Congresso Nordestino de Educação Médica

18/11


2014

Módulo Solidário do TCN realiza seminário de avaliação

Bernardo D''Almeida, secretário estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, abriu na manhã de hoje, o I Seminário de Avaliação do Programa Todos Com a Nota – Módulo Solidário. O encontro, que aconteceu no auditório do Banco Central do Brasil, localizado na Rua da Aurora, contou com palestra da assistente social Laura Isabel Pinheiro sobre a importância do terceiro setor na política de assistência social. O evento coordenado por Paula Vanusa, gerente de Planejamento, Projetos e Capacitação, reuniu todos os representantes das instituições do TCN – Módulo Solidário do Estado, quando foram apresentados os resultados dos trabalhos, desde a sua implantação em 2008 até os dias de hoje.

Na ocasião, Bernardo D''Almeida destacou a importância da parceria entre a SEDSDH com a Secretaria da Fazenda, na condução do TCN – Módulo Solidário para atender as instituições não governamentais em todo o estado, que desenvolvem ações socioassistenciais destinadas à população em vulnerabilidade e risco social e pessoal, além de combater sonegação e evasão fiscal. Bernardo foi muito aplaudido quando anunciou que o orçamento do Todos Com a Nota – Módulo Solidário está garantido para 2015, inclusive com ampliação. Ele lembrou que pedir a nota é uma ato de cidadania.

Já Fabiano Pinheiro Gomes, coordenador do programa TCN, fez a prestação de contas, informando que a Secretaria da Fazenda liberou para 197 entidades inscritas um montante de R$ 187 milhões, o que permitiu 680 premiações, beneficiando 100 mil pessoas, sempre com a preocupação de fazer o repasse de forma descentralizada.

Encerrando o evento, houve a apresentação da orquestra da Fundação AIO de Educação e Assistência Social de Santo Amaro, formada por 15 integrantes com idades de 10 a 16 anos. Segundo Gerson Santana, monitor de música da Fundação, para fazerem parte de oficinas de artes, computação e música, os jovens precisam cumprir exigências, tais como, está devidamente matriculado em colégio estadual ou municipal e comprovar frequência.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/11


2014

CPI quebra sigilo de Vaccari e chama Machado

Do Blog do Josias

Em votação apertada, 12 votos contra 11, a CPI mista da Petrobras aprovou na tarde de hoje a quebra dos sigilos bancário, fiscal e telefônico do tesoureiro do PT, João Vaccari Neto. A comissão aprovou também a convocação do presidente licenciado da Transpetro, Sérgio Machado, apadrinhado de Renan Calheiros (PMDB-AL).

Uma semana depois de bloquear a apreciação de requerimentos da oposição, a bancada do governo sofreu derrotas em série. Aprovou-se também a convocação de Renato Duque, ex-diretor de Serviços da Petrobras, investigado na operação Lava Jato sob suspeita de receber propinas na estatal em nome do PT.

Houve mais: foi votado e aprovado pedido para a realização de acareação entre os ex-diretores da Petrobras Paulo Roberto Costa (Abastecimento) e Nestor Cerveró (Internacional). Em depoimento à Justiça Federal, o delator Paulo Roberto acusou o ex-colega de também receber propinas. Ouvido pela CPI em setembro, Cerveró dissera que não cometera irregularidades na Petrobras. Daí a decisão de colocá-los cara a cara.

Paulo Roberto também acusou Sérgio Machado, o afilhado de Renan, de lhe entregar propina de R$ 500 mil. Auditores externos da Petrobras condicionaram a análise do balanço da estatal ao seu afastamento. E Machado viu-se compelido a pedir licença, como alternativa ao afastamento definitivo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/11


2014

Paulo quer parcerias com BID para Saúde e Educação

O governador eleito de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB) se reuniu hoje com a representante do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no Brasil, Daniela Carrera-Marquis, para discutir o andamento dos projetos e programas em parceria com a instituição, além de identificar novas oportunidades de financiamentos para o Estado.

“É um reencontro com o BID, agora como governador. Entendo que devemos fortalecer essa parceria e criar novas oportunidades, especialmente nas áreas sociais, como Saúde e Educação”, explicou, relembrando que como secretário do Governo Eduardo Campos teve oportunidade de trabalhar em conjunto com o banco de desenvolvimento.

Paulo Câmara afirmou que, a partir de janeiro, pretende acelerar os projetos existentes e buscar novos financiamentos. A representante do BID acertou uma visita a Pernambuco ainda no primeiro trimestre de 2015. A reunião na sede do BID também contou com as presenças do coordenador da transição de Paulo, Renato Thièbaut, e da especialista em operações do BID Claudia Veiga.

O governador eleito disse que as novas parcerias com o BID, na área da Saúde, por exemplo, devem beneficiar a descentralização do atendimento médico, de alta e média complexidade e da Saúde da mulher. Todas propostas que fazem parte do seu programa de governo.

Daniela Carrera-Maquis também sugeriu uma maior presença de pequenas empresas de Pernambuco no ConectAmericas, a principal comunidade online de empresas da América Latina e do Caribe dedicada a promover o comércio e investimentos internacionais.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

SEBASTIAO CAVALCANTI

Posso até me decepcionar mais adiante, mas até o momento Paulo Câmara tem ratificado seus compromissos de campanha e aparenta grande capacidade de diálogo. Se for ele um poste, como dizem, creio que esteja iluminando muito bem.

ObservatorioDoPovo

Precisa só pagar bem aos professores para que pessoas com mais capacitação se arrisquem na carreira do magistério. Pernambuco tem um dos piores salários do pais. Uma vergonha. Porem isso não interessa aos políticos. Se o povo pensar , os postes não serão mais eleitos.



18/11


2014

Fernando Baiano se entrega na sede da Polícia Federal

O lobista Fernando Soares, conhecido como "Fernando Baiano", apontado como operador do PMDB no esquema de corrupção que atuava na Petrobras, se entregou, na tarde de hoje, na sede da Polícia Federal, em Curitiba. O advogado dele, Mário de Oliveira Filho, afirmou na segunda-feira que o cliente é usado como "bode expiatório" na operação Lava Jato. Baiano era considerado foragido da polícia.

"O Fernando está sendo usado como bode expiatório e ele não tem nada com o PMDB, com ninguém, absolutamente ninguém, nada, zero de PMDB", disse o advogado na segunda-feira.

De acordo com Mário de Oliveira Filho, Soares havia se colocado à disposição para colaborar com a investigação da PF assim que foram divulgadas na imprensa informações sobre o seu suposto envolvimento no esquema de corrupção e pagamento de propinas na Petrobras, em abril deste ano.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

samuel lucas

"BRASIL, QUAL É O TEU NEGOCIO, O NOME DO TEU SOCIO CONFIA EM MIM" quando CAZUZA cantou o GOVERNO era outro mas todo mundo sabia que ja era assim.

Everaldo Aleixo

A ordem da Presidcenta do povao, é nao deixar pedra sobre pedra.



18/11


2014

Abreu e Lima: aprovação da LDO segue travada na Câmara

Do Diário de Pernambuco

Ânimos exaltados marcaram a sessão plenária realizada em Abreu Lima, hoje, para discutir a aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do município para o próximo ano. Em uma Câmara Municipal lotada, entre gritos, vaias e aplausos de uma plateia composta por mais de 100 pessoas, se instaurou uma atmosfera que se assemelhava a um jogo de futebol. E, após o pedido de revisão do projeto, feito pela oposição, permaneceu o impasse, e a LDO seguirá travada na pauta municipal.

A LDO é uma previsão de todos os investimentos municipais para 2015. No caso de Abreu e Lima, o orçamento prevê cerca de R$ 150 milhões destinados para saúde, educação, segurança e demais áreas. O impasse ocorre porque, do total de onze vereadores do município, seis estão na bancada de oposição ao prefeito Marcos José (sem partido), e os outros cinco não são suficientes para a aprovação de qualquer projeto demandado pelo Executivo municipal.

De acordo com a bancada de apoio ao prefeito, o "travamento" da pauta municipal inviabiliza projetos, entre os quais o Consórcio Municipal MetroNorte, que prevê o barateamento de custos no saneamento básico e na mobilidade Urbana entre os municípios de Igarassu, Itapissuma e Abreu e Lima. Sem a aprovação, a cidade pode ser retirada da parceria.

Após esvaziar as últimas três plenárias, a oposição esteve presente. Em seus pronunciamentos, os oposicionistas negaram que estejam contra os projetos municipais e criticaram a gestão de Marcos José, afirmando que não assinarão um "cheque em branco" para o executivo municipal. Os seis vereadores pediram vista de três dias da LDO, para que, então, manifestem suas decisões. "O pedido de vista não significa reprovar a matéria. Significa que temos uma assessoria jurídica e contábil para fiscalizar o conteúdo do projeto", defendeu o vice-presidente da Casa, Marcos Aurelio (PPS).

A decisão foi questionada pelos vereadores que queriam a aprovação. "A LDO está aqui na Câmara desde o dia 1º de agosto. Por que não analisaram antes? O bom vereador não veta, ele fiscaliza o orçamento", disse Murilo do Povo (PR). "Não foi analisada porque estava trancada na sala do presidente (da Câmara Municipal)", retrucou o vereador oposicionista Eden Pedro (PDT). Sem indícios de consenso entre as duas bancadas, segue o impasse referente à LDO. A próxima reunião plenária ocorre na próxima sexta-feira.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/11


2014

Serra: Dilma ganhou eleições, mas parece ter perdido

O senador eleito por São Paulo, José Serra (PSDB), afirmou, na tarde de hoje, que a presidente Dilma Rousseff (PT) ganhou as eleições, mas "é como se tivesse perdido". "Temos hoje um governo com descrédito de confiança, o que é um fator negativo, não se espera que o governo (Dilma) seja capaz de enfrentar um quadro econômico difícil", disse ele, em conference call realizado pela GO Associados, cujo tema é o quadro econômico atual e as perspectivas para os próximos anos.

"O elemento fundamental é analisar expectativas dos agentes econômicos que têm papel decisivo no que vai acontecer na próxima gestão do governo. Não se trata de um governo que ganhou eleição e ficou a euforia, os agentes econômicos encaram o governo como se ele tivesse perdido". Segundo o senador eleito, um novo governo deveria contar com um fator de renovação, que é o crédito de confiança. Na sua avaliação, contudo, o atual governo está muito distante disso.

Serra destacou ainda que há outra questão vital, que é o fator inépcia. "Um governo novo teria trazido gente mais apta para desempenhar seu papel no Executivo, mas o que se espera é que a próxima gestão desta governo seja igual ou pior (à anterior)". Para exemplificar, o senador eleito disse que o Executivo federal funciona sem Casa Civil e Ministério do Planejamento. "E tudo indica que o governo vai continuar sem Casa Civil. Parece piada crer que vai aprovar algo importante no parlamento sem Casa Civil." Serra destacou que o problema não é tanto a indefinição do novo ministro da Fazenda, mas sim o que vai acontecer no núcleo do governo, que deve ser a Casa Civil e o Planejamento.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

samuel lucas

"NÃO ME SORTEARAM A GAROTA DO FANTASTICO, NÃO ME SUBORNARAM SÉRA QUE É O MEU FIM" quando CAZUZA cantou o GOVERNO era outro, mas todo mundo sabia que ja era assim.

samuel lucas

"BRASIL, QUAL É O TEU NEGOCIO, O NOME DO TEU SOCIO CONFIA EM MIM" quando CAZUZA cantou o GOVERNO era outro mas todo mundo sabia que ja era assim.

samuel lucas

"Brasil, mostra tua cara, quero ver quem paga pra gente ficar assim", quando cazuza cantou essa letra o GOVERNO era outro, mas todo mundo ja sabia o que acontecia no BRASIL, a diferença é que O GOVERNO DE agora não interfere na apuração.

R.Soares

nosso BR sempre foi roubado desde inicio, agora é que estar sendo feito um trabalho de nao esconder o roubo, quem dever que pague na cadeia

Chicão

Nesse PT só tem gente boa. kkkkkkkkkkkkkk



18/11


2014

Construtoras recebem da União R$ 2,5 bi ao ano

Em dez anos, as nove construtoras envolvidas nas investigações da Operação Lava Jato receberam R$ 11,4 bilhões em recursos federais. É o que mostra levantamento da ONG Contas Abertas, com base em dados do Portal da Transparência.

Os valores se referem apenas a pagamentos realizados pela administração pública direta, formada pelos diversos ministérios, e abrange parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Não estão na conta as concessões, os investimentos a cargo das empresas estatais, nem os empreendimentos que o governo toca em parceria com o setor privado, como é o caso das grandes hidrelétricas como Jirau, Santo Antônio e Belo Monte.

Os números mostram que, no governo Dilma Rousseff, os pagamentos às construtoras atingiram a casa dos R$ 2,5 bilhões ao ano, a partir de 2012. Antes disso, não ultrapassavam R$ 1 bilhão anual. Essa evolução pode ter relação com o prazo de maturação de grandes obras do PAC, avalia o secretário-geral da organização, Gil Castello Branco.

“Nesse momento, faz-se necessário investigar não apenas as irregularidades dessas empreiteiras com a Petrobras, mas também com as demais empresas estatais, bem como conexões com o Orçamento Geral da União, inclusive as obras do PAC”, defendeu. “Diante das informações oferecidas pelos delatores e dos valores envolvidos, é possível imaginarmos outras repercussões fora do âmbito da Petrobras.”


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

samuel lucas

"BRASIL, QUAL É O TEU NEGOCIO, O NOME DO TEU SOCIO CONFIA EM MIM" quando CAZUZA cantou essa letra o GOVERNO era outro mas todo mundo sabia que ja era assim.

LUIZ MAIA

O que separa o destino do Brasil de terrível realidade da Venezuela é o fato de que o Foro de São Paulo, através do Partido dos Trabalhadores, ainda não completamente dominado pela mídia nem pelos militares, as forças policiais do País.

LUIZ MAIA

VIVA O EXÉRCITO BRASILEIRO ! ESTAMOS A CAMINHO ! SAIAM DA FRENTE CORJA DE BANDIDOS E VAGABUNDOS !



18/11


2014

PF quer concluir hoje depoimentos da Lava Jato

A Polícia Federal retoma hoje os depoimentos dos presos na sétima fase da Operação Lava Jato na superintendência de Curitiba (PR). Deverão ser ouvidos ao menos cinco investigados, segundo afirmaram advogados que estiveram na segunda-feira na sede da PF na capital paranaense.

São aguardados os depoimentos de Ednaldo Alves da Silva, Ricardo Ribeiro Pessoa e Walmir Pinheiro Santana, todos da empresa UTC, segundo o advogado Alberto Toron. São esperados também os depoimentos de Dalton Santos Avancini e João Ricardo Auler, ambos da Camargo Corrêa, de acordo com o advogado Celso Vilardi.

Os depoimentos começaram a ser colhidos pela PF em Curitiba no sábado, um dia depois da sétima fase da Lava Jato ter sido deflagrada. No domingo e nesta segunda os delegados também colheram depoimentos. Ao todo, segundo advogados que estiveram na sede da Polícia Federal na capital paranaense, ao menos dez presos falaram aos delegados nesta segunda.

A expectativa, segundo a PF, é que os depoimentos dos 23 presos sejam colhidos até esta terça. Entre os que já foram interrogados, está o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque. O advogado dele, Renato de Moraes, afirmou após acompanhar o depoimento em Curitiba que “em hipótese alguma” o cliente proporá delação premiada à Justiça do Paraná.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha