Você que falou: Tiramos a Dilma, depois tiramos o resto! Estamos precisando dos seus serviços com URGÊNCIA!

Nehemias

Paneleiros, cadê vocês? Olhem o que vcs fizeram com o Brasil! Idiotas!!!




18/10


2017

Coluna da quarta-feira

 Corporativismo ou zelo à Constituição?

Após a decisão do Senado de derrubar o afastamento de Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato, parlamentares que fazem oposição ao senador tucano falaram em "corporativismo" e criticaram a votação. Aliados de Aécio, por outro lado, falaram em respeito à Constituição e negaram que a decisão signifique impunidade. Por 44 votos a 26, o plenário do Senado derrubou a decisão da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) e, com isso, Aécio poderá retomar as atividades parlamentares.

O tucano foi afastado por pedido da Procuradoria Geral da República (PGR), que denunciou o senador com base nas delações de executivos do grupo J&F, que controla a JBS. O senador Álvaro Dias (PR-Pode) foi um dos que classificaram como corporativista a decisão do plenário. "O corporativismo instalado estabelece como regra a defesa de seus integrantes e não a defesa de sua instituição. Estamos na contramão do desejo da sociedade brasileira", defendeu.

Humberto Costa (PT-PE) disse que a decisão só retirou o afastamento porque se tratava de Aécio. "Caso fosse alguém do PT estaria cassado”, declarou. "O senado abriu mão de fazer justiça e cada um vai ter que pagar pelo seu voto", acrescentou. Os senadores tucanos, no entanto, disseram que o Senado apenas respeitou a Constituição e que o processo contra Aécio deverá continuar no Supremo Tribunal Federal, por isso, não há impunidade.

Para o senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO), a derrubada da decisão do Supremo “de forma alguma” representa impunidade. “O senador Aécio Neves agora terá o direito ao contraditório e à ampla defesa. O processo contra ele continua. O que o Senado fez foi obedecer ao que determina a Constituição”, afirmou.

Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) defendeu que é preciso ter "prudência" no andamento da Constituição e da democracia brasileira e que isso não pode ser "confundido" com impunidade. "O Senado apenas entendeu que não caberia as medidas cautelares", disse. Logo após a decisão, a nome de Aécio voltou a constar na lista de senadores em exercício. Segundo o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE) a decisão agora será encaminhada ao STF. "O plenário é soberano, é uma decisão às claras, e não tenho o que fazer além de respeitar e encaminhar", declarou.

TEMER CORDENOU– A operação que salvou Aécio Neves no Senado, ontem, foi coordenada pessoalmente pelo presidente Michel Temer (PMDB). Desde a semana passada, Temer havia entrado em campo para garantir que Aécio não fosse afastado do mandato. A interlocução de Temer foi com os comandos dos PMDB e do PSDB, além de pedir ajuda ao presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE). Segundo o blog apurou, Temer pediu por Aécio Neves a Eunício durante conversa na noite da última segunda-feira. Temer procurou o presidente do Senado na véspera da votação. Eunício, oficialmente, negou que Aécio tenha sido assunto da conversa. Mas fontes relataram que o caso do senador tucano foi um dos temas da conversa.

Fernando a favor, Humberto contra– Dos três senadores de Pernambuco, um votou a favor de Aécio Neves – o peemedebista Fernando Bezerra Coelho – outro, Humberto Costa (PT), votou e trabalhou contra o tucano e o terceiro, Armando Monteiro Neto (PTB), não participou da votação por se encontrar em viagem oficial aos Emirados Árabes representando o Senado juntamente com o senador Cristovam Buarque (PPS-DF). Dos 81 senadores que integram a Casa, nove não compareceram à sessão e dois não votaram – Eunício Oliveira (PMDB-CE), na condição de presidente, e Aécio Neves (PSDB-MG), afastado.

Paparico aos socialistas– Em meio à crise com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o presidente Michel Temer fez, ontem, uma nova ofensiva em relação a deputados do PSB. Pela manhã, recebeu a líder do PSB na Câmara, Tereza Cristina (MS), e o deputado Fabio Garcia (MT), cujos processos de expulsão do partido estão sob análise do diretório nacional. Temer também almoçou na casa do deputado Heráclito Fortes (PI), outro nome que deseja deixar o PSB. No mês passado, Maia fez duras críticas a Temer depois que o senador pernambucano Fernando Bezerra se filiou ao PMDB. Na época, cobrou lealdade do peemedebista e disse que não poderia "ficar levando facada nas costas". O presidente da Câmara tenta há meses atrair os descontentes do PSB para fortalecer o seu partido, o DEM.

Obra suspensa – Medida cautelar imposta pelo TCE, a Prefeitura de Paulista, suspendeu a construção de uma marina no Terminal Hidroviário localizado às margens do rio Timbó, em Maria Farinha. Foram constatadas irregularidades como favorecimento de uma empresa no processo de concessão para obras e exploração por 20 anos da marina. Segundo o TCE, desde fevereiro de 2016, o Ministério Público vem acompanhando o caso. Foram constatadas irregularidades como a não apresentação de estudos de viabilidade econômica, requisitos ambientais colocados como “pontuação técnica” para a escolha do melhor projeto, indícios de emprego de recursos federais em obras pré-existentes no local e suspeita de que antes da realização do processo licitatório a empresa responsável pelo processo já realizava obras no local.

Adutora de Serro Azul O governador Paulo Câmara assinou, ontem, o edital de licitação para a construção da adutora de Serro Azul. Com um investimento de R$ 213 milhões, a obra tem o objetivo de levar água da barragem Governador Eduardo Campos/Serro Azul, na Mata Sul do estado, a 1,5 milhão de pessoas em dez cidades do interior. O evento aconteceu no Palácio do Campo das Princesas, e teve a participação de prefeitos de cidades a serem beneficiadas pela obra e de secretários estaduais. A partir da assinatura da ordem de serviço, a Compesa tem 15 meses para concluir a obra.

CURTAS

TRANSPORTE E MERENDA–  A falta de coleta de lixo não é o único problema que atinge os moradores de São Lourenço da Mata, no Grande Recife. O transporte escolar está em situação precária e não há merenda para os estudantes, de acordo com a prefeitura. O prefeito em exercício, José Gabriel Neto, admitiu, ontem, os problemas e garantiu que vai fazer novas licitações para contratar empresas para normalizar os serviços.

OCUPAÇÃO– Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocuparam, ontem, a sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), na Zona Norte do Recife. Os sem-terra disseram que a ação assinala o Dia Internacional de Luta pela Alimentação Saudável, celebrado na segunda-feira passada. A sede do Incra fica na Avenida Conselheiro Rosa e Silva, nos Aflitos, área nobre da Zona Norte da cidade.

Perguntar não ofende: Se Aécio fosse petista teria sido cassado, conforme disse o senador Humberto Costa? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias

HOMEM DA MALA SOLTO, CADÊ AS PANELAS DA DIREITA REVOLTADA???

Nehemias

Paneleiros, cadê vocês? Olhem o que vcs fizeram com o Brasil! Idiotas!!!

Nehemias

E o Senado mantém Aécio Neves, gravado recebendo dinheiro de um bandido, em seu cargo. O silêncio das panelas é ensurdecedor.

Nehemias

O Brasil que o povo quer. Mais do que nunca, o Brasil precisa de uma esquerda forte, atuante, que represente de fato as lutas e os anseios da sua gente, e precisa também da persistência dos movimentos sociais e das organizações populares em resistir ao desmonte completo do estado de bem-estar social. As caravanas do Presidente Lula pelo País têm dado esse tom. Quando vemos Lula no meio de uma multidão acolhedora, carinhosa e grata, bebemos da fonte a energia que nos impulsiona a lutar e perseguir com garra as transformações na vida das pessoas, a ampliação de oportunidades e a igualdade de direitos. Ainda em outubro, Lula retoma a caravana por Minas Gerais e também participa de encontros pontuais em municípios da Grande São Paulo.

Nehemias

OS PANELEIROS SÃO CONIVENTES COM A CORRUPÇÃO!!!




17/10


2017

Coluna da terça-feira

  Prefeitos emparedam Temer

Com a corda no pescoço, compromissos atrasados e sem pagar também servidores em dia, prefeitos de todo o País fazem, hoje e amanhã, uma nova marcha a Brasília. Com o agravamento da crise, os municípios passaram a sofrer mais penalizações, como a redução drástica de recursos obrigatórios para manutenção dos programas na área social. Presidente da Associação Municipalista de Pernambuco, José Patriota (PSB), prefeito de Afogados da Ingazeira, embarcou, ontem, com mais 80 gestores pernambucanos para reforçar o movimento reivindicatório de caráter nacional.

Segundo ele, os municípios nunca sofreram tanto quanto nos últimos meses devido ao exercício da tesoura palaciana. “O FPM (Fundo de Participação dos Municípios) sofreu uma estabilização de redução da ordem de 25%, mas o que nos preocupa vai além disso e diz respeito também ao orçamento de 2018. O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) não tem praticamente sobrevida no ano que vem, pois ficou com apenas R$ 750 mil ante R$ 18 milhões liberados neste ano”, alerta Patriota.

O PAA, em sua opinião, é um dos mais importantes instrumentos de transformação da realidade municipal, uma ferramenta imprescindível para a área social e incrementar, consequentemente, a economia”, acrescenta. O objetivo da mobilização, ainda segundo Patriota, é pressionar as bancadas regionais para interferir num pedido de audiência ao presidente Michel Temer (PMDB).

“O presidente não pode ficar alheio ao drama dos municípios brasileiros. Ele nos garantiu tomar medidas para desafogar nossos caixas que, infelizmente, não têm saído do papel”, afirmou. A principal reivindicação dos gestores é uma solução a curto prazo, em forma de ajuda financeira emergencial, para que os municípios possam fechar as contas, principalmente com a chegada do final do ano, quando precisam pagar o 13º salário aos servidores municipais, além de outras obrigações.

O movimento vem crescendo desde uma mobilização em Brasília, no começo do mês, junto com a Confederação Nacional dos Municípios (CNM). A princípio, constava na programação audiência com o presidente Michel Temer (PMDB). No entanto, o encontro foi cancelado, tendo a CNM e os prefeitos sido recebidos pelo presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (PMDB-RJ).

Temer se comprometeu junto aos prefeitos a falar com o presidente sobre as reivindicações municipalistas, principalmente sobre o auxílio financeiro aos municípios ainda para este ano. Os pleitos foram convertidos em ofício, protocolado pela Confederação e respondido pela Presidência da República no dia 6 de outubro. A demanda teria sido direcionada aos ministérios competentes. A CNM também elaborou um ofício onde solicita a edição de uma Medida Provisória para envio de Apoio Financeiro aos Municípios (AFM) de forma emergencial.

CARTA DE DESABAFO– O presidente Michel Temer escreveu uma carta de quatro páginas aos parlamentares para se defender das acusações feitas na delação de Lúcio Funaro, além de dar "explicações", "satisfações" e "desabafar" diante da segunda denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra ele. A divulgação dos vídeos abriu uma nova crise entre o Planalto e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, às vésperas de a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa avaliar a acusação contra o peemedebista. "É um desabafo. É uma explicação para aqueles que me conhecem e sabem de mim. É uma satisfação àqueles que democraticamente convivem comigo", disse Temer.

Reagindo bem– O jornalista Alexandre Farias, 39 anos, já apresenta um quadro de saúde considerado estável, com melhora gradativa, respira sem ajuda de aparelhos e interage com a família. "Alexandre é, hoje, um verdadeiro milagre diante de nós. Ele permanece na UTI porque ainda inspira cuidados, mas quando está acordado consegue interagir, mexe os membros inferiores, gesticula, balbucia e conseguimos entender algumas palavras, ele fica de olhos abertos e a gente fica emocionado a cada gesto", declarou o irmão, em entrevista à TV Clube. Farias foi vítima de uma bala perdida durante uma troca de tiros entre policiais e bandidos no Alto do Moura, em Caruaru.

Anulação do impeachment– A defesa da ex-presidente da República Dilma Rousseff vai utilizar a delação do corretor Lúcio Funaro, divulgada na última sexta-feira, para pedir a anulação do processo que resultou em impeachment no ano passado. Em nota, o advogado da petista, José Eduardo Cardozo, afirmou que o depoimento de Funaro mostra que "o ex-deputado Eduardo Cunha comprou votos de parlamentares em favor do impeachment". A defesa deve entrar com pedido, hoje. "Entendemos que na defesa da Constituição e do Estado Democrático de direito, o Poder Judiciário não poderá deixar de se pronunciar a respeito, determinando a anulação do impeachment de Dilma Rousseff, por notório desvio de poder e pela ausência de qualquer prova de que tenha praticado crimes de responsabilidade", diz a nota.

Ação contra ministro – O Ministério Público Federal em Pernambuco ajuizou ação civil pública contra a União para que seja mantido contrato firmado com a Hemobrás, em Goiana, na Mata Norte de Pernambuco, também impedindo eventual transferência de tecnologia para processamento de plasma para Maringá, no Paraná, onde o ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP), possui reduto eleitoral. Na ação, a procuradora da República, Silvia Regina Lopes, também pede que a Justiça Federal conceda o afastamento cautelar do ministro. Em agosto, o MPF expediu recomendações para que não fossem aprovadas e nomeadas para cargos de gestão no âmbito da Hemobrás ou do Ministério da Saúde pessoas que tenham vínculos diretos ou indiretos com empresas privadas interessadas na transferência de tecnologia de processamento de material plasmático ou de produção de hemoderivados.

O pau cantou A sessão de ontem, da Câmara de Vereadores de São Lourenço da Mata, despencou para o campo das agressões, com bate-bocas que pareciam intermináveis entre vereadores que defendem a volta do ex-prefeito Bruno Pereira (PTB) e os que o combatem. Em meio a tamanho tumulto uma voz serena: a do vereador Leonardo Barbosa (SD), na foto ao lado, que conseguiu dar uma forte contribuição para que a paz voltasse a reinar. Tudo começou com o clima gerado pelo ex-prefeito insinuando que seu retorno ao poder seria líquido e certo por uma liminar decorrida de ação na instância federal, em Brasília.

CURTAS

ABATEDOURO–  A Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro) vistoriou o terreno onde será construído o abatedouro regional de Serra Talhada, às margens da PE 414, sentido distrito de Bernardo Vieira. O projeto arquitetônico, elaborado dentro das normas técnicas do Ministério da Agricultura, também está em fase de análise para aprovação da Adagro.  A área total para implantação do abatedouro é de 134.860,38 m² e o empreendimento quando construído terá capacidade para abater 250 bovinos, 230 suínos e 405 caprinos por dia.

VOTO ABERTO– O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) protocolou, ontem, mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) para que a votação no Senado sobre as medidas cautelares contra o tucano Aécio Neves (MG) seja aberta, sob pena de nulidade caso ocorra de forma secreta. A votação que pode derrubar o afastamento do mandato do senador mineiro e o seu recolhimento noturno está marcada para hoje.

Perguntar não ofende: Voto aberto ou fechado, o Senado mantém hoje Aécio afastado? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias

Guerra dos ricos contra o resto. Quando os pobres entenderão isso?

Nehemias

OS PANELEIROS SÃO CONIVENTES COM A CORRUPÇÃO!!!

Nehemias

Só lembrando: Você quer Continuar a Corrupção no Brasil? ...Vote na Direita. Mizeravi......

Nehemias

O Brasil só tem uma saída, Lula 2018.

Nehemias

Lula, preferência Nacional !!!




16/10


2017

Coluna da segunda-feira

  O efeito Lava Jato em 2018

Iniciada em março de 2014, a Lava Jato já impacta no cenário eleitoral de 2018 em pelo menos 14 das 27 unidades da Federação, segundo levantamento do Estadão. O efeito mais comum tem sido a revisão dos planos eleitorais de líderes políticos. Citados em delações, alvo de inquéritos ou ações, nomes antes cotados para cargos majoritários no Executivo agora traçam planos mais modestos nas disputas do ano que vem. O mandato garante a prerrogativa de foro no Supremo Tribunal Federal.

Os políticos envolvidos na Lava Jato negam qualquer irregularidade. A mudança de planos acontece principalmente entre os atuais senadores que desejam renovar seus mandatos em outubro do próximo ano. Um deles é o próprio presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE). O peemedebista se movimenta para ser candidato à reeleição em 2018 e não ao governo do Estado, como queria até então. Em 2014, quando ainda tinha mais quatro anos de mandato, ele se candidatou a governador.

Acabou em segundo lugar, derrotado pelo petista Camilo Santana. Agora, Eunício não só quer disputar o Senado novamente, como negocia com Santana, seu antigo adversário e atual governador, para estar na mesma chapa que o grupo dele no pleito do próximo ano. No Amazonas, os dois senadores, Eduardo Braga (PMDB) e Vanessa Graziottin (PC do B), também estão revendo os planos para 2018. “O natural é o Senado”, disse o peemedebista, que inicialmente queria se candidatar a governador.

Vanessa, por sua vez, disse a aliados que deve tentar uma vaga na Câmara dos Deputados – o mesmo plano dos senadores Gleisi Hoffmann (PR) e Humberto Costa (PE), ambos do PT. A operação também dificultou o projeto presidencial de alguns políticos. O caso mais emblemático é o de Aécio Neves (MG), presidente licenciado do PSDB. O tucano queria disputar o Palácio do Planalto em 2018, como em 2014. Após ser alvo da delação da J&F, que levou o Supremo Tribunal Federal (STF) a afastá-lo do mandato e determinar recolhimento domiciliar noturno, Aécio deve disputar a reeleição.

Seus aliados não descartam nem mesmo que ele tente uma cadeira de deputado. As mudanças de planos e cenários nos Estados contribuem agora para a união de antigos adversários. Além do Ceará, essa aproximação vem acontecendo em Estados como Tocantins e Mato Grosso do Sul. No Tocantins, o atual governador, Marcelo Miranda (PMDB), negocia com o senador Ataídes Oliveira (PSDB), seu adversário político histórico no Estado. O acordo desenhado entre os dois prevê que Miranda dispute o Senado e o tucano, o Governo do Estado.

A Lava Jato também colocou em dúvida ou até inviabilizou candidaturas, como a dos ex-ministros Henrique Eduardo Alves (RN) e Geddel Vieira Lima (BA), ambos do PMDB e presos preventivamente – por tempo indeterminado. Em Roraima, a Lava Jato tornou incerta a candidatura da prefeita de Boa Vista, Teresa Surita (PMDB), ao Governo do Estado. Ela é ex-mulher do líder do Governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), que é investigado na operação.

Alvo de 12 inquéritos no Supremo, sendo oito na Lava Jato, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), por exemplo, mudou de lado e foi para oposição ao Governo Michel Temer. Em Alagoas, pesquisas internas mostram que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lidera a corrida presidencial em 2018, quando Renan tentará renovar o mandato. Todos os citados já negaram envolvimento em crimes.

PROPINA PARA O PP– A colaboração premiada do corretor financeiro Lúcio Funaro, já homologada pelo Supremo Tribunal Federal (ST), traz detalhes do suposto esquema de pagamento de propinas ao Partido Progressista (PP), com recursos desviados da Caixa Econômica Federal. Em depoimento ao Ministério Público, Funaro acusou o atual presidente da Caixa, Gilberto Occhi, de desviar recursos para o partido. Na época, ainda no Governo de Dilma Rousseff, Occhi ocupava a vice-presidência de governo do banco estatal. Funaro afirmou no depoimento que foi informado por um empresário que Occhi teria uma meta de repasse de propina para cumprir.

Vaiados na Rússia– A senadora Gleisi Hoffmann, presidente do PT, e o ex-ministro Paulo Bernardo, seu esposo, foram vaiados, ontem, durante visita ao Museu Hermitage, na cidade russa de São Petersburgo. Ambos réus na Lava Jato, o casal foi verbalmente hostilizado por grupo de brasileiros que também visitava o local. Preso dia 23 de junho de 2016, na Operação Custo Brasil, Paulo Bernardo foi libertado uma semana depois, por decisão do ministro do STF Dias Toffoli.

Queda em crimes– A Secretaria de Defesa registrou 8.935 Crimes Violentos Contra o Patrimônio (CVPs) em setembro deste ano. Isso significa uma média de mais de 297 casos por dia. De acordo com as estatísticas do Governo do estado, são computadas diversas modalidades de ações, como roubos e assaltos a ônibus. Os números foram apresentados na última sexta-feira. Segundo a SDS, em setembro de 2017 houve uma redução na criminalidade, na comparação com o mês anterior. Em agosto, ocorreram 10.636 crimes contra o patrimônio. O Governo ressalta a queda de 16% entre os dois períodos pesquisados.

Marcha contra violência – Centenas de pessoas se reuniram na manhã de ontem 0na orla de Boa Viagem, para a 11ª edição da caminhada batizada de “Sim à Vida”. Realizada pela Arquidiocese de Olinda e Recife, a marcha foi criada para lembrar a Semana Nacional da Família e o Dia do Nascituro ou do Direito de Nascer, comemorado no dia oito de outubro. No entanto, as demandas sociais urgentes vêm tomando à frente das discussões que envolvem o ato. "Defendemos a vida com foco no combate ao aborto, mas também de uma forma abrangente. A vida está muito ameaçada pela crescente violência. Nunca se matou tantos jovens, muitos envolvidos pelas drogas”, disse o arcebispo metropolitano Dom Fernando Saburido, também preocupado com a marca de 4.145 homicídios registrados em Pernambuco de janeiro a setembro deste ano.

Audiência pública A pedido do líder da oposição na Assembleia Legislativa, Silvio Costa Filho, a Comissão de Administração Pública da Assembleia Legislativa de Pernambuco realizará audiência pública sobre o Pacto pela Vida. O grupo se diz preocupado com os dados da violência no Estado. Pelos números, em nove meses, Pernambuco já tem o ano mais violento do Pacto pela Vida, com o registro do maior número de homicídios para o período desde 2007. Naquele ano, foram contabilizados 3.479 assassinatos entre os meses de janeiro e setembro, ante os 4.145 cometidos este ano. Em relação aos 3.149 casos de 2016, o crescimento no registro de homicídios no período chega à marca de 32%.  Apenas no governo Paulo Câmara, acrescenta a oposição, já foram cometidos mais de 12.500 assassinatos.

CURTAS

FENAGRESTE– Uma maratona de lançamentos de livros, palestras, mesas-redondas, oficinas, narrações de histórias, espetáculos de teatro e shows. A segunda Feira Nacional do Livro do Agreste (Fenagreste) consolidou-se como evento de sucesso do calendário cultural de Caruaru, com recorde de público, estandes e movimentação financeira. O evento encerrou-se, ontem, com show do forrozeiro Maciel Melo. Antes dele, o jornalista Francisco José bateu um papo descontraído com a plateia sobre sua vasta experiência como repórter especial premiado, autor de matérias televisivas que marcaram a história da televisão brasileira.

ARARIPINA– Sobre o aumento do seu salário e do vice-prefeito, o prefeito de Araripina, Raimundo Pimentel, diz que que a Lei Municipal nº 2.812 de 16 de novembro de 2016 – que trata sobre os salários do prefeito e vice-prefeito – foi aprovada pelo ex-prefeito Alexandre Arraes. “Devido à grave crise financeira que todos os municípios brasileiros têm sofrido, a Prefeitura de Araripina adota medidas para o equilíbrio dos gastos com pessoal reduzindo em 20% a sua estrutura de cargos comissionados bem como, no mesmo percentual, os salários do prefeito e do vice-prefeito”, informa.

Perguntar não ofende: Aécio se salva?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias

O Brasil só tem uma saída, Lula 2018

Nehemias

O melhor está por vir. Lula e Dilma de novo com a força do povo!

Nehemias

Algo está errado realmente. Pessoas são conduzidas pelo corpo e não pela mente.

marcos

Perguntaram a Chico Alencar sobre Lula, vejam o que ele respondeu: Lula é um Bosta!

marcos

Procuradores da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba se opõe à absolvição de Marisa Letícia no caso do triplex do Guarujá. Com a morte da ex-primeira-dama, em fevereiro, Sérgio Moro extinguiu sua punibilidade no processo, em que ela respondia por três crimes de lavagem de dinheiro. A decisão, porém, não equivale a absolvê-la. A defesa de Marisa e de Lula entrou com recurso no TRF-4 pela absolvição. Em documento protocolado hoje, o MPF respondeu que a extinção da punibilidade não diz se um acusado é inocente ou culpado –para absolver a ex-primeira-dama, seria preciso analisar o mérito. Moro foi muito bonzinho com a Marisa!




14/10


2017

Coluna do sabadão

   Humberto faz restrições ao PSB

Em entrevista ao Frente a Frente, ontem, o líder da minoria no Senado, Humberto Costa, admitiu ser bastante complicada a equação do realinhamento do PSB ao PT no plano estadual, mesmo sendo Lula candidato ao Planalto com o apoio da legenda socialista. Costa confirmou que os presidentes do PT e PSB, respectivamente Gleisi Hoffman e Carlos Siqueira, terão encontro na próxima semana para tratar da aliança em torno do projeto Lula.

Mesmo que PT e PSB se entendam no plano nacional, nos Estados a reprodução da coligação dependerá das conjunturas locais. No caso de Pernambuco, Humberto acha que existe uma ferida bastante difícil de ser cicatrizada entre os dois partidos, mesmo que Lula venha interferir diretamente. “Lula sendo candidato, quem conduzirá o processo é ele e não criaremos dificuldades”, observa.

Humberto avalia que, hoje, o cenário para o PT no Estado, se depender dele, tende a se consolidar numa candidatura própria ao Governo do Estado. Entre os nomes citados por ele estão o do ex-prefeito João Paulo e da vereadora Marília Arraes, líder da oposição na Câmara do Recife. “Não hora de falar em nomes agora, mas de trabalhar um projeto próprio do PT”, afirma.

O líder admite que uma candidatura alternativa do PT tende a criar mais dificuldades para o partido retomar cadeiras importantes perdidas na Câmara dos Deputados. “Numa aliança, seria mais fácil garantir a presença de deputados federais do partido, mas isso é uma questão que só vamos decidir no momento oportuno”, acrescentou.

Humberto, por fim, disse que também não está descartada a possibilidade de um entendimento em torno da candidatura do senador Armando Monteiro Neto (PTB), mas fez algumas restrições, entre elas o fato do líder trabalhista ter se alinhado ao Governo Temer, votando em projetos contra os interesses dos trabalhadores.

CONTRA AÉCIO– Humberto Costa divulgou um vídeo, ontem, nas redes sociais em que afirma que a bancada do PT na Casa – formada por nove parlamentares – vai votar pela manutenção do afastamento de Aécio Neves (PSDB-MG) do Congresso. Está prevista para a próxima terça-feira a votação, no plenário do Senado, da decisão da Primeira Turma do STF que afastou Aécio Neves do mandato e impôs ao tucano recolhimento domiciliar noturno. “No entendimento da nossa bancada, tenho certeza de que a bancada do PT vai votar 'sim'. Nós vamos votar pela aceitação da recomendação do Supremo Tribunal Federal. Ou seja, nós vamos votar pelo afastamento de Aécio Neves das suas atividades como senador temporariamente”, enfatizou.

Incentivo ao tomate– Depois de uma mobilização de produtores, o governador Paulo Câmara anunciou, ontem, que vai encaminhar pedido de autorização ao Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) concedendo isenção de ICMS para a produção de tomates. O governador atende, dessa forma uma reivindicação dos produtores locais. “Isso é uma vitória dos produtores, mas temos que reconhecer o papel exercido pelo prefeito de Carnaíba, Anchieta Patriota (PSB), e o deputado Claudiano Martins”, disse o empresário Emílio Vasconcelos, de Afogados da Ingazeira, na foto ao lado, para quem o governador foi ágil e teve sensibilidade. A legislação tributária nacional estabelece que a isenção de ICMS tem de passar pelo Confaz. Enquanto a autorização para a isenção não é concedida, Paulo determinou que a Secretaria da Fazenda reduza o ICMS de 10 centavos por quilo para cerca menos de 4 centavos por quilo. Isso representa uma redução de 64% no valor do imposto cobrado.

Justiça derrota prefeito– O Tribunal de Justiça de Pernambuco determinou a suspensão do aumento dos salários do prefeito e vice-prefeito de Araripina, no Sertão do Araripe. O juiz Clécio Camêlo de Albuquerque, da 2ª Vara Cível da Comarca da cidade, deferiu o pedido feito através de uma ação popular. A decisão foi anunciada na última quarta-feira. De acordo com o entendimento do TJ, o reajuste, aprovado em novembro do ano passado, não poderia ser concedido nos últimos 180 dias do mandato, como diz a Lei de Responsabilidade Fiscal. O prefeito Raimundo Pimentel (PSL), que recebia R$ 18 mil, passou a ganhar 22 mil com o reajuste. O vice, Bringel Filho (PSDB), que tinha um salário de R$ 9 mil, passou a receber R$ 11 mil.

Chances reduzidas de voltar – O prefeito afastado de São Lourenço da Mata, Bruno Pereira (PTB), tentou, sem sucesso, revogar a decisão do desembargador Odilon de Oliveira Neto, do Tribunal de Justiça do Estado. Segundo o advogado Joaquim Barreto, que atua no processo em defesa do prefeito interino, Gabriel Neto, Bruno, no desespero, está contratando agora os serviços do ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que está mais sujo do que pau de galinheiro, para voltar ao poder via recurso na instância federal, em Brasília. Mas os que conhecem o processo com maior grau de riqueza acham que as chances de o prefeito obter êxito são quase mínimas.

Hospital será reaberto Fechado desde a gestão passada, o hospital de Ribeirão voltará a funcionar numa gestão compartilhada pela Prefeitura. O prefeito Marcello Maranhão (PSB) e o deputado federal licenciado e secretário de Turismo, Esportes e Lazer, Felipe Carreras, acertaram os detalhes da mudança com o secretário de Saúde, Iran Costa. Segundo o prefeito, o Governo do Estado vai desapropriar o hospital e entregar a gestão a Prefeitura. Felipe Carreras prometeu retomar o mandato na próxima semana, em Brasília, para buscar recursos para o município. “Vou apresentar uma emenda no orçamento para reformar a estrutura do hospital”, disse Carreras. “Estava sendo cobrado o tempo todo pela população. Estou satisfeito com a iniciativa do Governo em desapropriar a unidade”, comemorou, por sua vez, o prefeito.

CURTAS

RAZÃO DA LICENÇA– O secretário de Turismo, Felipe Carreras, explica que seu afastamento da função por dez dias para reassumir o mandato de deputado federal foi acertado com o governador Paulo Câmara para garantir emendas ao orçamento da União para repasses a projetos prioritários do Estado e municípios da sua base. Uma dessas emendas, agora impositivas, garante a reabertura do hospital de Ribeirão.

ADOÇÃO– O Programa Acolher, da Coordenadoria da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça de Pernambuco, será implantado, na próxima segunda-feira, em Serra Talhada. Durante o dia, no fórum da cidade, serão apresentadas as metodologias de trabalho utilizadas no Programa, como fluxos de atendimento e trâmites legais nos processos de entrega de crianças para adoção. Participam do encontro magistrados e servidores do TJPE, representantes do Ministério Público e Defensoria Pública, além de profissionais de órgãos que integram a rede de proteção à criança e ao adolescente, como Conselho Tutelar, Secretarias de Educação, Saúde e Assistência Social.

Perguntar não ofende: E Aécio, balança, mas não cai? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias

Quem trai o pobre, trai a Cristo.

Nehemias

Bostanaro admite seu despreparo para governar. Agora falta reconhecer sua mediocridade como ser-humano!

Nehemias

BOMBA - TACLA DURAN MOSTRA CONVERSAS COM AMIGO DE MORO E PROCURADORES DA LAVA JATO QUE PEDIAM PROPINA. Quando Ivan Carruta indicou uma lista de advogados curitibanos para ajudá-lo na delação, Tacla achou melhor recorrer ao escritório que o representava em Curitiba, o de Carlos Zucolotto Junior. Em março e abril de 2016 tratou com Zucolotto. Entre os advogados sócios do escritório, havia Rosângela Maria Wolff de Quadros Moro. Segundo o que escreveu no livro, Tacla não sabia até então quem era Rosângela, nem que estava casada com Moro.

Nehemias

Eu sei o que os pobres de direita fizeram nas eleições passadas!!

Nehemias

Se Jesus fosse negro. Você ainda o amaria?




13/10


2017

Coluna da sexta-feira

  Supremo pode ficar inibido

Apesar de o Supremo Tribunal Federal (STF) ter decidido, por 10 votos a 1, que são aplicáveis medidas cautelares contra parlamentares, os ministros Marco Aurélio Mello e Gilmar Mendes entendem que a decisão do plenário, da última quarta-feira, deverá inibir a Corte de impor novas medidas que interfiram no exercício do mandato.

"A proclamação foi de que a casa parlamentar pode rever a medida cautelar que implique qualquer embaraço ao exercício do mandato particular. Resultado: a ala do punitivismo pensará duas vezes antes de implementar medida nesse sentido, ante o risco da derrubada", disse Marco Aurélio.

Para ele, a precaução é salutar e a decisão de enviar ao crivo do Congresso as cautelares determinadas "foi um avanço cultural, fortalecendo as instituições". Marco Aurélio diz que "é preciso segurar os punitivistas". Gilmar Mendes concordou com a visão de que poderá haver um desencorajamento de novas cautelares que afetem o exercício do mandato de parlamentares.

As medidas cautelares, de forma geral, têm a finalidade de interromper um crime em andamento e garantir o sucesso das investigações. O que o STF decidiu é que as medidas que interfiram no mandato parlamentar podem ser aplicadas mas precisam passar pelo crivo da casa legislativa. Para Gilmar, as cautelares só podem ser aplicadas em situação "excepcionalíssima".

"Isso (aplicação de cautelares) não é necessário. Haverá um caso ou outro em que isso será imprescindível. Muito mais importante era julgarmos mais rapidamente os processos, termos um procedimento mais célere", disse o ministro. Segundo ele, a questão do afastamento de Eduardo Cunha "foi muito peculiar". "O problema é o excepcional se tornar regular", disse Gilmar Mendes.

A decisão do Supremo permitirá ao Senado rever o afastamento de Aécio Neves, determinado duas vezes pelo Supremo - primeiro, por liminar, do ministro Edson Fachin, em maio, e depois por decisão da Primeira Turma do STF, no dia 26 de setembro. O tucano, flagrado em áudio gravado pelo empresário Joesley Batista, foi denunciado em junho pela Procuradoria-Geral da República (PGR) pelo crime de corrupção passiva e de embaraço a investigações, acusado de ter aceitado propina de R$ 2 milhões, repassados pela J&F a um primo do senador e a um auxiliar parlamentar e de ter tentado obstruir investigações. Ele nega.

CORTES DE PIPAS– Vinte cidades da Paraíba vão deixar de ser abastecidas pela Operação Carro-Pipa do Governo Federal a partir de novembro. De acordo com a Secretaria Nacional de Defesa Civil, estas cidades não fazem parte da região semiárida paraibana, mas estavam incluídas no programa de forma equivocada. Uma dessas cidades é Matinhas, que fica no Agreste da Paraíba, e tem cerca de três mil habitantes e recebe água de carro-pipa da Prefeitura, que abastece uma cisterna comunitária e duas caixas d’água públicas. É nestes locais que a população pega água para beber e cozinhar. A maioria das famílias mora na zona rural e também está com dificuldade para produzir.

O PIB de Meirelles– O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, revelou, ontem, que a estimativa do Governo para o crescimento do PIB em 2018 é de 2%, com viés de alta e pode "até chegar a 3%." "O nosso cenário base que ainda está no Orçamento é um crescimento de 2% em 2018, mas já existem diversos analistas e economistas com previsões de crescimento maiores, até de 3% ou mais no ano que vem", disse o ministro. "Eu chamaria de um cenário otimista, mas é um cenário possível."

Efeito no caso Aécio– Em um julgamento que cindiu o Supremo Tribunal Federal ao meio e provocou polêmicas e bate-bocas diversos antes de o resultado final ser proferido na última quarta-feira, a maioria dos ministros da Suprema Corte definiu, por 6 votos a 5, que medidas cautelares que envolvam mandatos parlamentares terão de ser analisadas pelo Congresso para ser convalidadas. Na prática, isso significa que, na próxima terça-feira, os senadores vão avaliar, em plenário, a manutenção das sanções impostas pela Primeira Turma do STF ao senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG). A polêmica não acabou após o voto de desempate proferido pela presidente Cármen Lúcia. Ao contrário, só aumentou.

Vaias em São Paulo– Na missa em Aparecida (SP), ontem, tão logo foram anunciadas as autoridades presentes -  o governador paulista, Geraldo Alckmin (PSDB) e os ministros Antônio Imbassahy (Secretaria de Governo) e Gilberto Kassab (Ciência, Tecnologia e Inovações), do PSDB e PSD, respectivamente – todos, sem exceção, foram vaiados pelo público presente. O prefeito da capital, João Doria, está na Itália em viagem oficial e o vice, Bruno Covas, foi para Paris. Se estivessem, também não teriam evitado igual constrangimento. A população brasileira está de saco cheio com políticos tradicionais e por isso mesmo as eleições de 2018 devem ter uma grande renovação, principalmente no parlamento.

Estado parado Do deputado José Humberto Cavalcanti (PTB) sobre artigo do deputado Tadeu Alencar em defesa do Governo Paulo Câmara: “Emissário do Governo Paulo Câmara, o deputado Tadeu Alencar tem a impossível tarefa de negar o que os pernambucanos sentem na pele: nosso Estado está parado e, muitas vezes, andando para trás. Esse não é um debate estrito sobre a piora dos indicadores econômicos ou sociais, embora eles também sejam constatados na pesquisa do Centro de Liderança Política, em parceria com a consultoria Tendências e a revista The Economist. Citado pelo senador Armando Monteiro, o levantamento ratifica o sentimento da maioria da população. O que Eduardo Campos começou, Paulo Câmara parou. Só não vê quem não quer”.

CURTAS

HORÁRIO DE VERÃO– O horário de verão de 2017 começa na primeira hora do próximo domingo. À meia-noite de amanhã, os moradores de 10 estados e do Distrito Federal devem adiantar o relógio em uma hora. O ajuste vale para as regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal) e vigora até 18 de fevereiro do ano que vem.

REPERCUSSÃO– O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB-SP), classificou como correta a decisão do colegiado do Supremo Tribunal Federal (STF) de repassar ao Congresso a palavra final sobre o afastamento de parlamentares. A decisão afeta diretamente o senador Aécio Neves (PSDB-MG), afastado por decisão da Primeira Turma, que também determinou seu recolhimento noturno.

Perguntar não ofende: A ministra Carmem Lúcia frustrou o Brasil? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias

O Brasil só tem uma saída, Lula 2018

marcos

Lula o exemplo de pai e marido. Arrumou uma Rapariga (Rosimary Noronha). Pense em um cabra safado.

marcos

Você quer continuar a Corrupção no Brasil?......Então vota no Pt.

marcos

Lula o Alcoólatra que faz piadas com o nome de Deus.

marcos

A Ladra e ex presidente Dilma Jumenta, teve seus bens bloqueados pela Justiça. Nada mais justo em se tratando de uma gatuna nata.




12/10


2017

Coluna da quinta-feira

  Um dia de protestos

O Recife e Região Metropolitana viveram um dia de caos, ontem, com os protestos promovidos por centrais sindicais e movimentos sociais e que acabaram em conflito na frente do Palácio do Campo das Princesas. Os manifestantes se reuniram no local após fazer bloqueios simultâneos em importantes vias da capital. Durante o tumulto, o grupo lançou pedras contra a Polícia Militar, que revidou com bombas de efeito moral.  As interdições aconteceram em defesa de programas de moradia popular e contra o Governo do presidente Michel Temer. Os bloqueios causaram diversos pontos de engarrafamento pela cidade.

Parte do grupo que estava no Palácio do Campo das Princesas caminhou da Praça do Derby, na área central, até o local, passando pela Avenida Conde da Boa Vista. Os manifestantes fizeram uma parada na Câmara dos Vereadores do Recife, antes de seguir para a sede do Governo. Eles quebraram parte da grade que cerca a Câmara e invadiram o imóvel. Houve correria durante o confronto.

Após o episódio, os manifestantes se concentraram na Avenida Guararapes. Por meio de nota, o Governo alegou que os manifestantes tentaram derrubar o gradil em volta do Palácio do Campo das Princesas e atacaram os policiais que faziam a contenção da área. No texto, a administração estadual afirmou que presta solidariedade aos PMs e que a Casa Civil e a Secretaria de Habitação “têm dialogado permanentemente com todos os movimentos sociais”.

O texto ainda ressalta que o “atual governo é pautado pelo diálogo com a sociedade civil e recebe comissões sempre que procurado, mas não serão tolerados atos de vandalismos como os registrados hoje”. Houve bloqueios na Avenida Agamenon Magalhães, na área central do Recife, no sentido Olinda/Boa Viagem, assim como na Avenida Cruz Cabugá, no Cais de Santa Rita, no Centro e no Barro, Zona Oeste da capital. Um grupo ainda caminhou pela Avenida Conde da Boa Vista até a Câmara de Vereadores do Recife.

Por volta das 8h, um grupo de manifestantes fechou os dois sentidos da Avenida Cruz Cabugá, na área central do Recife. Eles colocaram fogo em pedaços de madeira e pneus. Uma grande fumaça se formou no local. Por causa da interdição, veículos buscavam rotas alternativas, pegando a contramão para tentar fugir do protesto. Passageiros de ônibus desistiram de esperar o fim da manifestação e desceram dos coletivos para seguir viagem a pé. Ao mesmo tempo, outro grupo colocou fogo em destroços e pneus no Cais de Santa Rita. Com poucas rotas alternativas para os motoristas, o engarrafamento era visto até o início do bairro do Cabanga.

ENFRENTAMENTO– O deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), relator na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da denúncia contra o presidente Michel Temer, contestou, ontem, as críticas da oposição sobre o seu parecer que recomenda a rejeição da acusação e disse estar pronto para “enfrentar quem quer que seja para debater a questão”. “Todos os pontos de vista que eu coloquei no relatório eu estou pronto para enfrentar quem quer que seja para debater a questão, porque tudo dentro das normas jurídicas e do bom senso jurídico”, afirmou o parlamentar.

Desembarque do Governo– Nos últimos dias, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), recebeu uma romaria de líderes e parlamentares da base aliada com queixas ao Governo Michel Temer. Na pauta das conversas, levam a Maia cenários de desembarque do Governo, em meio à discussão do processo da segunda denúncia contra o presidente. Entre os partidos que procuraram Maia nos últimos dias estão siglas do chamado "Centrão", como PR, PP, PSD, além de ala do PSDB e do PMDB, partido de Temer. Maia recebeu relatos de que a pressão nas bases eleitorais dos deputados cresceu no ambiente da segunda denúncia. E que eles temem se desgastar para salvar Temer novamente e acabarem sem mandato, cobrados durante a eleição de 2018.

Novas licitações – Duas semanas após o afastamento do prefeito de São Lourenço da Mata, Bruno Pereira (PTB), o Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco expediu, ontem, três medidas cautelares para a Prefeitura, suspendendo imediatamente o repasse de pagamentos para os serviços públicos de limpeza urbana, transporte escolar e duas clínicas. O vice-prefeito Gabriel Neto (sem partido), que assumiu interinamente a gestão, tem 180 dias para concluir a nova licitação.

Não passou no teste– Reprovada no concurso para professora titular da Universidade de São Paulo (USP), uma das autoras do pedido de impeachment de Dilma Rousseff, Janaina Paschoal, vê “perseguição” no processo. Ela leciona na Faculdade de Direito desde 2003 e concorreu com três colegas a duas vagas de titularidade– último degrau da carreira acadêmica – e ficou em quarto lugar. Janaina entrou com recurso no qual pede a anulação da disputa e diz que o primeiro colocado apresentou um trabalho sem originalidade, um requisito para a aprovação. “Não tenho como negar a perseguição, não é só política. É maior do que isso, é de valores mesmo”, afirmou Janaina.

De coração enxuto? – A Secretaria de Comunicação da Presidência negou que o presidente Michel Temer (PMDB) esteja com um cateterismo agendando para depois da provável e esperada derrubada da denúncia. Segundo informações da TV Globo, o presidente teria marcado o procedimento. De acordo com o Planalto, o presidente, que completou 77 anos no mês passado, "goza de perfeita saúde" e "não tem nenhuma cirurgia marcada" até o momento.  No fim do mês passado, Temer fez exames no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Interlocutores do presidente reiteraram que os exames foram "tranquilos" e sem nenhum problema. Após o noticiário sobre o suposto cateterismo vir a público, segundo auxiliares, o diretor-geral do centro de cardiologia do Instituto do Coração (Incor) e do Hospital Sírio-Libanês e cardiologista do presidente, Roberto Kalil Filho, o telefonou para minimizar os efeitos da notícia.

CURTAS

LAGOA GRANDE– O senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB) recebeu, ontem, o prefeito de Lagoa Grande, Vilmar Cappellaro (PMDB). A cidade, localizada no Vale do São Francisco, é uma das mais importantes produtoras de vinhos e espumantes do Nordeste, cadeia produtiva que emprega grande parte da população local. Vilmar foi a Brasília acompanhado de técnicos da Prefeitura e levou ao senador projetos para obras de infraestrutura municipal.

SUSPENSÃO– O presidente da Câmara do Recife, Eduardo Marques (PSB), decidiu juntamente com a Comissão Executiva, encerrar o expediente, ontem, às 13 horas, suspendendo a reunião plenária e as demais reuniões de Comissões agendadas para a tarde. A decisão foi tomada considerando os protestos que ocorreram em vários pontos da cidade, mas que convergiram para a ocupação do pátio externo da Câmara, tendo em vista a sua localização e importância emblemática para a reverberação dos movimentos sociais.

Perguntar não ofende: O Brasil ainda tem jeito? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias

O imbecil coloca-se na primeira fila, para ser visto; o inteligente coloca-se atrás, para ver

Nehemias

ESTUDO APONTA QUE RICOS PAGAM MENOS IMPOSTOS NO SISTEMA TRIBUTÁRIO BRASILEIRO

Nehemias

Se Jesus fosse negro. Você ainda o amaria?

Nehemias

O melhor está por vir. Lula e Dilma de novo com a força do povo!

Nehemias

OS 10 JUMENTOS!