FMO janeiro 2020

23/12


2011

Coluna da sexta-feira

         Bicudos irreconciliáveis

O governador em exercício João Lyra Neto (PDT) já sabia que o prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT), não daria o ar da sua graça na festa de confraternização de fim de ano do seu grupo, anteontem, na capital do Agreste. Por isso, em nenhum momento assegurou, na conversa com os jornalistas, que o “aliado” apareceria.

Queiroz e Lyra estão afastados, para não dizer rompidos. Mas, não assumem de público para não estressar a Frente Popular e não causar aborrecimentos ao governador Eduardo Campos. Conforme já disse em público o próprio Lyra, Queiroz, na condição de presidente estadual do PDT, ignora o vice-governador para convites institucionais e partidários.

Pelo que deixou a entender, provavelmente nem se falem ao telefone nem tampouco pessoalmente. A briga não é recente. Vem de longe. Desde quando disputavam a hegemonia política em Caruaru. São dois pavões. Um se acha melhor prefeito do que outro. Vivem fazendo comparações entre suas gestões municipais. Vaidade pura!

Mas, infelizmente, não conseguem vencer essas idiossincrasias.  E não será agora, depois de tantos chãos percorridos, que deixarão sofrer uma metamorfose.

Interessa a Lyra a impopularidade de Queiroz, sim, porque ele enxerga, como todo político que deseja o pior para o adversário, uma luz no fim do túnel para emplacar a sua filha, deputada estadual Raquel Lyra, filiada ao PSB do governador, como plano B para disputar a Prefeitura de Caruaru.

CASTIGO – Se o prefeito de Paulista, Yves Ribeiro (PSB), insistir em  continuar fazendo beicinho ao nome do vereador Júnior Matuto, para disputar a Prefeitura, o governador Eduardo Campos dará a ele um castigo maior do que o de não o receber em audiência há exatos um ano e três meses. Ele vive mendigando uma conversa em Palácio com o governador, mas seus despachos se resumem, no máximo, ao chefe da Casa Civil, Tadeu Alencar. E olhe lá!

A perua do assessor - Marcos Augusto, um dos principais assessores do prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT), confirmou ao jornalista Rubem Júnior, assessor do governador em exercício João Lyra Neto, que o chefe passaria exatamente às 19 horas na confraternização do Grupo Lyra. Mas, como se diz em Caruaru, foi uma perua. Depois, seu celular só dava fora de área.

O candidato do governador - Da Europa, onde relaxa em férias, o governador Eduardo Campos (PSB) ordenou para João Lyra Neto caprichar no ato que preside, hoje, em Serra Talhada, empinando a candidatura do deputado Sebastião Oliveira (PR) a prefeito. Ali, ao lado de Inocêncio Oliveira, Lyra assina a ordem de serviço do asfalto da PE-418, ligando Serra à fronteira com a Paraíba. Na intimidade, o governador só chama seu candidato em Serra de “Sebá”.

Vem troco - O ministro Fernando Bezerra não assimilou as declarações do prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio (PMDB), no ato em que confirmou sua candidatura à reeleição. Lóssio bateu em Eduardo, sugerindo que nada fez por Petrolina nem tampouco o ministro, que, secretário do Desenvolvimento, não levou uma só indústria para o município.

MST dá trégua - O líder do MST em Pernambuco, Jaime Amorim, roubou a cena na confraternização do Grupo Lyra em Caruaru. Paranaense, Amorim mora em Caruaru há mais de 15 anos, já foi preso algumas vezes e diz que deu uma trégua ao Governo Dilma. “O ritmo de desapropriações no Governo Lula foi decepcionante. Estamos quase no fim da trégua a Dilma”, adverte.

 

CURTAS

FALANDO GROSSO - Eleito à revelia do prefeito José Queiroz, o presidente da Câmara de Caruaru, Licius Cavalcante (PCdoB), disse, ontem, à Rádio Cultura, que não tem compromisso com a reeleição do pedetista e que mantém, no momento, uma postura de independência. O que dirá o comando estadual comunista?

DERROTA - O prefeito afastado de Araripina, Lula Sampaio (PSDB), sofreu, ontem, um tremendo revés na justiça federal. Recorreu da decisão do Tribunal Regional Eleitoral, que o afastou por improbidade administrativa há 15 dias, mas não conseguiu a liminar. Resta sabe agora se haverá intervenção estadual.

PERGUNTAR NÃO OFENDE – Se a justiça fosse tão veloz quanto no processo de afastamento do prefeito de Araripina, quantos prefeitos estariam cassados hoje?

''A mulher virtuosa é a coroa do seu marido, mas a que o envergonha é como podridão nos seus ossos''. (Provérbios 12:4)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Jair Lima Lopes de Vasconcelos

E por acaso Júlio Lóssio falou alguma mentira...

José Carlos da Silva

Uma pergunta a (cega) justiça: Se o prefeito de Ipojuca Pedro Serafim vem comentendo crimes desde 2004 quando assumiu a prefeitura de Ipojuca porque ainda não caiu? Será que por causa da sua renda?

JORGE GUERREIRO

EWERTON deixe pra dá AULA de português na sua sala de aula, seu professorzinho de MERDA.

JORGE GUERREIRO

EWERTON deixe pra dá AULA de português em sua de aula, seu professorzinho de MERDA.

Deomiro Silva dos Santos

O Prefeito Julio Lóssio tem toda razão quando critica quem será seu principal adversário na campanha de 2012. Fernando Bezerra devia ter lembrado disso quando colocou todo seu grupo político para pedir votos para Julio. Por picuinha com o Dep. Gonzaga Patriota. Pode esperar FBC que vem muito mais.


Prefeitura de Jaboatão

23/12


2011

Ultimato a João da Costa: ou une ou fica fora do páreo

DO DIARIO DE PERNAMBUCO - CLÁUDIA ELOI

 O prefeito do Recife, João da Costa (PT), não poderá “reinar” como condutor do processo eleitoral até o período das convenções (que acontecem em junho), como pretendia. Ontem, a tendência majoritária do PT no estado, a Construindo um Novo Brasil (CNB), decidiu dar uma espécie de ultimato ao petista. A CNB estipulou o mês de fevereiro como data limite para a definição de candidatura no Recife. Se até lá João da Costa não construir as condições políticas para ser o candidato único da Frente Popular de Pernambuco e não conseguir a tão sonhada unidade na base governista, ele estará fora do páreo.

“É razoável esse prazo. Irei defender essa proposta na executiva do partido. É uma deliberação de uma corrente”, disse o presidente estadual do PT e integrante da CNB, Pedro Eugênio. “É uma proposta definida em nosso encontro dentro do partido. Se precisar de mais discussão vamos discutir. Achamos que daqui para fevereiro teremos um cenário mais esclarecedor”, contenporizou o senador Humberto Costa.

Humberto disse, ainda, que outros atores vão intervir nessa decisão como o ex-presidente Lula, o PT nacional e o presidente nacional da legenda, Ruy Falcão. De acordo com ele, se o PT demorar muito poderá fragmentar a Frente.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Ricardo Lima

Para os que davam como certa a candidatura do JC à reeleição, essa notícia foi um baque. JP surge mais forte a cada instante.

JORGE GUERREIRO

Essa atitude da direção PTista é a PROVA VIVA de que o PT é um "Partido de Traídores".

Roberto Teixeira

É óbvio que até fevereiro João da Costa não vai conseguir o que os petistas estão impondo como condição para sua indicação à reeleição, e todos sabem disso, é impossível em dois meses reverter uma rejeição com níveis tão altos, tanto da população como na base aliada.


Cabo de Santo Agostinho

23/12


2011

Eduardo e a candidatura a presidente: sem essa bola toda

 A julgar pelo que diz Ilimar Franco, na sua coluna de O Globo, o governador Eduardo Campos não está com essa bola toda junto ao seu próprio partido quando se trata de candidatura a presidente da República, no lugar que deverá ser disputado pela própria Dilma Rousseff. Para Ilimar, ''''o PSB quer fortalecer o governador Eduardo Campos (PE), mas não trabalha para que ele seja candidato a presidente em 2014. O partido sequer aposta em tirar o PMDB da Vice-presidência. O jogo só muda se o governo Dilma fracassar.''''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Lucidio de Figueiredo Galvão Júnior

Com Dilma e Eduardo, muito ladrão hoje arvorado no poder através do PMDB e de Michel Temer, ficaria sem espaço, assumindo novas figuras com a probabilidade de diminuir a banda podre da política, inclusive José Sarney e sua estrutura fisiológica.

Roberto Teixeira

Acredito que o objeto do desejo seja a vice de Dilma,só assim,se justificaria essa corrida para eleger tantos prefeitos e tornar o PSB maior e mais poderoso que o PMDB, Michel Temmer nunca foi o vice desejado por Lula nem Dilma,é fisiológico e tem engessado o governo,Eduardo caberia como uma luva.

José Cláudio Soares de Oliveira

Isso Mesmo. Eu faço a muito tempo essa leitura. TEm outra, se Dilma fracassar, fica pior a situação de Eduardo para ser presidente, porque vem Lula de novo.


Prefeitura de Serra Talhada

23/12


2011

Refinaria: suspeita, mas verbas liberadas no Congresso

A Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional decidiu liberar repasses de recursos do Orçamento de 2012 para 22 obras com indícios de irregularidades graves apontados pelo Tribunal de Contas da União (TCU). O relatório aprovado prevê a suspensão de repasse para apenas cinco obras. Presença frequente na lista de suspeitas do TCU, a construção da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, mais uma vez foi salva pelos deputados e senadores. A refinaria, construída em parceria entre a Petrobras e a venezuelana PDVSA mais uma vez centralizou o debate. Para o TCU, a obra deveria ser paralisada por sobrepreço, ou seja, os valores acima dos praticados no mercado. A estatal brasileira questiona as planilhas usadas pelo TCU para averiguar os preços. A oposição protestou contra a exclusão, mas foi derrotada no voto. (Informações de O Estado de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

JORGE GUERREIRO

Se gritar PEGA LADRÃO não fica um mermão. Tem geito não.



23/12


2011

Associações de juízes são mentirosas, diz corregedora

No mais recente capítulo do entrave que expôs a divisão e o clima de guerra do Judiciário brasileiro, a corregedora nacional de Justiça, Eliana Calmon, afirmou ontem que quase metade dos magistrados paulistas esconde seus rendimentos e que por trás da crise está um movimento corporativista para enfraquecer o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Em resposta às associações de magistrados, ela disse que essas entidades são ''maledicentes e mentirosas''. ''Este é o ovo da serpente'', disse.

Eliana Calmon negou que cerca de 270 mil pessoas estariam sob investigação do CNJ - Wilson Pedrosa/AE

Wilson Pedrosa/AE
Eliana Calmon negou que cerca de 270 mil pessoas estariam sob investigação do CNJ

Segundo ela, em São Paulo foi descoberto que 45% dos magistrados descumpriram a legislação que obriga os servidores públicos a apresentarem todos os anos sua declaração de renda para que eventualmente ela seja analisada por órgãos de controle, como o CNJ. Em Mato Grosso do Sul, ninguém entregou.(Informações de O Estado de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Carlos Odair da Luz Sá

Essa senhora vem há tempos nos dando uma leve esperança que o serviço público brasileiro, mais exatamente o Judiciário, tem jeito, espero que as "forças ocultas" dominantes no país não a calem... Deus a abençoe, heroína Eliana.

antonio lopes coutinho

TEMO PELA VIDA DA CORREGEDORA...

Ricardo Lima

Eles (Juízes malfeitores) não demostrariam tanta relutância em confrontar seus bens e rendimentos se não tivessem nada a esconder. Apoio a Ministra.

José Carlos da Silva

Estou com a Ministra e não abro. Transparência é a palavra de Ordem. O judiciário tem que dá bom exemplo, lugar de bandido é na cadeia.

Lucidio de Figueiredo Galvão Júnior

O povo brasileiro apóia totalmente as atitudes transparentes da Corregedora Eliana Calmon e repudia toda forma de corporativismo do Poder Judiciário para esconder todas as ações ilícitas (corrupção e ladroagem) de vários magistrados que se acham acima da lei, roubando o povo. Cadeia nessa quadrilha


Abreu e Lima - Prefeitura - Abreunozap

23/12


2011

Juízes querem investigar Eliana, e são atacados por ela

As três principais associações de juízes do país pediram ontem uma investigação sobre a conduta da corregedora nacional de Justiça, ministra Eliana Calmon, personagem central da crise que nesta semana abalou a cúpula do Poder Judiciário. Horas depois, Calmon atacou as três associações numa entrevista, afirmando que elas agem de forma "maledicente e irresponsável" ao tentar esvaziar os poderes de investigação do CNJ.

As associações pediram que a Procuradoria-Geral da República e o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) apurem se Calmon cometeu crime ao determinar uma varredura na movimentação financeira de juízes e servidores de tribunais de todo o país. A ministra afirmou ser vítima de "verdadeiro linchamento moral" e acusou as associações de agir por corporativismo, especialmente depois que as inspeções da corregedoria atingiram o Tribunal de Justiça de São Paulo.(Informações da Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

josé deodato de aquino

Tenha muita calma Ministra Calmon, quem não deve, nada tem a temer, a Sociedade Brasileira agradece o seu trabalho em jogar as roupas podres (togas), estão escondidas em todas as Cortes, se escudam nessas pseudas Associações de Corporativismos que não passam de Cooperativas de favores, toma lá.

José Carlos da Silva

Terrorismo é crime, não se intimide Ministra. Essas associações estão brigando para esconder o lixo em baixo do tapete. Transparência é a palavra de ordem.

Lucidio de Figueiredo Galvão Júnior

Não se procupe Ministra Eliana Calmon, porque linchamento moral passa Marco Aurélio e seus comparsas quando tomam atitudes que envergonham as passoas sérias deste país. Quem defende ladrão é porque já provou do bolo. O povo não vai deixar continuar. As mobilizações virão pelas redes sociais.

José Cláudio Soares de Oliveira

Isso é chantagem. Querem intimidar a ministra corregedora. A sociedade organizada precisa neste momento fincar a bandeira de defesa do CNJ e dar sustentação a Eliana Calmon.


Banco de Alimentos

23/12


2011

STJ pagou R$ 2 milhões de auxílio moradia a ministros

 Nove dos 33 ministros do Superior Tribunal de Justiça receberam de uma vez só neste ano pagamentos de auxílio-moradia atrasados dos anos 90, informa a Folha de S.Paulo desta sexta-feira. Os valores, somados, superam R$ 2 milhões. É o mesmo benefício recebido pelo presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Cezar Peluso, e pelo ministro Ricardo Lewandowski. A transferência destes recursos aos magistrados está no centro da polêmica que envolve a corregedoria do CNJ (Conselho Nacional de Justiça). Não pelo pagamento em si, que é legal, mas pela forma como ele foi feito.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Carlos Odair da Luz Sá

Esses que receberam essa dinheirama imoral são os mesmos que atacam a límpida e heróica Eliana Calmon.

Lucidio de Figueiredo Galvão Júnior

Depois que decobrirem a caixa preta do Judiciário Paulo Maluf vai virar santo. É por isso que estão tentando esngessar o CNJ, mais não conseguirão. Vai cair um por um, igualzinho ao Nicolau.

José Cláudio Soares de Oliveira

A podridão é grande neste poder. Por isso querem aniquilar o CNJ, e calar a ministra Eliana Calmon.


O Jornal do Poder

23/12


2011

Virgílio volta ao país para assumir cargo no PSDB

 Quem dá a notícia é Renata Lo Prete na sua coluna da Folha de S.Paulo:

''''O ex-senador Arthur Virgílio (AM) deixará seu cargo na embaixada do Brasil em Lisboa para assumir uma nova secretaria de relações internacionais no PSDB. Paralelamente, vai viajar o país para ajudar a organizar as candidaturas tucanas nas capitais.''''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Potencial Pesquisa & Informação

23/12


2011

Mensaleiros em pânico com briga entre Juízes e CNJ

 Réus do mensalão acompanham de perto, e com preocupação, o racha do STF e a disputa de bastidores de alguns dos ministros com a corregedoria do CNJ. Alguns sustentam a tese de que, ao noticiar os ataques de lado a lado, a imprensa quer desgastar ministros que em tese poderiam absolver alguns dos acusados. (Mônica Bergamo - Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Lucidio de Figueiredo Galvão Júnior

Só tem dois lados: o dos moralizadores e o dos desmoralizados, ladrões e corruptos que habitam as esferas do poder. Acho melhor agarrarem-se aos primeiros !!!!



23/12


2011

Que ninguém é de ferro

 O início de ano no Palácio do Planalto não será exatamente com o pé no acelerador. A sede do governo será tomada por um mar de interinos. Eis a lista dos que estarão gozando suas férias:

*Dilma Rousseff para por dez dias em janeiro.

*Gilberto Carvalho fica vinte dias fora.

*Gleisi Hoffmann para na segunda semana de janeiro.

*Ideli Salvatti também ficará longe de Brasília nos dez primeiros dias do ano.

Com essa turma fora de órbita é fácil apostar que nada de relevante acontecerá no governo no início do ano.(Lauro Jardim - Veja)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha