Faculdade de Medicina de Olinda

06/09


2006

Salto alto: Lula não participa de sabatina da Folha

 O presidente Luiz Inácio Lula da Silva recusou oficialmente participar de sabatina promovida pela Folha. Embora estivesse sendo formalmente convidado há mais de dois meses, a assessoria de Lula apenas comunicou a decisão ao jornal ontem, por volta das 19h.

Lula encerraria hoje o ciclo de sabatinas com os principais candidatos à Presidência, após as sabatinas com Heloísa Helena (PSOL), na segunda, e Geraldo Alckmin (PSDB), ontem.

Nas eleições de 2002, Lula aceitou participar de sabatina promovida por esta Folha. Na época, o petista liderava as pesquisas eleitorais com apenas 5 pontos percentuais de vantagem sobre Ciro Gomes, que aparecia na segunda colocação.

Assim, o ciclo ''Candidatos na Folha'' deste primeiro turno acabou ontem. Foram sabatinados os principais candidatos ao Senado por São Paulo --Eduardo Suplicy (PT), Guilherme Afif Domingos (PFL) e Alda Marco Antonio (PMDB)-- , ao governo de Minas --Aécio Neves (PSDB) e Nilmário Miranda (PT)--, do Rio de Janeiro --Sérgio Cabral (PMDB), Marcelo Crivella (PRB) e Denise Frossard (PPS)-- e de São Paulo --Orestes Quércia (PMDB), Aloizio Mercadante (PT) e José Serra (PSDB). As informações são da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

LandRover

Você já viu analfabeto ser aprovado em concurso público para cargo de direção? O similar se aplica. Ele não sabe se expressar tecnicamente.


Governo de PE

06/09


2006

Três boas tiradas

 Três tiradas com o estadista Churchill enviadas por um leitor do blog que vale a pena reproduzir:

Tirada 1

Telegramas trocados entre Bernard Shaw (maior dramaturgo inglês do século 20 ) e Churchill (Maior líder inglês do século 20).
 
Convite de Bernard Shaw para Churchill:
 
“Tenho o prazer e a honra de convidar digno primeiro-ministro para primeira apresentação minha peça Pigmalião. Venha e traga um amigo se tiver.” Bernard Shaw.
 
Resposta de Churchill para Bernard Shaw:
 
“Agradeço ilustre escritor honroso convite. Infelizmente não poderei comparecer primeira apresentação. Irei à segunda se houver.” Winston Churchill.
 

Tirada 2

General  Montgomery estava sendo homenageado, pois venceu Von Rommel,

a ''Raposa do deserto'', na IIª Guerra Mundial.
 
Discurso do  General Montgomery:
 
“Não fumo, não bebo, não prevarico e sou herói.
 
Churchill ouviu o discurso e com ciúmes, retrucou:
 
Eu fumo, bebo, prevarico e mando nele! (Montgomery)

 Tirada 3
 
Bate-boca no parlamento inglês  aconteceu num dos discursos de Churchill; estava presente uma deputada oposicionista, do tipo Heloisa Helena, que  pediu um aparte. Todos sabiam que Churchill não gostava que interrompessem os seus discursos.
 
Mas foi dada a palavra à deputada e ela disse em alto e bom tom.
 
--Sr. Ministro, se V. Exa. fosse o meu marido, eu colocaria veneno no seu chá!
 
Churchill com muita calma, tirou os óculos e naquele silêncio em que todos estavam aguardando a resposta, exclamou:
 
--Se eu fosse o seu marido, eu tomaria o veneno.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Flávio Zimmerman

A primeira foi a melhor...

Drácula

ÓTMIO...

DEYVISSON DA SILVA LIMA

Muito bom Magno.


Prefeitura de Abreu e Lima

06/09


2006

Sanguessuga: Prefeitura de Maceió envolvida em denúncia

 Maceió é a primeira capital cuja prefeitura é alvo de investigação da CPI dos Sanguessugas. O contrato com indícios de irregularidade foi fechado com a KM Empreendimentos, grupo apontado por Luiz Antonio Vedoin (dono da Planam) como operador de esquema de fraude a licitações semelhante ao empregado por suas empresas.

Contratada sem licitação, a KM forneceu um laboratório móvel de inclusão digital à prefeitura ao custo de R$ 440 mil. A maior parte do dinheiro (R$ 305 mil) foi liberada pelo MCT (Ministério de Ciência e Tecnologia). O convênio para a compra do veículo é um dos principais casos da CPI nas investigações sobre a participação do Executivo no esquema.

O dinheiro foi repassado pelo MCT à prefeitura menos de três meses após o fechamento do convênio (abril de 2004), tempo considerado recorde para um projeto desse tipo, na opinião de integrantes da CPI.

Em apenas um dia (2 de julho daquele ano), o coordenador-geral de Recursos Logísticos do ministério, Luiz Augusto de Cardoso Pinto, encaminhou ofício para a liberação do dinheiro ao subsecretário de Planejamento, Djalmo de Oliveira Leão, que o repassou ao ministro Eduardo Campos, que autorizou o pagamento à prefeitura.

Em depoimento à CPI, Vedoin disse que a KM atuava em alguns Estados do Nordeste, inclusive Alagoas, de modo parecido com a Planam, que fraudava concorrências para a venda de ambulâncias e veículos de inclusão digital. Segundo ele, a KM teria sido a idealizadora do esquema de venda de laboratórios móveis de informática a partir de recursos do MCT.

A Prefeitura de Maceió admitiu que houve ''evidentes irregularidades e improbidade'' na compra do veículo, atribuindo a culpa ao ex-secretário da Educação do município, Regis Cavalcante, presidente regional do PPS no Estado.

Em meados deste ano, técnicos do MCT elaboraram relatórios recomendando que a prestação de contas do convênio firmado com a Prefeitura de Maceió não fosse aprovada devido a um série de irregularidades.De acordo com um dos pareceres do Ministério, o projeto previa o fornecimento de 20 computadores de mesa, um servidor de rede e um computador portátil. No entanto foram fornecidos apenas 12 computadores de mesa e o servidor.

As máquinas deveriam contar com processadores Intel modelo Pentium, mas o equipamento fornecido dispunha de processadores AMD Sempron, ''mais baratos e inferiores em desempenho''. Também não foram adquiridos programas da marca prevista.

Devido à quantidade de máquinas inferior ao estabelecido no contrato, os técnicos estimaram que o laboratório teria capacidade para atender a menos da metade do número de alunos estipulado no convênio. Segundo o MCT, o veículo só entrou em operação em janeiro e atendeu funcionários da Secretaria Municipal da Educação, o que não era previsto.

O Ministério de Ciência Tecnologia disse que o processo da avaliação e liberação do dinheiro do convênio com a Prefeitura de Maceió ocorreu no prazo normal. O ministério informou ainda que não aprovou a prestação de contas apresentada pelo município para o convênio, devido às irregularidades detectadas, tendo mandado a prefeitura devolver o dinheiro integralmente corrigido (R$ 423 mil).

O advogado da KM Empreendimentos, Eduardo Trindade, disse que todo o procedimento para a venda do laboratório móvel de informática à Prefeitura de Maceió respeitou a lei e as condições previstas no contrato com o município.
A assessoria da prefeitura afirmou que toda a negociação para a compra do laboratório móvel de informática foi realizada pelo então secretário municipal da Educação Regis Cavalcante.

Cavalcante disse que o prefeito Cícero Almeida (PTB) também tem responsabilidade pelo convênio, apesar de ter ressaltado que não houve irregularidades na condução do processo. Segundo ele, a dispensa de licitação respeitou a lei. As informações são da Folha de São Paulo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

06/09


2006

Mendonça cresce 7 pontos na pesquisa do Sensus

 Com o título ''Hemorragia'', a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, publicou, hoje, a seguinte nota: ''Pesquisa Sensus encomendada pela TV Tribuna, no Recife, aponta empate entre Humberto Costa e Eduardo Campos na segunda colocação em Pernambuco. O petista caiu de 23,1% em agosto para 18,5% no levantamento realizado nos dias 2 e 4 deste mês. O candidato do PSB oscilou de 17% para 18,5%.

O líder Mendonça Filho (PFL) saltou de 30,5% para 37%. ''A tendência é de queda de Humberto e possível segundo turno entre PFL e PSB'', diz o cientista político Ricardo Guedes, do Sensus. Para ele, o indiciamento de Costa pela PF começa a mostrar efeito sobre sua candidatura.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

aconselho a tdos os institutos de pesquisa a cairem em campo pra fazer a avaliação do mendonça após o desmascaramento feito em Caruaru pelo Presidente reeleito pela maioria absoluta dos pernambucanos o nosso LULA.

Aonde é q ta a novidade desta pesquisa?uma manchete sensassionalista pra uma pesquisa q repete os mesmos indicies das outras.

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Mendoncinha vai ser o governador só das pesquisas. O governador do povo de Pernambuco vai ser Eduardo Campois. O "mago" das pesquisas (Lavareda) vai levar mais uma rasteira para a coleção quando as urnas se abrirem. Depois das duas porradas com João Paulo agora vai comer 40 pela proa. Dá-lhe 40!

Flávio Zimmerman

Mendoncinha entrou na justiça para impedir a pesquisa Sensus anterior e conseguiu. Agora vem essa segunda com sete pontos de crescimento. Muito suspeito...

marloren

É MENDONÇA LÁ!!!!! SEGUNDO TURNO JÁ ERA ! COM PRECATÓRIOS E SANGUESSUGAS.... COMO PODE HAVER ????????? VITÓRIA JÁ !



06/09


2006

Uma reportagem fantástica

''O caderno Documento, na edição do Diário de Pernambuco do dia 30 de agosto, intitulado ''O Plano de Kennedy para o Nordeste'', pode ser considerado, tranqüilamente, como a mais séria e precisa avaliação da interferência histórica dos Estados Unidos nesta Região.

Esta reportagem investigativa do jornalista Vandeck Santiago, que ocupa todas as 16 páginas do caderno especial, recoloca o tema em discussão, agora num cenário diferenciado, passadas quatro décadas da presença de delegações norte-americanas nestas terras onde nasciam as Ligas Camponesas lideradas pelo marxista Francisco Julião e consolidava-se a administração de esquerda do então governador Miguel Arraes'', avalia o jornalista Sérgio Augusto Silveira, em artigo que acabo de postar sobre o belíssimo trabalho do companheiro Vandeck Santiago. Boa leitura!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Magno coloca pimenta folha

06/09


2006

Charge do dia - Lailson

 















Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

Só faltou a Lailson colocar uma Estrela Brilhnante na aba do chapéu de boadeiro,ou de vaqueiro, ou de cangaceiro. Se bem que os Cartões da Bolsa Família também brilham. Melhor não, Luiz é uma Luz, que tem brilho próprio, até no nome.


Banner de Arcoverde

06/09


2006

Alckmin foi parar na UTI

'' O resultado da mais recente pesquisa presidencial do Datafolha, divulgado, ontem, pelo Jornal Nacional, demonstra que é crítico o estado de saúde da candidatura de Geraldo Alckmin. O candidato foi à UTI. Dificilmente sairá de lá antes das eleições. A julgar pelos dados disponíveis, o mais provável é que suas pretensões políticas continuem respirando com a ajuda de aparelhos até 1o de outubro.

 

Mesmo depois de injetar em seu programa televisivo doses calculadas de ataques a Lula, Alckmin manteve-se inerte. Tinha 27% das intenções de voto há uma semana. Hoje, ostenta os mesmos 27%. Como se fosse pouco, Lula, seu principal rival, vende saúde. O presidente oscilou para cima –foi de 50% para 51%.

 

Bateu um desespero nas cercanias do comitê de Alckmin. Entre quatro paredes, há um intenso esvoaçar de panos. Difícil encontrar alguém que ainda não tenha jogado a toalha. Alguns já o fazem em público, como o governador mineiro Aécio Neves. Em diálogos privados, longe de gravadores e blocos de anotação, o timbre é de velório.

 

O blog ouviu três partidários de Alckmin, um do PSDB e dois do PFL. Falaram antes da divulgação dos números do Datafolha. Um deles disse que se Alckmin não subisse dois ou três pontos só um milagre o salvaria. Outro, como que farejando o cheiro de queimado, disse que não acredita em milagres. O terceiro declarou que se a pesquisa não apontasse para cima, Alckmin ficaria falando sozinho.

 

A atmosfera respirada no comitê de Lula é bem diferente. Ali, festeja-se o êxito da estratégia de marketing da campanha. Desde que Alckmin decidiu atacar Lula de forma mais incisiva, o jornalista João Santana, responsável pela publicidade reeleitoral, vem levando à TV o que os auxiliares do presisdente chamam de “complexo polivitamínico”.

 

Consiste em ignorar os ataques do adversário e reforçar a exibição de “realizações” do governo, sinalizando para o aperfeiçoamento, num segundo mandato, de políticas públicas iniciadas no primeiro. A avaliação é de Josias de Souza, em seu blog na Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Ainda bem que o Brasil não vai ter o desprazer de ver um outro paulista no poder. Essa paulistada tucano-pefelê só encherga a Avenida Paulista e não sabe nem que o Nordeste existe no mapa. Por isso Lula vai vencer mais uma vez esse conservadorismo regionalista.

Normando Leite Cavalcante

Magno, O nosso Alkimin está mais para professor, do que para candidato!. Lamentavelmente não vai decolar!



06/09


2006

Aprovado reajuste para 100 mil servidores do Judiciário

O plenário da Câmara aprovou, ontem, projeto de lei apresentado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) que reestrutura as carreiras dos servidores do Poder Judiciário. O texto garante também reajuste salarial para mais de 100 mil servidores do Judiciário, buscando diminuir distorções salariais entre estes servidores e os de outros poderes. 

Além disso, foi aprovado o PL 6467/05, que reajusta em 15% a remuneração dos servidores do Tribunal de Contas da União (TCU). Uma emenda transfere a validade do reajuste de janeiro de 2004 para janeiro de 2006, impedindo que o reajuste recaia sobre exercícios anteriores do Orçamento

Os parlamentares aprovaram também um projeto que implementa o plano de carreira dos servidores do Ministério Público da União. A emenda foi fruto de um acordo com o órgão, mas mudanças no texto ainda poderão ser feitas no Senado. As informações são da Agência Câmara.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha