O Jornal do Poder

14/08


2011

Garoto dá seu tênis à Igreja e pastor deu pó de ouro

 
Em Canoas (RS), em um bairro pobre, a mãe vestiu o filho com a melhor roupa dele e o calçou com seu único par de tênis para participar de um culto, que naquela noite seria conduzido por um pastor famoso, o Joel Engel (no vídeo abaixo), de Porto Alegre. Durante o culto, envolvido pela oratória pidonha do pastor, o menino foi induzido a dar o seu tênis como oferta a Deus, e o pastor Engel e a sua turma aceitaram.

“Olha”, disse o pastor, “[ele ficou] de pé no chão, de pé no chão”.

E em agradecimento – disse Engel – Deus fez um milagre: colocou um pozinho de ouro na cabeça do menino e de outras crianças. A
lguém de mãos espertas tinha colocado purpurina na cabeça das crianças, mas o pastor Lucas disse: ''Milagres, sinais, prodígios. O menino ofertou seu tênis e Deus lhe deu ouro''. 

Momentos antes, Engel, em sua pregação, tinha evocado a passagem bíblica segundo a qual os escravos saíram do Egito com as “mãos cheias” de ouro.

Ao final do culto, sem entender o que estava acontecendo, o menino chorou ao ser ungindo.

Joel Pompilio dos Santos Engel, 56, tem o seu próprio ministério. De acordo com seu currículo, ele é, entre outras coisas, doutor em divindades e capelão da Associação Internacional dos Homens de Negócios do Evangelho Pleno.

As imagens do culto de Canoas foram filmadas e tornadas públicas no Youtube por pessoas da turma do próprio Engel, porque o pastor sabe que nenhuma autoridade se moverá para impedi-lo de explorar os pobres, mesmo quando deixa uma criança descalça.

''Deus derramou ouro sobre as crianças''

   

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

LAURO SOUSA

AINDA TEM GENTE QUE CARREGA ANDORES, ENGOLE HÓSTIAS, SEGUEM PASTORES, PAIS-DE-SANTO, TOMAM ÁGUA DE TODO TIPO. NÃO HÁ ESPAÇOS PARA REFLEXÃO ENTRE TOLOS FANÁTICOS. GERALMENTE POUCO ESCOLARIZADOS. SÓ O CONHECIMENTO REFORMA E ENGRANDECE...

jose carlos da silva

Brasil um país de raros espertalhões, muitos bandidos e de mais de 50 milhões de imbecis.

Raimundo Eleno dos Santos

Cada um exercita a sua fé como crê.A viúva de Sarépta só tinha um punhado de farinha e um pouco de azeite.O profeta lhe pediu um pão. Faça primeiro para mim.Ela obedeceu e não faltou azeite ou trigo até que choveu de novo naquele lugar.Está na Bíblia!

Michel François Cavani da Matta

Não são todos, mas a maioria são VAGABUNDOS E LADRÕES, usam o nome de Deus para roubarem os Ignorantes que optam em seguí-los. Meu Deus, se perguntam onde estais que não responde, eu vos respondo, Evolução espiritual, sexo, são bagagens trazidas. Tirar de casa, tirar dos pés o ténis querido.

roberto lima

Esse charlatão bandido poderia e deveria ser punido por falsidade ideológica - fraude - artigo 299 do código penal. Ao por purpurina na cabeça da criança e dizer à criança que foi deus, ele comete uma fraude.


Abreu no Zap

14/08


2011

Do que é capaz o principal sócio de Dilma no poder

Advertência de Fernando de Barros e Silva, no seu artigo na Folha de S.Paulo:

''''O embaraço político que essa turma do PMDB pode causar a Dilma é muito maior do que o PR melindrado com suas chineladas seria capaz de fazer. São o coração da aliança e os interesses do principal sócio do poder que estão em jogo. Por outro lado, se fechar os olhos para as pragas do campo, a presidente estará comprometendo o pouco que plantou em matéria de saneamento básico da política.''''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

14/08


2011

Pão e circo: circo e pão

 Pão e circo - A presidente Dilma não pode se queixar de não ter sido avisada do último espetáculo televisivo da Polícia Federal. Não cabe aos policiais avisar a presidente, mas cumprir as decisões da Justiça. Ponto final. Mas a presidente tem todos os motivos para se queixar da transformação de prisões em espetáculo. Mobilizar centenas de agentes para prender burocratas, levando a TV, não tem sentido: só serve para dar à defesa dos acusados mais um argumento contra as prisões.

Circo e pão - O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, a quem a Polícia Federal é subordinada, precisa decidir: ou sabia da preparação de um espetáculo - e isso é terrível - ou não sabia - e isso é pior ainda, porque o chefe é o responsável.(CARLOS BRICKMANN) 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raquel Filgueira Cabral

Meu Deus...!!!!! Jamais Lutero pensou que seu protesto resultaria nessa situação (show pirotécnico na ''bolsa de valores''- templo do capitalismo).



14/08


2011

No meu jatinho não!

Lauro Jardim chega contando essa, na sua coluna de Veja:

 "A falta de paciência de Dilma Rousseff para paparicar parlamentares ganhou um novo episódio há duas semanas. Dessa vez, o protagonista foi o senador baiano João Durval, responsável pela CPI do Dnit morrer na praia, ao retirar sua assinatura da requisição para a instalação da comissão. Três dias depois de atender ao pedido do Planalto, Durval quis uma carona no jatinho presidencial que levaria Dilma à Bahia.  A resposta foi “não”."


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/08


2011

Fazer oposição dá um tra-ba-lho!

Notinha maldosa de Carlos Brickmann na sua coluna política:

 ''''Curioso: nessa guerra que coloca o futuro do país em risco, não se ouve falar da oposição, que teria o dever de fiscalizar o Governo. DEM e tucanos, qual jibóias, dormem enquanto digerem a última derrota eleitoral. E o país que se dane, desde que eles não tenham de se opor. Fazer oposição dá um tra-ba-lho!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

jefferson

Realmente Magno, notinha maldosa essa desse jornalista Carlos Brickmann, uma coisa eu tenho a plena convicção, ele não é da oposição!



14/08


2011

Crise? Escândalos? Dilma faz que não é com ela

 Preocupada em mostrar que o governo não parou diante da crise internacional e denúncias de corrupção nos ministérios, Dilma Rousseff  participará de reunião com governadores da região Norte, dia 25, em Manaus.

Na pauta, o lançamento de programas regionais de erradicação da miséria, com recursos da União e dos Estados.(Ilimar Franco - O Globo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/08


2011

O que trama Romário para a eleição de 2012?

 O deputado federal Romário de Souza Faria (PSB-RJ) protocolou no Tribunal Superior Eleitoral uma consulta inusitada sobre as mudanças nas regras de inelegibilidade e desincompatibilização referentes aos cargos de prefeito para as eleições de 2012.

Romário quer saber:

a) O cônjuge ou parente do chefe do executivo municipal em primeiro mandato é inelegível para concorrer ao cargo de prefeito, considerando que o princípio da igualdade e isonomia deve nortear o tratamento dispensado ao chefe do executivo e aos seus parentes?
b) O prefeito municipal necessita se desincompatibilizar para viabilizar a candidatura de seu cônjuge e parentes, considerando decisão do STF de não “impor ao cônjuge ou parente do causante da inelegibilidade o que a este não se negou”?

Ou seja, Romário quer colocar alguém em posição de impedimento – nas urnas.       (Blog Poder Online - Jorge Félix)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/08


2011

A popularidade de Dilma

FERNANDO RODRIGUES *

 Nesta semana, uma pesquisa Ibope mostrou o governo Dilma Rousseff com 48% de aprovação, uma queda de oito pontos em relação a um levantamento de março do mesmo instituto. A taxa apurada pelo Ibope é idêntica à obtida pelo Datafolha -também 48% de aprovação. A oposição passou a vaticinar o início da descida ladeira abaixo para Dilma. Os governistas rebateram. Seria só um ajuste sazonal de expectativas, pois todo governante enfrenta uma queda de popularidade no começo de mandato. É natural os políticos desejarem faturar -a favor ou contra- quando sai uma pesquisa.

Mas esses levantamentos mostram apenas o passado, não os fatos futuros. Agora que o Brasil está virando mais ou menos uma democracia estável e acumula alguma história, a melhor comparação possível é com pesquisas de outros presidentes eleitos pelo voto direto.

Depois de seis meses no Planalto, em junho/julho de 1995, o tucano Fernando Henrique Cardoso registrou 40% de aprovação para sua administração, segundo o Datafolha, e 42%, de acordo com o Ibope. Os percentuais de Lula em junho de 2003 eram de 42% e 43% nos dois institutos, respectivamente.

Dilma, com seus 48%, é a presidente eleita pelo voto direto detentora da maior taxa de aprovação pós-ditadura militar depois de seis meses sentada na cadeira. Antes de 1964 houve presidentes muito populares, é verdade, mas o país era outro. Infelizmente, não há pesquisas confiáveis daquele período.

A conclusão mais factual disponível no momento é que a chefe do Executivo tem um desempenho bem aceitável na comparação com seus antecessores imediatos. No restante do mandato, o resultado é incerto. Dependerá do estado da economia (haverá crescimento até 2014?) e do relacionamento político entre Planalto e Congresso. Até agora, Dilma não deixou claro como se dará nessas duas áreas. (* Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


13/08


2011

PSB discute sucessão municipal em encontro no Agreste

O Partido Socialista Brasileiro (PSB) realizou, hoje,  o seminário "Agenda 40" em Caruaru, reunindo representantes do diretório estadual e lideranças da região. Os trabalhos foram coordenados pelo secretário geral da legenda em Pernambuco, Adilson Gomes. Participaram, dentre outras lideranças, o vice-prefeito de Caruaru, Jorge Gomes, as secretárias estaduais e deputadas licenciada, Raquel Lyra e Laura Gomes, o deputado estadual Diogo Moraes e o secretário de Habitação do Recife, Sebastião Rufino. O final da plenária contou ainda com a presença do vice-governador João Lyra Neto, do PDT. O principal tema foi a sucessão municipal. Em Caruaru, o PSB não terá candidato próprio, pois já se comprometeu com a reeleição de José Queiroz.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


13/08


2011

Operação Voucher: todos os presos já estão soltos

Todos os 16 presos preventivamente na Operação Voucher da Polícia Federal, deflagrada na terça-feira, foram liberados do Iapen (Instituto de Administração Penitenciária do Amapá) ao longo da madrugada de hoje. Ontem, a Justiça concedeu habeas corpus a todos eles, suspeitos de participarem de um esquema que desviou R$ 3 milhões de um convênio com o Ministério do Turismo, segundo inquérito da PF, segundo a Folhaonline.

Número dois do ministério, Frederico Silva da Costa saiu por volta das 23h55, após habeas corpus concedido pelo juiz Guilherme Mendonça, do TRF-1 (Tribunal Regional Federal) da 1ª Região. Na saída, ele não quis dar entrevista.

Costa precisou pagar fiança de 200 salários mínimos, o equivalente a R$ 109 mil. Outra condição determinada pelo juiz é que ele se afaste do cargo no ministério. A reportagem tentou conversar com Luiz Gustavo Machado, diretor do Ibrasi (Instituto Brasileiro de Desenvolvimento de Infraestrutura Sustentável), e com o empresário Dalmo Queiroz, num hotel em Macapá, mas eles não quiseram dar entrevistas. Machado viajou para São Paulo com a mulher, Maria Helena Necchi, que também havia sido presa pela PF.

OPERAÇÃO VOUCHER

Deflagrada na terça-feira, a Operação Voucher, da Polícia Federal, prendeu um total de 36 pessoas, em São Paulo, Brasília, Curitiba e Macapá. Ao todo 38 mandados de prisão foram expedidos na ação que envolveu 200 policiais. Duas pessoas seguem foragidas.

As investigações começaram em abril e apontaram possíveis irregularidades em um convênio de R$ 4,45 milhões firmado entre o Ministério do Turismo e o Ibrasi (Instituto Brasileiro de Desenvolvimento de Infraestrutura Sustentável).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

LAURO SOUSA

Reclamar do quê??? De onde vêm os políticos!!! Falsificamos pinga, documentos, colocamos MACACOS na cia de energia, roubamos água da Compesa, fraudamos INSS, enganamos empregados miseráveis, subornamos, aceitamos suborno, vendemos voto, publicamos matérias pagas (com moedas), invadimos ruas,terrenos

FRANCISCO VELOZO ANDRADE NETO

A corrupção é um câncer maligno que se alastra por todas as demais instâncias do poder estão generalizada é adotada por governos federais, estaduais, municipais, empresa privadas em geral, contaminadas e possuídas pela corrupção, destruindo-o e matando-o. O leg

romero rodrigues

a policia federal nao sabe fazer inquerito.todos que fazem,sao derrubados pela justiça.sabem apenas fazer carnaval,colocar algemas.tem um bocado de delegados incompetentes,e o resultado é sempre o mesmo.



13/08


2011

Baixas no governo Dilma: nunca antes ...

Christina Lemos - jornalista

Não há registro na história recente de um tal número de baixas no primeiro e segundo escalões da administração pública federal nos primeiros meses de um governo consagrado pelas urnas. A prisão do secretário-executivo do Ministério do Turismo, logo após a demissão do secretário-executivo da Agricultura, da demissão do ministro da Defesa e da ampla limpeza no ministério dos Transportes, completam quarenta dias de turbilhão numa equipe que não tem ainda oito meses de trabalho conjunto.  A anormalidade - que já virou regra - não pode ser encarada como fruto do acaso. Embora sejam diferentes as razões que provocaram baixas ou trocas no time de Dilma Rousseff, tudo leva a crer que existe um fator comum a todas elas: o vício de origem.

Ainda está fresca na memória a lembrança do difícil momento de montagem da equipe de governo. A presidente recém-eleita se viu refém do modus operandi da velha política. A festa da vitória foi rapidamente substituída pela frustração de não desfrutar de autonomia de montar a própria equipe.

Tudo a Lula e PT 

Dilma resistiu, bateu pé, demarcou áreas que considerava de seu exclusivo arbítrio, mas teve de entregar bem mais do que gostaria. E fez concessões a Lula, ao PT e a uma longa fila de aliados, sem contudo conseguir contentar a todos. Nomes os mais estapafúrdios foram anunciados a conta-gotas, numa espécie de contagem regressiva para a conclusão da árdua tarefa. Ninguém acreditou que Luís Sérgio fosse dar certo na Articulação Política, e não deu mesmo. Por outro lado, ninguém imaginava que Palocci cairia antes do primeiro semestre de governo. E ele caiu.

A permanente instabilidade da equipe de Dilma toma o tempo da presidente, afeta a produtividade do governo, ocupa o noticiário com propaganda negativa e dissemina a idéia de que a corrupção e a impunidade são a regra. Não era para ser assim nos planos da pragmática gerente Dilma Rousseff.

Voltar no tempo 

A construção coletiva da equipe de primeiro e de segundo escalões fraqueja como nunca e evidencia que o método foi errado, o loteamento, um desastre, o pouco profissionalismo dos nomeados, quem sabe, venha a ser fatal. Tivesse seguido seu próprio instinto, Dilma talvez teria evitado tudo isso. Se pudesse voltar no tempo, certamente faria diferente.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Ewerton Cabral

Corrigindo : Christina e não Cristina. Desculpe.

Ewerton Cabral

A jornalista Cristina "esquece" que Dilma é filha, mãe e co-autora deste estado de coisas. Ela foi eleita por este sistema. A diferença é que ela não tem a habilidade de mistificação do padrinho Lula. Dá teus pulos aí, Dilma. A casa está caindo ...