FMO

30/11


2019

Dallagnol pede que STF anule advertência imposta pelo CNMP

Deltan alega que seu processo sobre as declarações já havia prescrito quando foi julgado pelos seus pares na Procuradoria.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Da Veja - Por Estadão Conteúdo

 

O chefe da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, apresentou ação ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo a anulação da advertência imposta pelo Conselho Nacional do Ministério Público, o “Conselhão”, no início da semana. O caso é referente à declaração do procurador em que disse que três ministros da Corte formavam uma “panelinha” e passavam uma mensagem de “leniência com a corrupção”.

Os ministros em questão eram Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e o hoje presidente do STF, Dias Toffoli. Eles votaram para mandar trechos da delação contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que estavam sob posse de Curitiba para Brasília. A apelação de Deltan está nas mãos do ministro Luiz Fux.
Deltan alega que seu processo sobre as declarações já havia prescrito quando foi julgado pelos seus pares na Procuradoria e que já havia sido inibido de culpa pelo Conselho Superior do Ministério Público Federal. O órgão concluiu que a manifestação não ultrapassou os “limites da civilidade” e se tratava de exercício de liberdade de expressão.

O “Conselhão”, no entanto, afirmou que a declaração de Deltan “incitou dúvidas” sobre os “reais motivos que baseiam” as decisões dos ministros e que eles estariam mal-intencionados.

Em sua manifestação, Deltan alega que sua crítica não deve ser confundida com “ofensa à integridade ou à honra dos ministros”.

“Vale lembrar, outrossim, que os ilustres ministros da Segunda Turma que compuseram a maioria na decisão criticada perante a CBN são personalidades públicas e, por isso mesmo, sua órbita de proteção à intimidade e privacidade é mais estreita do que aquela reservada aos cidadãos comuns. Isso é tanto mais verdade diante do fato de que o exercício de suas funções, de extrema relevância para a ágora nacional, possui visibilidade privilegiada e, por isso mesmo, sujeita-os a um escrutínio público mais intenso, que faz crescer, em relação a eles, o escopo do exercício da liberdade de crítica”, afirma o procurador.

Deltan afirma que a advertência imposta pelo Conselhão “funcionará como um incentivo à autocensura” de todos os membros do Ministério Público. “Daí a imperatividade de a Suprema Corte anular a injusta, inconstitucional, desnecessária e desproporcional sanção de advertência imposta”, pede o procurador.

Prescrição

O chefe da Lava Jato Curitiba declara que seu processo administrativo foi oficialmente instaurado em 02 de outubro de 2018 e, como deveria ter sido julgado em até um ano, ele já havia prescrito quando sofreu uma advertência, no dia 26 de novembro de 2019.

“A defesa do procurador Deltan Dallagnol, em petição autônoma que precedeu o julgamento, demonstrou a inequívoca ocorrência de prescrição à luz da lei complementar de regência (LOMPU)”, argumentou o procurador.

"Mancha"

A pena imposta pelo Conselho Nacional do Ministério Público, a advertência, é uma punição considerada branda e que fica registrada na ficha funcional do procurador, servindo como uma “mancha no currículo”. Se Deltan for punido em outros 23 casos que tramitam no Conselhão, a advertência pode levar a uma punição maior – a censura. Em reincidência de censura, ele pode ser suspenso por até 45 dias do cargo.

O processo contra Deltan foi suspenso por liminar concedida pela 1ª Vara Federal de Curitiba, derrubada posteriormente pelo ministro Luiz Fux, do STF. Ele determinou a retirada de pauta do julgamento contra o procurador, mas recuou e liberou a apreciação do caso pelo “Conselhão”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Governo de PE

30/11


2019

Amazônica: número de queimadas volta a subir em novembro

Foto:Fernando Frazão/Agência Brasil

Por Estadão Conteúdo

 

Depois de chegar ao menor valor da série histórica em outubro, o número de focos de queimadas na Amazônia voltou a subir em novembro, mesmo com o início das chuvas em algumas regiões. Foram registrados até esta sexta-feira, 29, 10.223 focos. É uma alta de 30% em relação ao mês passado (que teve 7.855 focos) e de 15% em relação ao mês de novembro de 2018.

Os incêndios no bioma amazônico, que tinham chamado a atenção internacional em agosto após atingirem os maiores níveis desde 2010, caíram em setembro e outubro, em parte por conta das ações das Forças Armadas na região com o estabelecimento de uma Garantia da Lei e da Ordem (GLO).

O bom resultado de outubro com os incêndios tem sido usado pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, como um exemplo de que o governo tem agido contra a ilegalidade. Ele usou esse argumento como contraponto quando anunciou a alta de desmatamento revelada pelo sistema Prodes, do Inpe, para o período de agosto do ano passado a julho deste ano, de 29,5% – a maior desde 2008.

Mas, como o Estado revelou em diversas reportagens, os índices de desmatamento continuaram crescendo em setembro ( e outubro, assim como a extração de madeira por meio de corte seletivo.

No ano, o número de queimadas da Amazônia também é mais alto que o de 2018. Até esta sexta, foram registrados 84.828 focos, ante 68.345 no ano passado inteiro – alta de 24%.

O jornal O Estado de S. Paulo não conseguiu contatar o ministério na noite desta sexta. À TV Globo, em comentário sobre o desmatamento, Salles disse: “Somente as operações de fiscalização, comando e controle não vão resolver o problema. Tem que melhorar a qualidade de vida das pessoas que vivem na Amazônia, com prosperidade e desenvolvimento econômico sustentável. Isso sim é uma solução duradoura.”


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Paulista

30/11


2019

Liminar que suspendia investigações contra Flávio é derrubada

Ministro do STF, Gilmar Mendes derruba liminar que suspendia investigações contra Flávio Bolsonaro

 Gilmar Mendes - Arquivo/Antonio Cruz/Agência Brasil                          Flávio Bolsonaro - Arquivo Alerj/LG Soares/Direitos reservados

Da ISTOÉ - Por Estadão Conteúdo

 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes suspendeu liminar que paralisava as investigações contra o senador Flávio Bolsonaro (RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro. O caso estava parado desde julho, quando Toffoli travou todos os casos que envolviam repasse de dados do Conselho de Atividades Financeiras (Coaf).

Flávio Bolsonaro é alvo de investigação do Ministério Público do Rio de Janeiro, que apura suposta “rachadinha” conduzida em seu gabinete pelo ex-assessor parlamentar Fabrício Queiroz. O caso foi revelado pelo jornal O Estado de S. Paulo em dezembro do ano passado após a reportagem ter acesso a relatório do Coaf sobre movimentações suspeitas nas contas de Queiroz.

Em sua decisão, Gilmar afirma que o entendimento firmado pelo STF nesta semana torna a liminar sem efeito. A Corte decidiu, por 9 votos a 2, que o compartilhamento de dados da Receita pode ser feito sem autorização da Justiça.

A liminar de Toffoli só era válida até o julgamento deste caso.

“Portanto, considerando que a decisão paradigma que estaria sendo descumprida pelo ato reclamado não mais subsiste, não há que se falar em violação à autoridade desta Corte, apta a ensejar o cabimento da presente reclamação”, afirma Gilmar.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Ipojuca

30/11


2019

PF encontra bilhete para governador petista na casa de desembargadora presa

De O Antagonista

Na busca e apreensão realizada na casa de Maria do Socorro Barreto Santiago, desembargadora presa hoje na Operação Faroeste, a Polícia Federal encontrou um bilhete para o governador da Bahia, Rui Costa (PT), informa O Globo.

Segundo a PGR, na anotação, ela pedia um favor para uma empresa de táxi aéreo suspeita de ligação com a Embaixada da Guiné Bissau e Adailton Maturino, apontado como articulador do esquema de grilagem de terras no oeste baiano que comprava decisões judiciais no TJ-BA.

Foi encontrada outra anotação sobre um processo em andamento na Justiça Federal em Brasília de interesse da mesma empresa, com os dizeres “Julgar favorável”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Procurador da força-tarefa Lava Jato recebeu propina, diz Polícia Federal

marcos

Onde tem PT tem Roubo e Safadeza.



30/11


2019

Oléo: três meses após surgimento das manchas, origem é desconhecida

Três meses depois das primeiras manchas, origem do óleo é desconhecida e ninguém foi indiciado. Mais de 800 locais já foram atingidos pelas manchas de óleo no litoral. Investigação da Polícia Federal aponta navio grego como principal suspeito, mas empresa que fez laudo usado pela PF para chegar a embarcação diz que não descartou "navios piratas".

Imagem: Óleo atinge 803 localidades, diz Ibama

Por Patrícia Figueiredo, G1

 

Três meses depois de as primeiras manchas de óleo surgirem no litoral da Paraíba, o número de locais afetados ainda aumenta: mais de 800 pontos já foram atingidos, segundo o Ibama. O governo federal criou um grupo de trabalho para coordenar a resposta ao desastre e investigar sua origem. Apesar disso, nenhum navio ou empresa foi indiciado.

Para o coordenador do Centro Nacional de Monitoramento e Informações Ambientais (Cenima), ligado ao Ibama, a chance de encontrar a origem do óleo é cada vez menor.

"Perdemos o 'timing'. Quanto mais passa o tempo, mais difícil encontrar a origem. Você perde as conexões, precisa mapear as correntes e, como espalhou demais, puxar o fio da meada é complicado" – Pedro Bignelli, coordenador-geral do Cenima.

A investigação conduzida pela Polícia Federal do Rio Grande do Norte em conjunto com a Marinha apontou o navio grego Bouboulina como o principal suspeito pela poluição. No entanto, além dele, a Marinha notificou outros 29 navios. Especialistas em análise de imagens por satélite questionam a validade do levantamento usado pela PF para chegar ao Bouboulina porque o óleo no mar pode não ser visível em imagens de satélite.

Leia a reportagem completa aqui: Três meses depois das primeiras manchasorigem do óleo é ...


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Abreu e lima

30/11


2019

Eleições: 15 milhões de brasileiros ainda não fizeram biometria

Mais de 15 milhões de pessoas ainda precisam fazer biometria ou não poderão votar em 2020. Cada município tem um prazo final para a revisão biométrica. Após esse prazo, o eleitor que não comparecer tem o título cancelado. Porém, em todo o Brasil, os eleitores podem procurar o cartório eleitoral até 6 de maio de 2020 para regularizar a situação. Veja a lista de todas as cidades com biometria obrigatória.

Foto: Rodrigo Cunha e Gabriela Caesar / G1

Por Gabriela Caesar, G1

 

Levantamento do G1 com base em dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostra que 15,5 milhões de pessoas ainda precisam fazer a biometria para votar nas eleições de 2020. O cálculo considera apenas os eleitores que moram nos 4.577 municípios onde a votação por biometria será obrigatória nas próximas eleições. O 1º turno será em 4 de outubro de 2020.

Das 15,5 milhões de pessoas que precisam registrar a biometria, mais da metade (56,6%) mora em cidades onde a revisão biométrica ainda está em andamento ou se encerrou recentemente. Porém, essas 8,8 milhões pessoas ainda não foram ao cartório eleitoral.

As demais (6,7 milhões, o equivalente a 43,4%) já tiveram o título eleitoral cancelado por não comparecer à revisão biométrica nas cidades onde o processo já foi encerrado há mais tempo e a biometria também é obrigatória.

Para chegar aos números, o G1 cruzou várias informações (uma relação do TSE com a situação de cada município em relação à biometria, uma tabela pedida via Lei de Acesso à Informação com todos os títulos cancelados e regularizados por causa da biometria e uma lista das cidades onde a biometria será obrigatória enviada por cada um dos tribunais regionais eleitorais).

Confira a íntegra aqui: Mais de 15 milhões de pessoas ainda precisam fazer ... - G1


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

30/11


2019

Connection Experience une polos tecnológicos e de inovação de Minas com Pernambuco

O evento foi promovido pela Sucesu Nacional e pela Fumsoft, e realizado pela Sucesu PE.

“Não vamos tratar aqui no Connection Experience da receita do queijo de minas ou da de bolo de rolo. E sim da receita de inovação, de transformação digital para o crescimento do Brasil. É importante debater TI entre os que desenvolvem tecnologia e os que a consome. Precisamos colocar as pessoas no centro para enxergar as melhorias e mudanças que esse recurso pode trazer para o desenvolvimento de serviços e empresas”. Recado dado pelo Presidente Executivo da Sucesu Minas Gerais, Harlem Duque, no Connection Experience, realizado na quinta (28/11), na Arcádia do Paço Alfândega. Eis a discussão do maior evento de transformação digital do país, promovido pela Sociedade dos Usuários de Tecnologia – Sucesu Nacional e pela Fumsoft, e realizado Sucesu PE, que atraiu mais de 400 pessoas, entre empresários, gestores de TI, e gestores governamentais.

"Elaboramos com muito carinho um conteúdo de muita qualidade para que houvesse um debate enriquecedor entre os polos. São experiências distintas, mas enriquecedoras para todos nós. Inovação digital é fazer diferente e pensar diferente. Nosso objetivo é fazer essa provocação. E nada melhor que a Sucesu para fomentar essa inovação, fazendo jus à nossa missão, que é fazer essa conexão entre fornecedores e usuários de tecnologias", disparou o presidente da Sucesu Nacional, Joaquim Costa. Para o presidente da Sucesu PE, Romero Guimarães, o objetivo principal do Connection Experience foi despertar a sensibilidade de governos, empresas e pessoas para que fiquem prontas para a inovação digital que já está acontecendo. “A gente precisa se preparar, usar a tecnologia para alavancar os negócios, nenhuma empresa nem governo vão conseguir sobreviver na era digital sem se transformar”, sentenciou.

“O país ainda não possui nenhum projeto que catalise a transformação digital, muito menos inovação na área. Os Estados Unidos, Alemanha, Japão, China, entre outros, já estão muito à frente. O grande problema que vivenciamos aqui é a falta de mão-de-obra qualificada. Ou o Brasil começa a desenvolver um trabalho de captação de mão-de-obra para nos incorporarmos a essas potencias de forma definitiva, ou vamos continuar nas periferias do desenvolvimento tecnológico”, advertiu o presidente do Porto Digital, Pierre Lucena. O presidente da Fumsoft concordou com Pierre, “Estamos na periferia mundial com relação à tecnologia. Diante disso, devemos mirar onde esses ecossistemas deram certo, como é o caso do Vale do Silício e nos espelharmos. Temos que sair da periferia. Lá fora uma startup consegue captar R$3 milhões. Aqui essa realidade ainda é distante. Mas acredito que se conseguirmos encontrar uma ação comum que fortaleça nossas empresas e o processo de transformação digital de Minas e Pernambuco, teremos dado um passo na direção certa”, concluiu Menhem.

No evento que contou com grandes nomes como Sílvio Meira, cientista-chefe do The Digital Strategy Company; Ricardo Yogui, professor do Centro Técnico-Científico da PUC; Teco Sodré, conselheiro de Inovação da Moura Baterias e da Avantia Tecnologia; Roberto Arteiro, um dos idealizadores e fundadores do MPLABS; dentre outros, tratou ainda de Inteligência Artificial e Blokchain. O Fundador da AION e Vice Presidente em IA da Sucesu Minas, Sérgio Viegas, abordou Inteligência Artificial (IA). Segundo ele, a IA enxerga, escuta e consegue dar soluções. “Machine learning (um tipo de IA), está muito em voga e trata-se de aprendizado através dos dados, sem precisar de algoritmo, apenas informações. O problema da IA são os filmes de Hollywood que colocam a IA como algo ruim. Mas afirmo para vocês que o dado é o novo petróleo. A inteligência artificial é um motor. Mas, para se tornar perfeita, como um humano, é necessário uma quantidade imensurável de dados. Ela é ideal para funções específicas como repetições, por exemplo, onde o humano irá cansar. Reconhecimento facial também é uma ótima usabilidade da IA. Com ela podemos reduzir custos e crises, além de criar novos postos de trabalho, auferir mais segurança e desenvolver serviços personalizado”, incentivou.

E Otávio Soares, sócio-diretor da empresa Goledger, apresentou a tecnologia BlockChain, um banco de dados distribuídos com registro compartilhado e imutável. Segundo Otávio, o uso de dados está cada vez mais em evidência e a proteção das informações é imprescindível para uma evolução tecnológica eficaz. Com a nova Lei Geral de Proteção de Dados, já em vigor próximo ano, se faz urgente o debate do tema. “Menos de 50% das pessoas e empresas conhecem a lei de proteção de dados. Daí a importância de ser eliminar, cada vez mais a burocratização e fraudes em nosso país. Para combater esse excesso é preciso resguardar as informações. Não é somente sincronizar, consultar e integrar os processos. É preciso criar diferenciais instantâneos, sem autoridade centralizada. Criar uma sistema totalmente distribuído, aumentar a capacidade transacional global, sem barreiras de entrada, sem dupla despesa e baixo custo de implementação”, exemplificou Soares.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

30/11


2019

Lupércio sofre nova derrota na Justiça

A juiza da Vara da Fazenda estadual de Olinda, Eliane Ferraz, negou liminar em extensa e fundamentada decisão em mandado de segurança movido pelo prefeito Lupércio e alguns vereadores que objetivava acelerar apreciação do projeto de lei do empréstimo para construção da nova Avenida Presidente Kennedy. 

A decisão enfraquece o argumento do prefeito, que tenta jogar no colo da Câmara de Vereadores a culpa no atraso da obra. Ao mesmo tempo, fortalece o argumento da Câmara  que o prefeito precisa prestar maiores esclarecimentos e corrigir o projeto de lei .


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

30/11


2019

Rádio Santa Maria 87,9 FM volta ao Frente a Frente

A partir da próxima segunda-feira, a rádio Santa Maria 87,9 FM, em Santa Maria da Boa Vista, no Sertão do São Francisco, volta a retransmitir o Frente a Frente, programa que ancoro pela Rede Nordeste de Rádio, de segunda a sexta-feira, das 18 às 19 horas, tendo como cabeça de rede a Rádio Folha 96,7 FM, no Recife.

A emissora integra o sistema de comunicação do Grupo Gonzaga Patriota, com alcance em vários municípios banhados pelo Rio São Francisco. Ela havia se desligado da Rede Nordeste de Rádio por problemas técnicos, que, felizmente, foram sanados em tempo hábil. 

Com isso, o Frente a Frente passa a contar com 36 emissoras retransmissoras, devendo chegar em breve a marca das 40 no Estado, algumas com abrangência em outros Estados, como Bahia, Paraíba, Ceará e Alagoas.

Desde que este blogueiro voltou ao comando do programa, desta feita em voo solo, está sendo levado ao ar, ao vivo, com semanas alternadas entre Recife e Brasília, na capital federal diretamente do Congresso Nacional. Tudo para proporcionar ao ouvinte a melhor programação, a notícia mais abalizada e em primeiríssima mão. 

Em Brasília, ganhou o reforço do jornalista Weiller Diniz, prêmio Esso de Jornalismo, um dos melhores quadros da mídia nacional, com passagem por veículos os mais diversos, como Jornal do Brasil, TV Manchete e revista IstoÉ, pela qual conquistou o Prêmio Esso nacional, o mais cobiçado da mídia nacional. 

O programa, com uma audiência em média diária de 1,8 milhões de ouvintes no Nordeste, conta, também, com analistas gabaritados e renomados no Estado, como o radialista  Samir Abou Ana, o marqueteiro José Nivaldo Júnior, o jornalista Ângelo Castelo Branco, o cientista político Adriano Oliveira e o advogado Walber Agra.

Sempre às terças-férias, ganhou, recentemente, o reforço da advogada Diana Câmara, articulista do meu blog, que comenta o seu texto no blog sobre as novas regras eleitorais para as eleições 2020 e o sistema eleitoral, tirando dúvidas numa linguagem bem coloquial.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/11


2019

Coluna deste sabadão na Folha

Contas do PSB nacional não batem

Partidos e candidatos nas eleições passadas receberam, ontem, cartão vermelho em suas contas de campanha pelo Tribunal Regional Eleitoral. Entraram no mesmo rol o PSB, partido no Poder no Estado e Prefeitura do Recife, e o PSL, de Luciano Bivar. Entre os candidatos, Mendonça Filho (DEM) e Sílvio Costa (Avante), que disputaram o Senado, e Antônio Campos, este um mandato de federal.

Em todos os casos, cabe recurso para reversão, mas PSB e PSL já sofrem a punição – a suspensão do fundo partidário por um mês. Em nota, a direção do PSB se apressou em informar que não houve qualquer indício de omissão de despesas e gastos ou mesmo uso indevido e malversação dos recursos recebidos.

Tudo bem, mas no plano nacional o PSB está enroscado: o TSE aprovou as contas de campanha do diretório nacional referentes ao cargo de presidente da República com ressalvas: mais de R$ 4,1 milhões em irregularidades.

Tem boi na linha – Os R$ 4,1 milhões identificados pela área técnica do TSE nas contas do PSB nacional correspondem a 3,8% dos 108, 2 milhões gastos na campanha coligada ao então candidato do PT, Fernando Haddad, derrotado no segundo turno. No caso das contas de Pernambuco, a parte que o TRE rejeitou trata de gasto nas campanhas majoritária e proporcional.

Parecer técnico – Mendonça Filho, que disputou o Senado pelo DEM, reagiu prontamente. Disse que está recorrendo da decisão e ressaltou que a análise técnica do TRE deu parecer favorável pela aprovação, tanto que a decisão do pleno do foi apertada, apenas um voto decidiu ao contrário. “Respeitamos a decisão, mas vamos recorrer com a certeza da correção das contas”, afirmou.

Anuência – Já o advogado Antônio Campos, que disputou em 2018 um mandato na Câmara dos Deputados, disse que houve falta de anuência no partido que disputou, o Podemos, nas negociações com cinco fornecedores referentes nos restos a pagar. “Entrei com ação para compelir a anuência ou suprir, já que pretendo pagar com recursos próprios”, explicou.

Bom exemplo – Em Itapetim, o prefeito Adelmo Moura (PSB) injetou, ontem, cerca de R$ 2 milhões na economia do município. Pagou o 13º salário junto com a folha de novembro. São poucos os municípios que conseguiram fazer o ajuste fiscal para ficar em dia com as suas contas.

Mudança – Pré-candidato do PV a prefeito de Palmares, o vereador Luciano Júnior, ex-presidente da Câmara, teve uma longa conversa, ontem, no Recife, com o ex-ministro e deputado Fernando Filho (MDB). Aprumaram a viola para a campanha da mudança na terra de Ascenso Ferreira.

CRIME – A Compesa fez uma ação criminosa, ontem, em Arcoverde, pondo abaixo uma árvore centenária, ao mesmo tempo em que abriu uma temporada de destruição e perseguição ao meio ambiente e a arborização da cidade. Crime de igual monstruosidade é inafiançável.

Perguntar não ofende: Por que a prefeita de Arcoverde silenciou diante do crime cometido pela Compesa?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Triste fim do “MAIOR LADRÃO DO MUNDO”. (Natalia Ramos Costa) O maior ladrão do mundo está a caminho de uma severa demência. Roubou, matou, mentiu, sempre acreditando na própria mentira. Antes, durante e após a prisão, esteve sempre convencido de que era e é um herói, o único salvador do Brasil, um semi-deus. Saiu da prisão, convicto de que seria ouvido, acatado, respeitado, endeusado. Todavia, em todos os lugares para onde vai, é expulso pelo povo, sob vaias e gritos: “Luladrão, teu lugar é na prisão”. Vários Estados Brasileiros já declararam: “Aqui, ele não entra”. Nem o mais mal formado espírito, nem a pior e mais gelada consciência humana é capaz de suportar o peso de uma vida tão errada, tão cheia de crimes, de mentiras e de roubos, nunca confessados, nunca admitidos, sempre vigorosamente negados, sempre desmentidos, até a exaustão. Esse conflito interno é dele e irá dilacerá-lo, cada vez mais e não lhe será aliviado, enquanto persistir nessa mentira deslavada, nesse mantra de que é inocente, nesse ódio venenoso, nessa tresloucada arrogância, nessa ridícula e risível megalomania. Ele não consegue acreditar no que está acontecendo à sua volta. Isso deve parecer-lhe um pesadelo. Então, prefere o caminho do ataque. Ataca desesperadamente Jair Messias Bolsonaro, Sérgio Moro, Deltan Dallagnol, para tentar, também desesperadamente, convencer os seus adeptos de que ele é o bom, o certo, o “deus salvador”. Cada vez mais enfurecido, cada vez mais odioso, cada vez mais repugnante, está tão irado, tão fora de si, tão desequilibrado, que não consegue perceber que, desta forma, afasta esse mesmo povo pelo qual ele quer ser cada vez mais paparicado, pelo qual ele tanto deseja ser endeusado. Vejam o abismo entre a expectativa dele e a realidade que está enfrentando... Pouco a pouco, se a ficha do ladrão cair, ele vai enlouquecendo, porque nunca se preparou para ser desprezado e humilhado. Pelo contrário: tudo o que fez foi inflar mais e mais o seu ego do tamanho do mundo e chamar de quadrilha os sérios e honestos Juízes e Procuradores da Lava Jato. A ambição desmedida do maior ladrão do mundo vai levá-lo a um fim trágico. Lula vai enlouquecer de vez, abandonado pelos seus companheiros, pelos seus aduladores e até mesmo pelos seus familiares, que têm vergonha da sua sombra. Vai se transformar numa “carniça”, cheia de vermes..... e que fede, cada vez mais.... Quando ele entender que o povo acordou, que o povo tem consciência de quem ele é, o ladrão vai parar num hospício. Esse será o triste fim do “MAIOR LADRÃO DO MUNDO”.

Fernandes

OS EVANGÉLICOS SÃO O CAPITALISMO PURO QUE TORNOU-SE IGREJA.

Fernandes

Os países menos religiosos são os mais pacíficos, próspero e com desigualdade social

Fernandes

Votaram no Bozo Carniça pra livrar o país do comunismo; Bozo Carniça se elege e nossa carne vai toda pra China, alimentar os comunistas...

Fernandes

Os fãs do Bolsonaro Carniça agora vivem um dilema. Jogar ovo no Lula ou guardar pro almoço.



30/11


2019

Silvio Costa Filho é reconduzido à presidência do Republicanos Pernambuco

Com a presença do presidente nacional, deputado federal Marcos Pereira, o Republicanos Pernambuco reuniu, nesta sexta-feira (29), deputados, prefeitos, vereadores e lideranças de todo o Estado para o encontro regional da legenda. Durante o evento, o deputado federal Silvio Costa Filho, foi reconduzido à presidência estadual. Deputados, prefeitos, vereadores e lideranças de mais 60 cidades de Pernambuco prestigiaram o encontro. Além da recondução de Silvio, o partido lançou 35 pré-candidatos a prefeito e prefeita de todas as regiões do Estado. A legenda filiou também os prefeitos de Santa Cruz da Baixa Verde, Tassio Bezerra; de Belém de Maria, Rolph Júnior; e de Betânia, Mário Flor. 

“A presença de lideranças, prefeitos e ex-prefeitos mostra a força do partido no Estado. Silvio Costa Filho tem realizado um trabalho exemplar à frente do Republicanos em Pernambuco. Ele foi reconduzido por causa da competência e pelo compromisso com as pautas de Pernambuco. Nossa meta é eleger, no mínimo, 19 prefeitos no Estado, além de triplicar o número de vereadores. Atualmente temos 58”, pontuou Marcos Pereira.

Para Silvio Costa Filho, o Republicanos em Pernambuco começa a viver um novo ciclo. “O fortalecimento da legenda em nosso Estado não é apenas com pré-candidatos a prefeitos, mas sobretudo com pessoas que acreditam que só através da política é possível construir uma sociedade mais justa e igualitária”, destacou.

Além de filiações em todo o Estado, o Republicanos vai, a partir de 2020, iniciar uma agenda de discussões sobre as pautas que interessam o desenvolvimento das cidades, a exemplo de mobilidade urbana, saneamento, segurança, educação e saúde.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

É o Silvinho show fantasma arrasando.



30/11


2019

Após 150 dias de trabalho exército conclui rodovia iniciada há 43 anos

Do Jornal da Cidade On line

 

O Exército Brasileiro concluiu, no último sábado (23), a obra da principal via terrestre de escoamento de grãos das safras de Mato Grosso para os portos do Norte do país, a BR-163.

A conclusão foi promessa de campanha do presidente Jair Bolsonaro.

O ministro da Infraestrutura, Capitão Tarcísio de Freitas comemorou a conclusão do percurso:

“Com orgulho comunico conclusão do asfalto da BR-163 até Miritituba/PA. No carnaval, em nome do presidente Bolsonaro, prometi a caminhoneiros numa fila de 50km por conta da lama que seria a última vez que passariam por aquilo. Exército Brasileiro e DNIT cumpriram a missão”.

O perfil oficial do DNIT também comentou o fato:

Dia de sol! As equipes do DNIT e do Exército terminaram a pavimentação da BR-163/PA, no trecho entre Novo Progresso e Moraes Almeida. Foram mais de 150 dias de trabalho, inclusive à noite e nos finais de semana para concluir a rodovia iniciada na década de 70.

O presidente Bolsonaro também comemorou:

"- O Exército Brasileiro concluiu hoje a pavimentação da BR-163 no Pará. -Essa obra é no coração do agronegócio e vai diminuir os custos para a exportação. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/11


2019

Justiça nega mandado do prefeito Lupércio e mais 12 vereadores contra presidente da Câmara de Olinda

A juíza Eliane Ferraz Guimarães Novaes, da 2ª. Vara da Fazenda Pública de Olinda, indeferiu, hoje (29/11), o mandado de segurança impetrado pelo prefeito Lupércio e mais doze vereadores contra o presidente da Câmara Municipal, vereador Jorge Federal.

Alegando “conduta autoritária” e “omissão ilegal” do presidente do Poder Legislativo a medida judicial rejeitada, solicitava autorização para que o Projeto de Lei No. 100/2019, que trata de pedido de empréstimo junto a Caixa Econômica Federal no valor R$ 20 milhões para requalificação da Avenida Presidente Kennedy e outras artérias, fosse encaminhado para votação “independente de parecer das comissões” da Câmara Municipal.

A juíza Eliane Ferraz declarou na decisão que “não há o que se falar em qualquer conduta autoritária do Presidente do Poder Legislativo, vez que conforme pode se observar nos autos, os impetrantes (Prefeito e doze vereadores) não fizeram constar nenhum requerimento que houvesse sido formalizado ao Presidente da Câmara, bem como não houve nenhuma reunião da Mesa Diretora para deliberar sobre a urgência do Projeto Lei 100/2019, e, por esta razão os impetrantes são carentes de interesse processual.”

A Juíza da 2ª. Vara da Fazenda Pública de Olinda, em sua decisão, reconheceu que “a Câmara Municipal de Olinda tem legitimidade para defender seus interesses e prerrogativas constitucionais. Demonstrando de forma cabal o cumprimento da disciplina do processo legislativo.”

Em sua defesa, a Câmara Municipal de Olinda alegou que “quem descumpre os prazos, que não prestam informações em tempo hábil, que formulam projeto incompleto faltando informações imprescindíveis  para a avaliação e parecer legislativo foi o Poder Executivo, representado pelo prefeito Lupércio.”

E concluiu: “Trata-se de matéria financeira que autoriza a realização de empréstimo do Município, e que requer total zelo do Poder Legislativo antes de autorizá-lo. Infelizmente o que ficou bastante visível foi a espetacularização do processo, como instrumento político.”

Leia aqui a Decisão


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha