FMO

25/05


2017

"Temer devia ter bom senso e renunciar", diz Henri Clay

Segundo o presidente da OAB de Sergipe, Henri Clay Andrade, o presidente Michel Temer ficou sem condições de governabilidade. “Temer perdeu o decoro e aí incorre no crime de responsabilidade previsto no artigo 85 da Constituição Federal. O ideal é que ele fizesse um ato de bom senso e grandeza e renunciasse ao cargo de presidente da República. No entanto, na falta deste ato, o caminho é o pedido de impeachment. É um remédio amargo, mas necessário para estancar a sangria do Brasil”, disse.

De acordo com Andrade, o país precisa, com urgência, restabelecer a estabilidade política para se criar um ambiente favorável para a retomada do crescimento econômico. “Há um desemprego galopante, a recessão é muito grande e a crise econômica se aprofunda em decorrência desta confusão, desta instabilidade, desta falta de apoio político do presidente Temer”.

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) entregou na tarde de hoje à Câmara dos Deputados o pedido de impeachment do presidente Michel Temer. A entidade também pediu que Temer fique inabilitado de exercer cargo público por oito anos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Versão Agreste Meridional

25/05


2017

Jungmann retira medalhas de Genuíno e Costa Neto

O Ministério da Defesa resolveu excluir do Quadro da Medalha da Vitória os ex-deputados José Genoíno Neto (PT), a partir de 26 de abril de 2011, e Valdemar Costa Neto (PR), a partir de 9 de maio de 2005. A decisão é assinada pelo ministro Raul Jungmann e está publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (25). A portaria não explica os motivos que levaram à cassação da homenagem.

A Medalha da Vitória foi criada em 2004 para agraciar militares das Forças Armadas, civis nacionais, militares e civis estrangeiros, policiais, bombeiros militares, organizações militares e instituições civis nacionais que tenham, entre outras ações, participado de conflitos internacionais na defesa dos interesses do País e prestado serviços relevantes ou apoiado o Ministério da Defesa no cumprimento de suas missões constitucionais.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Versão Sertão do São Francisco

25/05


2017

Audiência vai discutir o impacto da seca na bacia leiteira

Os impactos da estiagem na produção do leite e a busca de soluções para amenizar a situação vivida pelos produtores de Garanhuns serão discutidos durante audiência amanhã, no auditório da Codeam. A audiência, que é promovida pelo deputado estadual Eduíno Brito (PP), começa às 9h. Estarão reunidos produtores, membros de diversas associações, representantes do poder público e do governo.

“Entendemos que através do diálogo entre produtores e governo é que vamos melhorar as condições desta que é a mais forte atividade econômica da nossa região“ ressaltou o parlamentar.  “Mesmo na crise, o polo produz 1,3 milhão de litros de leite por dia. Precisamos garantir que o rebanho atual não seja dizimado pela seca”, relatou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Versão Mata Sul

25/05


2017

Mulher de Eduardo Cunha é absolvida por Sergio Moro

O juiz Sergio Moro inocentou hoje a jornalista Cláudia Cruz, mulher do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB­RJ), dos crimes de lavagem de dinheiro e evasão fraudulenta de divisas. Na sentença publicada às 16h54, o juiz alega falta de provas suficientes para comprovar que ela tenha agido com dolo.

Na mesma ação, Moro condenou o ex­diretor internacional da Petrobras, Jorge Luiz Zelada, por corrupção passiva, "pelo pagamento de vantagem indevida para outrem no contrato de aquisição pela Petrobras dos direitos de exploração do Bloco 4 em Benin".

O juiz também condenou, igualmente por corrupção passiva, o operador de propinas do PMDB, João Augusto Rezende Henriques. Ele foi condenado ainda por lavagem de dinheiro.

O Ministério Público havia pedido a condenação de Claudia Cruz, em regime fechado, argumentando que as contas da jornalista no exterior haviam recebido mais de US$ 1 milhão oriundo de propina recebida por Eduardo Cunha por facilitação nos contratos da Petrobras para obter direitos de exploração em Benin, na África.

Os criminalistas Pierpaolo Bottini, Cláudia Vara San Juan Araújo, Stephanie Guimarães e Igor Tamasauskas, defensores de Cláudia, sustentava que o dinheiro gasto com cartões de crédito de Cláudia tem origem diversa e não é procedente de propina.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/05


2017

Divulgação de conversa de jornalista será apurada

O ministro Luiz Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que o Ministério Público Federal investigue se houve irregularidade na divulgação de uma conversa do jornalista Reinaldo Azevedo com Andrea Neves, irmã de Aécio Neves. A interceptação foi feita dento da Lava Jato, mas o diálogo não tinha relação com a investigação.

"Os fatos narrados merecem rigorosa apuração. Especialmente à luz do inafastável e integral respeito ao sigilo de fonte e demais garantias constitucionais próprias do Estado Democrático de Direito e da liberdade. Desse modo, encaminhe-se, com urgência, cópia da referida petição ao Ministério Público Federal para as medidas cabíveis relativas à apuração dos fatos", afirmou Fachin.
Reinaldo Azevedo afirmou que teve "conversas suas interceptadas e divulgadas indevidamente, em franca violação à Constituição Federal". A defesa do jornalista diz que o episódio foi uma "vergonha".

"De um lado há informações dando conta de que esta Corte divulgou as gravações. De outro lado, a Procuradoria-Geral da República correu para informar, em nota, que 'não anexou, não divulgou, não transcreveu, não utilizou como fundamento de nenhum pedido, nem juntou o referido diálogo aos autos'. [...] O que aconteceu foi uma vergonha. Não é preciso muito para se ter em mente que o sigilo de uma fonte de um jornalista é um princípio básico da liberdade de expressão. Não há democracia sem garantia absoluta ao sigilo de fonte. Enfim, uma vez espalhados os diálogos, nada será capaz de corrigir com eficácia os efeitos nefastos desta divulgação", diz a petição, que completa que "devem-se tomar as providências necessárias para se apurar os fatos".

Para os advogados, o jornalista poderá pleitear danos morais, mas pode ter ocorrido crime previsto na lei das interceptações - o texto considera crime punível com prisão de até quatro anos e multa quebrar segredo de Justiça sem autorização judicial ou com objetivos não autorizados em lei.

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

N. Power

Quando há algum crime a pergunta básica de Poirot era \"a quem interessa\". A quem interessa ? a alguém da chamada corte à serviço do neto (neto de tancredo)


Versão Sertão de Itaparica

25/05


2017

OAB protocola pedido de impeachment

A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) protocolou nesta quinta­feira (25) o pedido de impeachment do presidente Michel Temer (PMDB) na Câmara e negou que o processo desestabilize o país.

Cercado por dezenas de jornalistas e sem a presença de políticos de oposição, o presidente do Conselho Federal, Claudio Lamachia, apresentou o pedido juntamente com conselheiros federais, presidentes das seccionais e demais dirigentes das OABs no país.

"O país não sofre nenhuma desestabilização pela abertura de um processo de impeachment", diz o presidente da entidade, que declarou ainda que o pedido é "técnico".

O pedido da OAB é o 13º contra Temer na Câmara. O presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia (DEM­RJ), já avisou que não pretende acatar as solicitações. A OAB acusa Temer de prevaricação, o que caracterizaria crime de responsabilidade ­­condição para o processo de impeachment.

"Estou absolutamente tranquilo, em que pese o momento que estamos vivendo. Estamos novamente, num curtíssimo espaço de tempo, pedindo o impeachment de mais um presidente da República", disse Lamachia, em referência ao pedido de impeachment de Dilma Rousseff no ano passado também endossado pela entidade.

Houve um pequeno protesto contra a seccional da OAB no Amapá, única a dar voto contrário na reunião do sábado. Lamachia afirmou que foi procurado por alguns parlamentares de oposição que queriam acompanhar o ato, mas pediu a senadores de oposição para deixar a OAB fazer um ato "técnico e cívico".

A OAB minimizou a importância dos áudios em que Temer foi flagrado conversando com o empresário Joesley Batista para a abertura do impeachment. "O fato de o presidente da República em dois pronunciamentos e na entrevista [à Folha] não ter negado torna esses fatos incontroversos.

Temos o crime de responsabilidade do presidente", disse Lamachia. Para a OAB, "o fato de esta gravação ter sofrido ou não edição torna­se irrelevante diante das declarações do senhor presidente onde ele torna incontroversos esses fatos que eu coloquei agora"

"Este voto não se pauta única e exclusivamente no conteúdo dos mencionados áudios, mas também nos depoimentos constantes dos Inquéritos e, em especial, nos pronunciamentos oficiais e manifestações do Excelentíssimo Senhor Presidente da República Federativa do Brasil que confirmam seu conteúdo, bem como a realização do encontro com o colaborador", diz o pedido da OAB apresentado à Câmara. O texto cita até entrevistas de Temer à imprensa, além da gravação com o empresário Joesley Batista, da JBS.

A OAB elenca duas condutas de Temer que levariam a crime de responsabilidade. A primeira seria a infringência ao artigo 85, V, da Constituição Federal, combinado com art. 9, 7, da Lei 1.079/1950 e com os arts. 4 e 12 do Decreto 4.081/2002: proceder de modo incompatível com a dignidade e o decoro do cargo; possível exercício de advocacia administrativa, conforme dispõe o art. 321 do Código Penal.

A segunda seria a infringência ao artigo 85, VII, da Constituição Federal, combinado com o art. 9, 7, da Lei 1.079/1950: ato omissivo próprio no exercício da função pública.

O pedido também pede que sejam ouvidas cinco testemunhas: os delatores Joesley Mendonça

Batista, Wesley Mendonça Batista, Ricardo Saud e Francisco de Assis e Silva, e o procurador­geral da República Rodrigo Janot Monteiro de Barros.

A apresentação do pedido vem um dia após violentos protestos em Brasília que pediram a saída de Temer do governo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Flamac - 2

25/05


2017

Armando propõe punição maior para atos de vandalismo

O senador Armando Monteiro (PTB-PE) defendeu, hoje, em entrevista ao programa Cidadania, da TV Senado, o aumento das penas para atos de vandalismo como medida para evitar a repetição da violência ocorrida ontem na Esplanada dos Ministérios. A manifestação contra o governo Temer resultou em 49 feridos, um deles baleado, e em oito ministérios depredados, dois dos quais incendiados no térreo.
 
Segundo o senador, incidentes como os de quarta-feira, além de se configurarem como lesivos à democracia, ao direito de ir e vir e às manifestações sociais, se devem a dois fatores principais: deficiência do setor de inteligência das polícias e “frouxidão” da legislação penal na punição ao vandalismo, “um incentivo à proliferação dessas práticas”, na sua opinião. “É preciso agravar as penas para este tipo de delito”, propôs.
 
Armando considerou “uma excepcionalidade” o recurso do governo ao uso das Forças Armadas para patrulhar Brasília, decisão revogada hoje pelo Palácio do Planalto, e criticou o pequeno contingente da Força Nacional existente na Capital Federal. Assinalou que as Forças Armadas não têm vocação para agir com eficiência em conflitos de rua.  
 
Projeto de lei de autoria do senador petebista – PLS 508/2013 -, em tramitação na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, estabelece, justamente, penas mais duras para os atos de vandalismo, com reclusão de quatro a doze anos e multa, além das penas correspondentes à violência e formação de quadrilha. Pela legislação penal em vigor, a punição vai de seis meses a três anos, que podem ser cumpridos em regime aberto, e os vândalos, mesmo presos em flagrante, podem ser soltos em 24 horas. 
 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Mobi Brasil 5

25/05


2017

Loures devolve R$ 35 mil que faltavam na mala da JBS

O deputado afastado Rodrigo da Rocha Loures (PMDB-MG) informou nesta quinta-feira (25) ao Supremo Tribunal Federal que realizou na quarta (24), em uma conta do STF, o depósito judicial dos R$ 35 mil que faltavam entregar à Justiça. Ele entregou comprovante do depósito judicial feito na quarta-feira (24).

Loures foi filmado pela Polícia Federal recebendo uma mala de dinheiro em um restaurante nos Jardins, na capital paulista. Na última terça-feira (23), ele comunicou oficialmente ao Supremo que devolveu à Polícia Federal a mala, com R$ 465 mil (em 9.300 notas de R$ 50). O delator Ricardo Saud, diretor da J&F, disse que entregou pessoalmente a Loures a mala com R$ 500 mil. Na petição que protocolou no Supremo, o deputado não explica por qual motivo só devolveu agora a diferença de R$ 35 mil.

"Rodrigo Santos da Rocha Loures, por seus advogados, nos autos da ação cautelar nº 4328, vem perante Vossa Excelência informar que realizou na data de ontem o depósito judicial de R$ 35.000,00 (trinta e cinco mil reais), quantia esta relacionada à investigação conduzida nos autos do inquérito nº 4483, conforme guia de depósito judicial ora apresentada (doc. 1). O referido montante encontra-se depositado na conta nº 86400176-5, agência nº 3133, da Caixa Econômica Federal", diz a petição enviada ao ministro Fachin.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

N. Power

Esses canalhas têm nomes pomposos . Essa grana temer e sua bisneta haviam gastado.


Banner - Hapvida

25/05


2017

Nome de Armando volta a ser lembrado

Do Valor Econômico

Como dizem os questionários de pesquisa, "se a eleição fosse hoje" o candidato com mais chance de ser eleito seria o atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). A razão é simples. Foi ele o escolhido pela maioria dos 513 deputados que compõem esse colégio eleitoral formado por 594 delegados há pouco mais de três meses. Sua candidatura deixaria vaga a presidência da Câmara, valiosa moeda de troca na costura eleitoral.

Como a normatização da eleição indireta está em aberto, o Planalto aposta na demora para se votar uma lei complementar com as regras de elegibilidade - prazo de filiação partidária e de desincompatibilização de cargos públicos. Como árbitro do jogo no Congresso, Maia está mais apetrechado para angariar votos do que o senador Tasso Jereissati, preferido do PSDB, ou de nomes que correm por fora, em busca de raias equidistantes de oposição e governo, como o senador Armando Monteiro (PTB-PE).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias

Lula dispara e vai 45%, diz Paraná Pesquisas. Eles morrem de inveja. hahahahahahahahahahahahahahahahaha

José Pereira da Silva

Silvio Costa é destituído do posto de vice-líder da minoria..hahahahahaha é destino de todo baba ovo, levar um chute na bunda, o luladrão aparece em uma pesquisa em Curitiba com 99,9999999 de chances de receber a faixa de presidiário. Luladrão corrupto fdp : “Curitiba te espera de grades abertas” hahahahahahahahahahahahahahahahaha

Nehemias

Lula dispara e vai 45%, diz Paraná Pesquisas. De acordo com a Paraná Pesquisas, o petista tem 45% e o segundo lugar é ocupado por NENHUM candidato com 12,5%. Foram entrevistados 1.502 eleitores em 32 municípios durante os dias 18 a 22 de maio de 2017. A margem de erro é de 2,5% para mais ou para menos. Chupa essa besteirinha coxinhas.

joao carlos da silva

É UMA PIADA COGITAR O REI DO DESEMPREGO DO BRASIL PARA PRESIDENTE. SÓ SE FOR PARA ENTERRAR DE VEZ A NAÇÃO. ESSE INCOMPETENTE FEZ PARTE DA CÚPULA QUE AFUNDOU O BRASIL.


Asfaltos

25/05


2017

Batalhão de jornalistas a espera da OAB

A direção nacional da Ordem dos Advogados do Brasil entra com o pedido de impeachment do presidente Michel Temer. Neste momento, um grande número de jornalistas aguarda o presidente da OAB,  Cláudio Lamachia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Supranor 1

25/05


2017

Pelo impeachment

“Confesso que acreditei que o professor de Direito Constitucional, Michel Temer, reunia como poucos, as qualidades adequadas para o grande desafio de realizar, em tão graves  circunstâncias, uma transição para um novo Brasil.  Afinal, além de se se tratar de um ex-presidente da Câmara, Temer presidiu o PMDB, legenda que congrega parte do que há de melhor e pior no cenário político do nosso país, tarefa para político experiente.  No entanto, a desenvoltura do diálogo com o delinquente mega-empresário, em encontro na calada da noite, revelou relação promiscua ou mesmo criminosa. Razão pela qual a OAB, horando a tradição, nos reuniu em Brasília, para discutirmos, em caráter emergencial, proposição para   impeachment do presidente, medida amarga e que se repete pela terceira vez após a promulgação da Constituição Federal de 1988”.

Pedro Henrique Reynaldo, ex-presidente da OAB-PE e atual Conselheiro Federal da Ordem dos Advogados do Brasil


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ArcoVerde

25/05


2017

Joaquim é homenageado pelos 45 anos de vida pública

Por iniciativa do líder do PSDB na Câmara de Vereadores do Recife, André Régis, o ex-governador Joaquim Francisco será homenageado hoje pelos seus 45 anos de vida pública. Ex-prefeito do Recife e ex-governador de Pernambuco, Joaquim é o atual presidente Instituto Teotonio Vilela (ITV-PE), órgão de estudo, análise e formação política do PSDB.

A sessão está marcada para as 15 horas, na Câmara do Recife, e contará com a presença de outros ex-governadores pernambucanos como João Lyra Neto (PSDB), Roberto Magalhães e Gustavo Krause (ambos do DEM).

Joaquim Francisco foi prefeito do Recife por dois mandatos, governador de Pernambuco, deputado federal e ministro de Estado. Atualmente, além de dirigir o ITV-PE, o ex-governador preside o Conselho de Administração da CBTU.

No exercício do mandato de deputado federal, Joaquim presidiu a comissão especial que resultou na aprovação da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), durante o segundo mandato do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/05


2017

Alexandre rebate prefeito de Araripina

Caro Amigo Magno,

Em resposta as colocações feitas pelo atual prefeito de ARARIPINA, em nota publicada nesse respeitado blog de notícias, venho as esclarecer, trazendo a real situação das obras de recapeamento asfáltico iniciadas na nossa gestão, com os recursos do FEM 2015 (Governo Estadual).

As obras de recapeamento asfáltico, com recursos do FEM 2015, foram iniciadas no governo do então prefeito Alexandre Arraes. O projeto contemplava as ruas Agamenon Magalhães, Henrique Alves Batista, Isabel Coelho Rodrigues, Etelvino Lins, Antônio de Barros Muniz, José Barreto de Sousa Sombra, Rua Santana e Marcos Vieira de Alencar. 

Na sua gestão Alexandre Arraes concluiu 60% do projeto, asfaltando as ruas Agamenon Magalhães, Henrique Alves Batista, Isabel Coelho Rodrigues, Etelvino Lins e 50% da Antônio de Barros Muniz.

O restante do recurso foi liberado agora para conclusão da obra com o asfaltamento dos outros 50% da Av Antônio de Barros Muniz,  Rua José de Souza Sombra e Rua Santana e Marcos Vieira de Alencar.

A prestação de contas foi feita pelo então prefeito, tanto é que o restante do recurso, para concluir a obra, foi liberado agora pelo Governador Paulo Câmara. Se fosse verdade o que alega o atual prefeito em sua nota, sobre a não prestação de contas, o restante do recurso não teria sido liberado.

Então não venha o atual prefeito dar uma de “João sem braço”, ele sim quer se apropriar da "paternidade" da obra, a uma porque o projeto do ex-prefeito Alexandre Arraes de pavimentação asfáltica está apenas sendo concluído e outra porque o recurso é do Governo Estadual, liberado pelo Governador Paulo Câmara, admita-se.

Então, se alguém pensou em melhorar a mobilidade e o trânsito de vias importantes, como a Av. Antônio de Barros Muniz, Rua José Barreto de Souza Sombra e Rua Santana, esta última no Alto da Boa Vista, com certeza esse alguém não foi o atual prefeito que está a cinco meses a frente da administração municipal e o que vemos é puro descaso por parte do mesmo com os Munícipes.

Alexandre Arraes, ex-prefeito de Araripina


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bm4 Marketing 7

25/05


2017

Aceleradas tratativas de Palocci com a Lava Jato

O ex-ministro da Casa Civil Antonio Palocci já discute os anexos da sua delação premiada com seus advogados. Isso significa que as tratativas para seu acordo estão aceleradas.

Segundo o blog apurou, um fator que ajudou Palocci nas negociações nos últimos dias foi a delação da JBS.

Motivo: investigadores da Lava Jato avaliam que a repercussão sobre os termos do acordo para os donos da JBS geraram desgaste para a imagem da operação.

Integrantes do Suprem Tribunal Federal ouvidos pelo blog admitem nos bastidores que, com o decorrer da investigações, os termos do acordo da JBS podem ser modificados.

Em sua delação premiada, Palocci prometeu também contar, nas palavras de um interlocutor, a "sua visão" sobre as operações da JBS. (Andréia Sadi, do G1) 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/05


2017

Temer pede ação contra responsáveis por danos em ato


O presidente Michel Temer ordenou nesta quinta-feira (25) a realização de uma perícia em todos os prédios e imóveis na Esplanada dos Ministérios para calcular os prejuízos causados pelos episódios de vandalismo e depredação em protesto em Brasília.

Ele também pediu para AGU (Advocacia-Geral da União) ingressar com ações judiciais para que os responsáveis pelos danos ao patrimônio público respondam criminalmente e penalmente pelo que chamou de inciativas "inaceitáveis" e "incompatíveis" com o regime democrático.

O peemedebista tomou a decisão em reunião, nesta quinta-feira (25), em que definiu a revogação de decreto que permitiu a atuação das Forças Armadas no Distrito Federal. Sob pressão da Câmara dos Deputados, ele recuou para evitar criar uma desgaste desnecessário com Rodrigo Maia (DEM-RJ), responsável pela abertura de processos de impeachment. contra o presidente.

Em pronunciamento, após a reunião com o presidente, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, reconheceu que houve um "conflito de versões" com o presidente da Câmara dos Deputados, mas disse que o episódio está "absolutamente esclarecido".

"Eu telefonei ao Rodrigo Maia e dei explicações de que realmente houve um mal-entendido. A decisão do emprego das Forças Armadas foi do presidente e era absolutamente necessário que acontecesse", disse. "Esse conflito de versões está absolutamente esclarecido", acrescentou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/05


2017

Retirados da Lava Jato inquéritos abertos após delações

A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, determinou sorteio de novo relator para dois inquéritos abertos a partir das delações da Odebrecht na Operação Lava Jato. Com isso, essas duas investigações - uma delas envolvendo o ex-prefeito do Rio Eduardo Paes - saíram do âmbito da Lava Jato por não terem relação com as fraudes na Petrobras.

Os inquéritos devem ganhar novos relatores nesta quinta (25). A decisão de Cármen Lúcia foi tomada após o ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato, ter enviado os inquéritos de Paes, investigado junto com o deputado Pedro Paulo, e do deputado Betinho Gomes para análise. Fachin atendeu parecer do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que concordou com os advogados de defesa de que não havia relação com a Lava Jato.

Segundo delatores, Pedro Paulo recebeu R$ 3 milhões para campanha em 2010, além de outros valores em 2014. Paes teria ajudado na intermediação. Ainda segundo os delatores, Eduardo Paes teria recebido mais de R$ 15 milhões para campanha à reeleição como prefeito em troca de facilitar contratos dos Jogos Olímpicos de 2016. Em razão das suspeitas, os dois são investigados por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O deputado Betinho Gomes (PSDB - PE), é investigado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro em razão da suspeita de receber R$ 75 mil em 2012, quando era candidato a prefeito de Cabo de Santo Agostinho, em troca de ajudar a Odebrecht a obter licenças ambientais.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/05


2017

Minha cidade é linda

Escada, município da Mata Sul de Pernambuco, a 63 quilômetros do Recife, é destacada neste quadro de hoje em foto de arquivo deste blog. A cidade comemorou, ontem, 144 anos de emancipação. A foto, que é de autoria de Alison Dias, foi enviada pelo leitor Arthur Xavier.

O povoamento da região, que viria a ser futuramente o município de Escada, partiu de uma aldeia de índios das tribos Potiguaras, Tabujarés e Mariquitos . Em 1685, a área passou a ser denominada Aldeia de Nossa Senhora da Escada de Ipojuca. Em 1757, segundo relata Sebastião Galvão, tendo em vista documentos vários, observa-se que a Aldeia já era Povoação.

O nome "Escada" provém da capela erguida por missionários da Congregação do Oratório, vinda de Portugal para a catequese dos índios. Como a capela estava localizada no alto do terreno, foi construída uma escada para dar acesso a um "nicho" em louvor à Nossa Senhora d'Apresentação, que ficou conhecida como Nossa Senhora da Escada.

O distrito de Escada foi criado pela Carta Régia de 27 de abril de 1786 e por Lei Municipal em 6 de março de 1893. A Lei Provincial nº 326, de 19 de abril de 1854, criou o município de Escada, com território desmembrado do município do Cabo de Santo Agostinho.

Em Escada viveu Tobias Barreto, que, entre os anos de 1871-1881, publicara opúsculos em português e alemão, constituindo uma excêntrica e interessante atividade literária e intelectual na cidade.

Além da rica história e da beleza arquitetônica dos velhos engenhos, Escada tem atrativos naturais como Quedas d`água, nascentes de riachos, bicas, corredeiras e alguns resquícios da Mata Atlântica brasileira. Isso sem contar com o artesanato local, a culinária típica e o movimentado calendário de festas populares da cidade que inclui as festas juninas e a tradicional Cavalgada em abril.

A cidade também conta com uma importante e religiosa festa católica no mês de novembro. A festa da padroeira da cidade engloba muitos fiéis reunidos da igreja Matriz, no centro da cidade, além da periódica chegada de parques de diversões ambulantes nessa época.

Faça uma foto bonita da sua cidade e nos envie para postagem neste quatro pelo [email protected]


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/05


2017

Silvio confirma que não é mais vice-líder


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores