Lavareda

11/10


2006

Darci e Luiz Antônio Vedoin depõem para o colegiado

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados deve ouvir os donos da Planan, Darci e Luiz Antonio Vedoin, até o fim do mês. Os convites foram expedidos ontem, propondo os dias 18 ou 25 como data para os depoimentos. Pai e filho, acusados de chefiar a máfia dos sanguessugas, são citados em praticamente todos os processos abertos contra 67 deputados acusados de envolvimento com o esquema de superfaturamento na compra de ambulâncias através de emendas parlamentares.

De acordo com o presidente do conselho, deputado Ricardo Izar (PTB-SP), todos os relatores de processos terão a oportunidade de fazer perguntas aos Vedoin, mas ele será ouvido apenas uma vez. “Será uma oitiva longa”, prevê o deputado. Como Luiz Antonio está preso, sua liberação para depor depende de autorização especial. Estas burocracias, segundo Izar, já estão sendo providenciadas. Izar informou ainda que solicitou à Polícia Federal o último depoimento prestado pelo empresário.

O conselho aprovou também requerimentos dos deputados Nelson Marquezelli (PTB-SP) e Anselmo (PT-RO) para convocação de testemunhas na análise dos processos contra deputados supostamente envolvidos no esquema. Marquezelli e Anselmo são relatores de processos. Ricardo Izar nomeou o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) para providenciar a defesa de Cabo Júlio (PMDB-MG), um dos 67 deputados acusados de participar do esquema de corrupção e que não apresentou defesa por escrito dentro do prazo.

Até agora, 37 deputados entregaram a defesa. O presidente do conselho também anunciou a saída do colegiado de três integrantes: os deputados Moroni Torgan (PFL-CE), Betinho Rosado (PFL-RN) e Humberto Michiles (PL-AM). O motivo do desligamento não foi informado por Izar. As informações são do Correio da Bahia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ALEPE

11/10


2006

Berzoini teria mandado comprar dossiê, suspeita PF

O delegado Diógenes Curado, responsável pelo inquérito aberto pela Polícia Federal para investigar o caso do dossiê tucano, já tem montada uma história com começo, meio e fim sobre o caso. Segundo contou à comitiva de deputados da CPI dos Sanguessugas mandada a Cuiabá na segunda-feira, a operação não era uma tentativa desesperada de virar a eleição paulista na reta final da campanha. Ao contrário, começou antes mesmo de agosto.

E teve participação ativa da cúpula da campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à reeleição. Pela versão atribuída à PF mato-grossense, a trama do dossiê partiu do então diretor de gestão de risco do Banco do Brasil, Expedito Antônio Veloso. Ele teria reunido informações comprometedoras sobre a relação dos sanguessugas com o empreiteiro paulista Abel Pereira.

Este é muito próximo do último ministro da Saúde do governo Fernando Henrique Cardoso, o tucano Barjas Negri, hoje prefeito de Piracicaba (SP). E seria o laranja no pagamento de propinas a Negri. Era a prova que o PT procurava para jogar a máfia dos sanguessugas no colo da gestão anterior. Uma vez confirmada, Expedito a teria passado a Jorge Lorenzetti, amigo pessoal, churrasqueiro preferido do presidente da República e chefe do grupo de análise de risco da campanha. Lorenzetti assumiu a operação do caso.

Já portando as informações sobre os elos dos sanguessugas com o PSDB, Expedito Veloso foi três vezes a Cuiabá no mês de agosto. Negociou pessoalmente com Luiz Antônio Vedoin o preço e o conteúdo do dossiê, assim como uma entrevista dele atestando a papelada a algum veículo de amplitude nacional. Lorenzetti o acompanhou em duas dessas viagens.

Animado com o que viu, Lorenzetti teria negociado o preço do dossiê (que baixou de R$ 20 milhões para R$ 2 milhões) e informado ao então presidente do PT, Ricardo Berzoini, que valia a pena comprá-lo. Recebeu deste sinal verde e foi a luta. Informações do CorreioWeb.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

11/10


2006

PB: eleitor pode ter título cancelado pelo TRE

O assessor jurídico da Corregedoria do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), Roberto Emílio, informou que o eleitor que deixar de votar em três turnos consecutivos de eleições, mesmo se tratando de plebiscito e referendo, e não justificar terá seu título cancelado, excetuando-se o eleitor com mais de 80 anos de idade. Roberto explica que, de acordo com o artigo 7º do Código Eleitoral, o eleitor que não votar e não se justificar perante o juiz eleitoral até 60 dias após as eleições incorre em multa de 33 Ufirs.

    “Além do risco de perder o título, o eleitor deixa de contar com alguns direitos essenciais à cidadania. Sem a prova de que votou na última eleição, pagou a multa respectiva ou de que se justificou devidamente, o eleitor não pode tirar documentos de identidade ou passaporte, renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial, inscrever-se em concurso público, participar de concorrências em órgãos públicos praticar qualquer ato que exija quitação do serviço militar ou imposto de renda e, se for servidor público, não recebe sequer o salário correspondente ao segundo mês subseqüente ao da eleição”, comenta o assessor da Corregedoria Eleitoral, baseado no artigo 7º, incisos I a VII, do Código Eleitoral.

    Dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apontam que, na Paraíba, em 2004, 48.633 títulos eleitorais foram suspensos. Vale lembrar que todas as pessoas alfabetizadas entre 18 e 70 anos de idade são obrigadas a votar. As informações são do Jornal da Paraíba.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu no Zap

11/10


2006

PB: MP investiga prefeito por abuso de poder político

O Ministério Público Eleitoral da Paraíba (MPE-PB) entrou com uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) na Corregedoria Regional Eleitoral contra o prefeito de Bayeux, Jota Júnior (PMDB), e o seu irmão Carlos Sousa, candidato a deputado estadual no último pleito. Segundo o procurador regional eleitoral, José Guilherme Ferraz da Costa, a ação pede uma investigação por abuso de poder político.

    De acordo com o texto da ação, o prefeito de Bayeux teria feito com que servidores da administração municipal, em especial os comissionados, temporários e terceirizados, preenchessem uma lista com o nome de pelo menos dez eleitores que pudessem votar em Carlos Sousa, candidato a deputado estadual e irmão do prefeito. Além disso, esse mesmo grupo de colaboradores teria que se comprometer em adesivar seus veículos e autorizar a pintura de seus muros residenciais com propaganda eleitoral de Carlos Sousa. Para eles, o prefeito teria pedido o voto para Carlos Sousa.  As informações são do Jornal da Paraíba.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


11/10


2006

Falta diálogo na acirrada disputa presidencial

"Não estou exagerando ao afirmar que, no Brasil, a disputa polarizada entre petistas e aliados versus tucanos e assemelhados – encarnada pelos dois candidatos – está atropelando aqueles princípios que identificam a política presidida pelo diálogo", constata o jornalista Sérgio Augusto Silveira, colaborador deste blog, em artigo que acabo de postar em Opinião. Boa leitura!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

11/10


2006

Mendonça promete criar 400 mil empregos em PE

No guia eleitoral no rádio do candidato a governador Mendonça Filho(PFL), hoje pela manhã, ele prometeu gerar 400 mil empregos no estado. As contas do governador são baseadas, segundo ele, em investimentos públicos e privados de 35 bilhões de reais previstos para os próximos quatro anos em Pernambuco.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Alexandre Kennedy Torres

40 neles!!!!

Esse garupeiro na condição de vice-governador, temos dois pensamentos à expor: 1- Ou é muito incompetente e agora depois que Eduardo 40, expôs o seu Programa de Governo ele aprendeu, 2- Ou está querendo lascar o poderoso chefão, pois vai fazer muita coisa que não fez no governo Jarbas, como vice.

J. ZABÊLÊ

AMARRA O "OMI" O "CABA" TÁ DOIDO........"MUNDICINHA" TÚ NUM FIZESSE NADA ESSE TEMPO TODO, AGORA VEM QUERENDO PASSAR CHOCOLATE NAS NOSSAS VENTAS...........+ 1 VEZ É EDUARDO..............É EDUARDO............É EDUARDO.................ÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉ.

Jorge Jose FErreira Chaves

A turma do raivoso e do lex, começa aumentar as mentiras (o pinoquio), vao prometer tudo depois de oito anos sem fazer nada, so em beneficios proprios, estao com tanto medo de perder que vao usar todas as suas mentes diabolicas, so que o povo nao é bobo.



11/10


2006

Charge do dia - Lailson

 














Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


11/10


2006

Datafolha: Lula tem 11 pontos sobre Alckmin após debate


A primeira pesquisa Datafolha após o debate na TV entre Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Geraldo Alckmin (PSDB), realizado no último domingo, aponta que a vantagem do candidato petista subiu de 7 para 11 pontos em relação ao seu adversário tucano.

A intenção de voto em Lula oscilou de 50% para 51%. Já Alckmin caiu três pontos, de 43% para 40%, em relação a pesquisa anterior publicada no último dia 6.

Considerando apenas os votos válidos, excluindo brancos e nulos, o candidato do PT à reeleição tem 56% contra 44% do ex-governador de São Paulo. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos, para mais ou para menos.

O Datafolha entrevistou 2.868 eleitores em 194 municípios de 25 Estados. A pesquisa foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número 21.972/2006. Informações da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

É bom rever, pois o Programa de Geraldo Freire, informou que a diferença pró Lula é de 12% e não 11%, como foi informado, por favor verifiquem.

Antonio Pereira

LULA GANHOU O DEBATE. Lula 51%, Alckmin 40%, são 11 pontos de vantagens, ou seja mais de 8 milhões de votos.

desse país, Vamos também dar a oportunidade ao Eduardo 40, que tem na veia o sangue socialista e humanitário do seu avô Dr. Arreaes, além da reconhecida competência para efetivamente tirar-nos desse atoleiro. É Lula 13 lá e Eduardo 40 aqui.

Brasileiros e brasileiras, graças ao nosso querido Deus, embora não atribuo vitória ou derrota a ele, pois, ele é superior a tudo isso. Imagino que nós é que pedimos a ele discernimento para podermos recolocar o Lula, pois estamos vendo todo esforço, para minimizar a dor da grande massa desassistida

Aildo Biserra da Silva

É A PEFELÃNDIA TÁ FICANDO CADA VEZ MAIS DESESPERADA. DUDOXOTAN NELES! CHÁ DE 40+13 NELES!



11/10


2006

Sai hoje primeira pesquisa do Ibope em Pernambuco

 Começa hoje, com a divulgação do levantamento Ibope/Rede Globo, a safra de pesquisas eleitorais deste segundo turno das eleições em Pernambuco. Segundo autorização feita pelo Ibope ao TRE, o trabalho de campo acaba hoje e a divulgação será feita no NE-TV Segunda Edição, às 19 horas.

Já o Vox Populi, que trabalha para o Jornal do Commercio, pediu duas autorizações em datas diferenciadas, mas provavelmente a pesquisa será publicada na edição do próximo domingo. O instituto dos Diários Associados, que trabalha para o Diário de Pernambuco, também registrou pesquisa, com divulgação entre segunda-feira e terça-feira próximas.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

murilopena

TA CHEGANDO A HORA, GERALDO COELHO JÁ PASSOU PARA O LADO VENCEDOR, MACIEL NÃO DA NEM AS CARAS, ALIAS NUNCA DEU, JARBAS VAI PARA BRASILIA COM RAUL(RSSSSSSS), ANDRE DE PAULA ESTA NO COMANDO DO TITANIC(PFL), VAI SER MUITO BOM VE ESSA TURMA FORA DO PODER NO ESTADO E NO PAIS. DALHE EDUARDO E LULA.



11/10


2006

MST declara apoio à Eduardo Campos

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) em Pernambuco divulgou nota nesta terça-feira em que anuncia seu apoio oficial à candidatura de Eduardo Campos (PSB) ao governo de Pernambuco. "Esse segundo turno se configura como uma disputa de classes, entre um projeto popular para o Estado e para o Brasil e um projeto neoliberal do atual governo (Mendonça Filho, do PFL), que criminaliza e reprime os movimentos sociais", diz a nota, em que o movimento se dispõe a colocar sua militância à disposição do candidato.

Mendonça Filho teve 39,32% dos votos no primeiro turno, e Campos teve 33,81%. (Estadão)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


11/10


2006

PT: Alckmin já viajou o equivalente a um "Aerolula"

O comitê de campanha do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva divulgou nesta terça-feira nota informando que o candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, gastou "R$ 130 milhões com passagens aéreas e aluguel de veículos e aeronaves entre 2001 e 2005, quando governou o Estado de São Paulo". Esse valor, conforme a nota do comitê, equivale ao preço do chamado "Aerolula", o avião Airbus Corporate comprado pela Presidência da República.

O boletim de campanha de Lula contesta também a informação de Alckmin de que teria vendido os aviões do Estado. Conforme o comitê, as vendas não constam da relação de bens alienados da assembléia legislativa. (Estadão)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

VILLA QUESTIONADOR

Mesmo sendo verídica, à informação, gostaria só de lembrar que o "preço do Aerolula, é diferente do "custo" do Aerolula, o qual só poderá ser mensurado, com à quebra do sigilo dos tais "cartões corporativos". Votei, no Cristóvam Buarque, por sonhar com um País sério e culto...