FMO


10/10


2019

Coluna desta quinta na Folha

Bolsonaro precisar operar a cabeça

Plagiando Lula, nunca na história republicana brasileira um presidente foi enxotado do partido pelo qual foi eleito como ocorreu, ontem, com Bolsonaro, um dia após afirmar que o presidente do seu PSL, Luciano Bivar, “está queimado para caramba”.

“Sua fala foi terminal e já está afastado do partido”, anunciou Bivar, ao proclamar em tom alto e de viva voz o expurgo do presidente da República. O Brasil virou, literalmente, de cabeça para baixo. Tem um presidente que aconselha o povo a fazer cocô dia sim, dia não, e quando trata de turismo sexual, diz que “quem quiser vir aqui fazer sexo com uma mulher, fique à vontade”.

Bolsonaro é um Donald Trump muito piorado: açoita a mídia, desafia a justiça, escracha a Lava Jato, dedura e insulta governadores e ainda quer convencer a quem, estarrecido, assiste a tudo isso, que não tem um parafuso solto. Já fez três cirurgias, só esqueceu a mais importante: a da cabeça.

Traidor contumaz – Causou indignação e um sentimento de ojeriza nas principais lideranças do PSB no Estado a notícia, antecipada, ontem, nesta coluna, de que o deputado Ricardo Teobaldo, presidente estadual do Podemos, anda admitindo apoiar Geraldo Júlio a governador, em 2022. Estilo trator, Teobaldo tem na testa a pecha do maior traidor do ex-senador Sérgio Guerra (PSDB).

Engoliu seco – Líder da corrente petista que se opõe a Marília Arraes na corrida pela Prefeitura do Recife, o senador Humberto Costa não engoliu a nota da executiva nacional do PT, em Brasília, solidária à pré-candidata, classificada de “menina mimada” pelo secretário de Agricultura, Dílson Peixoto. Está desapontado, pois achava que Gleisi Hoffman ficaria calada.

Ovacionado – Diante do novo presidente nacional do MDB, Baleia Rossi, o coordenador do Pacto Federativo, Silvio Costa Filho (PRB), deu a boa notícia, ontem, aos prefeitos que defendem em Brasília a participação de 15% na receita do leilão do pré-sal, em 6 de novembro: a Câmara não fará alterações no texto da cessão onerosa já aprovado pelo Senado. Acabou ovacionado.

Derrotado – O Governo do Estado sofreu uma baita derrota na Justiça ao ser obrigado a revogar a portaria de transferência do delegado da Regional de Arcoverde, Israel Rubis, para Vitória de Santo Antão. A decisão levou, novamente, à população às ruas, numa comemoração barulhenta.

No deboche – O presidente Bolsonaro disse, ontem, que não levou a sério a expulsão do PSL propagandeada pelo deputado Luciano Bivar. Em tom debochado, afirmou que só deixará o partido quando quiser e se sair será pior, porque a bancada no Congresso sofrerá muitas baixas.

GRANDEZA – Ao pedir, ontem, a transcrição nos anais da Câmara do artigo deste colunista homenageando o ex-ministro Fernando Lyra, o deputado Wolney Queiroz (PDT) revelou grandeza: a família Lyra, hoje no poder em Caruaru com a prefeita Raquel Lyra, está do outro lado do balcão.

Perguntar não ofende: Qual partido vai querer abrigar Bolsonaro?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Sem partido, sem OCDE, sem aliados, Bolsonaro está cada vez mais perdido

marcos

Mas que Lula é Ladrão o mundo todo já sabe!

Fernandes

A inteligência artificial fez um burro chegar à presidência da República!

Fernandes

Trump dá uma banana para o Bozo e escolhe a Argentina. “Mico! Mico! Mico!”

Fernandes

Bozo chama Trump de Comunista!, após o americano traí-lo e escolher a Argentina.


Prefeitura de Abreu e Lima


09/10


2019

Coluna desta quarta na Folha

Fundo partidário, razão do “barraco”

Se o presidente Bolsonaro trata com tamanha grosseria e estupidez o presidente nacional do seu partido, Luciano Bivar (PSL), imagine o que não seria capaz de aprontar com adversários! Bivar, segundo o chefe da Nação, “está queimado para caramba” e não pegaria bem um vídeo com ele nas redes sociais, ao lado de um militante partidário em Pernambuco, informando que estariam juntos com o pré-candidato do PSL a prefeito do Recife.

Bivar foi jogado na jaula dos leões e sua queimação, que Bolsonaro não explicou, teria sido provocada pela exposição negativa na mídia com o noticiário envolvendo a existência de laranjas usados pelo partido nas eleições para deputado, em 2018.

A origem que levou o presidente a armar um barraco em frente ao Palácio da Alvorada tem outra explicação nos intramuros: Bivar administra um fundo partidário da ordem de R$ 360 milhões e Bolsonaro não quer que administre a distribuição do bolo sozinho.

Ciumeira política – Ao queimar Bivar, o presidente da República sinalizou, também, que não apoia a pré-candidatura do “aliado” a prefeito do Recife em 2020 e que tende, conforme esta coluna antecipou, a estimular o presidente da Embratur, Gilson Neto, como alternativa à sucessão do prefeito Geraldo Júlio (PSB). Neto é o quadro do Estado mais próximo ao chefe da Nação.

Namorico – Não se surpreenda se o deputado federal Ricardo Teobaldo, presidente estadual do Podemos, e contraparente do prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB), vier a apoiar a candidatura do socialista a governador, em 2022. Andam de namoro e o elo político é a cidade de Limoeiro, terra de Cristina Melo, esposa de Geraldo, e governada duas vezes por Teobaldo.

No PDT – O ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), tomou conhecimento, ontem, pelo meu blog, das negociações entre o governador João Azevedo, sua cria no PSB, e a cúpula nacional do PDT, para trocar a legenda socialista pela grife brizolista. Azevedo e Coutinho estão rompidos.

Adeus, turismo – A Petrobras já recolheu 113 toneladas de resíduos contaminados pela mancha de óleo que atinge diversas praias do Nordeste. O material oleoso é petróleo cru, segundo estudos do Ibama. As imagens estampadas nos telejornais nacionais afugentam os turistas.

Etanol – Depois que a bancada federal comprou a briga com o Governo Bolsonaro, a Assembleia Legislativa entra na cruzada pela isenção da taxa de importação do etanol, que prejudica os produtores nordestinos. O deputado João Paulo Costa (Avante) propõe audiência pública.

MORTES – O plano de recuperação das estradas estaduais, tocado pelo Governo, ainda não chegou à movimentada PE-145, que dá acesso à Nova Jerusalém e Brejo da Madre de Deus. Enquanto o Governo silencia, acidentes com vítimas fatais ocorrem numa rotina sem cessar, ceifando vidas.

Perguntar não ofende: Luciano Bivar já teria motivos para abandonar o barco de Bolsonaro?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Frota lança campanha pela retirada de Bolsonaro da Presidência. Vamos consertar o erro.

Fernandes

Eu cheguei a conclusão que, o furico do pobre de direita aguenta tudo! e ainda defende quem tá usando o seu caneco sem reclamar.

Fernandes

Não tenho provas, mas tenho convicção que os evangélicos acham que Jesus é surdo

Fernandes

Pega fogo Cabaré! Deputada do PSL faz discurso duro e emocionado contra o próprio partido: “Só quer dinheiro”

Fernandes

Eu gosto de ver Bolsonaro desprezando sem pena os idiotas que o defenderam com tanta intensidade! Canalhas merecem canalhices!


Prefeitura de Paulista


08/10


2019

Coluna desta terça na Folha

UFPE é o NE que deu certo

No início da década de 90, lancei meu primeiro de um conjunto de seis livros com o batismo de “O Nordeste Que Deu Certo”. Prefaciado pelo então governador do Ceará, Ciro Gomes, bateu recorde de vendas, chegando até ao Exterior. Vende um Nordeste pujante e inteligente.

Mostrei, por exemplo, que o sistema de áudio da Casa Rosada, sede do Governo argentino, adotou tecnologia paraibana, desenvolvida em pesquisas pela Universidade Federal de Campina Grande. Em cada Estado, explorei uma ponta econômica que poucos conheciam, daí a repercussão. Ontem, noticiei que a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) foi apontada como a melhor do Nordeste entre as dez tops do País, com nota 88,77.

O levantamento é do jornal Folha de São Paulo e desmascara os que olham com viés preconceituoso para o pobre rincão nordestino, como o próprio presidente Bolsonaro, que, debochadamente, só se a refere aos nordestinos como paraíbas.

Tesoura implacável – O sucesso da UFPE se dá em meio a um golpe injusto do presidente da República, que cortou 30% das suas transferências obrigatórias. De um total de R$ 122 milhões assegurados na Lei Orçamentária para este ano, o Ministério da Educação só liberou R$ 24 milhões. Escasseiam verbas para o pagamento de serviços de manutenção, como energia, água, limpeza e segurança.

Bateu duro – De Luciano Hang, empresário ligado a Silvio Santos e notório bolsonarista, à proposito da pré-candidatura de Luciano Huck ao Planalto: “O difícil será encontrar alguém para subir em palanque já que quase todos os seus amigos estão sendo processados em Curitiba. Qual o verdadeiro interesse dele em ser candidato? Está na cara que é para à volta de Lula ao poder”.

De fora – Ninguém acredita que o deputado João Paulo (PCdoB), ex-prefeito do Recife, viabilize sua candidatura à Prefeitura de Olinda. Primeiro, por causa de uma penca de processos de improbidade administrativa que se aceleram na justiça. Segundo, porque já recebeu condenação em primeira instância no caso Finatec. Seu horizonte pela frente é tenebroso.

Orquestra – O prefeito de Carnaíba, Anchieta Patriota (PSB), recebeu, ontem, uma boa notícia do presidente da Fundaj, Antônio Campos: a cidade, cuja musicalidade brota das águas do rio Pajeú, ganhará uma orquestra sinfônica dentro do projeto do maestro José Carlos Martins.

Auditoria – O atraso na entrega dos fardamentos aos alunos da Rede Estadual de Ensino será objeto de auditoria especial pelo Tribunal de Contas (TCE). Relatora, a conselheira Teresa Duere quer investigar, por exemplo, porque existe empenho de R$ 8,6 milhões, mas não pago.

MOSCA AZUL – Em Garanhuns, o promotor Alexandre Bezerra, que disputou a Prefeitura em 2004 pelo PT e perdeu para Luis Carlos de Oliveira (MDB), pode se constituir no grande fato novo da eleição, com o apoio do deputado Fernando Rodolfo (PL). Foi, novamente, picado pela mosca azul.

Perguntar não ofende: Quem cai no Ministério Bolsonaro após aprovada a reforma da Previdência em segundo turno no Senado?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Bolsonaro pode ser expulso do PSL

Fernandes

Líder do PSL diz: Quintal de Bolsonaro também está sujo. E o filho dele?

Fernandes

Bolsonaro disse que está depressão, disse que toda madrugada se acorda chorando. Segundo ele não está conseguindo resolver os problemas do país, e afirmou que só sabe ser militar. O cara é um fake mesmo!

Fernandes

Manuela D’Ávila lidera pesquisa de intenção de votos para a prefeitura de Porto Alegre.

Fernandes

Bolsonaro deixa o PSL (Partido Só Laranjas) e vai para o partido da UNIVERSAL o PRB (Partido Rouba Bestas)


Prefeitura de Serra Talhada


07/10


2019

Coluna desta segunda na Folha

Bolsonaro quer Gilson no Recife

À frente da Embratur numa missão que vem cumprindo bem-sucedida, por escolha pessoal e missão delegada pelo presidente Bolsonaro, o pernambucano Gilson Neto foi aconselhado, pelo próprio chefe, a transferir o seu domicilio eleitoral de Gravatá para Recife, com direito a uma conversa reservada: o senhor da República quer vê-lo candidato a prefeito da capital.

Pode vir a ser o nome da sua plena confiança para testar, eleitoralmente, no Recife, onde, a princípio, só teria Luciano Bivar, presidente do PSL, como alternativa. Empresário múltiplo – criador de gado guzerá para reprodução de filhotes no Mato Grosso, maior produtor de coco do Nordeste numa fazenda em Alagoas, dono de duas emissoras de rádio (Gravatá e Maragogi) e proprietário da banda Brucelose, Gilson Neto é, hoje, no staff de Bolsonaro, um dos que têm mais voz ativa e influência sobre o presidente, com chances de virar ministro do Turismo.

Aumento do Turismo – A ideia de isentar os Estados Unidos, Canadá, Japão e Austrália de visto de turismo e negócios, ideia dada por Gilson Neto a Bolsonaro, já produziu aumento de 52% de turistas estrangeiros no País, segundo o presidente da Embratur. O levantamento não é propaganda fantasiosa do Governo, mas da Associação Brasileira de Hotéis (ABH). A Embratur divulga o Brasil no exterior.

Topa – Numa entrevista gravada para o Frente a Frente, que irá ao ar hoje, às 18 horas, pela Rede Nordeste de Rádio, tendo como cabeça de rede a Rádio Folha 96,7 FM, Gilson Neto fala da origem da sua relação com Bolsonaro, do seu trabalho na Embratur, dos seus negócios empresariais e admite, pela primeira vez, que pode entrar no páreo pela Prefeitura do Recife.

Frente – Pré-candidato a prefeito do Recife pelo PDT, o deputado Túlio Gadelha postou nas redes sociais uma foto ao lado do líder da oposição no Senado, Randolfe Rodrigues (AP), uma das principais lideranças nacionais do Rede, e o presidente estadual do partido, Roberto Leandro, comemorando a construção da Frente Democrática e Popular do Recife. Candidatíssimo!

Candeeiro – Do prefeito de Carnaíba, Anchieta Patriota (PSB), ao se posicionar contra a privatização da Chesf: “O Luz para Todos vai se acabar nos rincões do Nordeste e o aumento da energia vai levar os mais pobres a voltar a usar candeeiro, o que deixou de existir em nossa região”.

Festa – Contas aprovadas viraram objeto de comemoração, uma exceção à regra. É o caso do prefeito de Araripina, Raimundo Pimentel (PSL), que teve suas contas de 2017 passadas a limpo pelo TCE. Trata-se do ano seguinte à herança maldita recebida pelo ex-prefeito Alexandre Arraes.

REINO ANIMAL – No Congresso, acontece de tudo: na última quinta-feira, na sessão pela passagem do Dia Mundial dos Animais, o deputado Fred Costa (Patriota-MG) surpreendeu a segurança da Câmara e os colegas adentrando ao plenário com o seu cão-guia, da raça labrador.

Perguntar não ofende: O ministro do Turismo se sustenta depois de ser indiciado no esquema do laranjal do PSL?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Sem meias palavras. Por que ninguém quer falar ou publicar matéria da Itaipu gate do clã miliciano? 800 milhões de dólares!

marcos

Só Lembrando : Lula saqueou a Petrobras, Quebrou o Brasil e deixou 13 milhões de Desempregados.

Fernandes

Sem meias palavras. Bolsonaro pede desculpas por “ferrar” aposentados

Fernandes

O ministro do turismo ameaça: Se eu for demitido, vou falar a verdade sobre a armação da tal facada ...

Fernandes

Redação Pragmatismo Redação Pragmatismo Editor(a) Suspeita de que Michelle Bolsonaro era gerente de caixa 2 deixa deputados nervosos. Bancada do PSL apreensiva: escândalo a que se referiu Jair Bolsonaro apontaria sua esposa Michelle como gerente do caixa 2 da família




05/10


2019

Coluna deste sabadão na Folha

DNA Arraes na eleição do Recife

Postada, ontem, com exclusividade no meu blog, a pesquisa do Instituto Opinião, trazendo o primeiro cenário das eleições para prefeito do Recife, traz algumas conclusões óbvias. João Campos (PSB) e Marília Arraes (PT), que aparecem empatados na liderança, são herdeiros naturais do arraesismo ainda arraigado no Estado.

João, associado diretamente ao pai, o ex-governador Eduardo Campos, e Marília, a Arraes, seu avô. Numa leitura simplória, Recife parece quer manter o DNA Arraes no poder. Mendonça Filho (DEM), também num cenário de empate com os dois, conforme a margem de erro, foi o senador mais votado na capital, embora não tenha sido eleito. Tem também o recall de bom ministro da Educação.

Já Daniel Coelho (Cidadania), pelo recall de já ter disputado duas eleições para prefeito, tenderia a aparecer melhor situado, o que não ocorreu. Felipe Carreras, com apenas 4,5%, mostra que só tem chances numa aliança com a oposição.

O voto evangélico – Representante do segmento evangélico, o pré-candidato do PSC, André Ferreira, surpreendeu com 5% das intenções de voto, provavelmente do eleitorado cativo da igreja. Nomes que sequer assumiram suas pré-candidaturas, como André de Paula (PSD), Luciano Bivar (PSL) e Silvio Costa Filho (PRB), ficaram na faixa dos 3% a 4%, o que parece um alento para entrar na disputa.

Decepção – Especialista em eleições, a advogada Diana Câmara, colaboradora do blog, observa um detalhe interessante na pesquisa: somando-se os 20,1% dos que disseram que votariam em branco ou anulariam o voto com os 12,9% dos indecisos, se chega a um percentual de mais de 30% dos eleitores indiferentes à política ou desapontados com os seus representantes.

Unidade – Com margem de erro de 3,5% para mais ou para menos, a pesquisa aponta, ainda, que o ex-ministro Mendonça Filho (DEM) aparece empatado com João Campos (PSB) e Marília Arraes (PT). Tende a ser um nome com potencial para unir o bloco de oposição ao candidato da base governista, assim como Daniel Coelho (Cidadania), com espaço para crescimento.

Com Lula – A boa performance de Marília Arraes na pesquisa pode trazer impacto na executiva nacional do PT, em Brasília. Líder da corrente petista que torce pela candidatura dela no Recife, o deputado José Guimarães (CE) fez chegar a Lula, ontem, em Curitiba, o resultado do levantamento do Opinião.

Ausente – O pré-candidato do PSB a prefeito do Recife, João Campos, que aparece empatado com Marília Arraes, foi orientado por marqueteiros a não comentar a pesquisa do Opinião. Deve ter lá suas razões, mas o estranho é que foi uma exceção. Os demais falaram no Frente a Frente.

REPERCUSSÃO – A primeira pesquisa sobre a sucessão do prefeito Geraldo Júlio repercutiu em todo o Estado, reproduzida por blogs e emissoras de rádio. Até um dos sites mais importantes da Paraíba, o Mais PB, reproduziu os números em sua manchete levando blogs do Interior a repostar.

Perguntar não ofende: A boa avaliação da gestão de Geraldo vai puxar a candidatura de João Campos?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Socialistas vencem eleições em Portugal

Fernandes

Sem meias palavras. Bolsonaro assina lei que cria imposto sobre férias, 13º e horas extras. Ui

Fernandes

O PT é o retrato da sociedade pois engloba todas as raças, etnias, religião e gênero! Unificado pelo luta aos mais pobres!

marcos

iiiiiiiiiiiiiiii eu tou achando que esse blog é Chapa Branca do cara da licitação da Arena Pernambuco!

marcos

Pergunta que não quer calar: Magno por que o seu blog não publicou até agora nada da delação de António Palocci?


Prefeitura de Limoeiro


04/10


2019

Coluna desta sexta na Folha

Câmara pede R$ 336 milhões

Tive acesso, ontem, em Brasília, a mensagem que o governador Paulo Câmara (PSB) enviou aos 25 deputados e três senadores apontando prioridades do seu Governo que dependem do orçamento da União.

Num total de R$ 366 milhões, pede R$ 90 milhões para a Adutora do Oeste, R$ 70 milhões para barragem de Igarapeba, R$ 22 milhões para a barragem de Gatos, R$ 20 milhões para restauração da BR-101, R$ 15 milhões para duplicação da BR-104, R$ 20 milhões para restauração do aeroporto de Fernando de Noronha, R$ 40 milhões para o Hospital da Mulher de Caruaru e R$ 89 milhões para dragagem do Porto do Recife.

São projetos estruturadores, mas o Estado está diante de um impasse na bancada: pelo novo critério adotado, as emendas coletivas acabam e em seu lugar surgem as emendas impositivas. A partir de agora, quem manda no orçamento são os deputados, que querem priorizar seus municípios.

De cara fechada – Representante do governador Paulo Câmara na reunião sobre o orçamento 2020 na bancada federal, quarta-feira passada, o secretário de Planejamento, Alexandre Rebelo, saiu do encontro resmungando. Não entendeu porque a bancada quer acabar com as emendas coletivas para grandes projetos. Coordenador da bancada, nem Augusto Coutinho dobrou o secretário.

Autonomia – O martelo sobre os novos critérios para distribuição das emendas orçamentárias para 2020 só será batido, entretanto, na próxima terça-feira, quando a bancada volta a tratar do assunto. Desta feira, será um encontro fechado, sem abrir exceção sequer para o representante do governador. A bancada quer mostrar, na prática, que tem autonomia.

Mão que afaga – O presidente da Embratur, Gilson Neto, estendeu, ontem, a mão ao governador Paulo Câmara. Sem presença do Estado no Ministério, quer ser a ponte entre o Estado e o presidente da República para melhorar o fluxo de caixa nos cofres do Palácio das Princesas. Machado é homem forte no Governo, tem canal aberto e direto com o chefe Bolsonaro.

Sem mudanças – Não é certo, ainda, que o presidente promova uma mudança ministerial tão logo o Senado vote em segundo turno a reforma da Previdência no Senado. A prioridade do Governo, segundo o blog apurou, é colocar em prática um plano que leve o País à retomada do desenvolvimento.

Em alta – Se já tinha admiração pelo senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), o presidente Bolsonaro passou a tê-lo mais em conta ainda depois do seu esforço descomunal para levar o Senado a aprovar a reforma da Previdência. Na terça-feira, dia da votação, FBC deixou a Casa, esbaforido, pela madrugada.

PRESTÍGIO – O ex-ministro Mendonça Filho está com tanto prestígio com o apresentador global Luciano Huck que, antes de oferecer um rango para ele em sua casa, fez uma surpresa a uma fã dele: o apresentou a sua cozinheira, com ele adentrando na cozinha. A mulher quase enfarta.

Perguntar não ofende: Quando Felipe Carreras vai abandonar a prática de se apresentar no estilo Mauricinho?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Miliciano ligado aos Bolsonaro tramou assassinato de Marielle, diz Curicica.

marcos

Ciro cutuca Haddad, quem quer ser vice de Lula é tu Veado! Ui

marcos

Dr Sergio Moro 75% de aprovação. É o próximo Presidente

marcos

Petrobras bate record histórico na produção de óleo e gás. Foi só estancar o Roubo dos governos do PT que a empresa bombou! O nosso mito é foda.

marcos

Mais cabra safado de que o político ladrão e Corrupto é o idiota útil que o defende. Ciro Gomes


Capacitação de Candidatos


03/10


2019

Coluna desta quinta na Folha

Estado pode ficar sem emendas

Uma manobra da bancada federal, com o aval de deputados da base do governador Paulo Câmara, pode deixar o Estado sem as chamadas emendas de bancada no Orçamento da União para o próximo ano. Reunida, ontem, na Câmara, tendo o secretário de Planejamento, Alexandre Rebelo, representando os interesses do Estado, a bancada acabou com as emendas coletivas para projetos estruturadores apontados pelo Governo e as transformou em emendas individuais para cada um dos 25 deputados, que terão agora autonomia na destinação dos recursos aos municípios das suas bases.

Prevaleceu o entendimento, também, de que cada um dos três senadores terá direito a uma emenda para investimento onde julgar mais necessário. É a primeira vez que um governador em Pernambuco poderá ficar sem os recursos orçamentários da União historicamente aplicados em obras de infraestrutura viária, hídrica e programas de envergadura.

Chama a federal! – Não convidem para uma mesma mesa o prefeito de Limoeiro, João Ferreira, o Joãozinho (PSB), e o deputado Ricardo Teobaldo (Podemos). Trocaram farpas de baixíssimo nível, ontem, no Frente a Frente, antecipando o duelo mortal que travarão nas eleições municipais. Pelo andar da carruagem, a pacata Limoeiro deverá contar no pleito, pela primeira vez, com tropas federais.

Fora do PT – Por falar em Ricardo Teobaldo, presidente estadual do Podemos, partiu dele o convite formal ao prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque, para ingressar na legenda. Até as aves que gorjeiam nos arredores do Palácio Municipal da terra de Lampião já sabem do desconforto que Duque enfrenta no PT, desde que o partido garfou a candidatura de Marília Arraes.

Pega fogo – A rifada no delegado Israel Rubis, que comandava a Regional de Arcoverde, ainda está dando o que falar. Ontem, o MP ingressou com pedido de tutela antecipada contra o Estado para suspender a transferência do xerife para a delegacia de Vitória de Santo Antão. A remoção foi política, a pedido da prefeita Madalena Brito (PSB) e da vereadora Célia Galindo.

Pesquisa – A notícia de que o meu blog trará, amanhã, a primeira pesquisa do Instituto Opinião sobre a sucessão do prefeito Geraldo Júlio, no Recife, deixou os pré-candidatos extremamente ansiosos. Só da bancada federal são oito pré-candidatos testados no levantamento.

Surubim – Aliados da prefeita de Surubim, Ana Célia (PSB), o deputado Danilo Cabral e o presidente da Perpart, Nilton Mota, ambos do PSB, dizem que não estão nem um pouquinho estressados em relação à reeleição da correligionária. Informam que ela está tocando obras de grande efeito econômico e social para o município e que será plenamente reconhecida.

UBER – O deputado Gonzaga Patriota (PSB) foi voto vencido, ontem, na Comissão de Transportes, com a proposta justa, diga-se de passagem, de reduzir de 25% para 10% o valor da UBER repassado pelos motoristas ao aplicativo. Com isso, os motoristas teriam maior ganho na labuta.

Perguntar não ofende: O governador Paulo Câmara vai reagir à manobra da bancada em cima do orçamento?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Mais cabra safado de que o político ladrão e Corrupto é o idiota útil que o defende. Jair Bolsonaro.

marcos

O povo brasileiro cansou de ser Roubado e de ser enganado, lugar de ladrão e Corrupto é na Cadeia

Fernandes

Mais de 100 mil pessoas entoam:Ei Bolsonaro, vai tomar no c… no Rock In Rio. Bolsonaro cabra safado, mentiroso, ladrão escroto e Corrupto seu lugar é na Cadeia. Miliciano.

Fernandes

Mais cabra safado de que o político Corrupto e Ladrão é o idiota que mora em camaragibe, e defende MIlicano!

Fernandes

Reprovação de Bolsonaro salta de 28% para 53%, diz pesquisa CNT/MDA


Magno coloca pimenta folha


02/10


2019

Coluna desta quarta na Folha

Henry e Felipe aquecem Recife

Duas entrevistas, ontem, no Frente a Frente, deram uma aquecida no frio termômetro da sucessão do prefeito Geraldo Júlio (PSB). Punido pelo PSB por ter votado a favor da reforma da Previdência e seduzido por outros partidos para disputar a Prefeitura do Recife, o deputado Felipe Carreras disse que vai brigar dentro do PSB com João Campos para ser o escolhido, negando a versão, que até as paredes da Prefeitura sabem, que o herdeiro de Eduardo Campos será o ungido.

Já o deputado Danilo Cabral, um dos cardeais do PSB, saiu em defesa do partido ao contestar o deputado Raul Henry, pré-candidato também, de que o MDB seja sublegenda do PSB. “Henry foi muito infeliz”, atacou. A entrevista do presidente estadual do MDB, na qual disse que o partido não ia passar a vida inteira caudatário do PSB, foi interpretada pela bancada federal como sinalização do distanciamento do Governo para consolidar seu projeto majoritário em 2020.

Tolerância zero – Na bancada federal, aliás, ninguém tem mais dúvidas de que Raul Henry amadurece o projeto 2020 no Recife estimulado, principalmente, pelo senador Fernando Bezerra Coelho, líder do Governo no Senado. Nunca andaram tão afinados e dispostos a minguar o PSB, atraindo prefeitos para o MDB. Há versões de que Henry está, verdadeiramente, saturado de PSB.

Briga feia – Os deputados Wolney Queiroz, atual presidente estadual do PDT, e Túlio Gadelha, não se toleram. A rivalidade ganhou mais contextura depois que Wolney descobriu que o algoz está se fortalecendo na executiva nacional para tirar em Pernambuco o controle pedetista das mãos dos Queiroz. A briga ainda terá muitos capítulos emocionantes nos próximos dias.

Derrota – O deputado Danilo Cabral e o presidente da Perpart, ex-deputado Nilton Mota, estão preocupadíssimos com a possibilidade de perderem a eleição em Surubim, no próximo ano, com a prefeita Ana Célia disputando a reeleição. Esposa do ex-presidente da UVP, Biu Farias, Célia pontua muito mal nas pesquisas porque sua gestão tem altos índices de rejeição.

Pelo WhatsApp – O ex-presidente dos Correios, general Juarez Aparecido, demitido em junho passado, foi informado da sua degola numa audiência com o presidente do TCU, José Mucio Monteiro. A notícia chegou pelo seu celular. Cavaleiro, Mucio ainda levou o general até o elevador.

Enxaqueca – A prefeita de Arcoverde, Madalena Brito (PSB), teve uma enxaqueca braba, ontem, por dois motivos: a permanência ainda do povo nas ruas, pedindo a volta do delegado Israel Rubis, e a absolvição do ex-prefeito Zeca Cavalcanti, favorito na disputa em 2020, em um processo na justiça.

PESQUISA – Na próxima sexta-feira, faltando, exatamente, um ano para as eleições municipais, meu blog trará uma pesquisa exclusiva do Instituto Opinião sobre a sucessão do prefeito Geraldo Júlio (PSB). Na mesma sondagem, a avaliação dos governos Bolsonaro, Paulo Câmara e Geraldo.

Perguntar não ofende: O Congresso rejeita os vetos de Bolsonaro ao projeto da lei eleitoral e o fundo eleitoral?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Mais cabra safado de que o político Corrupto e Ladrão é o idiota que mora em camaragibe, e defende Miliciano!

marcos

Lula o Alcoólatra que faz piadas com o nome de Deus!

Fernandes

Bolsonaro lamenta o fim da aposentadoria dos brasileiros.

Fernandes

Bolsonaro já mandou avisar. Se Trump sofrer impeachment invade os EUA.

Fernandes

Já lhe aconteceu de você fazer cocô, olhar para ele e achá-lo parecido com alguém que você conhece?


Banner de Arcoverde


01/10


2019

Coluna desta terça na folha

Lula quer liberdade plena

O ex-presidente Lula bateu o pé e seus advogados comunicam que ele não se curvará à decisão da justiça para passar ao regime semiaberto. Pela progressão da pena, terá direito, a partir desta semana, a prisão domiciliar, deixando a cela especial da Polícia Federal, onde ficou preso por um ano e cinco meses, em Curitiba. Juridicamente, segundo o advogado, Lula não é obrigado a aceitar a progressão para o regime semiaberto, que considera barganha.

Qual preso não gostaria de cumprir o resto da sua pena em casa? Só Lula, mas pelo seguinte motivo: o ex-presidente quer a liberdade plena, para mostrar, na prática, que foi vítima de uma tremenda injustiça, patrocinada pelos exageros penais exacerbados do juiz Sérgio Moro, hoje ministro da Justiça.

Em liberdade, com a sentença anulada, como exige, Lula restabeleceria seus direitos políticos para tentar em 2022 um novo voo ao Planalto se apresentando com o discurso de injustiçado.

Arapongagem imoral – Num regime que parece inspirado na Venezuela, o Governo passou a monitorar as redes sociais dos candidatos a reitores das universidades federais. Com a ajuda dos deputados da sua base, Bolsonaro recebe de cada Estado informações sobre os três candidatos mais votados nas universidades, o que, naturalmente, aumenta o risco de escolhas por critérios políticos.

Bala e paz – A Veja desta semana mostra que, enquanto o governador do Rio, Wilson Witzel (PSC), adotou o regime da bala para o combate à violência, com a polícia envolvida numa bala perdida que matou uma garota de 9 anos, no Recife o prefeito Geraldo Júlio (PSB) usa o modelo de Medellín, através do Compaz, com resultados surpreendentes na queda de homicídios.

Escanteada – A prefeita de Camaragibe, Nadegi Queiroz, até tentou se aproximar do Governo de olho na reeleição, mas levou uma rasteira: o homem de confiança do PSB e do governador no município é o deputado Paulo Dutra. Se ela não abrir os olhos, Dutra, dependendo do julgamento do ex-prefeito Meira, pode montar um Governo paralelo.

Furacão – Fernando Bezerra e Raul Henry, mãos de ferro do MDB, estão tirando o sono até de prefeitos do PSB. João Ferreira, o Joãozinho (PSB), de Limoeiro, pode perder o seu vice Marcelo Mota, também socialista, para o MDB, arrastado pela dupla que age feito furacão.

Cadê a grana? – Inaugurada há mais de um ano, a UPA de Paudalho sobrevive praticamente com recursos do município, que gasta R$ 500 mil/mês. Só recentemente, a União mandou uma ajudinha merreca, mas o dinheiro do Estado lá é igual a cabelo de freira: ninguém ver.

NO MDB – Até o final do mês, o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (sem partido), ingressa no MDB e traz lideranças importantes da região do São Francisco. Filho do senador Fernando Bezerra, Miguel é oriundo dos quadros do PSB, legenda pela qual foi eleito em 2016.

Perguntar não ofende: Depois de viralizar nas redes sociais em arquivo PDF, será que Rodrigo Janot vai vender algum livro?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Bem que Lula é Ladrão o mundo todo Já sabe!

Fernandes

Bolsonaro o Miliciano que usa Deus pra fazer piadas com os pobres.

Fernandes

Guedes foi protegido pela Lava Jato em investigação por lavagem de dinheiro

Fernandes

Popularidade de Lula bate recorde e chega a 87%, diz Ibope.

Fernandes

Sargento dos 39 kg de pó no avião do mito quer falar e Eduardo Bolsonaro impede.




30/09


2019

Coluna desta segunda na Folha

Teori e Eduardo sabotados?

Em meio à bombástica repercussão da revelação de Rodrigo Janot, de que mataria Gilmar Mendes e depois cometeria suicídio, Francisco Zavascki, filho do ex-ministro Teori Zavascki, postou nas redes sociais: “E ainda querem me convencer que o avião caiu por acidente”.

Logo foi entendido que o seu pai, morto na queda que o levava a Parati, em janeiro de 2017, pode ser sido vítima de sabotagem armada por alguém inserido neste lamaçal que contamina a Corte de Justiça Suprema do País.

À propósito, em outras circunstâncias e universos diferentes, é possível levantar suspeitas também sobre a trágica morte do ex-governador Eduardo Campos (PSB), um dia após a célebre frase “Não vamos desistir do Brasil”, em entrevista ao vivo no JN?

O advogado Antônio Campos, irmão de Eduardo, acha que sim e vai procurar o Procurador-Geral da República, Augusto Aras, para pedir a reabertura das investigações em cima do inquérito, segundo ele, eivado de falhas.

O Anti-Bolsonaro – Luciano Huck usou o espaço nobre do seu programa na TV-Globo, no último sábado, para fazer campanha antecipada à Presidência da República. Exibiu reportagem, ao lado do youtuber Whindersson Nunes, o Rally dos Sertões, no Piauí, apontando as dificuldades e sofrimentos do povo nordestino. A Globo torce o nariz. Já soube que prepara Huck para enfrentar Bolsonaro.

Carga – Fernando Bezerra Coelho tomou, literalmente, conta do MDB no Estado, ao lado de Raul Henry, em quem investe para candidato a prefeito do Recife. No último fim de semana filiou lideranças em Afogados da Ingazeira, Carnaíba, Flores, Betânia e Triunfo. E ainda celebrou uma aliança com a prefeita de Pesqueira, Maria José (PRP), em apoio à reeleição de Fernando Filho federal em 2022.

Inelegível – Por enquanto, o deputado João Paulo está inelegível para disputar a Prefeitura de Olinda pelo PCdoB. Foi condenado em segunda instância a devolver R$ 18 milhões aos cofres públicos do contrato com a Finatec sem licitação. Em 2018, ele só saiu candidato por força de embargos infringentes (recursos usados pelo réu quando não concorda com uma decisão no processo).

No MDB – O ex-prefeito itinerante (Itapissuma, Igarassu e Paulista) Yves Ribeiro troca, hoje, o PSB pelo MDB e sai candidato, mais uma vez, a prefeito de Paulista, repetindo a chapa com o tucano Dufles Pires, leal e correto em 2004. Yves formaliza, hoje, também, a troca do seu domicilio eleitoral.

Caos – Um dia após o delegado Israel Rubis ser forçado a deixar o comando da Regional de Arcoverde, por pressão política da presidente da Câmara, Célia Galindo (PSB), uma casa lotérica foi assaltada na cidade em plena luz do dia. A população está apavorada com a volta da violência.

NO BREJO – Em Brejo da Madre de Deus, a eleição para escolha do Conselho Tutelar do Município pode ser cancelada. O prefeito Hilário Paulo (PSD) avacalhou o processo, violando o estatuto do Comdica, que proíbe candidatos vinculados a políticos, apoiando abertamente cinco postulantes.

Perguntar não ofende: Janot não atirou em Gilmar Mendes por ter concluído que não teria a quem socorrer em sua defesa?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Começam a desmoronar as redes sociais do bolsonarismo.

Fernandes

Bolsonaro o Miliciano que usa Deus e faz piadas com os pobres.

Fernandes

Mais de 100 mil pessoas entoam: Ei Bolsonaro, vai tomar no [email protected] no Rock In Rio.

Fernandes

Não adianta postar Fake News, lugar de Miliciano ladrão e Corrupto é na Cadeia o povo carioca cansou de ser Roubado

marcos

Atenção todos, próxima semana tem festa em Curitiba, o cotó bandido completa Hum ano e Meio de Cadeia, parabéns Nine!




28/09


2019

Coluna deste sabadão na Folha

Espírito de Lampião em Janot

Lampião, o rei do cangaço, fez justiça com as próprias mãos para vingar a morte do seu pai num reinado de 40 anos. Ninguém imaginava que 81 anos após a sua morte na Gruta dos Angicos, em Sergipe, um ex-procurador geral da República adentrasse na sala de um ministro do STF, com revólver na cintura, para matá-lo.

Rodrigo Janot, que está lançando um livro no qual revela que passou pela sua cabeça a ideia de tirar a vida do ministro Gilmar Mendes, certamente deve ter, na época, absorvido o espírito justiceiro de Virgulino Ferreira. Mas diferente de Lampião, que esquartejava o corpo das suas vítimas no chão, vendo o sangue jorrar, Janot tiraria a própria vida após alvejar Mendes.

O episódio, narrado pelo ex-procurador geral, em entrevista, parece história de trancoso. Simboliza, entretanto, o nível rasteiro a que chegou a corte suprema do País. The Gaulle tinha razão quando disse que o Brasil não é um País sério.

Piada de mau gosto – Caiu na galhofa em Arcoverde a versão da Secretaria de Defesa, em nota oficial, de que teria optado pela transferência do delegado Israel Rubis pelas suas especialidades em políticas de combate ao crime organizado. Na verdade, o remanejamento se deu por pressões da presidente da Câmara, Célia Galindo (PSB), cujas contas estavam sendo vasculhadas pelo delegado.

Caindo fora – Favorito na disputa pela Prefeitura de Paulista, o ex-prefeito Yves Ribeiro (PSB) virou o patinho feio da seara socialista por causa do prefeito Júnior Matuto e está sendo extremamente assediado para fazer a travessia para outra legenda. Já tomou a massaranduba do tempo e pelo estalo sentiu que não contará com o apoio do PSB para disputar em Paulista.

Aprovação – O prefeito de Garanhuns, Izaias Régis (PTB), rebate o deputado Sivaldo Albino (PSB), que levantou a lebre de que a instalação da rede de iluminação na versão LED tenha sido superfaturada. “Isso é uma mentira deslavada e o desafio a provar”, afirmou. Régis diz que sua gestão de fachada, como sugere Albino, tem aprovação de mais de 70% da população.

Bloqueio – Em Limoeiro, o prefeito João Luis Ferreira, o Joãozinho (PSB), aponta o ex-prefeito Ricardo Teobaldo (Podemos), hoje deputado federal, como responsável por mais um bloqueio judicial nas contas da Prefeitura, desta feita R$ 388 mil, valor que seria pago a um caminhão coleta.

Apoios – Fernando Bezerra (MDB) garantiu apoio, ontem, nas eleições municipais, ao grupo Martins, no Agreste. Recebeu Numeriano, ex-prefeito de Águas Belas; Claudiano, deputado estadual; Neli, filha de Numeriano e candidata à prefeita; Cristiano (Quipapá), Otaviano (Manari) e Leonardo (Inajá).

PERDAS – O prefeito de Carpina, Manoel Botafogo (PDT), festejou o Atacadão, mas acidade já perdeu mais de 20 lojas, entre as quais A Chinesa, Casa Centro, A Carpinense, HC Veículos, Farmácia do Trabalhador, Yamaha, Padaria Além do Sonho, Zânia Calçados, Fábrica Galvanisa, Gráfica Santa Inês, dentre outras.

Perguntar não ofende: É fantasiosa a versão de Janot de que amarelou ao ficar frente a frente com Gilmar e não atirar?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Reprovação de Bolsonaro salta de 28% para 53%, diz pesquisa CNT/MDA

marcos

TSE já julga Fernando Haddad Inelegível para o próximo pleito eleitoral! Ui Também com 34 processos só o Satanás!

marcos

Falando em Corrupto e Ladrão, cadê Fernando Haddad o nosso kit gay, aquele que deu um Pipoco de Meio Bilhão no FIES?

marcos

O povo brasileiro cansou de ser Roubado, Ladrão e Corrupto tem que ser preso!

marcos

Por que parou o Lula Livre? .................. Agora ninguém mais quer que o cotó vá pra rua! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk




27/09


2019

Coluna desta sexta na Folha

Arcoverde em pé de guerra

Vistos com desconfiança como responsáveis pelo pedido de transferência do delegado Israel Rubis, para Vitória de Santo Antão, os políticos da situação em Arcoverde, a começar pela prefeita Madalena Brito (PSB), estranhamente, não se pronunciaram, ontem, sobre a decisão do secretário de Defesa, Antônio de Pádua, que mexeu com os brios da população.

Paraibano de origem, Rubis respondeu pela delegada regional da cidade durante 16 meses, prendeu muitos bandidos, combateu o narcotráfico e, recentemente, investigava denúncias sobre irregularidades nas contas da presidente da Câmara, Célia Galindo (PSB).

Rubis meteu as mãos num grande vespeiro no momento em que estendeu seu trabalho, aplaudido pela população, para o campo político. Tanto que Galindo subiu à tribuna da Câmara e comunicou que, em nome dos seus colegas de parlamento, já havia denunciado o delegado à Corregedoria Geral do Estado.

Efeito cascata – Um dia após a derrubada de vetos do presidente à Lei de Abuso de Autoridade, o deputado Fernando Rodolfo (PL) denunciou, ontem, que a juíza Pollyanna Maria Barbosa soltou, em Garanhuns, 12 presos acusados de formarem uma organização criminosa. “Por isso, votei contra a derrubada dos vetos”, afirmou. Dos 12 condenado soltos, dois estavam em prisão domiciliar.

Calote? – A mesa diretora da Assembleia Legislativa não autorizou, até ontem, o pagamento das indenizações dos mais de 600 assessores que prestaram serviços na legislatura passada a deputados não reeleitos. Nunca a Casa deixou de cumprir as obrigações das leis trabalhistas. E o pior é que tem muita gente passando fome, porque não consegue mais emprego no mercado de trabalho.

Sem pagar – Em recuperação judicial, a Ondunorte, uma das maiores empresas de produção de papel e papelão do Estado num passado não muito distante, não pode, por lei, atrasar o pagamento de fornecedores sob o risco de sofrer mais duras penalidades. O fato, porém, é que nenhum prestador de serviços tem visto a cor do dinheiro da empresa. Vai se complicar ainda mais.

Estranheza – O chefe da Polícia Civil, Joselito Kerhle do Amaral, não quis se pronunciar, ontem, no Frente a Frente, sobre a transferência do delegado de Arcoverde, alegando que a decisão ainda não fora oficializada. Estranho, porque Israel Rubis se manifestou no dia anterior, pelas redes sociais.

Fachada – Pré-candidato do PSB a prefeito de Garanhuns, o deputado Sivaldo Albino diz que o prefeito Izaías Régis (PTB) completa o segundo mandato primando por ações de fachada, para impressionar, algumas delas investigadas por suspeita de superfaturamento, como a rede de lâmpadas LED.

BLEFE – O ex-prefeito de Afogados da Ingazeira, Totonho Valadares, que troca, amanhã, o PSDB pelo MDB, chegou ao gabinete do prefeito José Patriota (PSB) para comunicar que se tratava de uma invencionice da Imprensa a versão de que teria rompido com o seu grupo. E Patriota agora é do MDB?

Perguntar não ofende: Por que nenhuma autoridade de Arcoverde levantou a voz em defesa do delegado?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Conhece algum Miliciano que faz piadas com os pobres ? Sim, Bolsonaro.

marcos

Pra quem dormia bebo toda noite já é uma grande conquista!

marcos

Lula 18 meses sem tomar uma, pra mim já é um castigo grande!

marcos

Não adianta mi mi mi. O povo brasileiro cansou de ser Roubado, lugar de ladrão e Corrupto é na Cadeia.

Fernandes

Quem comprovado que roubou no governo do PT foram os bolsonaros..vejam a quantidade de imóveis adquiridos nos últimos 15 anos...




26/09


2019

Coluna desta quinta na Folha

Falta projeto para o País

Pela pesquisa do Ibope de ontem, na qual a popularidade do presidente Bolsonaro despencou mais quatro pontos percentuais de agosto para setembro, seu governo dança no ritmo da cantiga da perua, de pior a pior. Como se diz no Sertão, Bolsonaro cresce feito rabo de cavalo, para baixo.

Muitos fatores contribuem fortemente pela baixa, desde a falta de um projeto para o País, o que não se viu a partir da campanha eleitoral, até a indevida interferência dos filhos na gestão. Flávio, o senador, envolvido num baita escândalo de contratos de fantasmas quando deputado estadual no Rio; Carlos, o terrorista da internet, fazendo só o mal.

E Eduardo, o chapeiro de hambúrguer que quer virar embaixador nos Estados Unidos. Pesa, ainda, contra Bolsonaro, a intrepidez da sua língua e o mimimi do ministro da Fazenda, Paulo Guedes, que fala demais, mas não tem revelado competência para levar o País à retomada do crescimento.

Reflexo nordestino – A queda mais significativa na popularidade de Bolsonaro se reflete no Nordeste, não apenas pelo arraigado lulismo entre seus eleitores, mas pela falta de um projeto para a região. Abraçada pelo ex-presidente Temer, até a transposição do São Francisco não foi priorizada pelo Governo. No seu Ministério, inclusive, não tem um só representante nordestino.

Rompimento – Já é público o afastamento do governador da Paraíba, João Azevedo (PSB), com o antecessor Ricardo Coutinho. Criador e criatura não estarão mais no mesmo palanque nas eleições municipais. A briga é tão barulhenta que se estendeu para o controle do PSB na Paraíba. Coutinho fez uma intervenção no diretório socialista, dominando o partido por uma comissão provisória.

Segurança – À propósito do susto no voo em que estava o deputado Wolney Queiroz (PDT), na última terça-feira, ao arremeter a aeronave já na beira da pista de pouso em Brasília, a Latam enviou nota à coluna garantindo que, em nenhum momento, a vida dos passageiros foi colocada em risco. “A arremetida é um procedimento padrão de segurança na aviação”, diz a nota.

Alma quer reza – Em entrevista ao humorista Maurício Meirelles, Ciro Gomes (PDT) voltou a elogiar o Governo Bolsonaro. “Não foi Bolsonaro que criou essa crise, foi o PT”, afirmou. Ciro disse, ainda, que Bolsonaro faz o óbvio, “mas um óbvio que nem Lula nem Dilma fez”. A entrevista está no Youtube.

Incerteza – Está indefinida a situação do líder no Senado, Fernando Bezerra Coelho, no Governo. Uma corrente acha que ele não perderá a liderança porque seria fragilizar o Senado, outra interpreta que seu reinado não dura até a próxima semana. O tempo, que é o senhor da razão, dirá.

EMENDAS – A bancada federal do Estado tem reunião agendada para a próxima terça-feira, para discutir a apresentação de emendas ao PPA 2020-2023. A princípio, cada parlamentar terá direito a três emendas, serão assimiladas também três emendas de bancada e três de comissões.

Perguntar não ofende: A população de Itacuruba aprova a ideia do Governo de ali instalar uma usina nuclear?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Bolsonaro, ladeira abaixo. 69 % não confiam em Bolsonaro aponta pesquisa.

marcos

Setembro violeta, ninguém solta o Capeta.

marcos

Não adianta postar Fake, o povo brasileiro cansou de ser Roubado, lugar de ladrão e Corrupto é na Cadeia. Esses deputados, senadores e ex ministros que Roubaram tem que ser Presos!

Fernandes

CBF agradece a Bolsonaro por vergonha maior que o 7 a 1.

Fernandes

Bolsonaro, ladeira abaixo. 69 % não confiam em Bolsonaro aponta pesquisa.




25/09


2019

Coluna desta quarta na Folha

Bolsonaro só agradou seu público

Como não poderia ser diferente nem surpreendente, o discurso do presidente Jair Bolsonaro, ontem, na ONU, foi ideológico, de campanha eleitoral, reafirmação das suas convicções radicais aos que divergem do seu pensamento conservador no campo oposto da esquerda.

Raivoso, atacou os países socialistas, especialmente Cuba e Venezuela, batendo ainda em Macron, presidente da França, e até no cacique Raoni, indicado ao Prêmio Nobel da Paz de 2020. “Bolsonaro fez um discurso de intolerância e truculência”, reagiu Sonia Guajajara, uma das lideranças indígenas presentes à sessão das Organizações das Nações Unidas.

O discurso teve endereços certos: seu público interno, aquele que foi responsável por sua eleição e se simpatiza com a linha da fala presidencial; e países, como França e Alemanha, que criticaram a política ambiental do Governo Bolsonaro. Ou seja, ele deixou claro que não pretende recuar no seu estilo.

Efeito negativo – A dúvida, agora, é se a fala do presidente vai representar um endurecimento de sua política ambiental, criticada por afrouxar a fiscalização de desmatamento e queimadas, o que terá um efeito negativo sobre nossa economia, com investidores se retraindo e risco de retaliações comerciais. Ou se foi mais uma busca de Bolsonaro de marcar posição para reafirmar sua autoridade.

Armação – Foi por convocação e incentivo das principais lideranças do Legislativo, que se sentiu ofendido, como o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que o líder Fernando Bezerra Coelho (MDB) subiu à Tribuna, ontem, na sessão do Congresso, para afirmar a operação da PF em seu gabinete foi “uma armação política”.

Quem armou? –Se foi de fato algo orquestrado, como sugere Fernando Bezerra, quem está por trás? O ministro Sérgio Moro, que até o momento não se pronunciou ou a Polícia Federal, que fez a operação sem ordem do presidente? O presidente do Senado foi, ontem, ao Supremo, pedir a anulação da intervenção, no seu entender arbitrária, ao gabinete do líder.

Usina – Animado com a possibilidade de Itacuruba, no Sertão, sediar uma usina nuclear, o deputado Alberto Feitosa (SD) está à frente de um grupo parlamentar que visita, hoje, o Centro Regional de Ciências Nucleares do Nordeste, no Recife, e na primeira quinzena de outubro usinas em Angra dos Reis.

Multados – O TCE julgou ilegais 713 contratações temporárias em São Caetano pelo prefeito Jadiel Braga (PSDB). Ele e a secretária de Saúde, Isabelle Braga, foram multados, cujo valor não foi divulgado, mas deve ser recolhido aos cofres do Tribunal de Contas no prazo de 15 dias após o julgamento.

IPUTINGA – O presidente da Câmara do Recife, Eduardo Marques (PSB), anda ancho da vida com a requalificação de várias ruas no bairro de Iputinga, envolvendo serviços de terraplanagem, fresagem e desobstrução de galerias pela Prefeitura, a pedido dele ao prefeito Geraldo Júlio (PSB).

Perguntar não ofende: É verdade que Renan Calheiros (MDB) está se mexendo no Senado para substituir o líder Fernando Bezerra?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

O povo brasileiro cansou de ser Roubado, lugar de ladrão e Corrupto é na Cadeia.

Fernandes

O que Bolsonaro faz hoje é pornografia política de baixo nível, diz Frota.

Fernandes

Bolsonaro para Trump: I love you. segundo diplomatas que testemunharam a cena, Bolsonaro mandou essa assim que o avistou: — I love you. Como resposta, recebeu um: — Que bom te ver de novo. E mais não foi dito.

Fernandes

O certo seria pegar todo esse pessoal que votou no bolsonaro colocar em fila indiana e dar uma surra um por um.

Fernandes

O presidente pareceu confundir as Nações Unidas com sua audiência cativa no Facebook. Mentiu à vontade sobre as queimadas, a ditadura militar e o programa Mais Médicos. Depois de exaltar o regime autoritário, disse defender a liberdade e a democracia.




24/09


2019

Coluna desta terça na Folha

Bolsonaro e escolha de Sofia

A operação da Polícia Federal que vasculhou o gabinete do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), e seu filho, o deputado Fernando Filho (DEM), deixou o presidente Bolsonaro diante de uma “escolha de Sofia”, expressão que invoca a imposição de se tomar uma decisão difícil sob pressão e enorme sacrifício pessoal, como a vista no filme homônimo de 1982: não sabe se mantém o líder do Governo no Senado, se afasta o ministro Sérgio Mouro (Justiça) ou demite o diretor-geral da PF, Maurício Valeixo, que estava num balança mas não cai e foi mantido por Moro, a quem é ligado.

O episódio gerou uma crise política sem precedentes entre o Congresso, Executivo e Judiciário, congelada com a ida do presidente a Nova Iorque, para participar da Cúpula do Meio Ambiente. Qualquer opção que faça, Bolsonaro tende a sair arranhado. Abrindo mão do líder, dificilmente conseguirá alguém com o perfil de FBC para ajudar a destravar a pauta do Planalto no Congresso.

Aflição e tensão – Mas a crise provocada pela operação da Polícia Federal, segundo um leal “cavaleiro solitário” na defesa do Planalto na Casa – está longe da solução. Até porque escancarou um conflito, cada vez mais explícito, entre as alas “lavajatista” e bolsonarista do Governo. Encurralado entre o discurso anticorrupção com o qual se elegeu e a governabilidade, Bolsonaro está aflito.

Pauta ameaçada – Agora, com o tiroteio entre o Senado, que, em dura nota condenou a decisão do ministro Luiz Roberto Barroso de autorizar a operação da PF contra Bezerra, e o Supremo, a primeira bala perdida pode atingir o Executivo e paralisar sua agenda esta semana no Senado. Provavelmente, é o que acontecerá se a demissão do líder se concretizar.

Traição – Em entrevista, ontem, ao Frente a Frente, o deputado José Queiroz, pré-candidato do PDT a prefeito de Caruaru, disse que foi, miseravelmente, traído pela prefeita Raquel Lyra (PSDB), a quem apoiou no segundo turno contra Tony Gel (MDB), com quem abriu interlocuções. Para ele, a tucana faz um governo sem inovação. “Um feijão com arroz”, ironizou.

Ressalvas – O ex-prefeito do Recife e agora vereador, João da Costa (PT), deixou de investir R$ 14 milhões em ações de saúde em 2010. Trata-se de um fato de natureza grave, segundo o conselheiro Ricardo Rios, do Tribunal de Contas do Estado. Ele julgou as contas regulares, mas com ressalvas.

Mergulhado – O ex-presidente da Compesa, Roberto Tavares, deu uma mergulhada estratégica após o affair que o levou a deixar a estatal depois de 12 anos sob o seu comando. Voltou para a Fazenda, adotou barba e foi visto no jogo do Náutico contra o Juventude, domingo passado, desestressado.

ALVO DE AÇÃO – Eleito pelo atual prefeito Anchieta Patriota (PSB), o ex-prefeito de Carnaíba, José Mário Cassiano, foi alvo, ontem, de uma ação civil pública pela prática de contratações ilegais e temporárias em 2014, burlando a exigência constitucional de concurso público.

Perguntar não ofende: Se Fernando Bezerra cair, a quem Bolsonaro vai recorrer para liderar o Governo no Senado?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Bolsonaro, falando de Fidel Castro e do Chaves na ONU faz pensar que o discurso foi psicografado por Chico Xavier Direita MENTE.

marcos

O povo brasileiro cansou de ser Roubado, lugar de ladrão e Corrupto é na Cadeia!

marcos

Que me permita o Corrupto Alcoólatra e a porra louca estocadora de Vento mas hoje o nosso presidente fez história, colocou cada qual no seu quadrado e fez um sério aviso : O Brasil pó pertence aos brasileiros!, Arrasou o mito é fofa.

Fernandes

Bolsonaro, falando de Fidel Castro e do Chaves na ONU faz pensar que o discurso foi psicografado por Chico Xavier Direita MENTE.

Fernandes

O governador de São Paulo, João Dória (PSDB), elevou o tom nesta terça-feira na crítica ao presidente da República, Jair Bolsonaro, que discursou hoje na Assembleia Geral da ONU.Primeiro, inadequado. Segundo, inoportuno. Terceiro, sem referências que pudessem trazer respeitabilidade e confiança ao Brasil no plano ambiental, no plano econômico e no plano político.