FMO janeiro 2020

09/01


2008

Magalhães: "Para Lula, comprar deputado é mais barato"

 Na visão de Roberto Magalhães, a Câmara dos Deputados teve um papel igualmente importante no processo de derrubada da CPMF. Apesar de admitir que a oposição é “esmagada” pelos governistas, o parlamentar comemorou o adiamento, por mais de cinco meses, da votação da CPMF, fator que contribuiu para que o resultado no Senado fosse desfavorável ao governo petista.

“O presidente Lula conta com 14 partidos na sua base. É uma vantagem esmagadora, porque só temos três partidos conosco (oposição). Se os deputados dessas 14 legendas tivessem sido eleitos com o presidente, tudo bem, é a vontade do povo. Mas não, a maioria dos deputados foi cooptada e a gente sabe como. Comprar um deputado é muito mais barato do que comprar um partido”, denunciou Magalhães. (Informações da Folha de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Maria Isabel Siqueira Sousa

Aliás FHC tinha pavor a abertura de CPI. Bando de corruptos, falsos moralistas!!!! Que no governo de Lula houve algum "descomando", concordo. Mas que o país melhorou, isto não podemos negar! O poder de compra do pobre cresceu! Só os fanáticos radicais que não aceitam isto.

Maria Isabel Siqueira Sousa

Sabe, claro, mas finge que não sabe, da mesma forma que FHC sabia das falcatruas do desgoverno dele. A única diferença é que, por falta de prática, alguns assessores de Lula, "caem do cavalo". Vê se os corruptos de FHC "eram pegos" !! Sabe porquê?? Porque são treinados e também nunca houve CPI !!!

jose carlos da silva

Isto mostra claramente que o mensalão, mensalinho, compra de votos e o que queira denominar existe. Será que o Inácio da silva sabe?

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Lula não inovou e nem tampouco inventou a compra de votos. FHC que o diga. A diferença é que agora tudo é feito as claras, com o governo admitindo publicamente que só compra porque existem os que se vendem. E se existem os que se vendem é porque o povo tem que melhorar a qualidade de seu voto.

Sérgio J. Cadena Bandeira de Melo

QUE ELS FORAM E SÃO COMPRADOS SABEMO, PARA SABER QUEM SÃO ELES ,ERA ACABAR COM VOTAÇÃO SECRETA, AI IRÍAMOS SABER O PREÇO DELES, DAS Mercadorias.


Prefeitura de Jaboatão

09/01


2008

Eduardo: ''''Ninguém cria intriga entre nós''''

 O governador Eduardo Campos (PSB) descartou qualquer possibilidade de, até agora, ter conversado com o prefeito do Recife, João Paulo (PT), a respeito de os socialistas serem contemplados com o cargo de vice-prefeito na eleição deste ano. Ele deixou bem claro que o encontro que teve com o aliado, na semana passada, teria sido apenas para discutir a estratégia das forças governistas e garantiu que “ninguém cria intriga” entre eles.

“Não tem o menor fundamento (convite para o partido ocupar uma vice). Não adianta querer criar intriga entre nós que não vão conseguir. É preciso deixar muito claro que em hora nenhuma naquela sala onde estávamos eu,  João Lyra, ele (João Paulo) e Lygia Falcão (secretária municipal) foi tratada questão de vice, de algum nome. Não foi isso, sinceramente, não foi”. (Folha de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Maria Isabel Siqueira Sousa

Ô Milton tu sabes me informar o que foi aquilo na BR 232 ? kkkkkkkkk Que desmando "da mulesta dos cachorro" foi aquilo que quando acabou a obra (a menina dos olhos de Jarbas), ela já tava precisando de consertos ?? Me ajuda a desvendar esse mistério !!! kkkkkkkkk

Maria Isabel Siqueira Sousa

Eu queria saber de Milton se ele conhece a BR 232, a obra filha única do governo de Jarbas! Conhece? Já passou por ela?? O que achou? Se não me engano a BR ainda é uma criança, em termo de idade. Mas na aparência está uma idosa, como se tivesse feito várias cirurgias plásticas, cheia de remendos.

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Eduardo não precisa de conselhos de pessoas odiosas e sedentas de que tudo dê errado no estado. Ele está trabalhando firme para reconstruir PE e o reconhecimento vem em forma de aprovação popular ao seu governo. Basta ler Isto É que o coloca entre os líderes políticos mais influentes deste país.

Severino Isidoro Fernandes Guedes

A saúde e a segurança eram ótimas na época de Jarbas não é seu Tenório. Pelo menos com Eduardo novos hospitais já vão começar a ser construidos e os índices de violência tem diminuido, ainda que timidamente. Não é como na época do "rei da estrada" e governador de uma obra só.

milton tenorio pinto junior

Vai trabalhar Eduardo! A saúde e a segurança continua uma desgraça.


Cabo de Santo Agostinho

09/01


2008

Lyra avisa que seu partido não vai ouvir só João Paulo

 “Eu sempre tenho conversado, particularmente, com o prefeito João Paulo. Além de ser aliado, é um amigo que tenho na política. Não tenho nenhuma dúvida de que vamos caminhar juntos”, disse Lyra. No entanto, ele frisou que sua legenda não vai se limitar a apenas escutar o prefeito, pois “todos os partidos têm o direito de opinar e intervir na discussão”. No dia 12 de fevereiro, o gestor terá um encontro administrativo com o governador Eduardo Campos (PSB), mas também fará um relato das conversas feitas com as legendas.(Informações da Folha de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

09/01


2008

João Paulo insiste e não abre mão de João da Costa

 Paralelo aos eventos da Prefeitura do Recife, o prefeito João Paulo (PT) continua a árdua tarefa de conversar com as siglas aliadas em busca de um consenso pelo nome do seu predileto para a sucessão: o secretário de Planejamento e correligionário João da Costa. No que diz respeito ao encontro de hoje com o PCdoB, o prefeito adianta que não irá aproveitar a reunião para tentar convencer o vice-prefeito e comunista Luciano Siqueira a desistir da pré-candidatura defendida com afinco até o momento.

 “O objetivo não é fazê-lo mudar de posição de jeito nenhum. Acho que, se o PCdoB está convencido de que (Siqueira) deve ser seu candidato, não vejo problema. Agora, com isso, também não pode dizer que não possamos conversar e vamos conversar”, destaca.Na incansável jornada, o chefe do Executivo municipal confirmou, ontem, ao vice-governador João Lyra Neto (PDT), que está “de pé” a iniciativa de procurar o presidente estadual dos ped etistas, José Queiroz, para falar sobre o pleito.(Da Folha de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

roberto lima

que tem uma carinha de chato ,ah isso tem.

Severino Isidoro Fernandes Guedes

JP, infelizmente está tentando impor um nome sem densidade eleitoral para sucedê-lo e coloca em risco a vitória das forças populares e progressistas. Mas creio que tudo se resolverá no segundo turno, quando vamos novamente derrotar esses elititistas que nunca fizeram nada pelo povo.

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Deus nos livre que o prefeito do Recife seja esse tal de..., ih , como é mesmo o nome dele hein! Ah, lembrei: Mendoncinha. Esse dito cujo é o mesmo que tratou, junto com o traidor Jarbas, o funcionalismo a pão e água e relegou as políticas sociais do Estado a um estado de penúria total. Xô!

milton tenorio pinto junior

Vai quebrar a cara. o Prefeito do Recife será Mendonça Filho.



09/01


2008

Maciel: ''''Lula não vai ao Congresso, manda recados''''

 O senador Marco Maciel (DEM) considera que a derrubada da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) pelo Congresso Nacional mudou o eixo da política no Brasil. Na opinião do democrata, com a rejeição do tributo finalmente as atenções foram desviadas do Executivo para o Legislativo. “Eu tinha antevisto e conversava com os colegas que tivemos uma oportunidade ímpar de mudar o eixo da política no Brasil. O eixo se deslocou do Executivo para o Legislativo porque o ato de fazer uma lei é do Congresso e não do Executivo”, opinou. Marco Maciel e o deputado federal Roberto Magalhães (DEM) estiveram ontem à tarde na Folha de Pernambuco, em visita de cortesia ao presidente do Grupo EQM, Eduardo Monteiro.

O senador demonstrou que se ressente da maneira como Lula trata os parlamentares: "É um dos poucos países do mundo em que o presidente não visita a Casa, mas manda o chefe da Casa Civil para dar recados'', criticou.

Maciel destacou que a derrubada do “imposto do cheque” foi uma vitória, não só sobre o ponto de vista fiscal, mas principalmente sobre a ótica política. E enfatizou que talvez tenha sido o maior avanço do ano de 2007, quando não se concretizou a Reforma Tributária, “para melhorar a qualidade do imposto cobrado aos cidadãos”, e não se avançou na Reforma Política, “necessária ao fortalecimento das instituições públicas”. O senador lembrou ainda dos momentos em que eram visíveis a subordinação do Legislativo ao Executivo. “Nos projetos de lei enviados pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva  (PT) em regime de urgência ou nas propostas de emenda constitucional é que se dava preferência por terem sido de iniciativa do presidente, sem contar na problemática dos vetos. Estamos no Congresso com mais de mil vetos sem apreciação”, relatou.(Informações da Folha de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Maria Isabel Siqueira Sousa

kkkkkkkkk Realmente ele parece mais um jarro. Desde criancinha não o conheço nem com outra roupa nem nunca ouvi sua voz. É o senador "tanto faz". Acho que tudo que é questionado responde: "tanto faz" ! Nunca polemizou, nem questionou, nem nada !!! kkkkkk

Severino Isidoro Fernandes Guedes

MM fala? Aleluia! Pena que como vice-presidente tenha sido um zero a esquerda, não feito nada de importante para o Estado de PE, a não ser perseguir o honrado e saudoso gov. Arraes. Tomara que Lula saia mesmo para o senado para botar pra correr esse senador conservador e elitista.

Severino Isidoro Fernandes Guedes

O que MM não diz é que as elites conservadoras não votaram na CPMF para beneficiar o povo, porque a maioria dos pobres não tem conta em banco. Mas sim para causar dificuldades ao gov. Lula no campo social. Afinal desde quando essa gente cuidou de melhorar a qualidade de vida dos mais pobres?

Severino Isidoro Fernandes Guedes

MM fala? Incrível! Como vice-presidente da República foi um zero a esquerda. Não trouxe nada de importante para PE, exceto a perseguição ao saudoso e querido gov. Arraes. Tomara que Lula se candidate mesmo ao senado para esse senador elitista e conservador voltar pra casa.


Abreu e Lima - Prefeitura - Abreunozap

08/01


2008

Problemas e soluções para a cidadania francesa

 La Vilenueve é um bairro (por aqui se chama quartier) de Grenoble. É dessas obras de engenharia política que tem tudo para dar certo, só que aí entra a rivalidade política, adversários chegam ao poder e o que tinha tudo para dar certo, passa ser um enorme problema. O danado da política é que toda vez que um político tenta desconstruir o mérito de seus adversários, o maior – quase sempre único – prejudicado é o inocente, honesto e ordeiro cidadão bom pagador de impostos e cumpridor de suas obrigações e compromissos ético-morais. Pior: destes, sofrem quase sempre os mais frágeis, crianças, mulheres e, no caso francês, a juventude sem perspectivas de emprego. Aí fica fácil entender os protestos de Paris que assombraram o mundo em 2007.

 

Nesta terça-feira de um frio de regelar em Grenoble, visitamos La Vilenueve. Projeto político de um ex-prefeito socialista da cidade, Hubere Dubedout. Com capacidade para abrigar mais de cinco mil famílias e hoje com uma população de mais de 12 mil pessoas é um complexo de apartamentos com um grande parque, biblioteca, escolas, teatro. Mais, proposta de integração de classes sociais e étnicas: inicialmente, o projeto teria metade dos imóveis comercializados e a outra metade serviria de alojamento social para quem não podia comprar sua moradia.

 

Hoje ainda é um bonito lugar, carinhosamente apresentado à comitiva brasileira pelos simpáticos e acolhedores Danielle Thevenot, André Beranger - que abriu as portas de sua casa para conversar conosco demoradamente (com direito a bom café e a tradicional torta galet de roys, em homenagem ao Dia de Reis, 06 de janeiro) -, além do solícito Nöel Ferrand, que gentilmente nos deu uma providencial carona no dia mais frio que enfrentamos até agora no sudoeste da França.

 

Mas sem a atenção que deveria merecer La Villenueve tem muitos problemas. As pichções sendo pintadas cuidadosamente pelo pessoal da administração não escondia a ameaçadora presença das gangues juvenis na região. Também a droga avança arrasando a garotada. Somente o frio é que atrasou o “encontro” da “turma” no pátio do condomínio na manhã desta terça-feira.

 

Aí a gente vê aqueles meninos e meninas apressados correndo para a escolinha e pensa: o que será destes inocentes? É por isso que a ação solidária tem que avançar rapidamente. Ainda podemos salvar as futuras gerações...

 

Depois, almoçamos no Mosaikafé na cidade onde estamos instalados na casa do Thomas e da Elisabeth Letz. É um espaço sem fins lucrativos que serve refeições a baixo custo e tocado por um grupo de voluntários. Começou nas mãos de nossa anfitriã, Elisabeth anos atrás. A refeição deixou-me cheio de orgulho. Mesmo sem saber nosso singelo Restaurante Popular Dom Hélder Câmara tem um irmão gêmeo enquanto proposta solidária nesta pacata cidade de Saint Martin D’Éres.

 

O mundo é realmente pequeno. Em Grenoble funciona o Cause Commune (Causa Comum) no bairro de Jouhaux. A famosa Causa Comum pernambucana - onde atuaram Pedro Eurico (PSDB), João Braga (PV) e Roberto Franca (PSB) - do tempo de Dom Hélder foi inspirada nessa daqui. Coinciência maior? Tem. Quem toca o trabalho aqui chama-se Pasqualine Nove-Josserand. Ela foi minha vizinha no Engenho do Meio, adora o Carnaval de Olinda e é parceira da Cáritas Brasileira que tem assento no mesmo Conselho Estadual de Segurança Alimentar em que participamos representando a Ação da Cidadania Pernambuco Solidário.

 

Nesta quarta-feira seguiremos cedo para Paris onde novos projetos de solidariedade nos aguardam ao lado dos franceses e da comitiva do Quebec que participou do RÉCit. Anselmo Monteiro, de Grenoble e Saint Martin D’Éres, aos pés dos nevados Alpes franceses.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

08/01


2008

Descoberta do óbvio

Do site de Divane Carvalho

 Elementar: quanto mais policiais e mais viaturas da polícia circulando nas ruas, menos violência. Os gênios da área de Segurança Pública do governo Eduardo Campos demoraram para descobrir essa equação tão simples que reduziu em 38% os índices da criminalidade no feriadão de Ano Novo.
 
Antes tarde do que nunca, naturalmente. O resultado foi tão bom que o governo já anunciou que vai manter o esquema de mais PMs nas ruas e mais viaturas policiais rondando a cidade por tempo indeterminado. Um alento para a população do Recife que vive em estado permanente de tensão por conta dos bandidos que se transformaram nos donos das ruas. Com o policiamento ostensivo, com certeza essa situação vai mudar.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Essa do senhor Milton Tenóriio foi excelente. Recife não é Pernambuco. E é o que então, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais? Francamente, vamos criticar o governador, mas vamos saber criticar também né!

Gilberto Carvalho Moura

Acho que policiamento ostensivo, sem outras providencias, apenas troca a violência dos bandidos pela violencia policial.

fernando gordinho

que comentario né. obvio que a festa natalina e um perildo de reflexaõ,espira menos violencia quera DEUS melhorem em outras epocas como canaval.preciasmos construir presidio policia na rua mais pessoas na cadeiar.

Sérgio J. Cadena Bandeira de Melo

CURIOSO É QUE REALMENTE TEM VIATURAS MAS SÓ VEJO COM 2 POLÍCIAS, O MOTORISTA E OUTRO, NESTE CASO COMO EM UMA ABORDAGEM QUE TENHA MAS DE 2 SUSPEITOS ? FICA COMPLICADO PARA O POLICIAL.

milton tenorio pinto junior

E as outras cidades? Jaboatão nem sabe o que é policia. Recife não é pernambuco.


O Jornal do Poder

08/01


2008

Assessor de Lula nega simpatia pelas FARC

 O assessor especial para Assuntos Internacionais da Presidência, Marco Aurélio Garcia, disse nesta terça-feira à BBC Brasil que sua "posição não é de simpatia pelas Farc" – as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

A declaração foi feita em resposta à afirmação do ministro das Relações Exteriores da Colômbia, Fernando Araújo, de que a comissão que foi acompanhar uma suposta entrega de reféns a Chávez "chegou com um discurso muito carregado contra o governo (da Colômbia) e muito favorável às Farc".

Araújo fez a afirmação ao anunciar que o governo de Álvaro Uribe não aceitará novas comissões de observadores internacionais em seu território.

"A declaração é surpreendente", disse Marco Aurélio Garcia, que foi o representante brasileiro no grupo.

"É surpreendente porque não correspondente às posições do presidente Uribe. Acho que há algum desentendimento dentro do governo colombiano", afirmou.

"A comissão não tem nenhuma simpatia pelas Farc. Não conheço qual é a opinião pessoal de cada um dos membros da comissão, mas o grupo não revelou nem simpatia nem antipatia, colocou-se numa posição neutra. A minha posição não é de simpatia pelas Farc", afirmou. (Informações da BBC Brasil)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Eita povinho né seu Sales? Eita povinho que não sabe votar e que devia era se colocar em seu lugar de gentalha né? Afinal pra que transferir renda pra essa gentalha? Pau no gov. Lula! Queremos nossas peniqueiras e mão de obra barata de volta! DEMONIOCRATAS no poder já!

francisco sales

imbecil vai fazer no meio de uma curriola dessa ? será que não tem o que fazer ??? quando não está atrás de dossiê está fazendo gestos obcenos e agora lá vem com mais essa !! eita povinho !!!

francisco sales

esse povo é um bando de sem-noção a começar por esse imundo codinominado TOP-TOP-TOP ! esse triângulo: colômbia, venezuela e farcs são gente da pior estirpe ! Dizem que o Uribe cresceu graças a coisas duvidosas portanto, crédito zero ! Os outros 2 do grupo nem se fala ! O que esse......

Sérgio J. Cadena Bandeira de Melo

QUE TEM O BRASIL COM A CASA DOS OUTROS, QUEM MEXE EM CASA DE MARIMBONDO COM VARA CURTA TERMINA MORIBUNDO. É O CASO DELES. QUE PODE ATE NOS ATINGIR.GARCIA COMO ASSESSOR DO luiz ináco TENTE INDUZIR ELE A TER COMPAIXÃO, PIEDADE DÓ DA SAÚDE NO BRASIL, PARA QUE DEUS UM DIA O RECEBA E NÃO DE AS COSTA .


Potencial Pesquisa & Informação

08/01


2008

PA: TRE cassa o primeiro mandato por infidelidade

O Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA) cassou, na manhã desta terça-feira, o mandato do vereador João Maria Alves da Silva (PSL) por infidelidade partidária, de acordo com a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na qual se definiu que o mandato pertence ao partido e não ao político. É o primeiro caso julgado de infidelidade no Estado.

A decisão foi unânime. Os juizes do TRE acompanharam o voto do relator, juiz José Maria Teixeira do Rosário. O pedido da perda de mandato eletivo de vereador pertencente ao município de Santa Izabel, eleito pelo PSL, foi feito pelo presidente do partido, Francisco Vanderlei Barros Brito, devido à desfiliação sem justificativa.

O PSL informou que o vereador, eleito em 2004, solicitou sua desfiliação da legenda após pouco mais de dois anos de mandato, alegando motivos de ordem pessoal e de caráter definitivo. O PSL informou também que o vereador já estaria filiado ao PSC. Do JB Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

carlos terceiro de medeiros

Amigo Nivaldo, sou titular do blogdoterceiro.com e acompanho o trabalho de vocês diariamente. Gostaria de apenas lhes informar que essa foi a segunda cassação, porque a primeira foi de um vereador do município de Buritis em Rondônia. Aliás, essa informação, consta no próprio TSE. Um abraço, Carlos .



08/01


2008

João Paulo desmente que teria oferecido vice ao PSB

O prefeito do Recife, João Paulo (PT), desmentiu a informação de que teria oferecido a vaga de vice-prefeito ao PSB na chapa a ser comandada pelo PT nas eleições da Capital desse ano. “Causou-me muita estranheza essa informação de que uma fonte teria dito. Primeiro que uma conversa que tive com Milton Coelho (presidente estadual do PSB) foi muito anterior, e a conversa que tive com Eduardo Campos (governador), só participaram eu, o governador, o vice-governador e a minha secretaria Lygia Falcão. É muito esquisito”, questionou.

O petista, que conversará amanhã com integrantes do PCdoB, afirmou que a relação política entre o PT e o partido comunista facilitará o diálogo. “Somos aliados desde 2000, e depois na minha reeleição no 1º turno (2004). Acredito que temos tudo para ter uma importante conversa”, apostou.

O prefeito disse respeitar a decisão do PCdoB caso ele queira lançar a candidatura do vice-prefeito do Recife, Luciano Siqueira. João Paulo enfatizou que a sua posição é de construir uma unidade das forças de esquerda, mas caso contrário a saída será lançar múltiplas postulações. “Vamos conversar e se necessário estabelecer um cenário com múltiplas candidaturas e que todos sejam felizes”, ironizou. Da Agência Nordeste.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha