Lavareda

25/12


2012

Governo planeja proteção a jornalistas ameaçados

 A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República discute a implantação de um programa de proteção a jornalistas, em meio ao crescimento da violência contra os profissionais no país. Um grupo de trabalho criado em outubro deste ano, no âmbito do Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana, analisa propostas para frear os casos de intimidação, ameaça e assassinato de profissionais de imprensa. Entre as propostas está a inclusão de comunicadores ameaçados no programa de proteção mantido pela União. Para a ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, boa parte dos casos está relacionada à atuação de milícias e de grupos de extermínio.

— O Estado deve assegurar a proteção de comunicadores pela natureza da sua função, com a defesa da liberdade de expressão. Por isso, há a necessidade de um programa diferenciado — disse a ministra.  (Informações de O Globo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

José Cláudio Soares de Oliveira

Antes tarde do que nunca. Valeu!

Raimundo Eleno dos Santos

Falar a verdade não ofende. Faltar com ela é terrível.Quem precisa de proteção? Quem mente ou quem fala ou escreve a verdade?


ALEPE

25/12


2012

Meu santuário é o Sertão. Feliz Natal!



Como hoje, Natal, não produzi a ''Coluna da terça-feira'', fica em seu lugar a crônica que postei, ontem, refletindo o clima natalino neste torrão sertanejo, onde passo a festa de nascimento do Cristo salvador.Confira abaixo:

Já viajei muito. Conheço praticamente todo o Brasil em se tratando de capitais. Cruzei boa parte da Europa, de vez em quando vou aos Estados Unidos visitar meus filhos, passei por vários países da América do Sul e estive até na Finlândia, onde curti o sol da meia noite.

A profissão, felizmente, tem esse lado bom, que me propicia oportunidades. Mas o meu lugar sagrado, verdadeiro santuário, é o Sertão. Natal, para mim, é beijar a pedra, tradição de família. É ir direto a fonte: o Pajeú, em Afogados da Ingazeira, a 386 km do Recife.

Não é perante o santuário que buscamos o perdão dos nossos pecados, as benções celestiais e a renovação das esperanças?O Sertão é mais do que um santuário.

É um tabernáculo. Se você não sabe, o tabernáculo foi erguido no deserto um ano depois da páscoa quando os Israelitas foram livrados da escravidão egípcia.

Era uma barraca móvel com mobília portátil que podia ser transportada onde quer que eles lançassem acampamento. Deus sabia que o povo precisava de uma presença visual, tanto que Moisés subiu ao monte Sinai e passou 40 dias ali.

As pessoas impacientes juntaram ouro e fizeram um bezerro visível para adorá-lo em lugar de Deus, neste ato demonstraram a necessidade em seguir algo visível. O tabernáculo do Sertão requer uma espera enorme.

E tem gente que não suporta a espera por causa do calor insuportável. Em todos esses anos de Natal com meus pais nunca vi seca maior. Meu santuário virou sinônimo de dor, sofrimento, tragédia, desespero, aflição.

Por isso, quem passa por aqui e não tem a pele curtida pelo seu sol abrasador acha que Sertão é habitat apenas de urubu, gavião, gaivota, esses pássaros que estão sempre no alto, apalpando ares com o olhar remedindo as misérias todas do Sertão.

Maltratado, meu santuário se reflete num grito de dor dos seus poetas. ''Não tenho mais pranto/meus rios secaram todos/meu rosto é espelho desse chão/rasgado por sulcos profundos/ sou do sertão/ levo a vida ''severina''.

Ao invés do grito de dor, o poeta bem poderia fazer a súplica por chuva, como Patativa do Assaré: ''Desculpe, eu pedia a toda hora/pra chegar o inverno/desculpe, eu pedi para acabar com o inferno/ que sempre queimou o meu Ceará''.

Oh, chuva, chega logo! Vem molhar o nosso Sertão, porque meus olhos só veem galhos secos, cinzentos, que mais parecem raízes alheias ao vento que sopra trazendo rarefeita ilusão.

Enfrentar um dia de sol na maior seca dos últimos 50 anos é como que dar um passo ao túmulo, porque aqui se vive morrendo no dia e ressuscitando de noite.

Porque, felizmente, meu santuário durante a noite e madrugada é encanto e sedução. O céu floresce, nos embriaga de beleza com o seu azul anil e nos seduz. Não há flores belas nesta época, mas a estrelas formam um jardim de luz.

Seria lindo o meu sertão com água, porque basta uma gota de orvalho numa folha seca de palma para ela florescer. E a asa branca, com o seu canto, fazer o caminho de volta.

Meu santuário, sem chuva, virou um deserto. Dá uma sensação horrível de um eterno vazio. Mas a vida não precisa de vazio também? A lagarta dorme num vazio chamado casulo até se transformar em borboleta.

A música precisa de um vazio chamado silêncio para ser ouvida. Um poema precisa do vazio da folha de papel em branco para ser escrito. E as pessoas, para serem belas e amadas, precisam ter um vazio dentro delas.

Bonitas são as pessoas que falam pouco e sabem escutar. Os sertanejos são assim, pessoas fáceis de amar, porque estão cheias de vazio. E é no vazio da distância que vive a saudade. Há mais, muito mais, para o Natal do que luz de vela e alegria.

É o espírito de doce amizade do sertanejo do meu santuário, que brilha todo o ano. Meu santuário, onde estão as minhas joias Gastão e Margarida, meu pai com 90 anos e minha mãe com 86, é reino de consideração e bondade.

É a esperança renascida novamente, para paz, para entendimento, e para benevolência dos homens.

Neste Natal, que no meu santuário o amor de Deus e o amor dos seres humanos prevaleçam acima de todo o ódio e amargura. Afinal, Natal é um tempo em que nossos pensamentos, ações, e o espírito de nossas vidas manifestam a presença de Deus.

Se há alguém ainda que não acredite em Deus e não enxerga no espírito natalino o símbolo da vida, que venha ao meu santuário. Aqui, mais do que em qualquer outro lugar, temos provas da existência de Deus: a intensa luz do sol, que brilha o ano inteiro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

milton tenorio

deixa de ser babaca ....tu na certa é um sulista almofadinha....desses que joga bola de gude no carpete, empina pipa na varanda...babaca!

enoque viana de oliveira filho

CADE DILMA, CADE LULINHA NORDESTINOS IDIOTAS

telisvaldo grangeiro teles

Parabens magno martins por defender nosso sertao tao esquecido...que 2013 seja um ano de prosperidade para o sertanejo tao sofrido/castigado pelo seca em 2012.

milton tenorio

...Recife, meu Recife..povo que se livrou do caos administrativo....salve 2013!

milton tenorio

Quanto ódio..quanta pequenez..e ainda deseja natal..KKKKKK..a hipocrisia nua e crua...nem a mensagem do blogueiro acalma essa alma sebosa..rsrsrs


O Jornal do Poder

25/12


2012

No túnel do tempo

 
















José de Magalhães Pinto nasceu no município mineiro de Santo Antônio dos Montes no dia 28 de junho de 1909. Aos 17 anos assumiu a gerência do Banco Hipotecário e Agrícola de Minas Gerais. Foi presidente da Associação Comercial e da Federação de Comércio daquele Estado. Em 1943, exerceu o cargo de diretor do Banco da Lavoura. Fundou, no ano seguinte, o Banco Nacional de Minas Gerais, período no qual assinou o “manifesto dos mineiros”, ato que culminou no seu afastamento por imposição do Governo Federal.

Conservador, foi um dos fundadores da União Democrática Nacional (UDN). Foi deputado na Assembleia Constituinte de 1946, renunciando ao mandato pouco tempo depois para ocupar o cargo de secretário de Finanças de Minas Gerais na gestão de Milton Campos. Governou o Estado de 1961 a 1966, época em que criou o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais e financiou o Ipes, um dos principais artífices do golpe militar de 1964.

Foi ministro das Relações Exteriores no Governo Costa e Silva, período em que articulou empréstimos internacionais para o financiamento de obras de infraestrutura para o desenvolvimento do Brasil, política que ficou conhecida como “Diplomacia da Prosperidade”. Deixou a política em 1985 por motivo de doença.

Foto do acervo do blog. Se você tem uma foto histórica e deseja vê-la postada neste quadro nos envie: blogdomagno.redacao@gmail.com


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu no Zap

25/12


2012

Minha cidade é linda

 
















A colaboração para o painel de hoje é do leitor Charles Couto e traz imagem de Itambé (Zona da Mata Norte, distante 92 km do Recife), cujas terras eram habitadas, primitivamente, pelos cariris. A data da radicação dos primeiros colonos é desconhecida, mas se sabe que as primeiras correntes de povoamento chegaram por volta do século XVI, constituídas por uma mistura de portugueses e mazombos.

O nome da cidade é um vocábulo indígena que significa pedra afiada ou pedra de amolar. A cidade tem mais de 35 mil habitantes, com uma economia basicamente comercial e agropecuária, com produtos como cana-de-açúcar, abacaxi, laranja, milho e coco. Itambé faz limites ao Norte com o Estado da Paraíba, ao Sul com Aliança e Condado, a Leste com Goiana e a Oeste com Camutanga e Ferreiros.

A cidade tem uma vida cultural prolífica, sendo as festas de São João e São Pedro as principais. As comemorações não fogem à moda pernambucana, com forró, fogos e barracas com comidas típicas derivadas de milho. O carnaval é outro grande evento, com encontros de maracatus rurais, bandas de frevo e shows populares.

Faça uma foto bonita da sua cidade e nos envie para postagem neste quadro: blogdomagno.redacao@gmail.com


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

milton tenorio

Bela foto Charles..parabéns..



25/12


2012

Mantega na corda bamba?

DO BLOG POLÍTICA & ECONOMIA NA REAL

 Eis o que ouviu esta coluna na semana passada de fonte próxima à presidente Dilma : "O tempo para Guido Mantega mostrar que a economia vai andar não é tão curto quanto quer o mercado, mas não é tão longo como muitos na Fazenda imaginam".

A propósito, como se sabe a taxa primária de juros foi reduzida com sucesso comparativamente ao que achava a maioria dos analistas e agentes econômicos. Mesmo a inflação não estando enquadrada da melhor forma possível no modelo de metas estabelecido pelo governo (vide nota a seguir), deve-se reconhecer que controlar a inflação não é a prioridade mais importante de nenhum banco central relevante ao redor do globo. É a atividade econômica a variável mais crítica.

Neste contexto, constata-se que o sucesso em torno da queda do juro primário não se refletiu no âmbito dos juros do crédito disponibilizado pelo sistema financeiro. A presidente e o BC estão passando da observação para a ação efetiva em relação ao tema.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

25/12


2012

Lula recusa ser líder mundial de sindicatos

Mais uma demonstração da força internacional do ''nosso guia'', como diria Elio Gaspari, publicada por Igor Paulin na coluna política da Época:

''''Líderes sindicais americanos, ingleses, franceses, turcos e do
Zimbábue sugeriram ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que
assuma uma posição de liderança global não só do setor, como também dos partidos de esquerda. O pai da CUT declinou. Explicou ao porta-voz do grupo, Damon Silvers, da Federação Americana do Trabalho, que os partidos de esquerda divergem muito. Que coisa.''''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Wellington Antunes

CHORA BANDO DE ROLA BOSTAS....KKKKKKKKKKKKKK

milton tenorio

Lula, 128 ligações para Rosemary..menino bom..

joao carlos da silva

COM CERTEZA O RESTO DO MUNDO NÃO CONHECE A ROUBALHEIRA IMPLANTADA POR ESSE GATUNO EM NOSSO PAÍS, MAS O CERCO ESTA SE FECHANDO E ELE TERÁ QUE FUGIR PARA NÃO SER PRESO.JOAQUIM BARBOSA ESTA AÍ.

Raimundo Eleno dos Santos

SERÁ QUE O RESTO DO MUNDO É QUE ESTÁ LOUCO? OS OPOSICIONISTAS NO BRASIL FALAM MAL DO QUE NÃO CONHECE. O NOSSO CONDOR DAS AMÉRICAS, LULA DE CAETÉS, O ANALFA PARA ALGUNS, O PAU-DE-ARARA PARA OUTROS, PARECE QUE É O DESEJADO POR TODAS AS NAÇÕES! 2014 vem aí!

Marcilio Paulino dos Santos

Os maiores rola bosta do Brasil, são certamente esses babacas que apoiam a facção dos PTralhas.Devem ser do tipo de pessoa que não tem expectativa de nada, e fica querendo arruma uma boquinha para se segurar nas tetas do governo também.Lula é o maior ladrão que povo já viu governando uma nação.



25/12


2012

Mensaleiro teme violência de presos comuns na cadeia

 Advogados dos réus do mensalão condenados a regime fechado planejam se reunir no início do ano para discutir uma preocupação em comum: o risco de que, se ficarem em celas com outros presos, seus clientes sejam vítimas de violência ou de extorsão. A informação é de Vera Magalhães, na coluna política da Folha de S.Paulo de hoje:

''''O temor dos advogados é que, ainda que sejam poupados de ficar presos em celas superlotadas, os condenados do mensalão -dada a exposição do caso e o alto poder aquisitivo de muitos deles- sejam ameaçados de morte se não transferirem dinheiro para contas ligadas a organizações criminosas que agem nos presídios.''''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Marcilio Paulino dos Santos

A facção mais perigosa que esses bandidos transferem dinheiro, se chama PT, por quê esses safados, ladrões, estão tão preocupados, se são tão bandidos quantos os que estão atrás das grades de um presídio. É tudi frescura, vão todos para o xilindró, inclusive o chefe (lula)

José Carlos Siqueira Diniz

Mas eles já transferiram e transferem muito dinheiro para organizações criminosas há bastante tempo.

joao carlos da silva

ENGRAÇADO, NUNCA HOUVE TANTA PREOCUPAÇÃO COM O FALIDO SISTEMA PENITENCIARIO DO BRASIL COMO AGORA QUANDO NA REALIDADE OS MAIORES BANDIDOS ESSES POLITICOS LADRÕES ESTÃO PRESTES A CHEGAR. HÁ UM DITADO POPULAR QUE DIZ: LADRÃO QUE ROUBA LADRÃO TEM 100 ANOS DE PERDÃO. KKKKKK

flavio dos santos consul

sao presos comuns,delinquentes comuns,baratos tem que ficar na cela cheia, chantageados, ameacados, currados,enfim...como qualquer preso. dai talvez lembrem que quando parlamentares, deveriam ter feito certas leis que nunca deram atencao.



25/12


2012

Sarney não perdoa

Nota de Vera Magalhães, na coluna política da Folha de S.Paulo desta terça-feira dá conta do quanto vai a determinação do presidente do Senado, José Sarney, em não perdoar adversários, perseguindo-os até onde não der mais:

''''Nos últimos meses do que deve ser sua última gestão como presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP) tenta barrar o juiz maranhense Ney Bello na disputa por uma vaga de desembargador no Tribunal Federal da 1ª Região. Bello determinou investigação sobre o empresário Fernando Sarney, filho do senador, e suas empresas em um desdobramento da Operação Faktor. A nomeação para o tribunal deve ocorrer no início de 2013.''''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/12


2012

Mesmo com pibinho vendas de Natal vão acima de 6%

A despeito de uma economia que deve crescer só 1% em 2012, lojistas — de rua e shoppings — registram vendas melhores. De cada dez brasileiros que foram às compras de Natal nos shoppings, sete deixaram para a última hora e lotaram o comércio país afora nos três dias anteriores à ceia natalina.

A informação é da Associação dos Lojistas de Shoppings (Alshop), que teve sua projeção de crescimento de 6% das vendas de dezembro superada no sábado, dia 22. É o Natal do “pibinho”, que se sustenta, segundo especialistas, com o mercado de trabalho aquecido e o aumento da renda do brasileiro.

Vendas maiores também chegaram em centros de comércio popular. Na Saara, a expectativa era que cerca de 150 mil pessoas passassem por lá nesta segunda-feira. Só no sábado, foram um milhão e meio.

Clique aí e leia matéria completa  Apesar do Pibinho, venda de Natal cresce acima de 6% no Brasil


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Wellington Antunes

Ontem fui às compras e vi porque o povo vota no PT. Nem lembrança daquele povo triste e sem grana no bolso, quando o salário mínimo beirava os U$ 70,00 (cerca de 140 Reais) da era FHC de triste mal cheirosa memória. Lula pensou nos mais pobres e com isso ajeitou a vida dos mais ricos.



25/12


2012

Quanto vais ganhar?

 A falta de diálogo com os principais empresários e executivos
do país passou a ser a grande preocupação do Palácio do Planalto neste fim de ano. De forma velada ou aberta, as críticas ao intervencionismo do governo na economia assustaram investidores estrangeiros.

Uma das críticas mais sistemática à presidente Dilma é a tentativa de
arbitrar o lucro das empresas: para as concessões de rodovias e
ferrovias, o governo trabalha com uma taxa de retorno do capital
investido de 6% a 6,5% ao ano. Duas rodovias têm taxa mais baixa, de 5,5%.

Corre entre os empresários a seguinte piada: "Quando vai fechar
uma parceria, o carioca pergunta: "Quanto vamos ganhar?" O paulista, "quanto eu vou ganhar?"

E a presidente Dilma, como os gaúchos, "quanto tu vais ganhar?""  (Do blog do Azedo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha