Lavareda

18/02


2009

Arthur Cunha Lima assume governo da Paraíba

Em cumprimento à decisão do Tribunal Superior Eleitoral, o presidente da Assembléia Legislativa da Paraíba, deputado Arthur Cunha Lima, está assumindo em instantes, temporariamente, o Governo do Estado. Cassado na noite desta quarta-feira, o ex-governador Cássio Cunha Lima foi notificado oficialmente pela Chefia de Gabinete por volta das 8h30.

No mesmo instante, no prédio do Tribunal Regional Eleitoral, o novo governador José Maranhão era diplomado pelo presidente da corte, também cumprindo determinação do TSE. Ele já protocolou a renúncia ao cargo de senador.

Diante da decisão dos ministros do TSE pela confirmação da cassação do governador Cássio Cunha Lima, o presidente da Assembléia Legislativa tem de assumir o cargo para que não haja vacância. Está marcado para a tarde de hoje a transmissão do cargo a José Maranhão.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

18/02


2009

Presidente da Assembleia quer eleições indiretas na PB

O presidente da Assembléia Legislativa da Paraíba, Arthur Cunha Lima (PSDB), declarou ao Portal PB Agora que vai entrar com recurso extraordinário pedindo o direito de realizar eleições indiretas, com base no artigo 81 da Constituição Federal que determina eleições indiretas em caso de vacância do cardo no segundo biênio do mandato.

"Ninguém vai me tirar esse direito constitucional de realizar eleições indiretas. Uma norma infra-constitucional ou uma interpretação não podem ser maiores do que a Constituição Federal", disparou Arthur. Ele disse que não dará posse ao senador José Maranhão (PMDB), conforme decisão do TSE, enquanto o STF não se pronunciar sobre seu recurso.

A tese foi levantada pelo ministro Arnaldo Versiani ao apresentar seu voto-vista na sessão desta terça pelo Tribunal Superior Eleitoral. Por cinco votos a dois, no entanto, ela foi derrubada pelo TSE, que determinou posse imediata de Maranhão.

"Já estou com o recurso pronto e com advogados lá no STF para dar entrada no recurso", disparou Arhtur. O senador José Maranhão afirmou que vai renunciar o cargo de senador nesta quarta para requerer diploma junto ao TRE. (PB Agora)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Apolinário Fernando

Meu prezado Cassio Cunha Lima, Nem Deus se livrou dos inimigos. Voce, assim, como outros homens públicos desse País, sofre a perseguição de uma Justiça falida e direcionada. Não baixe a cabeça, pois a sua juventude, seu trabalho e amor pela Paraiba não pode parar. Justiça será feita em 2010.


Abreu no Zap

18/02


2009

Maranhão anuncia secretariado ainda hoje

 

 

 

 

 

 

 

 

O senador José Maranhão (PMDB) desembarca, daqui a pouco,no Aeroporto Castro Pinto, em Bayeux, a fim de cumprir roteiro de posse no governo do Estado da Paraíba, conforme decisão do TSE, que ontem manteve a cassação do governador Cássio Cunha Lima (PSDB). Maranhão já está com o secretariado formado e já deve anunciar os nomes ainda hoje, informou fonte ligada ao peemedebista.

Ontem, após o julgamento, em seu apartamento em Brasília, Maranhão traçou algumas diretrizes iniciais. Entre elas, a garantia de respeito ao governador cassado. ''Haverá respeito e Maranhão pediu que não tripudiassem do grupo que sai'', declarou a fonte.

Maranhão vai direito ao TRE pegar a diplomação de governador e, à tarde, por volta das 16hs, toma posse na Assembléia Legislativa. À noite, já como governador, Maranhão pretende fazer sua primeira aparição pública ao descer no Bloco das Muriçocas.(PB Agora)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

18/02


2009

Planalto omite gastos com evento para promover Dilma

 

 

 

 

 

 

 

 

Nota de empenho do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (Siafi) obtida pelo jornal O Estado de S. Paulo mostra que a União vai desembolsar mais R$ 1.349.832 para arcar com despesas do Encontro Nacional com os Novos Prefeitos e Prefeitas, que durou dois dias, na semana passada, em Brasília. A quantia é 5,3 vezes maior do que a admitida pelo Palácio do Planalto, R$ 253 mil. A beneficiária será a empresa Dialog Serviços de Comunicação e Eventos Ltda. Somadas as faturas, o custo total para o governo atinge R$ 1.602.832.

A conta oficial apresentada em um primeiro momento pela Presidência - para rebater suspeitas de que o evento se tornara um palanque eleitoral para a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff - omitiu o envolvimento de outros órgãos na promoção do encontro, considerado eleitoreiro pela oposição.

De acordo com o Siafi, o dinheiro usado para financiar o evento saiu do Ministério das Cidades. O valor faz parte da verba destinada ao apoio à política de desenvolvimento urbano, que a pasta define nos seguintes termos: "Fortalecer a capacidade técnica e institucional dos municípios nas áreas de planejamento, serviços urbanos e gestão territorial".

A assessoria de comunicação do ministério afirmou que esses objetivos foram plenamente atendidos no "no corpo a corpo" com os prefeitos. "São nossa clientela, daí porque fazemos um esforço permanente de comunicação", informou. A Secretaria de Imprensa da Presidência admitiu ontem que a conta palaciana divulgada na semana passada não contemplava os valores empenhados pelo Ministério das Cidades. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Pedro Batista Filho

O PT nem roubar sabe, tem q aprender c o clã Mendonça, q deu um calote de mais de R$350.000.000,00(Haja zero) no BNB e ainda diz q o banco é q tá errado.

Cátia Santos

CADÊ OS "DEFENSORES" DESSES LARÁPIOS DE CARTERINHAS??? Oh corja braba...



18/02


2009

Deputados buscam aumento dos próprios salários

O presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), decidiu criar um grupo de trabalho para tratar de temas de interesse do Judiciário, incluindo o aumento dos vencimentos dos ministros do Supremo Tribunal Federal, atualmente em R$ 24.500 mensais. A atitude abre caminho para, no futuro, os próprios parlamentares reivindicarem reajustes salariais. Muitos deputados já defendem a equiparação com os magistrados do STF.

A informação sobre a decisão do presidente da Câmara foi passada ao Congresso em Foco pelo vice-líder do governo no Congresso, deputado Ricardo Barros. Ontem, Temer conversou com Barros (PP-PR), sobre o assunto. ''Ele determinou que o Mozart [Vianna, secretário geral da Mesa] tomasse as providências'', informou Barros.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/02


2009

Coluna de hoje na Folha

        Se a moda pega ...

 

Dá arrepios o que ocorreu na Venezuela: a aprovação, através de um plebiscito suspeito, de uma emenda constitucional permitindo a reeleição indefinida de Hugo Chávez. A utilização da máquina estatal chavista foi abusiva e ilegal. O governo usou espaços e recursos públicos, vestiu servidores e soldados com camisetas vermelhas e obrigou os trabalhadores estatais a participarem das manifestações a favor do sim.

 

O que ficou claro na Venezuela é que o País vive uma involução democrática, com o aprofundamento do modelo socialista autoritário de Chávez, que na verdade é um populista militar. Que o retrocesso venezuelano não tenha reflexos na América Latina como um todo, especialmente no Brasil, onde assistimos perplexos aliados do presidente Lula defendendo abertamente o terceiro mandato, rasgando, assim, a Constituição.

 

Como no Brasil, onde o fenômeno Lula se enraíza nos grotões nordestinos por causa do Bolsa-Família, na Venezuela o chavismo venceu em mais de 60% da área rural. Lá, infelizmente, os pobres não estão preocupados com a democracia, mas sim em garantir ajudas semelhantes a uma bolsa-família.

 

A campanha de Chávez tem muita semelhança com o que se observa no Brasil, porque foi feita em cima da falsa tese de que sem o chavismo, acabarão as políticas sociais implantadas nas últimas décadas. Triste Venezuela!

 

NA PENA DE MAGALHÃES – Roberto Magalhães talvez seja o único parlamentar que tenha optado por passar o Carnaval em Brasília. Aproveita a tranqüilidade da cidade para preparar a consulta que o DEM, o seu partido, fará ao TSE sobre a legalidade da extensão dos atos que a ministra Dilma Rousseff tem participado pelo País afora, o que caracterizaria campanha antecipada. Como Magalhães em horror à festa momesca, a escolha do seu nome caiu como uma luva.

 

Barrado no baile - Em tempos de pré-campanha eleitoral pró-Dilma, o cerimonial do Planalto está cada vez mais rígido. Na visita de Lula a Salgueiro só subiram ao palanque as autoridades que ocupariam as oito cadeiras reservadas. O secretário de Desenvolvimento, Fernando Bezerra, que acompanhava o governador, foi barrado e teve que assistir a cerimônia debaixo de sol de 40 graus.

 

A redenção de Paulista - O deputado Amaury Pinto (PR) pediu audiência ao governador Eduardo Campos. Quer entregá-lo uma proposta para criação de um centro de moda popular em Paulista e um pólo têxtil. No seu entender, seu projeto seria a redenção da área metropolitana norte. “Para isso, as empresas teriam que receber incentivos fiscais, como na sulanca”, diz. Na AL, Pinto ocupa a vaga de Sebastião Oliveira.

 

Tropeço verbal - O líder do PT na AL, Sérgio Leite, diz que Jarbas foi no mínimo incoerente ao atacar de forma generalizada partidos e políticos. “Foi essa gente que o senador ataca, agora, que no passado o elegeu governador por dois mandatos seguidos. Ou seja, no passado, para ele, prestava. Agora, não serve mais”, ironiza.

 

Na mão de Inocêncio - O secretário de Transportes, Sebastião Oliveira, embora tenha ampliado suas bases no sertão, reafirma que será candidato à reeleição de deputado estadual. “Só daria um passo adiante em busca de um mandato de deputado federal se recebesse a missão do meu líder Inocêncio Oliveira e fosse por ele apadrinhado”, observa.

 

Curtas

 

CONTRATAÇÕES – O presidente da Copergás, Aldo Guedes, já contratou 27 dos 37 candidatos aprovados no concurso da empresa. Até março, admitirá os 10 restantes. Com isso, antecipa em um ano o prazo que teria para regularizar os habilitados.

 

COMISSÃO – O deputado Pastor Cleiton Collins (PSC) assumiu a presidência da Comissão de Assuntos Internacionais da Assembleia. O momento, de crise no mundo globalizada, parece oportuno para um debate sobre seus efeitos no Estado.

 

CORREÇÃO – A pressa é inimiga de perfeição, diz o ditado popular. Na nota que publicamos, ontem, sobre os efeitos da crise internacional em Pernambuco, o corte de 4% no FPE representa uma perda de R$ 15 milhões e não R$ 300 milhões.

 

''Feliz aquele que teme a Deus, o SENHOR, que tem prazer em obedecer aos seus mandamentos!''(Salmos 112-1)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Severino Isidoro Fernandes Guedes

... dizem que é fraude mesmo com a oposição tendo reconhecido a derrota e legitimado o processo. Dá pra entender? Eita midiazinha reaça e serviçal das elites conservadoras essa do Brasil (com dona Veja, Globeleza, Estadão, etc., como comissão de frente).

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Não quero entrar no mérito da soberania do povo venezuelano, mas é engraçado que um "ditador" se mantenha no poder pela vontade do povo. Engraçado é que se fosse pela força a mídia cairia de pau, como é pelo voto, pelo processo democrático, caem do mesmo jeito, dizem que foi "fraude"...

luiz

queria entender porque ,este blog, "bate " tanto em fernando bezerra coelho.luiz.

Renato Santos

Chavez ganhou porque a pobreza extrema foi reduzida de 17,1% a 7,9%. Cresceu a taxa de escolaridade, que subiu de 40 a 60%. O analfabetismo foi erradicado. A taxa de mortalidade infantil caiu pela metade e o consumo de alimentos subiu 170%.

Pedro Batista Filho

Sra.Monica, seus KKKs soam falsos como uma nota de 15, pro seu governo só votei em DUDU(?)Q intimidade, no 2o turno. É q estranhei, pois a sra. postou uns 10 ou mais comentários dizendo q toda sua familia votou no senador, acho q ñ precisava tanto, mais tudo bem, isso é problema seu e de sua familia



18/02


2009

Atucanou?

Carlos Chagas - Tribuna da Imprensa Online 

Exegetas das minúcias jornalísticas apontam dois detalhes na explosiva entrevista do senador Jarbas Vasconcelos para concluir que o ex-governador de Pernambuco está atucanando. Porque, primeiro, depois de massacrar a administração do presidente Lula, ele abriu exceção apenas à política econômica, elogiando-a por ser a mesma adotada no governo Fernando Henrique. Depois, por haver gratuitamente criticado a política externa atual, cuja única diferença com a anterior é ser simpática ao bloco dos Chávez, Evos e outros, por coincidência um dos principais alvos do PSDB. Nem é preciso lembrar que Jarbas Vasconcelos também se declarou partidário da candidatura de José Serra.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Wildes Jackson Lopes

O desprezo do alto comando dos partidos políticos para com o tema é deplorável.

Wildes Jackson Lopes

.Por tudo isto, uma sociedade que se pretende assumir uma condição fortalecida neste novo milênio, precisa discutir a corrupção, num verdadeiro mutirão com vistar a fixar a corrupção no Brasil a níveis civilizados.Até pode se abster o autor da denùncia, a causa jamais.O desprezo do alto comando dos

Wildes Jackson Lopes

Depois, que o Brasil melhorou na economia e que há dados importantes a comemorar, como a elevação real do salário mínimo, não há que se questionar.Agora, igualmente inquestionável é aleniência das autoridades brasileiras no trato com a corrupção nas três esferas do poder.Por tudo isto, uma sociedade

Wildes Jackson Lopes

. Jarbas, no entanto tem caráter inabalável, e por isso a alta imprensa o ouve.É por isso que na opinião pública repercurte o seu gesto.Interesses todos têm.Agora visualizar, por ora, em um político que cumpriu em sua carreira os mais altos cargos, é difícil. Depois, que o Brasil melhorou na econo

Wildes Jackson Lopes

Tudo o que se disse não é novidade.Está certo o articulista.O que ele não dá ênfase é que as verdades saiam à boucas miúdas, quase miando.Agora elas sairam com estampidos, pois saíram da fornalha de um político com história, e que fala do partido ao qual pertence.Polêmico, praticou erros . Jarbas, n



18/02


2009

PSOL pede que Jarbas aponte ''''corruptos do PMDB"

 Não foram só os membros do PMDB que não ficaram satisfeitos com as declarações de Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) contra integrantes do próprio partido. Por outras razões, o PSOL enviou ontem carta ao senador peemedebista pedindo que o parlamentar torne público os nomes dos integrantes da agremiação que estariam envolvidos em atos de corrupção. Assinada pelo senador José Nery (PSOL-PA) e pelos deputados Chico Alencar (PSOL-RJ) e Ivan Valente (PSOL-SP), a carta afirma que a divulgação dos nomes é uma ''enorme contribuição à moralização da vida pública brasileira''.

''Suas denúncias devem vir acompanhadas do detalhamento de situações, nomes e fatos que gerem iniciativas aguardadas por toda a sociedade, em nome do interesse público. Esta seria uma saudável providência para que os fatos por Vossa Excelência relatados não caiam no esquecimento e possam ser devidamente apurados'', pedem os parlamentares.(Tribuna da Imprensa - Online)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

wladimir quirino

PQ o PT? Jarbas tem que apontar os corruptos do PMDB? Os mesmos que sempre o elegeram.



18/02


2009

O ataque jarbista e o PMDB: nem fingir eles fingem

Clovis Rossi - Folha de S.Paulo

 Confesso que não me emocionou nem um pouquinho a afirmação do senador Jarbas Vasconcelos de que "boa parte" de seu partido, o PMDB, gosta mesmo é de corrupção. Afinal, não conheço um só jornalista que tenha escrito ao menos duas linhas sobre política nos últimos 20 e tantos anos que não tenha, uma vez na vida, dito em voz baixa a mesma coisa que Jarbas grita. Tampouco conheço um só leitor -que não seja filiado a partido político- que não pense a mesma coisa sobre o PMDB e, de quebra, sobre todos os demais partidos, grandes e médios -ou até alguns pequenos.

Tampouco é novidade. Um certo Luiz Inácio Lula da Silva, antes de ser presidente, já havia dito que o Congresso é formado por uns "300 picaretas". Como o PMDB sempre foi maioria relativa no Congresso, é inescapável supor que Lula acha (ou achava) que "boa parte" do PMDB é formada por "picaretas". O fato de ter-se unido a eles, uma vez na Presidência, fala mal de Lula, mas não absolve o PMDB. Por tudo isso, não havia uma só razão para prestar muita atenção à fala de Jarbas.

Mas me emocionou, sim, pelas piores razões, a reação do PMDB, esse assobiar e olhar para o lado, como se o senador estivesse falando de outra agrupação. "Não queremos dar relevo a algo que não tem especificidade", reagiu, por exemplo, Michel Temer, ainda presidente do PMDB.

Como não tem? Dizer que "boa parte" do partido gosta de corrupção não é suficientemente específico para iniciar vigorosa ação exigindo nomes? Ou para expulsar o senador por leviandade? Em outros tempos, o PMDB ou qualquer partido urraria de indignação, fingida ou real. Cada peemedebista esfregaria na cara do denunciante a "ilibada" reputação que diria possuir. Hoje, ninguém mais nem finge indignação, e "ilibada reputação" caiu em desuso.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Pedro Batista Filho

Concordo Jonas, o q já se sabe dito por um senador da própria agremiação tem um impacto maior, a lamentar só sabermos q Renan, Sarney e toda trupe q já sabiamos ser o q é, fazia parte do governo apoiado por esse mesmo senador, q só hoje demonstra indignação. Por isto várias conotações a denúncia.

Jonas C Holanda Junior

Dizer o que Jarbas disse qualquer um poderia dizer. Só que o peso, daquilo dito pelo insuspeito Senador da República Jarbas Vasconcelos, é bem diferente das demais denúncias. É sua assinatura, meu caro, o grande diferencial.

monica dantas

Olhe que Jarbas é noticia nacional e até internacional, dá-lhe Jarbas.

monica dantas

Olhe que Jarbas é nuticia nacional e até internacional, dá-lhe Jarbas.

monica dantas

Parabens ao Governador Empreendedor,Hoje Senador Jarbas Vasconcelos,pela sua cooerencia e principalmente coragem em falar o q muitos cidadões de BEM pensam mas ñ tiveram oportunidade de falar.Me orgulho de ter Jarbas como Senador representado PE.Olhe q niguem desmente só tenta desqualificar oSenador



18/02


2009

Maranhão diz que assume governo da PB ainda hoje

 O senador José Maranhão (PMDB) declarou na noite desta terça-feira (17), tão logo o Tribunal Superior Eleitoral decidiu pela cassação do governador Cássio Cunha Lima (PSDB) e do vice-governador José Lacerda Neto (DEM), que pretende assumir o Governo da Paraíba ainda nesta quarta-feira (18). Ele preferiu não entrar em detalhes sobre quando se dará sua renúncia no Senado Federal, apesar desta ser uma condição para que ele sua o Governo. Sua chegada em João Pessoa está programada para às 8h.

Segundo o futuro governador da Paraíba, a decisão do TSE repõe a verdade das urnas e a recupera a dignidade do do povo paraibano, que agora se vê revestido do sentimento de justiça.

''A decisão do povo paraibano foi a de nos dar a vitória nas urnas, mas a fraude, a prepotência e a compra de votos mascarou o resultado final do pleito'', destacou.  (Site Paraiba1 - Phelipe Caldas)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores