Congresso Nordestino de Educação Médica


16/04


2019

Coluna da terça-feira

Irrigação ainda capenga

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, conheceu, ontem, o potencial do Vale do São Francisco cumprindo uma extensa agenda em Petrolina, que produz uma variedade de frutas tipo exportação, com destaque para manga e uva. A presença dela atendeu a um convite do líder do Governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho, que governou o município por três ocasiões e nas eleições passadas elegeu o seu filho Miguel Coelho.

Os parreirais abrem um cinturão verde em torno das cidades-irmãs Petrolina e Juazeiro, num contraste brutal coma caatinga bem próxima ao rio São Francisco. Por isso mesmo, Petrolina foi batizada de a Califórnia brasileira. Suas fazendas irrigadas geram riquezas, milhares de empregos e colocam a região num patamar diferenciado em relação as demais do Nordeste que sofrem ano a ano a inclemência de secas periódicas.

Petrolina e Juazeiro, entretanto, poderiam estar colhendo muito mais frutos econômicos se a partir do Governo Lula não tivesse sido encerrado o ciclo de investimentos na irrigação. O ex-presidente Lula chegou a prometer a duplicação da área irrigada nos projetos públicos em torno do rio, mas governou por oito anos e não fez um só hectare, frustrando os pequenos agricultores que sonham com uma gleba de terra para se inserir no mercado internacional da cultura irrigada.

Dilma Rousseff copiou Lula. Esteve em Petrolina na campanha e prometeu priorizar a irrigação, mas seu desgoverno negou pão e água aos agricultores que esperavam pela ampliação da área irrigada. Com Bolsonaro, não existe nenhuma expectativa em investimentos nos projetos públicos Nilo Coelho e Pontal, vitrines da região e que contaram, na verdade, com a boa vontade da União na gestão Fernando Henrique.

Oxalá na sua volta a Brasília a ministra, que se encantou com o cinturão verde do São Francisco, possa fazer um relato do que viu a Bolsonaro. Desconheço o plano de Governo do presidente, mas ele está na companhia de muitos nordestinos, especialmente o senador Fernando Bezerra, que conhece como ninguém as necessidades do polo de irrigação do São Francisco.

Derrota feia – Enquanto o líder do Governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho, acompanhava a agenda da ministra da Agricultura no Sertão, em Brasília a Comissão de Constituição e Justiça da campanha impunha uma acachapante derrota ao presidente Bolsonaro: inverteu a pauta de votação dos projetos em tramitação, colocando o orçamento impositivo antes da reforma da Previdência. Já há quem faça previsões as mais pessimistas quanto ao calendário da Previdência. Inicialmente prevista para ser votada em junho, depois em setembro e agora novembro. Isso se o Governo melhorar sua interlocução com o Congresso.

Na corda bamba – O prefeito de Agrestina, no Agreste pernambucano, Thiago Nunes (PMDB), só tem conseguido cair nos braços de Orfeu sob efeito de tranquilizantes. Tudo depois que a Polícia Federal realizou duas operações que culminaram com a prisão de seus principais secretários. Seus próprios aliados temem que ele não chegue ao final do mandato. De passagem por Brasília, Nunes deixou transparecer um estado de tensão preocupante.

Medida atabalhoada – O Governo continua patinando na articulação com o Congresso. Quer saber da última mancada? Resolveu convencer os deputados a votarem a reforma da Previdência mediante os coordenadores estaduais de bancadas. O baixo clero, que forma a grande maioria das bancadas, não aceita delegar tantos poderes aos coordenadores. No caso de Pernambuco, quem vai se dar bem é Augusto Coutinho (SD) e Wolney Queiroz (PDT), que comandam a bancada. Na verdade, se Bolsonaro não partir para o corpo a corpo, um a um, não aprovará a reforma.

Emprego no gabinete – O vereador Carlos Bolsonaro (PSC) empregou em seu gabinete, na Câmara Municipal do Rio, um funcionário ligado ao ex-policial militar Fabrício Queiroz, pivô da crise envolvendo o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) por suspeita de captação ilícita de salário de servidores no período em que foi assessor do ex-deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Trata-se de Márcio da Silva Gerbatim, ex-marido da atual mulher de Queiroz e pai da sua enteada.

Os cem dias – Depois de ser demitido da Rede Globo, o jornalista Wiliam Waack criou o seu canal nas redes sociais e tem sido bastante assediado para palestras no País. Hoje, fala para os empresários de Pernambuco e formadores de opinião no Mar Hotel, a partir das 9 horas. Abordará os cem dias do Governo Bolsonaro. Diferente de colegas colunistas dos jornalões, Waack tem feito análises moderadas sobre o Governo em vídeos no Youtube. Vale a pena conferir o que dirá o preparado e experiente jornalista.

Voto contra – O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB), que passou um período recente no estaleiro, causando susto e apreensão, voltou, ontem, a sua rotina na Câmara dos Deputados. Em discurso da tribuna da Casa condenou a reforma da Previdência. Para ele, a proposta do Governo só prejudica os mais pobres. “A proposta fere a Constituição Cidadã. Após analisar cuidadosamente o texto, conclui que o Governo não democratizou o debate sobre a reforma e por isso mesmo vou votar contra”, desabafou.

CURTAS

EM JABOATÃO – Ex-prefeito do Recife por dois mandatos, o deputado João Paulo (PT) sofreu duas derrotas para prefeito da capital e em razão disso está transferido o seu domicilio eleitoral para Jaboatão. Articula sua candidatura a prefeito de Jaboatão dos Guararapes, o segundo maior colégio eleitoral do Estado. Para deputado, João teve uma votação mixuruca: pouco mais 26 mil votos.

ABANDONO – A PE-027, a chamada Estrada de Aldeia, em Camaragibe, está completamente abandonada. Falta sinalização, acostamento decente, faixas de pedestres sumiram, mesmo em locais próximos a escolas e prédios públicos. Insatisfeita, a comunidade está se mobilizando para fazer um grande protesto contra o Governo do Estado.

EM ARCOVERDE – O ex-deputado Zeca Cavalcanti (PTB) é candidatíssimo a prefeito de Arcoverde nas eleições municipais do próximo ano. Rompido com a atual prefeita Madalena Brito (PSB), Zeca deve enfrentar a candidatura do vice-prefeito Wellington Araújo (PMDB), já escolhido pela prefeita.

Perguntar não ofende: O Governo vai ter dinheiro para bancar as emendas impositivas?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Jumito é um governo focado na morte. Ou nos matam com a liberação das armas, ou com 80 tiros por engano, ou com veneno na comida.

Fernandes

Doações pra Notre-Dame já chega à R$ 3 bilhões... Moçambique conta os médicos Cubanos.

Fernandes

Provando do próprio veneno. Janaina Paschoal diz que está sendo perseguida por apoiadores do Jumito.

Fernandes

Governo Jumito propõe salário mínimo sem ganho real para 2020. Eles querem acabar com o povo.

Fernandes

Tio do músico assassinado: Eu votei no Bolsonaro Jumento, briguei com meu sobrinho por causa dele... e agora isso. Me sinto cúmplice...


Governo de PE


15/04


2019

Coluna da segunda-feira

Frustração dos antipetistas

O baque do Governo Bolsonaro na avaliação do Datafolha tem uma leitura que parece óbvia, mas não vi ninguém abordar: os que se mostram insatisfeitos são em sua grande maioria eleitores que votaram não por convicção, apenas com a intenção de derrotar o PT. Estes, também frustrados com a roubalheira que reinou na era Lula-Dilma, sabiam certamente das fragilidades do presidente eleito do ponto de vista de embasamento cultural e da falta de um projeto para o País

Como Bolsonaro não sonhava em se transformar no azarão que colocou a pedra no caminho do PT não teve tempo – ou faltou fé – de preparar um programa de governo consistente. Quer um exemplo disso? O único propósito de Governo é aprovar a reforma da Previdência. Os bolsonaristas dizem que se a reforma da Previdência passar já será um grande feito. O problema é que o texto original será tão mutilado que no final o Congresso aprovará um arremedo de reforma.

Mas, voltando à pesquisa de avaliação dos 100 dias de Bolsonaro, o Governo tem que receber como um alerta. Cem dias são muito pouco para a população fazer um julgamento do Governo. Serve, entretanto, para o Governo corrigir rumos. Bolsonaro tem se comunicado pelas redes sociais e ignorado a grande mídia, leia-se especialmente os três grandes jornais e a Rede Globo.

Quanto a esta, diz que tem má vontade com o seu Governo e ameaça cortar verba de publicidade. Não conheço um só político que tenha se dado bem brigando com a Imprensa. A vítima histórica da Globo foi Leonel Brizola, ex-governador do Rio. Na briga, como contraponto, Brizola comprou espaço nos jornais do Rio e uma vez por semana assinava um tijolaço de prestação de contas do seu Governo. Deu certo? Evidentemente que não.

Bolsonaro, por fim, tem que delimitar o espaço dos seus filhos no Governo. Na viagem aos Estados Unidos, Carlos Bolsonaro tomou o lugar do chanceler no encontro reservado com Donald Trump deixando o ministro Ernesto em maus lençóis. Parece que o presidente governa mais com os filhos do que seu principal ministro, Paulo Guedes da Economia, que pagou o mico nos Estados Unidos de não ter sido consultado sobre a intervenção de Bolsonaro na Petrobras, freando o aumento do diesel.

De pires nas mãos – Os prefeitos que participaram de mais uma marcha à Brasília voltaram de bolsos vazios. Peregrinaram nos Ministérios de pires nas mãos e saíram desiludidos com o liseu. “Vai ser difícil arrancar dinheiro neste governo”, constata José Patriota, prefeito de Afogados da Ingazeira e presidente da Amupe – a Associação Municipalista de Pernambuco. Os prefeitos só se convencem da mudança deste cenário quando o Congresso tirar do papel o Pacto Federativo.

Poder e influência – Há quem enxergue que a popularidade da apresentadora global Fátima Bernardes é de tamanha magnitude que pode ser um fator decisivo nas eleições municipais do ano que vem. Seu ibope cresceu particularmente no Recife depois que passou a namorar com o deputado Túlio Gadelha, que não esconde de ninguém que sonha acordado em disputar a Prefeitura do Recife sem abrir mão do potencial da sua amada, que bomba nas redes sociais nas idas e vindas ao Recife.

Pedra no caminho – Túlio Gadelha tem se aproximado da executiva nacional do PDT para arrebatar de Wolney Queiroz o controle do partido no Estado. Wolney conduz o partido para apoiar um candidato a prefeito do Recife alinhado ao PSB, que já tem um nome se movimentando bastante, o deputado federal João Campos. Gadelha já sinalizou que se não tiver o apoio do PDT pode mudar de legenda. Mas vai insistir até o último minuto da prorrogação para assumira presidência do partido no Estado.

O que é a política – Quem assistiu a briga travada entre Jarbas Vasconcelos e Fernando Bezerra Coelho pelo controle do PMDB no Estado fica de queixo caído quando ver o senador FBC e o presidente estadual, Raul Henry, de braços dados em público. Assim foi no jantar que o presidente da Amupe, José Patriota, promoveu em Brasília durante a Marcha dos Prefeitos. Resta saber se Bezerra apoia Henry na corrida pela Prefeitura do Recife.

De volta – O senador Jarbas Vasconcelos está de volta ao Brasil depois de participar em Doha, no Catar, da 140º Assembleia da União Interparlamentar. Amanhã, compartilha sua experiência na Comissão de Relações Exteriores do Senado, da qual é membro. Em Doha, a pauta principal foi sobre políticas de incentivo à participação da mulher na política, desenvolvimento sustentável, boas e atuais práticas educacionais, além das políticas de comércio exterior.

Minha ausência – Por motivo de saúde, fiquei por mais de um ano sem atualizar este blog e a coluna, além do programa Frente a Frente. Na minha ausência, minha equipe não deixou a peteca cair. Por isso, quero agradecer a Ítala Alves, editora do blog, Geiza Souza, minha secretária, incansáveis colaboradoras no blog. Estendo meus agradecimentos ao jornalista Arthur Cunha, que assinou a coluna, e ao velho guardião Nivaldo Araújo. No Frente a Frente, sou grato a Mônica Moraes, Fernando Dourado e Aldir Júnior. Sem eles, tudo teria ido água abaixo.

CURTAS

PROXIMIDADE – O presidente do Solidariedade, deputado federal Augusto Coutinho, e o filho Rodrigo, vereador no Recife, estão cada vez mais próximos do pré-candidato do PSB a prefeito do Recife, João Campos. Em Brasília, eles têm conversado bastante sobre a sucessão na capital pernambucana. Há quem aposta que tudo isso possa dar numa aliança.

PETROLINA – Influente líder do Governo no Senado, o senador Fernando Bezerra Coelho está fazendo a cabeça do presidente para lançar oficialmente o projeto do pagamento do 13º salário do Bolsa Família em Petrolina e não em Campina Grande, como já está encaminhado. Bezerra quer que o presidente visite a área irrigada da região do São Francisco que produz frutas tipo exportação, como manga e uva.

LADRÃO – Num artigo na revista Veja, onde tem seu espaço cativo de página inteira, o jornalista J.R. Guzzo analisou o primeiro aniversário do ex-presidente Lula e fez a seguinte observação: “Lula não está preso por ser uma figura histórica. Está preso porque é ladrão”. 

Perguntar não ofende: Bolsonaro, como ele próprio confessou, não nasceu para ser presidente?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Não vejo uma pessoa interessante e inteligente torcendo pela desgraça do Lula: Só gente frustrada e infeliz.

Fernandes

Não existe um só brasileiro minimamente esclarecido que não tenha entendido que o golpe que derrubou Dilma foi o maior erro brasileiro do século XXI. Sabotaram tanto o país para derrubá-la que não conseguem reerguê-lo. Elite arrogante e burra. Afundou-se e nos afundou.

Fernandes

O comunismo não faz nenhuma objeção à fé, ele se opõe à inutilidade das religiões que exploram a fé. Quer que desenhe?

Fernandes

Coitado do perreluxo, o fumo entrando e ele chorando e mitando...!

lino perrelli

Coitado do Fernandes, o fumo entrando e ele chorando...!


Prefeitura de Caruaru


12/04


2019

Coluna do sabadão

Quem está mentindo?

Por Arthur Cunha – especial para o blog

Por meio de sua assessoria de Imprensa, o Ministério da Justiça e Segurança Pública negou, ontem, que tivesse solicitado ao Governo de Pernambuco a cessão da delegada Patrícia Domingos, da Polícia Civil. É o que informou o Blog de Jamildo. A negativa veio quando, na internet, circulava o boato de que o governador Paulo Câmara teria negado o pedido.

Em entrevista à Rádio Jornal, no último dia 15 de março, Patrícia Domingos disse que tinha aceito um convite para trabalhar na equipe do ministro Sérgio Moro. Mas como? Se o convite não existiu, segundo o próprio ministério. Um dos dois lados está faltando com a verdade aí (só para usar um eufemismo). Patrícia foi ou não convidada? Se não foi, por que divulgou ter sido chamada? O povo quer saber!

Em tempos de fake news e descrédito das fontes tradicionais de notícia, esse questionamento ganha ainda mais importância. Segurança é coisa séria! A delegada em questão ganhou fama por comandar, à frente da antiga Decasp, operações como a Castelo de Farinha e Ratattouille, que investigam supostas irregularidades na contratação de merendes por parte de prefeituras. 

Agora, Patrícia Domingos, que virou quase uma celebridade, com direito à palestras e cobertura da mídia, tem seu nome envolvido em uma situação bastante desconfortável: ter de provar que recebeu um convite. Porque o ministério já negou. Se a delegada tiver algum documento comprovando o chamamento, que o apresente. 

Nesse caso, quem ficará desmoralizada será a pasta de Sérgio Moro. Até tu, Moro! É, amigos, vida de “influencer” não é fácil, não. 

Menos roubos – Caíram os números de roubo em Pernambuco. Nos três primeiros meses do ano, foram 4.995 crimes do tipo a menos; uma queda de 19,3% em relação ao mesmo período do ano passado. Quando olhamos para os dados absolutos, a diminuição foi de 25.881 para 20.886 ocorrências. A região onde os roubos caíram mais foi o Agreste, com menos 34%. A Zona da Mata vem em segundo, apresentando uma retração de 29%.

Caixa não! – Os prefeitos que participaram da Marcha em Defesa dos Municípios continuam esperando o apoio do presidente Jair Bolsonaro à desburocratização das transferências federais. Eles reclamam – com toda razão! – da Caixa Econômica Federal. Argumentam que o banca trava tudo, demora para realizar as operações e que seus funcionários trabalham mal. Eu quero dizer ao prefeitos que não são só eles que sofrem com Caixa não. Os correntistas do banco também penam com um péssimo serviço entregue! 

Faltosos – Aliás, falando em Marcha em Defesa dos Municípios, ficou muito feio para o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, e para o ministro Santos Cruz (Secretaria e Governo), que levaram falta no evento. Passaram a imagem de desprezo com a pauta municipalista. Exercer cargo público requer, muitas vezes, participar de atos e receber cobranças. Se não está preparado para isso, amigo, é melhor ir para casa. 

Desenvolvimento – O empreendedor social Antonio Souza foi recebido pelo governador Paulo Câmara para tratar de projetos para o desenvolvimento de Pernambuco. Antonio aproveitou para entregar ao governador um pleito da região do Araripe: o asfaltamento da entrega que liga Araripina ao Ceará. Participaram também do encontro o deputado estadual João Paulo Lima, o prefeito da Pedra, Osório Filho, e Edésio Medeiros. 

CURTAS 

CALI – Anteontem, fez dez anos do falecimento de Carlos Wilson Campos, que foi governador de Pernambuco, senador, deputado federal e presidente da Infraero, entre outros cargos. Um craque na política! Quadros como Cali fazem muita falta nos dias de hoje.

CHUVAS – A APAC informou que a previsão do tempo para hoje é de chuva com intensidade fraca à moderada, de maneira isolada no período da manhã e da noite, na RMR e Zona da Mata; e no período da tarde e noite, no Agreste e Sertão. Para amanhã, a previsão é de chuva fraca e isolada em todo o estado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Não vejo uma pessoa interessante e inteligente torcendo pela desgraça do Lula: Só gente frustrada e infeliz. Como arnaldo luciano da luz alencar ferreira. Uma pergunta que não quer calar: Vc é parente do ex-major da PM conhecido pelo Escândalo da Mandioca, é?

Fernandes

arnaldo luciano da luz alencar ferreira. Pq teu bolsonaro só anda com o negão a tira colo tu sabe? Será que ele GAY, não esqueça tem Gay que é casado tem filhos só de fachada, não sei se é teu caso.

arnaldo luciano da luz alencar ferreira

Esse Fernandes é pior que BOLSONARO, acabou com a lógica de se comentar nesse maravilhoso Blog, fica só ou que dizer com BOLSONARO Ze Ruela

Fernandes

Não vejo uma pessoa interessante e inteligente torcendo pela desgraça do Lula: Só gente frustrada e infeliz.

Fernandes

Vou continuar rodando o mundo, vou a Portugal, depois quero ir na Europa. JB Jumento.


São João Petrolina


11/04


2019

Coluna da quinta-feira

Pernambuco é destaque na Marcha dos Prefeitos

Por Arthur Cunha – especial para o blog

Pernambuco foi destaque, ontem, na Marcha dos Prefeitos, em Brasília, quando houve a assinatura do Termo de Compromisso para realização da 13º Conferência Latino-americana de Autoridades Locais. Subscreveram o documento o governador Paulo Câmara; os presidentes Glademir Aroldi (CNM), José Patriota e Eriberto Medeiros (Alepe); além dos prefeitos Geraldo Julio (Recife) e Professor Lupércio (Olinda).

A famosa Cumbre será realizada no Recife, em março do ano que vem, com o tema “Cidade Inovadoras para as Pessoas” – este ano, o evento aconteceu em Santiago, no Chile. A ida da conferência para Pernambuco representa uma grande vitória do nosso municipalismo, que vai reunir autoridades locais de toda América Latina.

Em seu discurso, José Patriota destacou o evento. “Por isso que estamos chamando de inovação para as pessoas. Hoje, o mundo tecnológico, o mundo da economia criativa, exige de nós, gestores, cada vez mais uma ação inovadora para melhorar a qualidade de vida das pessoas. Queremos, com muito prazer, receber a vocês, inclusive, organismos internacionais como a ONU, já que estamos nessa missão de implementar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, os ODS”, comentou.

A Marcha em Defesa dos Municípios segue nesta quinta para seu último dia de agendas voltadas aos prefeitos e vereadores. Este ano, todos os recordes foram batidos: mais de oito mil inscritos de todos os cantos do Brasil.

Moro popstar – Um verdadeiro esquema de segurança, digno de chefes de Estado, foi montado para a participação do ministro Sérgio Moro na Marcha dos Prefeitos, ontem. O ex-juiz foi ao evento fazer um balanço da sua gestão à frente da pasta da Justiça e Segurança Pública. Sisudo, Moro negou todos os pedidos de foto antes do evento. Ao seu lado, 12 seguranças da Polícia Federal com cara de pouquíssimos amigos. Tinha mais que o próprio presidente Bolsonaro.

Rasgou o verbo – O deputado federal Felipe Carreras vai convocar o ministro da Cidadania, Osmar Terra, e o secretário Especial de Esportes, general Marco Aurélio, a comparecerem à Comissão de Esportes. Carreras fez duras críticas ao secretário, ontem, na Câmara. Segundo ele, o general não atende aos parlamentares e ainda não apresentou nenhum planejamento estratégico para o setor.

Gastadeiros – O vereador Léo da Ação Social, de São Bento do Una, quis dar uma de espertinho questionando sobre as diárias da prefeitura Débora Almeida. Em resposta, a população divulgou as cifras dos nobres parlamentares daquela egrégia Casa referentes às remunerações, subsídios e diárias. Em dois anos e três meses, suas excelências gastaram a singela bagatela de R$ 4,3 milhões. Vocês não leram errado, não. Eu disse R$ 4,3 milhões. Pense num povo para gastar...

Bolsonaro em PE – O senador Fernando Bezerra Coelho teve uma excelente conversa com o presidente Jair Bolsonaro, ontem, no Palácio do Planalto. O líder do governo adiantou à coluna que está programando a primeira vinda de Bolsonaro a Pernambuco para o próximo mês de maio. A ideia é que o presidente faça anúncios no estado. Muito experiente, FBC tem papel fundamental na articulação política da gestão.

CURTAS

“ENGANEIS” – O povo não perdoa. Eleito com aquele velho discurso de mudança, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, não entregou quase nada nesses 100 dias de governo. Os telejornais passaram o dia ontem limando o governador. Os taxistas já o chamam de “Enganeis”.

UNIDADES DE SAÚDE – O prefeito de Custódia, Emmanuel Fernandes, o Manuca, assegurou os recursos junto ao Ministério da Saúde para construção de três PSFs. As unidades têm por objetivo ampliar a cobertura de saúde na cidade.

CIRCULANDO – Quem tem circulado bem por Brasília, nesta semana em que a capital federal está borbulhando, com o país inteiro visitando, é Gustavo Matos, liderança da cidade de Camaragibe. Já esteve com representantes da Saúde e Turismo.

Perguntar não ofende: E esse novo ministro da Educação?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Boa noite marluxo Tchutchucão, o Meira tá de olho em você.

Fernandes

O Tio do músico assassinado : eu votei no bolsonaro, briguei com meu sobrinho pra votar nele, e agora isso? Me sinto cúmplice...

Fernandes

Bolsonaro e Guedes incluem em reforma da Previdência trecho que trava acesso a remédios no SUS.

Fernandes

Alas Militares reconhecem que Lula foi quem mais valorizou as Forças Armadas. Ala de oficiais pondera que os dois mandatos do ex-presidente Luiz Inácio Lula valorizaram as Forças Armadas, inclusive na reestruturação das carreiras, sobretudo salarial. Simultaneamente, a gestão lulista deu aval à retomada de programas estratégicos, como o programa aeroespacial, que havia sido negligenciado pelo governo tucano.

Fernandes

Bolsonaro extingue o Conselho dos Direitos da Pessoa com Deficiência. A organização foi criada em 1999 para acompanhar e avaliar o desenvolvimento de uma política nacional para inclusão da pessoa com deficiência e das políticas setoriais de educação, saúde, trabalho, assistência social, transporte, cultura, turismo, desporto, lazer e política urbana dirigidos a esse grupo social.




10/04


2019

Coluna da quarta-feira

Bolsonaro decepcionou

Por Arthur Cunha – especial para o blog

Aguardado com ansiedade pelos prefeitos de todo país na Marcha em Defesa dos Municípios, o presidente Jair Bolsonaro decepcionou. O chefe do Executivo foi ao evento cheio de ministros, ao lado dos presidentes da Câmara e do Senado, mas não fez nenhum gesto concreto com os gestores municipais, que estão na ponta lidando com todos os problemas das cidades.

Presidente da Amupe, José Patriota traduziu bem o sentimento dos seus pares. O dirigente afirmou que Bolsonaro fez mais um diagnóstico do que, propriamente, uma proposta de ação. Foi muito econômico nas palavras, segundo o prefeito de Afogados da Ingazeira, e gerou muita expectativa. À tarde, o ministro Paulo Guedes (Economia) deu mais profundidade ao planejamento.

“Falta a gente, de fato, acompanhar como vai ser o procedimento; pois o ministro está defendendo a Reforma da Previdência, que é bastante discutível; o Pacto Federativo, que acompanha, sobretudo, a Reforma Tributária, e, também, outras medidas, inclusive, emergenciais. E que possa, ainda este ano, liberar algum recurso para estados e municípios”, cobrou Patriota.

De acordo com o presidente da Amupe, o momento é de aguardar para ver como o que Guedes prometeu será viabilizado do ponto de vista legal - tem que ter lei no Congresso Nacional -, e do ponto de vista operacional. “Não podemos pré-julgar, entretanto, vamos aguardar o desfecho dos acontecimentos”, avaliou.

Bolsa Família – Bolsonaro confirmou na Marcha, ontem, que vai instituir o 13º do Bolsa Família, conforme este colunista revelou, com exclusividade, ainda na segunda-feira. O benefício vai injetar R$ 2,5 bilhões nas economias do país. A medida, claro, é muito válida. Trata-se de uma tentativa de Bolsonaro de se aproximar, sobretudo, do eleitorado nordestino. Mas não dialoga com os prefeitos, que defendem uma revisão no Pacto Federativo.

Protesto – Após o primeiro dia da Marcha em Defesa dos Municípios, os prefeitos foram para a frente do Supremo Tribunal Federal protestar para que suas excelências, os ministros, promovam a discussão dos royalties, que, faz seis anos, está em compasso de espera. Até corte de “bolo de aniversário” simbólico teve. A pressão parece ter surtido efeito; tanto que o presidente Dias Toffoli resolveu pautar.

Novo Pacto – Defensor de uma agenda municipalista e presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Novo Pacto Federativo, o deputado federal Silvio Costa Filho vai participar, hoje, de um painel na Marcha dos Prefeitos. “Menos Brasília e mais Brasil. Vamos ter a oportunidade de apresentar o trabalho que estamos realizando até o momento na frente”, adiantou Silvio, que, mesmo com pouco tempo de mandato, já mostra desenvoltura de veterano.

Desenvolvimento Urbano – Ontem, na Marcha, o deputado federal João Campos anunciou a participação na Frente Parlamentar Mista de Economia e Cidadania Digital. João será coordenador de Desenvolvimento Urbano e Smart Cities. Ele aproveitou a oportunidade para se colocar à disposição dos prefeitos. “Muito em breve, todos os municípios terão que passar pelo processo de digitalização e a cobrança por essa atualização chegará pelo próprio povo”, ressaltou.

CURTAS

MUNICIÊNCIA – A prefeita de São Bento do Una, Débora Almeida, participou do lançamento do Prêmio Municiência 2019/2020 – ano passado, São Bento do Una foi um dos premiados com o “Estou Presente, Professor”. A iniciativa busca reconhecer e premiar práticas inovadoras e exitosas desenvolvidas pelos municípios.

SEGUNDO TEMPO – A conversa em Brasília é que o ex-deputado Mendonça Filho nutria, até os 45 do segundo tempo, a esperança de voltar ao Ministério da Educação. O que pesou para o veto a Mendonça foi a relação conturbada dele com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

AUDIÊNCIA – A importância de combater os maus-tratos e cobrar dos órgãos responsáveis o seu papel efetivo no resgate aos animais abandonados são alguns dos temas que serão discutidos, hoje, em Audiência Pública promovida pela Câmara do Recife, por meio da vereadora Goretti Queiroz.

Perguntar não ofende: Bolsonaro ou seus ministros ainda anunciarão algo para os prefeitos?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Boa noite, marluxo Tchutchuca, não esquece do teu jb JUMENTO.

Fernandes

Bozo Jumento colocou todos os filhos na política! Mas não quer que seu filho se interesse por política! Captou, xô mané?

Fernandes

Governo jb Jumento não tem propostas para o País, declara Rodrigo Maia.

Fernandes

No caso do “Golden shower carnavalesco”, jb Jumento virou o cão, no caso dos 80 tiros, nem abriu a boca. Palhaço!

Fernandes

psl elegeu deputado ‘gay’, maconheira, ateu, ator pornô, ou seja, no (quesito) representatividade e desconstrução deixou o PSOL no chinelo.




09/04


2019

Coluna da terça-feira

A maior Marcha da história

Por Arthur Cunha – especial para o blog

Brasília está lotada para a Marcha em Defesa dos Municípios. Este ano bateu todos os recordes de participação: mais de oito mil pessoas inscritas; entre prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, secretários e funcionários das administrações. Pernambuco vai participar com uma grande representação. Até ontem, já eram mais de 120 prefeitos confirmados, fora os outros servidores – isso sem contar com os que ainda não fizeram suas inscrições. Tudo graças a uma articulação eficiente do presidente da Amupe, José Patriota.

A representatividade da Marcha é tanta que o presidente da República, Jair Bolsonaro, vai ao evento, hoje, com uma trupe de ministros que incluem Paulo Guedes (Economia) e Sérgio Moro (Justiça). Amanhã, será a vez dos 27 governadores se reunirem na Marcha com o objetivo de tratar pautas convergentes com o municipalismo.

A expectativa é que Bolsonaro faça alguns anúncios. Este colunista antecipou, com exclusividade, o 13º do Bolsa Família, que injetaria R$ 2,5 bilhões a mais na economia do país. O benefício, segundo aliados do presidente, é uma tentativa de trazer os nordestinos para junto. Bolsonaro quer mais proximidade com a única região em que perdeu para Fernando Haddad.

Os gestores, contudo, querem sinalizações para além do assistencialismo. Uma das principais pautas da “Carta dos Prefeitos do Nordeste”, que será entregue ao presidente, hoje, é a revisão do Pacto Federativo para ajudar a desafogar um pouco as prefeituras Brasil adentro, com tantas responsabilidades e um orçamento extremamente limitado - a maior parte dos recursos fica com a União. Se Bolsonaro quiser trazê-los para perto, tem que seguir neste caminho.

Emendas – Os bastidores daqui de Brasília apontam que, durante sua participação na Marcha, o presidente se mostrará favorável à MP 61, a ser votada hoje no Senado. Se a iniciativa for aprovada, as emendas impositivas não terão mais que passar pela Caixa Econômica; diminuindo a burocracia até o dinheiro chegar às contas das prefeituras. É mais uma tentativa de Bolsonaro de afagar; dessa vez prefeitos e parlamentes.

Liderança – É muito forte a liderança que o prefeito de Afogados da Ingazeira e presidente da Amupe, José Patriota, tem junto à cúpula da Confederação Nacional Municipalista (CNM). O pernambucano é consultado para todo e qualquer passo que a entidade máxima do municipalismo dá na esfera nacional. Uma grande referência. Patriota, inclusive, lidera o debate sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) junto à confederação.

Aplauso – Às vésperas de o governo Jair Bolsonaro anunciar o 13º do Bolsa Família, o vereador João da Costa protocolou, na Câmara do Recife, um voto de aplauso ao governador Paulo Câmara pelo lançamento do programa Nota Fiscal Solidária. O petista destaca que o 13º do Bolsa Família pernambucano é uma “demarcação política” das prioridades sociais do Estado no momento atual.

Entendimento – É tão grande os sinais de entendimento entre os senadores Fernando Bezerra Coelho e Jarbas Vasconcelos que os advogados dos dois, Bruno Brennand e Leucio Lemos – dois craques do Direito Eleitoral –, até já estão se deixando fotografar juntos no Tribunal de Contas do Estado (TCE). A foto, inclusive, chegou a este colunista ontem.

CURTAS

BANCADA – O deputado estadual Sivaldo Albino assumiu a liderança do PSB na Assembleia Legislativa. Em alta com o Palácio e com seus pares, o parlamentar comandará uma bancada de 12 deputados, a maior da Casa.

FEMINICÍDIO – O Dia Estadual de Combate ao Feminicídio foi lembrado, ontem, na Assembleia Legislativa por meio de discursos na tribuna. Roberta Arraes e Fabíola Cabral lembraram casos emblemáticos como o da fisioterapeuta Milena Sena, assassina covardemente em 2017.

QUEDA – Já estava mais do que anunciada a queda do desastrado ex-ministro da Educação, Ricardo Veléz. Um verdadeiro trapalhão, como, aliás, tem mais uma penca de ministros. Vamos torcer para que seu substituto, Abraham Weintraub, tenha o juízo no lugar.

Perguntar não ofende: O que Bolsonaro anunciará, hoje, na Marcha dos Prefeitos?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Paulo Guedes diz... Lula não roubou nenhum tostão foi vítima do jeito brasileiro de fazer política. Lula nunca me enganou. Lula é uma lágrima de Cristo.

Fernandes

Nordeste registra 40% das desistências no programa Mais Médicos. O Nordeste concentra cerca de 40% das 1.052 desistências do programa Mais Médicos, mostra levantamento com base em dados do Ministério da Saúde. No fim do ano passado, 8.517 médicos cubanos deixaram o programa, e o governo havia informado que todas as vagas haviam sido preenchidas por brasileiros. Mentiroso.

Fernandes

Bolsonaro Jumento: Desculpem as caneladas, não nasci para ser presidente, e sim militar.

Fernandes

Bozo já acabou com o horário de verão, só falta acabar com a tomada de 3 pinos. Grandes projetos!

Fernandes

Maldição do Bolsonaro, dizem torcedores revoltados com a eliminação do Palmeiras no Paulista


Asfaltos


08/04


2019

Coluna da segunda-feira

Sem com “S”

Por Arthur Cunha – especial para o blog

Desde Fernando Collor, há quase 30 anos, um presidente da República não tinha uma popularidade tão baixa nos 100 primeiros dias de governo quanto Jair Bolsonaro. Segundo pesquisa Datafolha, divulgada no final de semana, 30% dos brasileiros desaprovam o novo governo, enquanto que 32% aprovam. É muito alta a desaprovação!

Vejam a representatividade dos números. Collor, que entrou em cena confiscando as poupanças, tinha 19% de reprovação no mesmo período em que hoje se encontra a administração Bolsonaro. Já Fernando Henrique Cardoso tinha 16%; Lula, 10%; e Dilma Rousseff, que também sofreu Impeachment, apenas 7% de reprovação nos 100 primeiros dias.

Até pelo exemplo de Dilma não podemos dizer que a reprovação alta de Bolsonaro é sinônimo de fim da linha para o ex-capitão. Mas a luz de alerta, que já estava ligada, agora, passa a apitar muito alto. Assim como a ex-presidente petista, o atual chefe do Executivo federal está perdendo para ele mesmo, mais do que para fatores externos ao governo.

Claro que os problemas não criados por Bolsonaro existem. Mas ele, o próprio presidente, tem sido o pior algoz da sua administração. A cada dia que passa, o presidente, como já escrevi aqui, dá mostras de que não sabe o que está fazendo. Chega aos 100 dias de governo com uma popularidade em queda livre. E o pior: não dá sinais de que vai retomar. Ao invés de cem com “c”, para Bolsonaro, é sem com “s” mesmo.

Nada mudou – A prisão do ex-presidente Lula completou um ano sem que os movimentos para sua libertação surtissem efeito – manifestações pregando a liberdade do petista terminaram em confusão, ontem. Lula, contudo, continua sendo a maior liderança do seu campo político, mesmo atrás das grades. Nenhuma outra figura da Esquerda conseguiu assumir o protagonismo. E o PT, por sua vez, continua apostando todas as fichas no seu maior líder.

Animando ... – Em Pernambuco, as principais lideranças do PSB reuniram, sábado, em Gravatá, gestores do governo e das prefeituras administradas pelo partido, sobretudo a do Recife, além da sua militância. Objetivo: reafirmar as bandeiras da legenda, aprofundar fatos históricos e registrar os feitos das gestões de Miguel Arraes e Eduardo Campos; e suas influências no atual cenário político.

... a tropa – A resistência ao que os socialistas classificam de “retrocessos sociais” cometidos, segundo eles, pelo Governo Federal, deu o tom dos discursos, principalmente do governador Paulo Câmara e do prefeito Geraldo Julio. Idealizado pelo presidente estadual Sileno Guedes, o evento foi uma injeção de ânimo na militância socialista. A agenda agregou deputados estaduais, federais e prefeitos.

NOS STATES – Conhecido pelos termos que usa em seus discursos, o líder na oposição na Alepe, Marco Aurélio, tem tudo para aumentar o repertório. É que o deputado foi à famosa Universidade de Harvard, nos EUA, acompanhar o vice-presidente Hamilton Mourão em uma palestra. Vai voltar cheio de expressões em inglês! Brincadeiras à parte, ao ser convidado por Mourão, Marco provou que é tido em alta cota pelo general.

CURTAS

NAMORO – Nome em ascensão no cenário político olindense, o veterinário Magno José está sendo procurado por diversos partidos de fora da base do prefeito Professor Lupércio. Entre essas legendas está o PSB, que o convidou para um seminário de formação política no Litoral Norte.

MARCHA – Começa, hoje, a Marcha em Defesa dos Municípios, em Brasília. Prefeitos de todo o país se reunirão para cobrar do Governo Federal atenção à pauta municipalista, no momento em que a administração chega à marca simbólica dos 100 dias. Mais de 100 gestores pernambucanos já confirmaram presença.

PARTIU BRASÍLIA – Este colunista viaja, hoje cedo, à Brasília. Vou ficar na capital até a próxima quinta-feira, acompanhando toda a movimentação política na Marcha Em Defesa dos Municípios; desde a reunião com Bolsonaro até o Fórum dos Governadores. Os bastidores mais quentes, vocês sabem, só aqui neste blog!

Perguntar não ofende: Alguém, fora Lula, tem chance de ocupar o protagonismo na Esquerda?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Qual sua Laranja de estimação Queiroz ou Estela Haddad?

Fernandes

Sancionar Lei do Cadastro Positivo é mole, eu quero ver é ele apresentar um projeto que tire mais de 50 milhões do SPC.

Fernandes

A pergunta que não quer calar . Quem matou Marielle? Quem mandou matar Marielle? Onde está o QUEIROZ, o policial milionário?

Fernandes

Sempre que matam alguém “por engano” é porque confundiram alguma coisa , mas nunca confundem a cor da pele.

Fernandes

Quando se pensa que nesse governo fake, nada mais pode piorar, ai vem o novo ministro da educação!




05/04


2019

Coluna do sabadão

O plano é Miguel

Por Arthur Cunha – especial para o blog

Nos bastidores da oposição começa a correr a notícia de que o nome do grupo do senador Fernando Bezerra Coelho para 2022 é o do prefeito Miguel Coelho, de Petrolina. Claro que ainda é precoce para se cravar qualquer decisão, até para 2020, imagina para daqui a quase quatro anos. Mas algumas variáveis devem ser levadas em conta; os sinais estão no ar.

As fontes consultadas sobre o plano disseram que FBC estaria feliz e confortável com a vida em Brasília, fato que estaria fazendo o emedebista repensar os próximos passos a ponto de cogitar a opção pelo filho. Líder do Governo Bolsonaro no Senado, Bezerra Coelho, de fato,  é muito articulado na capital federal. Conhece os caminhos, abre portas e tem acesso a recursos federais, que, por sinal, têm ajudado a gestão de Miguel a bombar em Petrolina. 

Outros pontos pontos também estariam pesando para consolidar esse. Um é a Lava Jato, que pode enterrar as pretensões de FBC. O outro é a questão geracional. Se a tendência for por candidatos novos, com o frescor da novidade, a disputa poderia complicar para Fernando, que está aí desde os anos 80.

A eleição de governador passará pela de prefeito. Antes de qualquer coisa, Miguel precisa se reeleger bem em 2020, assegurando, inclusive, a vice para algum aliado seu. Apesar de muito bem avaliado – a informação é que o governo tem mais de 70% de bom e ótimo –, o gestor não pode baixar a guarda, já que, pela primeira vez, teremos segundo turno em Petrolina. E candidato com olho na cadeira dele não falta.

Dupla... – Falando em prováveis adversários do prefeito Miguel Coelho (Petrolina) no ano que vem, dois deles, por sinal, almoçaram ontem: o ex-prefeito Julio Lossio e o deputado estadual Lucas Ramos. Todos dois são declaradamente pré-candidatos e topam ir para a luta. A boa relação vem de longe e nada impede que a dupla de junte de olho em 2020. A política em Petrolina ferve. 

... afinada – Ainda sobre o tema afinação, o movimento do senador Fernando Bezerra Coelho de fazer as pazes com o também senador Jarbas Vasconcelos tem como pano de fundo 2022, claramente. Dizem que os dois, inclusive, se encontram regularmente em Brasília para almoços e troca de impressões. Não se enganem; ambos são profissionais da política. Qualquer eventual mágoa pode ficar de lado se eles vislumbrarem um futuro.

Bronca em casa – Caso opte mesmo por lançar Miguel a governador em 2022, o senador Fernando Bezerra Coelho pode arrumar um problema em casa. O prefeito de Petrolina estaria “passando na frente” do irmão mais velho, o deputado federal Fernando Filho. Por mais que para fora tudo esteja aparentemente bem, a situação deve ser, no mínimo, melindrosa. 

Dilmou – Só para variar, Jair Bolsonaro “dilmou” mais duas vezes. A exemplo da ex-presidente no caso de Guido Mantega demissionário da Fazenda, o atual anunciou, em café da manhã com jornalistas, que, no futuro, vai demitir um ministro – o futuro, nesse caso, é na segunda. Como Mantega, Ricardo Veléz (Educação) virou um morto-vivo. Está de fato, mas não de direito. A segunda “dilmada” foi em um discurso. O presidente foi para frente, para trás, e mais parecia Dilma não dizendo coisa com coisa.

CURTAS 

DESPENCANDO – É, entre outras coisas, por causa dessas “dilmadas” que a popularidade de Bolsonaro vem despencando. Pesquisa da XP Investimentos mostrou que a aprovação do presidente caiu para 35% - estava 40% em fevereiro e 37%, em março. Já a reprovação do mandatário subiu de 17% para 24%, e bateu 26% agora.

PESQUISA – O Instituto Naipes vai iniciar uma série de pesquisas de opinião nos municípios pernambucanos. A primeira cidade será Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste. O levantamento vai apontar os cenários político e eleitoral com relação ao próximo pleito. O resultado será publicado com exclusividade nesta coluna. Aguardem!

14º - Os agentes comunitários de Saúde e Endemias de Surubim receberam, pela primeira vez, o Incentivo Financeiro Adicional, conhecido como o 14º salário da categoria. O benefício, assegurado pelo Ministério da Saúde, foi viabilizado por um Projeto de Lei que a prefeita Ana Célia Farias aprovou na Câmara em fevereiro deste ano.

Perguntar não ofende: O que a oposição acha da tese Miguel Coelho?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Após o arrependimento em massa dos bozominions, agora o próprio Bozo já está arrependido de ser presidente. Jumento!!!

marcos

Lá em Recife eu recomendo votar em João da Costa para prefeito, e o vice claro Humberto Costa!

marcos

Fernando haddad o nosso kit gay com 36 processos na justiça coloca sua mulher para disputar a prefeitura de São Paulo. A que ponto o pt chegou! kkkkkkkkkkkkkkkkk

marcos

Fernandinho Beira Mar liga para parabenizar lula no seu aniversário de hum ano de cadeia e diz, companheiro eu também sou inocente!

marcos

Joice: “Lula é um imbecil, um criminoso que destruiu o país” ................../////////////////////....................... Joice Hasselmann reagiu ao artigo de Lula publicado neste domingo pela Folha. Para a deputada, como o petista é um presidiário, não cabe a ele dar opinião sobre o cenário político. “O Lula é um imbecil, um criminoso que destruiu o país. Agora, cabe ao Bolsonaro e à equipe dele, da qual eu faço parte, reconstruir o Brasil”,


BM4 Marketing


05/04


2019

Coluna da sexta-feira

“Coração na ponta do lápis”

Por Arthur Cunha – especial para o blog

Abordei aqui na coluna, ontem, o lançamento do 13º do Bolsa Família de Pernambuco como uma oportunidade para a consolidação de uma marca própria de gestão do governador Paulo Câmara. Hoje, após acompanhar a solenidade que oficializou o programa, é preciso destacar também a marca política que essa ferramenta carrega. E foi justamente o socialista, em seu discurso, que sintetizou bem o que representa essa aposta na área social, sobretudo, por ser realizado em um período de tantas incertezas e desencontros no âmbito federal.

Paulo, em mais de um momento, fez questão de ressaltar que o investimento anual de R$ 175 milhões, durante um período de crise econômica, em um programa de transferência de renda, só pode ser feito por quem tem o “coração na ponta do lápis”. Ou seja, só pode ser feito por quem encara ação social como investimento (nas pessoas) e não como simples custeio.

Recados direcionados à controversa postura do Governo Federal, que entre um tuíte e outro mal colocado, segue insistindo em uma proposta de reforma da Previdência sem apoios. Sem contar a aparente falta de compromisso demonstrada com essa fatia da população por vários auxiliares do presidente Jair Bolsonaro. Afinal, o orçamento da União previsto para programas como o próprio Bolsa Família não garante a manutenção dos benefícios até dezembro. Nem até o mês de agosto, na verdade. 

Câmara seguiu o seu discurso político apostando na contramão de posições fincadas no Planalto. Seguiu com uma fala que agradou um público de mais de 2.500 pessoas, repleto de mulheres que chefiam suas famílias, em sua maioria apoiadas por benefícios sociais. Mulheres que vão continuar como o fiel da balança da economia de muitos municípios pernambucanos, que já comemoram a perspectiva de novas oportunidades que o 13º de Paulo vai garantir.

Registro – O governador até aproveitou a sua passagem pelo púlpito do evento para fazer um registro bem pessoal. Pontuou que recebeu a missão de governar Pernambuco para dar sequência aos legados de Eduardo Campos e de Miguel Arraes. Frisou que a principal marca desses legados é se deixar ensinar pelo povo. E foi justamente por ouvir o povo que ele tirou do papel o maior programa social da história de Pernambuco.

Resistência – Coube ao prefeito Geraldo Julio subir o tom contra os retrocessos representados pelo governo Bolsonaro durante o lançamento do 13º do Bolsa Família, encabeçado pelo governador Paulo Câmara. O socialista fez um discurso contundente em que mencionou a retirada de direitos dos mais necessitados, e posicionou o grupo político em defesa dos que mais precisam. “Só uma palavra resume este momento: resistência", disparou.

Resistência 2 – Geraldo Julio criticou, ainda, a reforma da Previdência e cravou: “essa proposta é algo de quem não conhece a realidade do nosso povo”. O discurso deixou clara sua posição contra os atuais posicionamentos do Governo Federal. O socialista condenou o gesto do presidente em querer exaltar o golpe de 64. "Nada a comemorar, presidente. Censura, repressão, exílio, tortura e execução de pessoas que lutaram pela democracia não devem ser comemoradas", cravou Geraldo, que foi ovacionado pelo público.

Nordeste de fora – A ausência de representantes nordestinos para compor o ministério de Bolsonaro também foi ressaltada pelo prefeito do Recife, durante o evento do 13º do Bolsa Família, que pregou resistência do povo da região para enfrentar a atuação de Bolsonaro. "Nenhum representante dos 55 milhões de nordestinos no ministério", criticou Geraldo Julio.

CURTAS

PARCERIA – Ontem, o prefeito de São Lourenço da Mata, Bruno Pereira, acompanhado do deputado Guilherme Uchoa Júnior, reuniu-se com o secretário estadual de Saúde, André Longo. Em pauta, parcerias para melhorar a saúde do município. O foco das ações será o Hospital Petronila Campos.

HEMODIÁLISE – Na reunião com o secretário André Longo (Saúde), preocupado com o atendimento dos pacientes de hemodiálise no Litoral Norte, o deputado Guilherme Uchoa Júnior solicitou a abertura de uma clínica para atender a região. Hoje, Longo participa do encontro dos Secretários de Saúde do Nordeste, em Natal.

REPASSE – Durante a Comissão de Saúde e Assistência Social, o deputado estadual Gustavo Gouveia falou sobre a necessidade de regularizar e ampliar os valores repassados aos hospitais da região da Mata Norte. O parlamentar também ressaltou que não está procurando culpados, mas espera receber apoio para encontrar soluções que beneficiem os pernambucanos.

Perguntar não ofende: E a reforma da Previdência, anda?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Bolsonaro ao afirmar, que não nasceu pra ser Presidente,assume ser fake.O Coiso é mesmo uma comédia...

Fernandes

Nasceu para ser militar mas foi expulso do Exército!

marcos

59% do povo brasileiro quer lula preso, UI tchau corrupção!

marcos

Lula afirma que nasceu para ser presidiário. Quem mandou roubar tanto?

marcos

Gleisi, Mercadante e Haddad reconhecem, o pt sem lula não é nada, se ele não for solto o partido acaba!




04/04


2019

Coluna da quinta-feira

Por uma marca

Por Arthur Cunha – especial para o blog

O governador Paulo Câmara dará, hoje, mais um passo para a consolidação de uma marca própria. Ao lado de mais de 100 prefeitos e de lideranças políticas, o socialista lançará, durante solenidade no Teatro Guararapes, no Centro de Convenções, o programa 13º do Bolsa Família. A iniciativa custará, anualmente, R$ 175 milhões aos cofres do estado. Para o leitor ter uma ideia, esse valor ultrapassa o que é gasto mensalmente pela Prefeitura do Recife para honrar a folha salarial dos servidores da capital. E a soma desse investimento nos próximos quatro anos chega a quase R$ 700 milhões. 

Paulo foi eleito pela primeira vez, em 2014, com o discurso de que conhecia as contas públicas, e de que tinha a capacidade de avançar nas políticas públicas que se destacaram ao longo dos dois governos Eduardo Campos. Em meio à crise, o atual governador precisou segurar as contas e ajustou a sua fala à máxima de que estava mantendo "Pernambuco de pé", honrando seus compromissos e avançando em áreas prioritárias, como na Educação, e, já no ano final do primeiro governo, na Segurança Pública. 

Reeleito, Paulo Câmara necessitava incorporar mais elementos ao seu discurso. Precisava, diante da posição mais à esquerda que o seu PSB voltou a envergar nos últimos anos, reaproximar a gestão socialista da área social. O PSB do Mãe Coruja, do Chapéu de Palha, do Atitude e da melhor Educação Pública do Brasil precisa respirar uma novidade que dialogasse com a fatia mais pobre dos pernambucanos. 

Por conta disso, o pagamento do 13º vai muito além do que o simples desdobramento de uma exitosa política de distribuição de renda criada por Lula. É um reencontro da nova gestão do PSB, neste momento pós-Eduardo Campos, com uma área que sempre esteve ligada aos socialistas.

Enquadrada – O ministro Paulo Guedes (Economia) deu uma enquadrada em um grupo de deputados da oposição durante audiência sobre a reforma da Previdência na CCJ da Câmara. “Falem a verdade. Vocês estavam há quatro mandatos no poder. Por que não botaram imposto sobre dividendo? Por que deram benefício para bilionário? Por que deram dinheiro para a JBS? Nós estamos há três meses. Vocês tiveram 18 anos no poder e não mudaram nada”, cobrou.

O problema – Não há crise ou uma conspiração contra o Supremo Tribunal Federal, como querem fazer passar os nobres ministros. O que há, na verdade, é uma repulsa da opinião pública contra o comportamento de suas excelências no exercício da função - eles adoram um holofote. A regra é clara: quer assumir papel que não é o seu, vai ser cobrado como tal. O problema está nos ministros – aliás, uma leva péssima –, e não no STF.

Armas – O deputado Joel da Harpa subiu à tribuna da Alepe, ontem, para parabenizar o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira, pelo fato de o gestor ter armado a Guarda Municipal do município. O assunto divide opiniões entre autoridades e sociedade. Outras prefeituras vão copiar? Os guardas estão preparados? Em tempos de flexibilização do porte e tragédias envolvendo armas de fogo, o debate precisa ser sensato e sem paixões. 

Obras paradas – Preocupado em ajudar no reaquecimento do mercado da construção civil no Recife, o vereador Alcides Teixeira Neto promoverá uma audiência pública para discutir as obras paradas na capital. No encontro, a ser realizado na Câmara, dia 26 de abril, às 9h, o parlamentar vai reunir representantes do poder público, empresas de construção, e, principalmente, dos sindicatos que representam os trabalhadores.

CURTAS

BEST – Já o vereador Chico Kiko fez discurso agradecendo aos colegas pela aprovação do título de cidadã recifense à apresentadora Fátima Bernardes. O parlamentar abriu sua fala se referindo à jornalista como “minha amiga”. Foi quando todos no Plenário caíram na risada.

CAVALO – E o Cabo Daciolo, que postou no Instagram um vídeo dizendo que iria doar um cavalo para quem tem amor no coração? Isso mesmo, doar um cavalo! É muito viajado! Parece enredo de um filme de David Lynch. Está subindo muito o monte para jejuar; deve ter tomando o chá do Santo Daime!

MAIS CHUVA – A Agência Pernambucana de Águas e Clima informou que vem mais chuva hoje no estado, a partir da madrugada. Segundo o aviso emitido pela Apac, as chuvas irão de moderadas à pontualmente fortes na Mata Sul, Mata Norte e Região Metropolitana do Recife.

Perguntar não ofende: O que os amigos acham dos ministros do STF?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

arnaldo luciano da luz alencar ferreira

O mais correto é Marcos é Fernandes escreverem direto um no email do outro, pois ninguém lê tanta bobagens ditas por eles dois, fica só tomando espaço e nada mais, acho que está na hora de vocês tomarem o remédio, poucos.

Fernandes

Quem é o mito que anda com um negão a tira colo ... bolsonaro. Acertou Mizeravi.

Fernandes

Naufraga o barco do Mais Médicos bolsonarista; os pobres pagarão com sua saúde.

Fernandes

Como sempre os parlamentares do PT dando um show quando o tema é a defesa do povo, principalmente + pobres! Valeu Zeca Dirceu.

Fernandes

Evangélicos enxergam diabo em todo lugar, mas quando encontram um de verdade chamam de mito.




03/04


2019

Coluna da quarta-feira

Menos Médicos

Por Arthur Cunha – especial para o blog

Para além do discurso ideológico, que funciona bem nas redes sociais, o “fim” do Mais Médicos trouxe uma realidade cruel e que ainda não entrou na propaganda: a ausência desses profissionais no interior dos estados. Enquanto o presidente Jair Bolsonaro se preocupa com questões ideológicas e firulas internacionais, o povo brasileiro pena sem atendimento.

E os prefeitos já não têm mais o que fazer. Em Pernambuco, a situação é tão séria que os registros informais já dão conta de que o buraco chega perto de 300 médicos a menos. Tem cidades, como Passira, no Agreste, por exemplo, com um déficit de nove profissionais. Só sabe o tamanho do problema quem sente na pele. Imagina você ou alguém da sua família doente, precisando de atendimento, e não ter.

As vagas até existem, mas os profissionais não querem ir; recusam salários de até R$ 12 mil, muito acima da média do que se ganha no Brasil. Esse papel era feito pelos cubanos. Fora do debate ideológico, a questão é bem prática mesmo. E precisa de uma solução urgente.

Ninguém aqui está defendendo ditadura ou que se utilize o dinheiro dos impostos dos brasileiros para financiar governo “A” ou “B”. Mas seu Bolsonaro tem a obrigação, não só com Pernambuco e o Nordeste, mas com todo o país, de chegar a um denominador comum. Menos ideologia e mais gestão, presidente. O Brasil não aguenta esperar.

Comupe – Um dos quadros mais qualificados da política pernambucana, a jovem prefeita Débora Almeida, de São Bento do Una, assumiu a Presidência do Consórcio dos Municípios Pernambucanos (Comupe), hoje com 11 cidades consorciadas. Presidente da Amupe, José Patriota é o vice na executiva do consórcio. Débora chega com boas ideias. Quer dar mais opções de compras aos gestores, a exemplo de peças para veículos, iluminação pública, ar-condicionado, estrutura de eventos e outros.

Missão espinhosa – O deputado Tony Gel foi eleito, ontem, presidente da Comissão de Ética da Alepe. A demora para a instalação do colegiado traduz bem o tamanho da bronca; ninguém quis, sobrou para o caruaruense. “Recebi quase que uma convocação. Que a Comissão nunca seja exigida”, rogou Tony. O vice é Antônio Moraes. Integram o colegiado, ainda, Isaltino Nascimento, João Paulo Lima, Roberta Arraes, Alessandra Vieira, Joaquim Lira, Romero Sales Filho e Aglailson Victor.

Deselegante – O clima azedou de vez na sessão plenária de ontem na Alepe entre dois ferrenhos adversários municipais: Diogo Moraes e Alessandra Vieira. Depois de a esposa do prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira, contestar uma crítica de Diogo à gestão do marido, o parlamentar subiu a Tribuna e mandou a colega “estudar”, em uma fala, inclusive, deselegante. Para além das divergências, o bom convívio deve ser preservado.

Autismo – No Dia Mundial de Conscientização do Autismo, a deputada estadual Fabíola Cabral chamou atenção para a relevância da detecção precoce e necessidade de uma rápida intervenção multidiscilplinar. Segundo ela, as crianças precisam ser diagnosticadas o mais rápido possível, e, principalmente, receberem não só todo o amor e respeito dos pais e sociedade, mas os acompanhamentos médicos e terapêuticos. Também abordaram o tema Eriberto Medeiros, Alberto Feitosa e Wanderson Florêncio.

CURTAS

ENCONTRO – O secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Aluísio Lessa, participa, neste sábado, do Seminário Gestão Socialista, promovido pelo PSB. Aluísio será debatedor, na companhia do jornalista Evaldo Costa, do painel "Eduardo Campos: O novo Pernambuco e sua influência no cenário nacional".

IMPEACHMENT – Estão pensando que só Pernambuco tem vereador querendo derrubar prefeito? Na cidade do Rio de Janeiro, os parlamentares aprovaram a abertura de um processo de Impeachment contra Marcelo Crivella. O pastor, por sinal, faz uma gestão desastrosa!

“MINISTRA DA PACIFICAÇÃO” – Cada dia mais eu tenho certeza que vivemos no país da piada pronta. No Brasil, uma figura do calibre de Joice Hasselmann, líder “habilidosa” do governo no Congresso, foi transformada, como ela mesmo disse, na “ministra da pacificação nacional”. Estamos fritos mesmo. 

Perguntar não ofende: Lula fica preso depois de Toffoli entrar no circuito?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Afinal marluxa Babaca, tu que é do time. Bolsonaro só anda com o subtenente do Exército Hélio Fernando Barbosa Lopes (Negão), o deputado federal mais votado no Estado Rio. Estranho, não? O mito será Gay enrustido. tem Gay que tem esposa filhos, mas é só pra manter a aparência.

Fernandes

QUAL É A PROPOSTA DE BOLSONARO PARA DIMINUIR A TAXA DE DESEMPREGO? Trocar a diretoria do IBGE e mudar o método de cálculo.

Fernandes

Paulo Guedes é réu em processo aberto pelo TCU por fraude bilionária em previdência privada.

Fernandes

A mídia e a direitalha sobrevivem de Lula !

Fernandes

Brasil cai para o obscuro 27 lugar em exportação. Com isso, industrias falam em sair do país!!




02/04


2019

Coluna da terça-feira

Forte e unido

Por Arthur Cunha – especial para o blog

Até ontem, mais de 100 prefeitos pernambucanos já haviam garantido presença na Marcha à Brasília, como ficou conhecida a Marcha em Defesa dos Municípios, a ser realizada de oito a 11 de abril, no Centro Internacional de Convenções do Brasil. Faltando, ainda, uma semana para a mobilização, portanto, um longo período para inscrição, é correto dizer que o movimento municipalista pernambucano chegará forte e unido no evento, o maior do tipo na América Latina.

O presidente da Amupe, José Patriota, lembra do quão é importante a participação de todos na Marcha; prefeitos, secretários, vereadores e gestores municipais. Pernambuco precisa estar representado nos seus 184 municípios. Quem ainda não se inscreveu, pode fazê-lo no site na CNM, organizadora do evento, por meio deste link: http://marcha.cnm.org.br/inscreva-se

A Marcha à Brasília é a oportunidade dos prefeitos, juntos, fazerem seus pleitos serem ao menos ouvidos. Nos quatro dias de ato, eles vão defender um Pacto Federativo mais justo; mais autonomia para o poder local e o fim da guerra fiscal no Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), entre tantas outras pautas.

Os presidentes da República, Congresso, STF e TCU já confirmaram presença no evento, mais precisamente na terça-feira, nove de abril. Será justamente neste momento que os prefeitos mais precisam estar mobilizados em prol de sua pauta. Por sua vez, Bolsonaro, Maia, Dias Toffoli e companhia terão uma chance de ouro para trazer para a simpatia e a militância do movimento. Basta que eles se mexam.

Diretores – O presidente da Compesa, Roberto Tavares, empossou, ontem, três novos diretores da estatal para o biênio 2019-2021. Vindo da PCR, o economista Leonardo Bacelar assumiu a Diretoria Regional Metropolitana. Também economista, Carlos Júnior ocupará a Diretoria de Gestão Corporativa. Já a administradora Camila Andrada de Godoy Brito foi para a Diretoria de Articulação e Meio Ambiente. 

Olinda – Depois de cumprir uma missão dada pelo ex-governador Eduardo Campos em Ipojuca, onde foi vice-prefeito, Pedro Mendes transferiu seu título de eleitor de volta para Olinda. Socialista histórico, Pedro retomou a atividade política na cidade. Apesar de não ter se lançado, pode ser um nome do PSB para a eleição de 2020, caso a aliança com o prefeito Professor Lupércio não dure até lá.

Documentário – Será disponibilizado para o grande público, hoje, o documentário “1964 – o Brasil Entre Armas e Livros”. O filme do grupo Brasil Paralelo – uma espécie de Direita Soft Digital Influencer – chegou a ser proibido em alguns cinemas e universidades sob o argumento de que ele faria apologia à ditadura militar. A ironia é que quem deveria, em tese, lutar pela divulgação do conteúdo, optou por censurá-lo. Vou assistir para ver se é essa Coca-Cola toda mesmo.

1964 – Ontem, 1º de abril, fez 55 anos que o ex-governador Miguel Arraes foi preso e deposto do cargo para o qual foi legitimamente eleito. Sem baixar a cabeça para os militares, Arraes chegou a ser exilado. Para o atual presidente, contudo, não houve golpe em 1964. Questionado sobre um vídeo pago com dinheiro público onde o governo exalta os golpistas, o vice, General Mourão, se esquivou e jogou a batata quente para Bolsonaro.   

CURTAS

DE BOA – Sem mandato, a ex-candidata a qualquer coisa pelo PCdoB, Manuela D’ávila, esteve em Pernambuco para lançar seu livro “Revolução de Laura”. Na terrinha, Manu pegou uma prainha e cumpriu agenda leve ao lado da vice-governadora Luciana Santos. 

ARTICULANDO – O ministro da Economia, Paulo Guedes, começa, hoje, a receber deputados para discutir a reforma da Previdência. Estão na lista parlamentares do PSL, DEM, PSD e PRB. Guedes articulando com a base? Isso não vai dar certo...

MAMANDO – Um não, mas 19 vereadores de Petrolina viajaram às custas da Câmara para o Congresso da UVP em Gravatá, semana passada. Esse “passeio” custou ao Legislativo municipal R$ 60 mil. É, amigo pretolinense, você está pagando imposto para esse povo fazer política.

Perguntar não ofende: Tem muito pré-candidato a prefeito fazendo campanha já?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Afinal Babaca, tu que é do time. Bolsonaro só anda com o subtenente do Exército Hélio Fernando Barbosa Lopes o deputado federal mais votado no Estado Rio. Estranho, não? O mito será Gay enrustido. tem Gay que tem esposa filhos, mas é só pra manter a aparência.

marcos

Parabéns pra você que achou que lula não era Ladrão. Hum ano atrás das grades, bem feito. Que isso sirva de exemplo para outros petistas ladrões!

Fernandes

Vazou bilhete com pedido que Bolsonaro colocou no Muro das Lamentações, em Jerusalém. Deus, não deixe o Queiroz ser preso. Tá ? Jair e Flávio.

Fernandes

Bolsonaro cai mais ainda ao apoiar ditadura e Israel. As pesquisas sobre a popularidade de Bolsonaro vem mostrando rápida queda de sua aprovação. Nas últimas semanas, a pesquisa XP-Ipespe e a pesquisa Ibope registraram quedas Acentuadas nas grandes cidades e periferias.

Fernandes

Após dizer que Hamas deveria explodir, Flávio Bolsonaro recua e apaga publicação Tá com medo




01/04


2019

Coluna da segunda-feira

Triste de um país

Por Arthur Cunha – especial para o blog

Triste de um país onde o governo central exalta golpistas, torturadores e assassinos; tratando-os como heróis da pátria. Triste de um país onde o governo central, com um argumento pífio, utiliza os canais oficiais para espalhar ideologia de gênero – seja ela de Direita ou Esquerda –, tentando minimizar atrocidades. Triste de um país onde o governo central não reconhece o seu débito com o passado e o transforma em uma ponte para um futuro melhor. Triste de um país. Triste do Brasil!

Ontem, quando o início da sanguinária ditadura que assassinou milhares de brasileiros e subjugou um país inteiro completou 55 anos, a Secretaria de Comunicação da Presidência da República liberou um vídeo institucional (pago com dinheiro público, portanto) defendendo o Golpe de 1964; retratado, na ótica deles, como uma resposta das Forças Armadas aos “comunistas”. Eu custei a acreditar no que estava vendo.

Na peça publicitária, um senhor aparece em primeiro plano, com um fundo em preto e branco, contando como aqueles anos haviam perdido o brilho em uma época de “medos e ameaças daquilo que os comunistas faziam, matando seus compatriotas”. “Foi aí que, conclamado por jornais, rádios, tevês e pelo povo na rua, o Brasil lembrou que existia um exército nacional e apelou a ele. Foi só aí que a escuridão foi passando, passando e fez-se a luz”, diz o texto, quando a tela clareia e uma bandeira do Brasil aparece tremulando ao. E segue dizendo que, vejam bem, o “exército nos salvou em um 31 de março”.

O encerramento, com o hino brasileiro tocando, diz que esse mesmo exército não quer “palmas nem homenagens”, e que apenas fez o seu dever. Juro que a peça me lembrou a eficiente propaganda Nazista enaltecendo os feitos de Hitler em uma Alemanha afundada no caos. Porque é justamente nesses períodos que essa turma aparece com uma fala bonita; quando estamos em crise revendo nossos conceitos. O que os militares fizeram foi dar um golpe na democracia. Houve ditadura sim, seu Bolsonaro. E o Brasil não vai permitir nem que você nem que ninguém traga esse tempo de volta!

Desaparecimento – Com o desaparecimento do presidente da Arpe, Ettore Labanca, chegou ao fim o grupo de amigos que atuou como um conselho político informal nos governos Eduardo Campos. Além do próprio ex-governador e de Labanca, ainda fazia parte o ex-presidente da Alepe, Guilherme Uchoa, que faleceu em julho passado. Foram inúmeras as vezes que Eduardo chamou os amigos à sua casa em Dois Irmãos para pedir a opinião deles sobre algum assunto da política. 

Luto oficial – O prefeito de São Lourenço da Mata, Bruno Pereira, decretou luto oficial na cidade em decorrência do falecimento de Labanca. Para além da disputa política, os dois sempre se trataram com respeito. “Em nome do povo de São Lourenço da Mata, eu agradeço por tudo que Labanca fez pela cidade nas quatros vezes em que foi prefeito. Que Deus nosso senhor o guie nessa passagem”, destacou Bruno Pereira.

De volta – Está de volta a Pernambuco Márcio Stefanni, que ocupou importantes secretarias nos governos Eduardo Campos e Paulo Câmara, de quem se tornou um dos principais auxiliares. Márcio, que é um quadro extremamente qualificado, certamente ocupará um posto de destaque no segundo governo de Paulo – ele tem muito o que contribuir.

Cumbre 2020 – A Cúpula Hemisférica de Prefeitos (Cumbre) 2020 foi, oficialmente, lançada em Santiago, no Chile, ao fim do Congresso Latino-americano de Autoridades Municipais. Pernambuco será a sede do evento no ano que vem, reunindo municipalistas de todo continente. O presidente da Amupe, José Patriota, recebeu a “chave” da Cumbre e convidou todos a virem ao nosso estado. A escolha foi uma grande vitória do municipalismo pernambucano! Vamos fazer bonito!

CURTAS

CACHIMBO DA PAZ? – Na volta para o Brasil, Jair Bolsonaro combinou de encontrar-se com Rodrigo Maia. A reunião é para fumar o cachimbo da paz. As divergências entre os presidentes da República e da Câmara Federal fizeram desabar o Índice de Confiança do Consumidor a um patamar menor que o de outubro, antes do segundo turno das eleições.

ARRUMADINHO – Entidade que congrega as associações representativas do Judiciário e do Ministério Público, a Frentas, vejam só, vai formatar uma proposta alternativa de reforma da Previdência para apresentar na Câmara. Está com cara de arrumadinho para ajeitar os semideuses do Judiciário e do MP.

DEVER DE CASA – A Prefeitura de Feira Nova não tem feito o dever de casa nas contribuições previdenciárias ao FEIRAPREV. Tanto em 2017 quanto em 2018, o prefeito Danilson Gonzaga não efetuou os repasses regularmente. Essas informações podem ser comprovadas no Tome Conta do TCE e nos próprios balanços do instituto.

Perguntar não ofende: Dura até quando essa paz entre Bolsonaro e Maia?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

BOLSONARO VAI AO MURO DAS LAMENTAÇÕES, MAS QUEM VAI LAMENTAR SÃO OS RURALISTAS.

Fernandes

bolsonaro quer celebrar o passado, porque não tem competência para construir um futuro!

Fernandes

BNDES libera R$ 320 milhões para grupo dos bancos Itaú, Bradesco e Santander. Folha de S.Paulo, revela que sob a batuta do governo Jair Bolsonaro (PSL), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) liberou cerca de R$ 320 milhões ao Quod, novo birô de crédito que reúne os cinco maiores bancos do país — Itaú Unibanco, Bradesco, Santander, Caixa e Banco do Brasil.

Fernandes

Não tinha entendido ainda o que bolsonaro foi fazer em Israel. Agora sim: Foi abrir um escritório em Jerusalém para arrumar briga com os Árabes e condecorar os soldados israelenses que vieram com 16 toneladas de equipamentos e não conseguiram encontrar um corpo em Brumadinho.

Fernandes

bolsonaro abre escritório em Jerusalém e ferra o agronegócio brasileiro.




29/03


2019

Coluna da sexta-feira

Para além dos gestos

Por Arthur Cunha – especial para o blog

Deus, que, não tenho dúvidas, é brasileiro, deve ter ouvido as nossas preces e iluminado a mente e o coração dos nossos governantes. Os gestos, ontem, do Executivo e do Legislativo no sentido de distensionar o clima ruim foi louvável; isso é preciso registrar. Mas foi apenas o primeiro passo no sentido de aprovar a agenda que o Brasil precisa para sair da crise.

Quando todo mundo achava que a confusão iria feder de vez, os encontros do presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, com os ministros Paulo Guedes (Economia), para tratar da reforma da Previdência, e Sérgio Moro (Justiça), com o objetivo de trata do pacote anticrime, foram quase que como uma luz no fim do túnel. Agora, repito, foi só o começo.

O presidente Bolsonaro, que também sinalizou positivamente, tem um papel importantíssimo nesse processo. E simples. Ele só precisa calar a boca e evitar falar besteira. Quando precisar dar alguma declaração em referência aos temas, que seja um elogio. Parece pedir demais quando se fala do Jair. Mas não custa nada sonhar.

É claro que o presidente não pode virar as costas para quem o elegeu, e começar a distribuir cargos e emendas em troca de apoio político para a pauta do Governo Federal. Mas, calma, toda generalização é burra. Há, sim, gente séria no Congresso interessada em debater e aprovar leis que melhorem a vida no País, traga de volta os empregos e nos tire da crise. É com essa turma que Bolsonaro precisa se agarrar. 

Canteiro de obras – O prefeito Bruno Pereira transformou São Lourenço da Mata em um verdadeiro canteiro de obras. A gestão se prepara para entregar, só neste ano, 1,5 mil moradias em dois residenciais com cinco blocos ao todo. O governo também está pavimentando 25 ruas em toda a cidade. A meta é avançar na garantia do acesso à moradia para o povo mais necessitado.

Tratamento – A Secretaria Nacional de Mulheres do PSB foi para cima da ministra Damares Alves, dos Direitos Humanos. As socialistas rechaçaram o tom com que a ministra citou a ex-presidente Dilma Rousseff durante ato de posse dos novos integrantes da Comissão de Anistia. “As declarações de Damares são absolutamente incompatíveis com o cargo que ocupa. A SNM exige da ministra postura ética e republicana no tratamento à ex-presidenta”, cobrou o grupo.

IGARASSU – Com um cenário eleitoral ainda em aberto, a disputa política em Igarassu, no ano de 2020, pós-Mário Ricardo, ainda está aberta. O único nome que pode unir a oposição é o deputado estadual Guilherme Uchoa Júnior, que não deve ser candidato. Independente do caminho, a eleição na cidade passará pelo parlamentar. A briga vai ser boa por lá.

Avianca – A deputada estadual Dulcicleide Amorim manifestou a sua indignação com o fim das operações da Avianca Brasil em Petrolina. Em pronunciamento na Alepe, a parlamentar cobrou equilíbrio nos valores das passagens aéreas por parte das empresas que continuam operando no Aeroporto Senador Nilo Coelho. Em seguida, fez um apelo para que essas companhias tenham consideração com os petrolinenses.

CURTAS

PARCERIAS – Em sua busca por qualificação profissional e novas alternativas de geração de emprego e renda para Garanhuns, o deputado estadual Sivaldo Albino firmou parcerias importantes para a cidade. Em visita ao presidente da Softex/PE, entidade que congrega as empresas de software do Recife, Sivaldo propôs execução de projeto nas dependências da UPE no campus de Garanhuns.

PARCERIAS 2 – Em seguida, ao presidente do Porto Digital, Pierre Lucena, Sivaldo Albino solicitou a criação de uma parceria entre a entidade e as universidades de Garanhuns, visando ao aproveitamento dos formandos nos cursos de Ciência da Computação (UFRPE), Licenciatura em Computação e Engenharia de Software (UPE) e Técnico em Informática (IFPE).

PROGRAMA – Vereadora do Recife, Goretti Queiroz vai lançar, amanhã, o seu programa “Meu Bairro É o Bicho”. A primeira localidade beneficiada será o Alto do Mandu. O evento contará com uma equipe de veterinários que irá atender os animais do local, além de uma equipe de serviços de bem-estar e beleza para os moradores.

Perguntar não ofende: Essa trégua entre Bolsonaro e Maia prospera?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

marluxa relaxa senão encaixa eu também fiquei muito puto quando o ladrão do bolsonaro e milicino foi eleito, e muito mais com a jumenta da Micheque, o tempo passa, o mandato termina e vem outros. Assim é a democracia. Se tu queres a perpetuação no poder vai pra EUA Israel etc.

marcos

Mortadela relaxa senão não encaixa, eu também fiquei muito puto quando o ladrão do lula foi eleito, e muito mais com a jumenta da Dilma, o tempo passa, o mandato termina e vem outros. Assim é a democracia. Se tu queres a perpetuação no poder vai pra Cuba, Venezuela, China etc.

Fernandes

Estou achando que bolsonaro irá fazer um belíssimo discurso para o povo Israelense, afirmando que não houve o holocausto....KKKK

Fernandes

Como um sujeito TÃO BURRO conseguiu virar CAPITÃO do Exército?

Fernandes

HITLER venceu pq 20% da Alemanha era nazista! BOLSONARO venceu pq 1/5 da população votou nele! ESSE É O PREÇO DOS QUE SE CALAM!




28/03


2019

Coluna da quinta-feira

Alice no País das Maravilhas

Por Arthur Cunha – especial para o blog

O novo governo e a atual Legislatura do Congresso Nacional não chegaram nem aos 100 dias, mas a certeza de que o Brasil afundou ainda mais na crise é generalizada. O desgoverno, para variar, tomou conta! Vamos aos fatos. Temos um presidente que não governa; tuíta! Jair Bolsonaro passa o dia escrevendo besteira no microblog; não entende de nada – é um ser humano raso e instintivo –; arruma briga com todo mundo; cria uma cortina de fumaça para desviar de debates que precisava travar com a opinião pública. Sua popularidade derrete na mesma proporção em que crescem as cobranças legítimas por resultado. Ele foi eleito para isso. Depois de dona Dilma e seu Temer, o brasileiro não tem mais paciência.

Os ministros de Bolsonaro, meu Deus, estão tão perdidos quanto o chefe. Paulo Guedes (Economia), depois de tratar os governadores com rispidez, condicionando qualquer benesse à aprovação da reforma da Previdência, reconheceu que pode até deixar o cargo se o que ele planeja não se concretizar. Sérgio Moro (Justiça), acostumado a emitir sentenças lá de Curitiba, tomou um choque de realidade ao ter que negociar a aprovação do seu pacote anticrime. Ricardo Veléz (Educação) e Ernesto Araújo (Relações Exteriores) são duas topeiras que só produzem crises. Marcelo Álvaro (Turismo) é “laranja”. E Damares Alves (Direitos Humanos)... Bem, essa é difícil de emitir qualquer opinião que não seja negativa.

No Câmara, o presidente Rodrigo Maia, que ensaiou uma postura moderada, agora virou o menino birrento, doído – o dono da bola que só brinca se for do jeito dele. Lidera um Parlamento tão corrupto e ávido por cargos (em sua maioria) quanto o passado. Na outra Casa, o Senado, o presidente é tão apagado que é até difícil lembrar seu nome. Davi Alcolumbre, por sinal, já está recebendo pressão dos pares para assumir um protagonismo maior. Se mexa, meu jovem!

Acharam que eu iria esquecer de vossas excelências, não é? Não, não. O Supremo Tribunal Federal, por fim, enfrenta a maior crise de credibilidade da sua história. Com ministros mais políticos do que técnicos, guiados pela opinião pública e tomando decisões controversas – para não dizer de má fé. Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski não me deixam mentir. Por isso, ao abrir o noticiário político todos os dias, eu e muita gente neste Brasil achamos que somos “Alice no País das Maravilhas”, de tão surreal que essa nação se tornou.

Congresso – Pernambuco sediará a edição 2020 do Congresso Latino-americano de Autoridades Locais. O evento será organizado pelo Bureau Executivo da Federação Latino-americana de Municípios, Cidades e Associações de Governos Locais (Flacma); Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e pela Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe). O anúncio partiu do presidente da Flacma, Iván Arcienaga, durante o congresso deste ano, que está sendo realizado em Santiago, no Chile.

Reuso da água – O presidente da Amupe, José Patriota, participa do congresso no Chile junto com uma delegação de prefeitos. Hoje, ele ministra palestra sobre o reuso da água que vem fazendo no seu município, Afogados da Ingazeira. O prefeito falará sobre como desenvolveu um sistema simples de tratamento biológico de afluentes, que nasceu da necessidade de reduzir custos e aproveitar a água utilizada para irrigar a grama do estádio do time da cidade, que, por sinal, derrotou o Santa Cruz e avançou no Pernambucano.

Chamamento – Em virtude do excelente trabalho que vem realizando na área social com seu hospital veterinário, o doutor Magno José já começou a ser sondado pelo meio político de Olinda para concorrer a um cargo eletivo na Marin dos Caetés – ele tem sido procurado por partidos de governo e oposição. Por meio de uma ONG, Magno José atende, no seu hospital, em Jardim Atlântico, a população de baixa renda que não tem condições de levar os animais a uma clínica.

Representatividade – Foi um sucesso de público e crítica a assembleia do Contur-PE em Petrolândia, ontem. Além dos 21 conselheiros, participaram prefeitos e representantes de várias cidades do Sertão do Itaparica. De forma inédita, após o o encerramento da reunião, as pessoas puderam falar e emitir suas opiniões - o evento foi aberto a quem quisesse participar. Os presentes aprovaram as proposições do secretário Rodrigo Novaes para ampliar a interiorização do Turismo. De como o setor pode impulsionar a economia e gerar empregos na região. A avaliação foi extremamente positiva.

CURTAS

PRESIDÊNCIA – Assumiu, interinamente, a Presidência do TRE a desembargadora Érika Ferraz, em decorrência da viagem do presidente e vice daquele colegiado. Com isso, ela passou a ser a primeira mulher a ocupar o posto em 80 anos de existência daquele tribunal. Vida longa às mulheres que comandam tribunais conhecidos pelo machismo dos seus representantes.

QUEDA LIVRE – Se a cada funcionário de alto escalão do MEC que deixasse o cargo, fizesse com que a Educação no Brasil avançasse, nós estaríamos em níveis coreanos. Ontem, caiu mais um: Paulo César Teixeira, responsável pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Hoje, deve cair o próprio ministro Ricardo Veléz.

RAMBO – Por falar em Educação, o quase ex-ministro foi à comissão temática da Câmara sem nenhum dado ou informação relevante para uma audiência. Resultado: o deputado Túlio Gadelha tirou uma onda chamando Ricardo Veléz de Rambo, aquele personagem de Sylvester Stallone que ia para guerra armado apenas de uma faca.

Perguntar não ofende: Tem mais o que piorar no País das Maravilhas?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Remédios vão ficar até 4,33% mais caros a partir deste domingo.

Fernandes

Disse que ia invadir a Venezuela mas não conseguiu nem entrar no Mackenzie. Esse Presidente é muito Fraco...

Fernandes

Gente, o dólar chegou no céu antes dos crentes...

Fernandes

Todo noticiário circula por Lula. Parece que o país só discute ele. Incrível o quanto o Lula é Gigante: Pauta toda uma nação.

Fernandes

Dólar a 4,00, gasolina subiu 21.4% diesel 18% Desemprego pior. Militares festejando a ditadura. O mito ia mudar o país né?