Gravatá IPTU 2019 Prorro

21/04


2010

Lula ironiza política externa de Fernando Henrique

 O presidente Lula aproveitou um evento no Itamaraty para criticar a política externa de Fernando Henrique Cardoso. Depois de dizer que o Brasil foi induzido por muitos anos a ter ''complexo de vira-latas'', voltou a comentar episódio protagonizado pelo ex-chanceler Celso Lafer, que teve que tirar o sapato ao chegar aos Estados Unidos, em 2002.

''Quando inventaram a história de tirar o sapato, disse para o Celso [Amorim]: ''ministro meu que tirar o sapato deixará de ser ministro. Se tiver que tirar o sapato, volte para o Brasil, porque não exigimos que ninguém tire o sapato aqui'', disse Lula, sem citar o ministro das Relações Exteriores de FHC. Em setembro de 2003, em evento no Rio, Lula havia feito ataque similar a Lafer. Em viagem diplomática aos Estados Unidos, em 31 de janeiro de 2002, Lafer foi obrigado a ficar descalço em três revistas feitas nos aeroportos de Miami, Washington e Nova York.

O discurso de improviso foi feito durante formatura de novos diplomatas, no Itamaraty. A plateia, formada por diplomatas e embaixadores, riu.
Lula disse que em seu governo o país passou a ter as posições ouvidas e respeitadas. ''Eu disse para o Celso [Amorim] tomar cuidado porque Brasil começou a ficar importante. Quando um país fica importante, gera ciúmes e começa a ganhar inimigos'', afirmou.(Informações da Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Paulo Robkstikeare

Lulla faz algo além de Ironizar? ah, sim, também tem o mensalão, a grande obra petralha.

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Lula está coberto de razão. Sua política externa deu show na diplomacia da Era FHC, onde o Itamaraty vivia de joelhos. Só o fato de tirar o FMI e seus arrogantes agentes do território nacional já credencia Lula como um presidente que deixou o Brasil mais altivo e afirmativo perante o mundo.

Jair Lima Lopes de Vasconcelos

Neste ponto específico, Lula tem toda razão. Aquela cena foi humilhante para o país.

romildo s. barros

LULA TEM MORAL PRA FALAR PPOIS NOSSO PAIS NAO VIVE PEDINDO ESMOLA A FMI COMO NOS TEMPOS DE FHC

Jonas

faltam 8 meses para esse ser, deixar a presidencia e voltar a ser o zero a esquerda de sempre, sem dinheiro palacio, sem plateia e sem midia.


Congresso Nordestino de Educação Médica

21/04


2010

Vencedores se desentendem após leilão. Queiroz Galvão sai

Protesto do grupo Greenpeace, que jogou esterco de vaca em frente<br> ao prédio da Agência Nacional de Energia Elétrica, em Brasília

Uma disputa entre os sócios do consórcio Norte Energia teria motivado a saída da construtora Queiroz Galvão do grupo. A Folha apurou que a construtora exigiu da Eletrobras a garantia de que teria contrato, como empreiteira, para execução de 80% das obras civis da usina de Belo Monte, orçada em R$ 19 bilhões. No caso da J. Malucelli, a desistência teria sido motivada por discordâncias sobre os valores da oferta.

O pedido foi feito na semana passada, e a Queiroz Galvão chegou a dizer que só depositaria sua parte das garantias financeiras de R$ 19 milhões (o correspondente a 10% do valor total, de R$ 190 milhões) caso houvesse essa garantia por parte da Eletrobras. A estatal teria se recusado, dando início aos desentendimentos.

A Queiroz cumpriu com sua parte financeira no depósito, mas, às vésperas do leilão, entregou carta de desistência do projeto aos outros sócios. Após o anúncio de vitória da Norte Energia sobre a Andrade Gutierrez, a Queiroz Galvão teria dito aos outros sócios que gostaria de permanecer no consórcio e pediu um prazo de sete dias para decidir. A Folha apurou, porém, que o clima está ruim para a permanência da Queiroz no grupo vencedor.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Transporte PMR

21/04


2010

PSDB faz notícia-crime contra instituto de pesquisas Sensus

 O PSDB decidiu entrar com uma notícia-crime contra o Instituto Sensus no Ministério Público Eleitoral. Os advogados do partido pedirão abertura de investigação sobre o instituto de pesquisa por três crimes previstos na legislação: divulgação de pesquisa fraudulenta, divulgação de dados irregulares e obstrução à ação fiscalizatória de partido político. Cada uma das infrações prevê, caso confirmada, detenção de seis meses a um ano e multa. A decisão, que leva para a esfera penal uma polêmica até aqui tratada na área cível, foi tomada após análise de relatório produzido pelo próprio PSDB, que apontou cinco irregularidades em pesquisa divulgada pelo Sensus semana passada, como revelou a Folha ontem

O levantamento foi encomendado por um sindicato de São Paulo, ligado à Força Sindical, e apontou empate técnico entre os pré-candidatos à Presidência José Serra (32,7%) e Dilma Rousseff (32,4%). Das pesquisas divulgadas até agora, esse foi o resultado mais apertado. No último sábado, o Datafolha mostrou Serra dez pontos percentuais à frente da petista (38% x 28%)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Paulo Robkstikeare

Mais do que certo. A pesquisa não define voto, mas, sua confecção comprada é crime e dá inclusive cadeia. Mas, petralha acha normal comprar pesquisa e dossiês fajutos!

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Interessante é que o próprio cientista político contratdo pelo PSDB disse textualmente nada ter encontrado de irregular na dita pesquisa.

uilma

CRIME É COM OS PETRALHAS MESMO, COM A PALAVRA A FAMILIA DO FALECIDO CELSO DANIEL.


Prefeitura de Olinda 2019

21/04


2010

Aécio morderá isca?

 Resta saber se Aécio Neves  vai  morder a isca, porque o   anzol lançado por José Serra continua na água. Fala-se da proposta do candidato tucano de acabar com a reeleição e de dar aos presidentes da República cinco anos de mandato.  Com um jeitinho Serra poderá acrescentar  que  a extensão do período presidencial não valerá para ele, se for eleito em outubro, mas para o sucessor, ou seja, Aécio, caso aceite ser agora o seu companheiro de chapa.

A sugestão não é nova. Volta e meia faz parte das considerações de políticos, mas sempre de forma casuística, visando algum interesse. Houve tempo em que o PT se insurgiu contra a reeleição, por coincidência quando  Fernando Henrique Cardoso conseguiu arrancá-la do Congresso e foi disputar o  segundo mandato, apesar de eleito apenas para o primeiro. Foi só o Lula vencer em 2002 para os companheiros voltarem atrás, dizendo-se desde criancinhas partidários da reeleição. Agora, depende: caso vença Dilma Rousseff, manterão o apoio. Ganhando José Serra, estarão aplaudindo a oferta feita por ele ao ex-governador de Minas, de modo a que o Lula possa disputar a eleição de 2014.


Importa menos a tradição republicana que sempre proibiu a reeleição de presidentes da República. De Deodoro da Fonseca a Itamar Franco, nem se discutia a hipótese, tida como inadequada, capaz de favorecer a corrupção, dada a abominável prática de os mandatários não precisarem desincompatibilizar-se. Disputar um mandato no exercício de outro é piada, com o poder nas mãos e o Diário Oficial nos pés.  Uma vergonha, realmente, da qual não se livrarão tucanos e companheiros, tão distantes na política  mas unidos na lambança.

 

(Carlos Chagas)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

romildo s. barros

O DEM E O PPS E DESCARTADO POR SERRA QUE HUMILHAÇAO, VIRARAM PARTIDOS NANICOS

uilma

DUAS COISAS EU NÃO GOSTEI DO GOVERNO DE FHC; UMA FOI REELEIÇÃO OUTRA FOI O ARROXO SALÁRIAL, A REELEIÇÃO NOS OBRIGOU PASSAR OITO ANOS OUVINDO UMA ANTA NORDESTINA ISSO PRA MIM FOI O FIM, MAS BOM É QUE O TEMPO PASSA RAPIDO E A ANTA JÁ VAI TARDE.



21/04


2010

Brasília 50 anos: boletim médico

Sponholz

Brasília, Distrito Federal.
Nascimento: 21 de abril de 1960. 50 anos completados hoje.
Parteiros: Oscar Niemeyer e Lúcio Costa.
Pai: Juscelino Kubitscheck de Oliveira.

Resumo: Estado de saúde política na UTI há anos. Sintomas de uma doença séria surgidos só no início de 2010.

Diagnóstico: Corrupção Grave em vários órgãos, com infecção generalizada. Dois tumors extraídos do cérebro administrativo. A capital respira por aparelhos públicos e com ajuda de dosagens paliativas de esperança. Equipe estuda intervenção cirúrgica imediata para salvar a vida.

(Leandro Mazzini - Jornal do Brasil)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ArcoVerde

21/04


2010

Senadores franceses indagam Sarney sobre compra de caças

 A comitiva do Senado francês indagou, nesta terça-feira, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), sobre a escolha dos caças que são oferecidos pela França, Suécia e EUA ao Brasil, informa o portal Terra. O parlamentar brasileiro disse que vai "esperar a comissão se pronunciar" sobre o estudo que o governo está finalizando para escolher as aeronaves. As informações são da Agência Senado.

O grupo francês, denominado Grupo de Amizade França-Brasil, presidido pelo senador Roland du Luart, é composto ainda pelos senadores Bernard Angels, Ambroise Dupont, Jean-Pierre Chauveau e as senadoras Odette Terrade e Françoise Laborde.

Roland du Luart perguntou a José Sarney sobre a atual situação política do País e ouviu do presidente do Senado que a situação brasileira é "excelente". O parlamentar disse que o Brasil foi um dos primeiros a superar a crise econômica mundial e estimou que o Produto Interno Bruto em 2010 deve crescer entre 5 e 6%.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

uilma

O PAIS NÃO MAS A CONTA DE SARNEY NA SUIISSA ESTÁ EXELENTE,E VIDA POLITICA DOS BANDIDOS COMO ELE MAIS AINDA.


Asfaltos

21/04


2010

Plim Plim: formiga(PT) sabe que roça come

 Embora parlamentares petistas tenham festejado no Twitter o recuo da Rede Globo, que retirou do ar peça institucional considerada passível de associação com a propaganda de José Serra (PSDB), o comando da campanha de Dilma Rousseff (PT) desaprovou a condução do episódio, no qual o coordenador da área de internet, Marcelo Branco, deflagrou na blogosfera uma ofensiva contra a emissora - com a qual o QG dilmista vem tentando aparar arestas.

O guru virtual foi alertado de que suas novas funções o impedem de se manifestar como bem entender - daí a mensagem, postada por Branco no final da tarde de anteontem, para registrar que havia feito seus comentários “em caráter pessoal”.(Painel - Folha de S.Paulo - Renata Lo Prete)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Paulo Robkstikeare

Isso é típico dos ditadores. A Globo impedida de comemorar os 45 anos porque é o mesmo número dos tucanos. Isso mostra bem o que pensa o petralha sobre a liberdade e a honestidade.

uilma

KUAKUA

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Pra desmoralizar a Globo, o Estadão e a indefectível revista Veja (ou seria Óia?!) basta uma pessoa só: o presidente Lula. Único político que passará para História tendo desmoralizado uma campanha difamatória e golpista que visava apeá-lo do governo. Nem Vargas e JK chegaram a tanto.

Felisberto Nobre

A petralhada da Rucefa, a muié do homi,tá ficando inteligente. Queimaram o Branco na primeira rodada...Que pena !, o coroa modernoso iria fazer outros belos gols pra Serra...

uilma

BEM FEITO!



21/04


2010

Mandam no nosso e guardam o deles

 Na tremenda discussão sobre o aumento dos aposentados, que o Governo Lula pretende manter em 6,14%, sua própria base parlamentar quer colocar em 7,71% e a oposição insiste em 8,71%, ninguém está falando a verdade. A oposição, quando era Governo, segurou o aumento dos aposentados (e ainda criou o tal fator previdenciário, que achata os salários); a base parlamentar governista, nos últimos sete anos, ficou quietinha, só se manifestando na véspera das eleições; e o presidente Lula, quando era oposição, propunha aumentos bem maiores.

O fato é que a discussão não é esta: do jeito que a coisa está, o aumento é insuficiente para os aposentados e excessivo para as contas da Previdência, que não aguenta pagar. O que é preciso, e ninguém quer discutir, é a unificação da Previdência. Por que um funcionário público aposentado recebe o salário integral, enquanto os assalariados menos iguais recebem uma fração disso?

Não há o que argumentar: ou todos são iguais perante a lei ou não são. Tudo bem, quem é funcionário público foi contratado na expectativa de, quando se aposentar, receber o salário integral, ou algo bem próximo disso; seria traumático mexer no que, explícita ou implicitamente, faz parte de seu contrato. Mas quem fosse admitido de agora em diante poderia ingressar na Previdência única. Demora muito para começar a acertar as contas? Pois vai demorar mais ainda se houver atrasos para iniciar o processo. Se o Governo anterior tivesse tido a coragem de implementar essa ideia, faltariam 20 anos. Não teve. Por isso faltam 30.

(Coluna Carlos Brickmann)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

uilma

É SÓ OS APOSENTADOS DÁ O TROCO AO POSTE.


bm4 Marketing 4