O Jornal do Poder

12/09


2020

Justiça manda prefeita de Arcoverde apagar postagens de obras

A Justiça Eleitoral determinou que a prefeita de Arcoverde, Madalena Britto (PSB), retire, no prazo máximo de 24h, as publicações em que promove obras do governo em suas redes sociais. A representação foi apresentada pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), que questionou o fato da prefeita estar utilizando sua página oficial para veicular postagens baseadas em publicidades institucionais relacionadas a obras, o que contraria o artigo 73 da Lei n.º 9504/97, que trata de condutas vedadas aos agentes públicos.

Na decisão, o juiz da 57° Zona Eleitoral, Drauternani Melo Pantaleão, determinou a imediata suspensão das postagens, intimando a gestora para que providencie a remoção das publicações, sob pena de multa diária de R$ 1 mil. Pela Lei Eleitoral, atitudes como esta desequilibram a normalidade do pleito. 

Em alguns vídeos, em que a prefeita aparece, consta a seguinte frase: “É assim que nós vamos continuar o nosso trabalho, entregando obras a essa população tão querida de Arcoverde”, configurando propaganda institucional. No pleito deste ano, Madalena tem enfatizado apoio ao pré-candidato a prefeito pelo MDB, o empresário Wellington Maciel.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Potencial Pesquisa & Informação

12/09


2020

Em Araripina, Tião esconde Alexandre Arraes na convenção

Na convenção que homologou o nome de Tião do Gesso como candidato a prefeito de Araripina pelo SD, ontem, o principal comentário não foi a escolha dos candidatos, mas sim o jogo de esconde-esconde envolvendo o ex-prefeito Alexandre Arraes (PSB). Em uma live vetada pela Promotoria Eleitoral, Tião do Gesso chamou todo mundo para cima do seu palanque virtual, incluindo a deputada estadual Roberta Arraes (PP) e o deputado federal Augusto Coutinho (SD), mas ocultou o ex-prefeito socialista, que administrou a cidade de 2011 a 2016, com a Polícia Federal batendo na porta da Prefeitura.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

12/09


2020

Rodrigo Novaes faz jus ao cargo e viaja na pandemia

O secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco, Rodrigo Novaes, não revela qualquer preocupação com os protocolos sanitários estabelecidos pelo próprio Governo do Estado para combater o novo coronavírus e segue uma intensa agenda política por cidades interioranas, como Alagoinha e Tuparetama, onde está parte da base que o elegeu deputado estadual. Novaes apareceu nos últimos dias sem qualquer tipo de proteção, posando para fotos ao lado de políticos e liderenças locais.

O que diria sobre ele o secretário de Saúde do Estado, André Longo, que chamou de "egoístas" diversos cidadãos pernambucanos que foram às praias no final de semana passado? Rodrigo Novaes também estaria incluído nesta lista pelas viagens desnecessárias?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/09


2020

Fala que eu te escuto, uma análise

Por Marcelo Tognozzi*

Gabriel Tarde (1843-1904) viveu numa França chacoalhada por movimentos políticos e sociais como a Comuna de Paris, em 1871. Tarde era um grande observador, estudou sociologia, filosofia, criminalística e psicologia. Entendeu perfeitamente a diferença entre público e multidão, antecipando em mais de 100 anos o comportamento das pessoas nas redes sociais no seu clássico “As Leis da Imitação”, publicado pela 1ª vez em 1890.

Para ele, o público e a multidão são distintos, já que podemos pertencer a diversos públicos, mas nunca a diversas multidões. Tarde batia de frente com o pensador Gustave Le Bon, argumentando que o mundo evoluíra das multidões para o público, enquanto Le Bon entendia aquele mundo dos movimentos sociais e das grandes transformações como sendo a era das multidões.

Quase 1 século e meio depois, as teorias de Tarde e Le Bon se cruzam na era das redes sociais, na qual o público, ou melhor, os públicos, são na verdade bolhas nas quais indivíduos com ideias semelhantes compartilham opiniões parecidas e as multidões virtuais acabam sendo mais cegas e mais desembestadas que as das ruas.

Há quem fale para os públicos e há quem seja capaz de se comunicar com multidões. A percepção que cada ser humano tem da realidade é diferente, construída a partir de um ponto de vista no qual prevalecem a condição social, o nível de educação, as necessidades e expectativas.

Isso fica claro na última pesquisa do Instituto Orbis, de São Paulo, feita para consumo interno do governo, a qual ouviu 16.000 pessoas nas 4 regiões do país de 1º a 30 de agosto. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. Afora o registro do aumento da popularidade do presidente, aferida por todos os institutos, revela uma percepção por parte da população muito diferente daquela exibida pela mídia comercial. O presidente Jair Bolsonaro e seu governo estão trabalhando para garantir saúde, bem-estar e proteção à população, afirmam 53% dos entrevistados. Este resultado indica falta de aderência da narrativa do genocídio e do desmonte da Saúde junto aos brasileiros que mais utilizam o SUS e não são clientes dos planos de saúde.

Quando perguntados se conhecem as orientações do Ministério da Saúde para a retomada da economia de forma segura e planejada, nada menos que 80% dos entrevistados disseram que sim, evidenciando eficiência na forma como o presidente e seu governo estão se comunicando com a população durante a pandemia. Este número é praticamente o mesmo em todas as regiões e especialmente alto na maioria do eleitorado, marcando 81% entre os eleitores de 20 a 65 anos.

Dos brasileiros com renda de até R$ 2.000 mensais, 65% disseram ter conhecimento de ações do governo informando e orientando a população sobre como agir durante a pandemia. E 62% dos entrevistados afirmam saber como buscar informações sobre o coronavírus nos canais oficiais do governo federal. Entre os mais pobres, este percentual chega a 60%.

A diferença entre a percepção do público e a da multidão fica ainda mais clara quando a pesquisa capta que as principais fontes de informação das pessoas são os telejornais (48,6%) e a internet (28,4%). A Globo, com maior audiência, é uma crítica feroz do governo e suas políticas de saúde. Embora tenha grande capacidade de disseminar conteúdo, diante destes resultados estaria desconectada da maioria, atingindo mais fortemente uma bolha de pessoas de oposição. Não conseguiria se comunicar eficientemente com a multidão, boa parte dela invisível até ser descoberta pelos técnicos do Ministério da Cidadania. As outras emissoras, com postura menos crítica ou simpática ao governo, têm neutralizado as críticas da concorrente e chegam até a massa dos mais pobres com conteúdos menos ácidos e mais emotivos.

Reparem que entre os mais pobres, 60% se informam pelos telejornais e são justamente os mais satisfeitos, os que mais percebem o governo de forma positiva e dizem conhecer as mensagens do Ministério da Saúde. Mais de a metade dos brasileiros com renda de até R$ 2.000 mensais nunca recebeu qualquer tipo de orientação sobre coronavírus vinda de um médico ou profissional de saúde, situação inversa à dos mais ricos, onde praticamente 70% dos que ganham acima de R$ 5.000 já foram orientados por médicos e paramédicos.

O que podemos concluir desta pesquisa é que, surpreendentemente para muitos, o governo está conseguindo falar para a maioria dos brasileiros, seja porque adotou a política do auxílio emergencial, seja por ter acertado o tom e furado a bolha do seu público, tornando sua comunicação mais capilar, ou pela baixa qualidade da comunicação da oposição. Ou talvez por tudo isso e mais alguma coisa.

Gabriel Tarde dizia que a imprensa tem 2 públicos: o estável e o flutuante. O estável é aquele que acompanha cotidianamente o noticiário, tem senso crítico e é menos vulnerável às manipulações. O flutuante não tem fidelidade a qualquer veículo e está interessando muito mais em emoção do que em informação.

Emoção não é apenas entretenimento, mas também a sensação de segurança proporcionada pelo auxílio emergencial e, de alguma maneira, estar sendo visto e ouvido pelo líder. Neste caso, toda esta gente acaba formando uma multidão com opiniões e sensações transmitidas e compartilhadas por uma espécie de contágio.

É bem aí que os opostos Le Bon e Tarde se conectam. Le Bon explica que este contágio acaba levando a multidão a se identificar com um líder cuja característica mais marcante é ser um homem de ação, não de palavras. E arremata: “Eles (os líderes) não são dotados de perspicaz capacidade de previsão. São especialmente recrutados nas fileiras daquelas pessoas meio perturbadas, nervosas e mórbidas que estão beirando a loucura“.

*Jornalista. Artigo escrito originalmente para o Poder360.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/09


2020

Pimentel homologa candidatura à reeleição em Araripina

O prefeito de Araripina, Raimundo Pimentel (PSL), teve seu nome homologado para concorrer à reeleição e terá o vereador Evilásio Mateus, do DEM, como companheiro de chapa. A decisão foi referendada, ontem, em convenção partidária com a presença dos filiados às duas siglas e de aliados políticos, como o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), o deputado federal Fernando Filho (DEM) e o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB).

Pimentel destacou o trabalho realizado ao longo deste primeiro mandato, recordando o que chamou de "herança caótica", ao se referir à gestão anterior. “Nós vamos finalizar estes quatro anos entregando mais de 150 obras na cidade, na zona rural e nos distritos. Escolas, creches, quadras, postos de saúde, calçamento, asfalto, poços, manutenção das estradas rurais, frota nova de ambulância, iluminação em led, usina de aslfato. Essa é a Araripina do futuro”, afirmou.

Ele também falou do crescimento econômico da cidade com a chegada de investimentos públicos e privados. “A Araripina que o povo escolheu quatro anos atrás agora tem Faculdade de Medicina, a chegada de novas empresas para gerar emprego, um comércio local que pode vender para o servidor público, pois sabe que os salários são pagos em dia e muitas outras conquistas. Eu fico muito honrado em ter o nosso nome aprovado para concorrer nas próximas eleições", prosseguiu.

Por fim, voltou a criticar a administração anterior: "É chegada a hora da população fazer uma reflexão simples e muito importante: você quer continuar com esta Araripina forte e em desenvolvimento ou voltar para o passado das greves de médico, professor e garis, das ruas escuras e abandonadas, dos postos de saúde sem remédio, da Polícia Federal na porta da Prefeitura?”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/09


2020

Álvaro Porto anuncia apoio a Silvino em Garanhuns

O deputado estadual Álvaro Porto (PTB) anunciou, hoje, apoio à pré-candidatura do ex-prefeito Silvino Duarte, também do PTB, à Prefeitura de Garanhuns, no Agreste Meridional. De acordo com o parlamentar, Silvino é reconhecidamente uma liderança experiente e reúne todas as condições de voltar a fazer excelente administração em Garanhuns. 

Porto afirmou que Silvino foi prefeito por duas vezes e que a população do Agreste Meridional sabe que ele tem no currículo realizações que o credenciam para o cargo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/09


2020

PSB Paulista muda local da convenção

Para atender orientação da Justiça Eleitoral, o diretório do PSB em Paulista decidiu mudar o local da convenção partidária que vai oficializar a candidatura de Francisco Padilha à Prefeitura. O postulante socialista, que também é presidente municipal da legenda, concorda que o local antes escolhido não é oportuno.

“Vamos atender a recomendação da Justiça, respeitando também os protocolos sanitários de combate à Covid-19, evitando assim a exposição dos transeuntes a uma possível aglomeração”, declarou.

A reunião do PSB passa a ser no estacionamento do North Way Shopping, amanhã, das 08h às 11h, aberto apenas para os convencionais. A escolha dos candidatos a vereador da sigla segue o mesmo formato Drive-In, onde também serão confirmados os nomes e números dos 23 nomes da legenda.

A coligação capitaneada pelo PSB conta com uma frente formada por 13 partidos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/09


2020

Paulista: Republicanos lança Alemão na disputa à Prefeitura

O partido Republicanos realizou, na última quinta-feira (10), em Jardim Paulista Baixo, de forma presencial, a convenção que oficializou a candidatura do vereador Alemão para prefeito de Paulista. Na ocasião, estiveram presentes o deputado federal Ossésio Silva, que é vice-presidente estadual da legenda, e o deputado estadual William Brígido. Os postulantes da sigla à Câmara Municipal também confirmaram participação nestas eleições.

Alemão falou sobre a motivação de disputar a Prefeitura de Paulista. "É uma honra fazer parte desse time e assumir o compromisso dos valores republicanos em prol da sociedade paulistense. Vamos, juntos, conquistar a mudança que Paulista precisa e merece!", afirmou.

O evento, organizado por Cecílio Santos, presidente do diretório municipal do Republicanos em Paulista, foi realizado respeitando todas as recomendações sanitárias: uso de máscara, disponibilização de álcool em gel e distanciamento necessário.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/09


2020

Artistas regionais cantam Belchior em live hoje

O legado musical e o fascínio pela obra do cantor e compositor cearense Belchior, que é considerado um dos maiores poetas e gênios da MPB, vão reunir, hoje, um grupo de artistas de Petrolina e Juazeiro na live show "Belchior, amar e mudar as coisas". No formato de grande encontro, a live será transmitida a partir das 20h, pelo www.youtube.com/sincroniafilmes4k, e capitaneada pelos músicos Roberto Possidio (violão e vocal), Héracles Andrade (bateria), Robertson Ferraz (sax e flautas) e Pablo Wesley (contrabaixo).

Durante a homenagem a Belchior, que faleceu em 30 de abril de 2017, vários nomes conhecidos do meio artístico regional farão releituras de canções inesquecíveis, a exemplo de clássicos como "A palo seco", "Alucinação", "Como nossos país", "Coração selvagem" e "Velha roupa colorida".

Também estarão no repertório com pegadas de rock, jazz e blues, versões surpresa para canções amadas do grande público como "Apenas um rapaz latino-americano'", "Medo de avião" e "Fotografia 3X4".

A live show "Belchior, amar e mudar as coisas" encerra o projeto Vale Apresentar, que durante três sábados seguidos movimentou a cena musical do Vale do São Francisco. Realizado pela Sincronia Filmes com apoio da Clas Comunicação e Marketing e patrocínio exclusivo da Agrovale, o projeto mostrou o talento e a arte de Tico Seixas e Mariano Carvalho, Sibelle Fonseca e Roberto Possidio e a banda Erva Doce. 

As lives tiveram a apresentação da jornalista e cantora Mirielle Cajuhy. Em função da pandemia do novo coronavírus, a renda do projeto Vale Apresentar é destinada aos artistas e técnicos de som e os alimentos arrecadados doados às entidades filantrópicas de Petrolina e Juazeiro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/09


2020

Líder do governo: Lava Jato atuou para tirar Lula da eleição

Para o líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), o ativismo político do Judiciário sempre existiu e ficou ainda mais evidente após a Operação Lava Jato. A avaliação foi feita durante participação no UOL Entrevista, conduzido por Chico Alves e Tales Faria, colunistas do portal.

Barros afirmou que os métodos da operação não respeitaram as leis e usou como exemplo o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). "É claro que há uma parcialidade na posição da Lava Jato, todos sabem disso. É evidente, é visível. Tirou o Lula da eleição, produziu uma situação nova para o país, a interpretação [da lei] mudou... Era uma [interpretação], mudou para prender Lula. Passou a eleição, mudou para soltar Lula. Não precisamos fazer muito esforço para perceber ativismo político", declarou.

A entrevista completa está disponível no UOL.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha