FMO janeiro 2020

15/04


2012

Tosse interrompe primeiro discurso pós câncer de Lula

DO BLOG DE JOSIAS DE SOUZA

Como previsto, Lula participou neste sábado (14) do seu primeiro evento público desde que os médicos lhe informaram que não há mais tumor em sua laringe. Deu-se em São Bernardo, na inauguração de uma escola pública. Pressionando aqui, você chega aos detalhes.

Lula discursou. “Se eu tivesse juizo, eu não estaria falando, porque minha garganta ainda não está boa.” Como a saudade do microfone era maior que o juízo, falou por cerca de sete minutos. Súbito, foi assaltado por um surto de tosse.

Marisa, a mulher de Lula, acudiu-o com um copo d’água. Cochichou que era hora de parar. Luiz Marinho, o prefeito petista de São Bernardo, também sussurou algo. E Lula interrompeu a fala.

Pouco antes de ser traído pela garganta, dissera: “Eu espero que daqui a 15, 20 dias eu esteja apto a me dirigir aos os companheiros e companheiras pelo Brasil afora para ajudar nosos partido a continuar crescendo…”


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

suricato

As águas di "Cachoeira" parece ter chegado ao "planarto".Ao Çabio de Caetés fartou a fala.Já ao senador syrney pelo amapá , foi dá corda no"relogio" no IC de Sampa.O poste, mãe de PAC ta calada com as últimas da Delta do "capibaribe".


Cabo de Santo Agostinho

14/04


2012

Um bom erro de estratégia

FERNANDO RODRIGUES *

 Tudo indica ter ocorrido uma barbeiragem das grossas no comando político do governo quando quase todos comemoraram a instalação da CPI do já chamado "Cachoeiragate". A tropa petista e seus agregados pareciam se lambuzar com o desejo de imolar os algozes do tempo do mensalão. Até a presidente Dilma Rousseff entrou na onda e se empolgou.

Num segundo momento, Dilma e o entorno palaciano despertaram do idílio. Qualquer um em Brasília sabe que não existe CPI boa para o governo. Por um simples motivo: CPIs são incontroláveis.

É óbvio que o governo instalará seus prepostos mais confiáveis nos cargos relevantes da CPI. Mas o volume e o conteúdo das informações não garantem em nada uma redução de danos para o Planalto. Sobretudo quando uma empreiteira investigada, a Delta Construções, recebeu mais de R$ 800 milhões em 2011 por obras executadas para a União -muito desse dinheiro relacionado a ações do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

Dilma Rousseff, como se sabe, virou a mãe do PAC por designação de Lula. A empreiteira Delta é uma espécie de filha querida do principal programa de obras federais.

O escopo da CPI é amplo. A investigação vai apurar "práticas criminosas" descobertas pela Polícia Federal envolvendo Carlinhos Cachoeira e agentes públicos e privados. Ou seja, não escapa ninguém.

É evidente que não há como antever se a lama respingará com força ou não no Planalto. Mas é certo que muitos aliados políticos da presidente sairão chamuscados.

Se foi uma derrapada política para Dilma, o erro de estratégia governista ao incentivar a CPI do "Cachoeiragate" deve ser celebrado. De maneira inadvertida, o Planalto fez a coisa certa. Mesmo que ninguém seja preso, esse tipo de investigação é um destampatório a serviço de sanear um pouco a cena brasiliense. (* Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

14/04


2012

Toneladas de cimento na herança de Amador Aguiar

Lacre: O túmulo de Amador Aguiar, do Bradesco, foi selado pela Justiça. (FOTO: Rogerio Cassimiro/ Época)

Por ordem judicial, a sepultura 23-25 do cemitério paulistano do Redentor foi lacrada com um bloco de concreto de 4 toneladas. Lá, foi enterrado, em 1991, o lendário banqueiro Amador Aguiar, que converteu o Bradesco numa das maiores instituições financeiras do país. Expedida em 26 de março pela 7ª Vara de Família de São Paulo, a medida foi pedida pelo advogado Leandro Pinto, que representa uma mulher que alega ser filha de Aguiar. O túmulo foi selado para evitar violações que impeçam a realização de um exame de DNA. Se ganhar o processo, a mulher terá direito a um quinhão da herança estimado em R$ 150 milhões. A ação corre em sigilo.(Época - Felipe Patury e Marcelo Osakabe)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu e Lima - Prefeitura - Abreunozap

14/04


2012

Sarney passa mal e é hospitalizado para cateterismo

 

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), 81 anos, será submetido a um cateterismo neste domingo, no Hospital Sírio-Libanês. Ele foi internado na tarde deste sábado (14), após ter se sentido mal na noite de sexta-feira (13), quando se preparava para dormir na residência oficial, em Brasília.

Os primeiros exames – ecocardiograma e eletrocardiograma – detectaram "alterações compatíveis com o quadro de insuficiência coronária", de acordo com nota do hospital. A assessoria do hospital informou que o senador ficará internado até o final dos procedimentos médicos.

Segundo o boletim médico, Sarney chegou ao hospital por volta das 17h45 e foi recebido pela equipe médica e pelo cardiologista Roberto Kalil Filho, médico pessoal e responsável pelo tratamento contra o câncer pelos quais passaram a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/04


2012

Em casa de Fiesp, espeto de pau

 Na presidência da Fiesp-Federação das Indústrias do Estado de S.Paulo, Paulo Skaf combate a redução de impostos para importações concedidas por Estados como Espírito Santo e Santa Catarina, que caracterizam uma espécie de guerra dos portos. Já em sua casa… A Timbro, trading de Paulo Skaf Filho, usa as vantagens concedidas pelos portos desses dois Estados para trazer mercadorias estrangeiras ao Brasil. Skaf pai diz que nada tem a ver com os negócios de seu júnior.(Época - Marcelo Osakabe e Felipe Patury)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

14/04


2012

Cachoeira usava Demóstenes para mandar na Justiça

 Escutas telefônicas feitas pela Polícia Federal indicam que o senador Demóstenes Torres era a ponte para Carlinhos Cachoeira interferir e até comandar ações do Ministério Público de Goiás, chefiado por um irmão do senador, informa o Correio Braziliense. O procurador-geral de Justiça Benedito Torres. "Manda ele (Benedito Torres) lá designar um promotor para entrar com uma ação contra isso aí", diz o bicheiro a Demóstenes um dos trechos gravados pela PF. À noite, o senador responde ao contraventor e garante: "Tratei com ele aquelas duas questões, diz que vai resolver, falou?" No Distrito Federal, grampos da PF flagraram encontro de dois secretários de Agnelo, Rafael Barbosa e Paulo Tadeu, com o braço direito de Cachoeira, Cláudio Abreu, que se apresentava como diretor de empresa que faz coleta de lixo no DF.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

Almoça a podridão das drupas agras, Janta hidrópicos, rói vísceras magras E dos defuntos novos incha a mão… Ah! Para ele é que a carne podre fica, E no inventário da matéria rica Cabe aos seus filhos a maior porção!

Raimundo Eleno dos Santos

O Deus-Verme de Augusto dos Anjos Fator universal do transformismo. Filho da teleológica matéria, Na superabundância ou na miséria, Verme – é o seu nome obscuro de batismo. Jamais emprega o acérrimo exorcismo Em sua diária ocupação funérea, E vive em contubérnio com a bactéria, Livre das roupas do


O Jornal do Poder

14/04


2012

Venda de sentenças: prática já corriqueira no país

 A venda de sentenças judiciais vai, lamentavelmente, se tornando uma prática cada vez mais corriqueira no noticiário em todo o país, passando do espaço jurídico para o policial. Uma ex-servidora do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte é acusada pelo Ministério Público de ter recebido R$ 10 mil para tentar interferir em um julgamento. Em conversas telefônicas grampeadas, a defensora pública Sonia Abrantes de Sousa diz a um conhecido que a assessora era filha de um ex-juiz que trocaria favores com um desembargador. A probabilidade de decisão favorável era de "99%", diz a defensora pública na ligação. A partir dos áudios, os promotores comprovaram que Sônia Sousa depositou R$ 10 mil na conta de Castro, filha do ex-juiz Lavoisier de Castro. No mesmo dia, a defensora disse em uma ligação que o pagamento teve que ser feito antes da decisão judicial. Em maio, o processo acabou distribuído a outro desembargador e foi negado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

José Carlos Silveira

Grande parte da população desse país é corrupta mesmo! Esses magistrados cafajestes! O que "mata" a gente é a cara de integro que esses canalhas mostram, colocando-se acima do bem e do mal. Bem que uns atentados terroristas nesses casos seriam de bom alvitre.

celso henrique de melo machado

Antonio carlos magalhães aprovou a CPI do JUDICIÁRIO para investigar os desmandos existentes, renunciou envolvido no painel do senado e a CPI não prosperou. Ellen greice está abrindo a caixa preta do judiciário, juízes que se escondem atrás da toga para beneficiar os apaniguados, ISTO É UMA VERGONHA

celso henrique de melo machado

Curiosidade, ela percebe aposentadoria de R$ 1.500,00, todos os remédios são custeados pelo SUS e tem casa própria. Sou prof contratado do estado, tenho um filho de 4 anos, vivo de aluguel e mesmo assim fui condenado, QUE JUSTIÇA É ESSA? QUE PAÍS É ESSE? Agora entendo, SENTENÇA COMPRADA, só DEUS!!!

José Carlos da Silva

Ontem o mesmo STJ condenou um ex-prefeito pela mesma prática¨CORRUPÇÃO¨ Então eu pergunto? Que justiça é essa que usa dois pesos e duas medidas, votando de acordo com a conveniência de interesses políticos escusos? Até quando iremnos conviver sendo traídos por quem deveria dá exemplos. Uma vergonha!

celso henrique de melo machado

Viví com uma mulher 15 anos, ela já tinha 3 filhos , nunca pediu pensão ao ex, porém, nossa relação acabou e ela me colocou na justiça atrás de pensão, com liminar concedida, fui condenado só pq ela hj é portadora de esclerose múltipla e toda audiência ia de cadeira de rodas, e só.


Potencial Pesquisa & Informação

14/04


2012

Imoral, mas não ilegal

 Ao utilizar o jatinho do empresário Eike Batista para ir a uma festa, em junho de 2011, o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral,praticou um ato questionável no campo da ética, mas não caracterizou improbidade administrativa. Assim entendeu o procurador-geral de Justiça do Rio, Cláudio Lopes. O processo, que foi arquivado, investigava o relacionamento de Cabral com Eike e o dono da festa, Fernando Cavendish, da construtora Delta. O procurador-geral disse que não foram encontradas provas de favorecimento às empresas.

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

o povo da de olho

Politico é como fralda, tem sempre que ser trocada pelo mesmo motivo.

celso henrique de melo machado

Perguntar não ofende: Será que só foi o uso desse jatinho? Se investigar vão se deparar com outro DEMÓSTENES com outro CARLINHOS CACHOEIRA, esse é um PAÍS QUE VAI PRA FRENTE, OH, OH, OH, OH, OH!!!

Raimundo Eleno dos Santos

O intestino da administração pública do país está com infecção. Está tudo putrefato. Difícil é encontrar antibiótico para combater o mal.



14/04


2012

Lula volta ao palanque e avisa: campanha em 20 dias

Em sua primeira aparição em um palanque após o anúncio do desaparecimento do câncer de laringe, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva espera começar a fazer campanha para o PT em ''15, 20 dias''.

Ele discursou no final da inauguração do CEU (Centro Educacional Unificado) Regina Rocco Casa, neste sábado, em São Bernardo do Campo. A escola homenageia a mãe da ex-primeira-dama Marisa Letícia. O prefeito da cidade, Luiz Marinho (PT), o pré-candidato do partido à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad (PT), e a senadora Marta Suplicy (PT), entre outros, participaram do evento.

Lula fez um discurso de cerca de sete minutos. ''Se eu tivesse juizo, eu não estaria falando, porque minha garganta ainda nao está boa. Mas eu espero que daqui 15, 20 dias, eu esteja apto a me dirigir aos os companheiros e companheiras pelo Brasil afora para ajudar nosos partido a continuar crescendo, elegendo pessoas como Luiz Marinho, Fernando Haddad, Mário Reali [prefeito de Diadema].''

Foi a única menção de Lula ao ex-ministro da Educação, escolhido por ele para disputar a eleição paulistana. Os maiores elogios foram para o prefeito de São Bernardo. ''O Marinho é para mim como se fosse um filho. Não tenho dúvida nenhuma de que estamos diante do homem que mais fez pela cidade'', disse o ex-presidente, que também elogiou a presidente Dilma Rousseff, sua sucessora.

''Graças a Deus, nós tinhamos razão quando fomos pra rua pedir votos para a nossa companheira Dilma Rousseff. Nós tivemos sorte, porque a Dilma é outra coisa que vai acontecer no Brasil como aconteceu comigo. Assim como um operário provou que não era preciso ter uma pilha de diplomas universitários para entender de pobre e cuidar de pobre, ela vai provar que a mulher não é inferior.''

''Ela vai provar uma coisa que eu acreditava: que pra governar, a gente tem que colocar o coração na frente. A gente não tem que ter muita sabedoria apenas teorica, tem que ter a sabedoria de uma mãe: cuidar de quem precisa ser cuidado, que é a gente mais pobre desse país.'' Nesse momento, o ex-presidente tossiu, precisou tomar água e encerrar a fala.

Demonstrando cansaço, enxugou o rosto e prometeu que ''no próximo [discurso] eu estarei muito melhor, para falar muito mais coisas''''. (Folha de S.Paulo - Diógenes Campanha)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/04


2012

Neymar, Ganso e os velhinhos assanhados do Congresso

Em tempos mais normais, a cena seria inimaginável: vetustos senhores de terno e gravata (comprados com o auxílio-paletó que recebem além dos salários) cantando no plenário o hino de um clube de futebol; o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia, do PT gaúcho, cabeceando uma bola. O senador Eduardo Suplicy, do PT paulista, oferecendo seu livro de Renda Mínima aos jogadores que estavam no Congresso. Acontece que o Santos FC festejou neste sábado seu centésimo aniversário; e enviou ao Congresso seus dois jogadores mais famosos, Neymar e Ganso, para a homenagem que seria prestada ao clube.

Marco Maia, excitadíssimo, mostrou o quanto entende de futebol: disse que Neymar é ''''o futuro melhor jogador da História''''. Será que já ouviu falar de um tal Pelé, que aliás jogou exatamente no clube que estava sendo homenageado?Pelo menos foi melhor do que a babação explícita que ocorreu quando a atriz holandesa Sylvia Kristel, intérprete do filme soft-porno ''Emmanuelle'', enfeitiçou os velhinhos do Senado, que quase se ajoelharam diante dela. (Carlos Brickmann) 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha