Versão Agreste Meridional

04/05


2007

Lula quebra patente de remédio

Foi o tema do dia, no Planalto, a cerimônia de assinatura de ato de licenciamento compulsório de medicamento anti-Aids –o remédio Efavirenz, do laboratório Merck Sharp&Dohme.

O fabricante ofereceu um desconto de 30% para o governo, que gasta R$ 43 milhões por ano com os cerca de 75 mil pacientes de Aids na rede pública. Lula e seu ministro da Saúde, José Gomes Temporão, acharam pouco.

Palpite do blog: é uma queda de braço. O laboratório ainda terá tempo para ceder dando um desconto maior. Se o recuo vier, será uma grande vitória política de Lula. (Do Blog do Fernando Rodrigues)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Versão Sertão do Pajeú

04/05


2007

Compromisso com a notícia

Este blog tem recebido inúmeras manifestações de aplauso pela cobertura dada à operação da Polícia Federal,  nos Estados de Pernambuco e Paraíba, na qual já foram presos 15 empresários do setor de combustível, entre eles o pernambucano Marcelo Tavares de Melo, dono do tradicional grupo empresarial Tavares de Melo, já com 10 anos de atuação no mercado.

 

Somos, na realidade, dos poucos blogs a acompanhar o caso, passo a passo, sem omitir informações. Aliás, noticiamos a prisão dos empresários logo cedo, e ao longo do dia, e nossa grande preocupação tem sido manter o leitor informado da operação, que vem obtendo uma tremenda repercussão no País. Essa postura tem sido elogiada e cobrada pelos leitores tão logo o assunto veio a público. E tem sido incessante. Afinal, entende o leitor, a PF flagrou empresários conhecidos e bem-sucedidos, o que, por si só, já desperta enorme curiosidade no Estado.

 

Essas pessoas, segundo a PF, cometeram dois tipos de delitos: crime contra a ordem financeira e formação de quadrilha. São donos de postos de combustíveis que mantêm preços alinhados; com todo mundo cobrando o mesmo preço, a livre concorrência acaba e o consumidor não tem como escolher onde comprar. É a chamada “cartelização”, explica Giovani Santoro, assessor de comunicação da PF em Pernambuco.
 
''Além da cartelização, eles também são investigados por dumping, que é quando as empresas envolvidas no esquema se unem para praticar um preço muito baixo por aquele produto, no caso os combustíveis. Quem não baixa, perde a clientela e as empresas que antes cobravam muito barato sobem o preço de novo, já que não há mais concorrência e eles podem dominar aquela fatia do mercado'', acrescenta Santoro.
 
A investigação dos crimes começou no início de 2006, pela superintendência da Polícia Federal na Paraíba. O nome da operação, 274, se refere ao preço do litro da gasolina na capital paraibana, cobrado pelos 32 postos suspeitos de fazer parte do cartel.

 

Roberto Marinho costumava dizer que empresário de comunicação tem um diferencial em relação a qualquer outro: o compromisso de informar aos seus leitores. O fato é sagrado, a versão é livre, reza velho conceito, equivocado para uns, correto para outros. Assim, pode ser considerado grave equivoco se omitir diante de assuntos relevantes, que interessam a toda sociedade, livre e soberana, que assina uma publicação e tem todo o direito de saber o que está acontecendo.

 

Não queremos e nem torcemos pelo tudo quanto pior, melhor. Nem tampouco comemoramos a desgraça alheia. Pelo contrário, torcemos por um País em que, um dia, a justiça possa ser aplicada a todos de forma igual, nivelando ricos e pobres.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Mariana

É isso ai Magno ,vc está de parabéns! Por isso a importancia do blog não está atrelado a nenhum jornal a independencia é tudo que os seus leitores querem!!!

Janise Carvalho

...E por falar em demitir, temo pelos "meninos" do ACERTO DE CONTAS.

milton tenorio pinto junior

Roberto Marinho foi serviçal de um regime autoritário que matou muitos inocentes.Que o diga o cemitério de Perus.por favor Magno,esqueça Marinho.

milton tenorio pinto junior

.....a mídia não é a filha da puta,a mídia é a propria.

milton tenorio pinto junior

Roberto Marinho ou qualquer outro empresário de comunicação não é exemplo nem diferencial pra nenhum outro.A globo por exemplo tem um débito monstruoso com o INSS e o BNDES.Aqui em Pernambuco quem demite jornalista é quem está no poder.Vamos deixar a hipocrisia de lado.............


Versão Mata Sul

04/05


2007

Pará vai pagar reforma e aluguel de sua governadora

 O governo do Pará vai gastar R$ 148,5 mil para reformar uma casa alugada em condomínio de luxo de Belém para servir de moradia oficial da governadora Ana Júlia Carepa (PT).

A ordem de serviço da reforma foi expedida pela Secretaria Especial de Integração Regional do governo paraense em 16 de abril. A tarefa de "adequar a casa para moradia da governadora" ficou com a construtora Link da Amazônia, escolhida por meio de licitação.

O procedimento licitatório, contudo, foi dispensado pelo governo do Pará ao alugar a casa, em março, a um custo anual de R$ 60 mil. O imóvel fica no condomínio CristalVille, onde um lote de 800 m2 custa R$ 220 mil. O contrato de aluguel tem validade de um ano.

Segundo uma imobiliária de Belém, uma casa no CristalVille com aluguel mensal de R$ 5.000, como a alugada pelo governo paraense, é um imóvel "top de linha", com quatro suítes, dois andares, três ambientes para salas, um gabinete, copa e cozinha, churrasqueira e piscina. A taxa mensal de condomínio é de R$ 600. As informações são da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Idelfonso do Amarante Silva

Vi, Governo deAlmir Gabriel matar 19 trabalhadores, vi, Ir. Dorethe Ser assasinada, vi, milhares d seres humanos trabalhando como escravos, vi, crianças serem mutiladas em Altamira!! Tudo isso no Pará!!! e não vi, nem 1 desses elitistas (inclusive esse Carlos Henrrique) ficarem preocupado, vão se...

Fabio Lira

Essa senhora morava onde antes de se eleger governadora? Era uma sem teto? As benesses do poder seduzem mesmo esses caras de pau do PT... Esse é o jeito PTista de governar! Nenhum respeito pelo dinheiro público!!!!

Carlos Henrique

Isso é uma vergonha!!!!! É necessário um levante popular. Essa Governadora enlouqueceu, onde esta o PT? Governadora, a senhora já foi mais humilde, o poder é passageiro e logo, logo terá de voltar a vida normal. Desfaça essa safadeza, ainda é tempo. ACORDeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!!!

Moaci Antonio Rodrigues

È este o modo de governar que o PT adota, e ainda tem quem defenda estes politicos do partido mais corruPTo do Brasil.

magno bravo dantas

Parece coisa de contos de fada. Como se pode gastar R$150.000 em uma reforma de um imóvel alugado? Com esse valor você pode alimentar 70 pessoas com as tres reifeições diárias, diga-se de passagem muito bem alimentadas. Afinal, para que serve o dinheiro público?? Luxo ou necessidade?


Versão Agreste Meridional

04/05


2007

CPI do Apagão é o “apagão” da oposição

A investigação começou oficialmente ontem. O PMDB colocou Marcelo Castro na presidência. O PT ganhou a relatoria, que foi para Marcos Maia. A oposição ficou de mãos abanando. A base lulista tem 16 das 24 vagas da comissão.

Houve uma patética tentativa do PSDB, que quis lançar um candidato para a presidência da CPI. Perdeu. O PFL desejava ir ao Supremo para dar uma embananada no processo, mas os tucanos foram contra. Por enquanto, a CPI está servindo para mostrar e explicitar mais uma vez o apagão da oposição no Congresso. (Do Blog do Fernando Rodrigues)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/05


2007

Deputados querem nova sede para a Assembléia

 A construção de uma nova sede para a Assembléia Legislativa de Pernambuco (Alepe) foi proposta pelo deputado José Queiroz (PDT). De acordo com o parlamentar, o Palácio Joaquim Nabuco, construído no final do século XIX, já não possui uma estrutura adequada para atender à demanda dos eventos realizados na Casa. O pedetista ressaltou que outras Assembléias do País, como a da Bahia, investiram na expansão.

"A proposta é modernizar o Poder Legislativo. Está na hora de ousar. Tenho certeza de que este sonho também é o dos demais parlamentares", afirmou.

Queiroz informou que, durante a gestão do ex-presidente do Legislativo deputado Romário Dias (DEM), a Alepe adquiriu um terreno de quatro mil metros quadrados, "local onde poderia ser construída a nova sede". Para o deputado, "a obra representaria um marco na administração da atual Mesa Diretora, coordenada pelo presidente da Casa, Guilherme Uchoa (PDT), e o primeiro-secretário, João Fernando Coutinho (PSB)".

O presidente Guilherme Uchoa elogiou a sugestão de Queiroz e disse que um projeto semelhante está em análise. "A proposta prevê a construção de um novo prédio de dez andares ao lado do Palácio, onde estão a Escola do Legislativo (Elepe) e a Assistência Médica. A medida depende de um parecer do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Após essa etapa, a matéria ainda será submetida à análise de um colegiado", informou, acrescentando que "a Alepe aguarda a decisão e, caso não seja satisfatória, a Mesa Diretora pensará na sugestão de Queiroz". As informações são do site da Assembléia Legislativa.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

milton tenorio pinto junior

Que evento Queiroz deseja?As velhas cantatas,serenatas,festas natalinas que Romário Dias tanto fez?!esse pessoal brinca com o erário público.É um bocado de gozador.

Moaci Antonio Rodrigues

Mas, esta aseembléia não é governista, onde está o Dudu Precatório, não é o moralisador do Estado?.

magno bravo dantas

Não é de admirar. Mais um pouco vão construir ou palácio para o governador e outros mais. Insanidade, esse povo não tem a mínima idéia de civilidade. Alguém deve de tar comendo algum nessa história toda. O povo tá com fome bando de aves de rapina.

guilherme alves

Taí uma montanha de dinheiro que deveria, de fato, ser empregado em pró das populações carentes. Ou será que os verdadeiros " carentes" são os senhores deputados.


Flamac - 2

04/05


2007

Tarso: ''PAC da segurança não terá resultado rápido''

 O ministro da Justiça, Tarso Genro, admitiu nesta sexta-feira que o conjunto de projetos ligados à segurança pública, que será lançado pelo governo no dia 31 de maio, não terá resultados no curto prazo. Segundo ele, ações de efeito imediato são obtidas somente por meio da autoridade policial, cujas atividades "não resolvem, mas equilibram a situação".

"O PAC da segurança, como vocês estão chamando, é um conjunto em torno de 15 projetos, que não prometem nenhum resultado a curto prazo", afirmou o ministro, após participar da solenidade de entrega de 300 veículos especiais para Polícia Rodoviária Federal na sede da General Motors, em São Caetano do Sul.

Segundo o ministro, os projetos terão grande efeito nas regiões metropolitanas das grandes cidades brasileiras. Mas, ressaltou ele, exigirão um trabalho conjunto de autoridades municipais, estaduais e federais, para obter os resultados pretendidos, "sempre a médio e longo prazo". As informações são do Estadão.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Paulo Kigrer

"Enchergar" assim não é fácil, melhor seria enxergar!!!

Paulo Kigrer

Pegaram todas as atividades normais, de um país anormal, e jogaram em um tal de PAC. E o povo? Ora o povo é imbecil o suficiente para estes artifícios não entender! Não tem mais governo no Brasil. Tem PAC - Programa de Ajuntamento dos Cornos e cada dia chega mais. É só esperar que vai aparecer algum

NIVALDO MELO

Já era de se esperar, será que essas "autoridades" não conseguem enchergar que o problema tá na discrepância salarial dos policiais. Vocês tão vendo o belo trabalho da Policia Federal... Será que o pobre PM tem estímulo ganhando pouco mais de R$ 800,00. Só não encherga quem for cego, ou se faz.


FMO

04/05


2007

PPS, PSDB e DEM vão ao STF pedir mandatos de volta

 Os presidentes do PPS, PSDB e Democratas (ex-PFL) ingressam hoje no Supremo Tribunal Federal com mandados de segurança para tomar as vagas de deputados que se elegeram por essas legendas e mudaram de partido assim que chegaram à Câmara.

O entendimento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que motivou as ações, o mandato pertence ao partido e não ao parlamentar. Por isso, quem muda de legenda poderia perder o mandato. Do Blog do Noblat.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Mobi Brasil 1

04/05


2007

Cartel dos combustíveis atua há 10 anos, diz PF

 Computadores, malotes, documentos e US$ 19 mil. Esse foi o resultado do cumprimento de mandados de busca e apreensão no Recife, dentro da Operação 274, deflagrada em conjunto nesta sexta (04), no Recife e em João Pessoa (PB), para investigar a formação de cartéis para a venda de combustíveis no estado vizinho. Sete empresários foram detidos para prestar esclarecimentos na superintendência da Polícia Federal da Paraíba, em João Pessoa, onde a investigação foi iniciada, em 2006.
 
“A polícia tem provas suficientes para comprovar a culpabilidade dessas pessoas, que estão envolvidas nesse cartel há pelo menos 10 anos. Eles vão responder criminalmente e acredito que, com essa operação, a quadrilha foi desmantelada”, assegura o delegado da PF paraibana Cláudio Costa, que coordenou a operação no Recife.
 
O primeiro mandado cumprido aqui deteve o empresário Marcelo Tavares de Melo, tido pela polícia como principal representante do grupo Tavares de Melo. Quando foi preso, ele estava em casa, num apartamento da Avenida Boa Viagem, Zona Sul do Recife. As informações são do Pe360graus.com.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

magno bravo dantas

De que terrinha esse Guilherme tá falando??? Tome tento cara.

guilherme alves

Os blogs da terrinha são interessantes, as notícias sobre as atividades da CGU no estado, em detalhes, só lendo o blog do Jamildo, mas as notícias sobre a ação da PF no caso dos combustíveis, em detalhes, só lendo o blog do Magno. E por aí a gente vai administrando os interesses politicos, comerciai


Banner - Hapvida

04/05


2007

Ministro está num beco sem saída

Se o ministro Paulo Medina renunciar, perderá foro privilegiado e passará a ser julgado por juiz federal de primeira instância. Se não renunciar, corre o risco de ser afastado compulsoriamente, já que membros do STJ, diante de denúncias que o desmoralizam, estão propensos a abrir “sindicância interna”.

A tal sindicância já foi sugerida a Paulo Medina (que poderia tomar a iniciativa de solicitá-la). Mas sua excelência, na ocasião, rejeitou prontamente, sob o argumento de que “quem não deve, não teme”.

A situação agora é considerada extremamente delicada, de vez que as denúncias contra integrantes do STJ ainda não se esgotaram. A qualquer hora, a imprensa poderá insistir no caso de Glória Maria. Aí, o ministro-corregedor, pai, terá de se explicar. A avaliação é do jornalista Marcio Accioly, em artigo que acabo de postar no blog. Boa leitura!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Asfaltos

04/05


2007

Lula: "Se eu pudesse, andava com uma picanha no colar"

Ao lançar ontem em Uberaba (MG) a campanha nacional de combate à febre aftosa, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que gostaria de pendurar um pedaço de picanha no pescoço para fazer propaganda da carne brasileira em suas próximas viagens ao exterior. O Brasil é o maior exportador de carne bovina do mundo.

''Se eu pudesse viajar, eu viajava com uma picanha pendurada no pescoço, uma carne nobre, para chegar lá e assar. Porque, se nós não mostrarmos a nossa qualidade, não serão os adversários que vão mostrar. Acabou o tempo de ficarmos no Brasil esperando que alguém venha aqui comprar, nós é que temos que ir vender'', disse Lula, em discurso de improviso na abertura da Expozebu 2007.

Depois, em entrevista, manteve a idéia. ''Se pudesse, cada vez que eu viajasse pelo mundo, levava todos os produtos brasileiros pendurados num colar.''

Em seu discurso, Lula alertou os criadores de gado de que, diante da liderança brasileira no ranking mundial das exportações, eles devem ficar mais atentos e investir na melhoria da qualidade da carne. As informações são da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Paulo Kigrer

Não basta ser engraçadinho Paulinito, é necessário também não ser analfabeto...

Paulin de Caruaru.

"Paulo Kigrer"....pelo sobrenome,se não for nome de guerra, deve ser estrangeiro e como tal, deveria conhecer melhor a gramática para nos poupar de suas aulas matinais.

Paulin de Caruaru.

Uma picanha no pesôço e uma garrafa de cachaça debaixo do braço.Viva o Brasil.

Cada país tem o Presidente que merece.

magno bravo dantas

O Sr. Luiz Inácio "Lula" da Silva precisa ser informado de que ele é o Presidente da República. Nunca ouvi falar que nenhum presidente quisesse pendurar qualquer coisa no pescoço. A não ser uns que tiveram a cabeça pendurada numa corda. LULA, vê se fala tanto, se não sai muita besteira. POR FAVOR!!!


Supranor 1

04/05


2007

Leitor acusa prefeito de investir em jogo de elite

O Blog recebeu um e-mail do leitor Carlos Rodrigues, que diz estar indignado com a iniciativa do prefeito João Paulo de patrocinar um projeto no valor de R$ 200 mil incentivando o golfe, que ele considera jogo de elite.

 

 Na nota enviada ao blog, o leitor Carlos Rodrigues denuncia que ''''nosso prefeito João Paulo deveria investir mais no social do que estar patrocinando eventos de todo tipo.''''

 

'''' Veja só, além do DJ de R$ 600 mil e das cartomantes de R$ 750 mil no reveillon de Boa Viagem, agora ele patrocina o projeto ''Conheça o Brasil jogando Golfe'', gastando a bagatela de R$ 200 mil. Quero só ver se ele vai ter a ousadia de lhe enviar Magno, um e-mail justificando este patrocínio como lhe enviou no caso da degradação da orla de Brasília Teimosa/formosa'''', argumenta o denunciante.

 

O leitor reproduz o site da prefeitura que trata do assunto, no qual consta o seguinte:

 

“Tipo: INEXIGIBILIDADE 


Órgão: SECRETARIA DE TURISMO - ADMINISTRAÇÃO DIRETA 

 

Número / Ano: 5/2006 

 

Objeto: COTA MASTES NO PROJETO ''CONHECA O BRASIL JOGANDO GOLFE - ETAPAS RECIFE''

 

Data de Publicação: 14/12/2006

 

Data de Vigência: 29/12/2006

 

Fundamentação Legal: Lei: 8666, Artigo: 25, Inciso: 0, Data da Lei: 21/06/1993.

 

Valor Total: R$ 200.000,00

 

Fornecedor (es) vencedor (es): CNPJ: 05.946.133/0001-79 - FEDERAÇÃO PERNAMBUCANA DE GOLFE, Valor: R$ 200.000,00''

 

Carlos Rodrigues conclui assim a nota enviada ao blog: ''''É demais. Mas como diria João Paulo, a ''Grande Obra'' é cuidar das pessoas.''''

 

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Paulo Kigrer

Não há porta-voz que resista, sem ser hilário, na defesa da atual PCR. A bandalheira que acontece na Secretária do Turismo comandada por Samuel Oliveira e hoteleiros a ele associados enrubece até retrato de santo na parede! Investiguem sobre o Convention Bureau... investiguem! Vá, sejam curiosos...

guilherme alves

Uma coisa é uma coisa duas coisas são duas coisas. O caso Brasília Teimosa tá explicado, dez metros que a honrada Queiroz Galvão vai consertar, agora não será pressão do trade pelo turismo dos endinheirados que faz a PCR investir nesse evento?.

Caro Carlos Rodrigues, voce já viu petista gostar de pobre? Sómente em discurssos e acho necessário o Ministério Público investigar esse caso. pois uma cidade tão carente e mal-tratada como Recife teria que ter seus recursos melhores distribuidos.


ArcoVerde

04/05


2007

Cartel: PF cumpre sete dos oito mandados de prisão

 Sérgio Massilson de Freitas Martins, acusado pela Polícia Federal (PF) de participar do alinhamento de preços de combustíveis em João Pessoa (PB), é o único dois oito suspeitos que não foi preso pela Operação 274, deflagrada nesta sexta (04), no Recife e na capital paraibana, para investigar a formação de cartéis para a venda de combustíveis no estado vizinho. O primeiro mandado cumprido aqui deteve o empresário Marcelo Tavares de Melo, tido pela PF como principal representante do grupo Tavares de Melo, segundo a PF. Ele estava em casa, num apartamento da Avenida Boa Viagem, Zona Sul do Recife, quando foi preso, por volta das 6h15 desta manhã.
 
Além dele, foram detidos Eliezer Menezes dos Santos, ex-superintendente da Sudene e delegado de negócios do grupo Tavares de Melo; Delfim Jorge Pereira de Oliveira, empresário português e também delegado do grupo; Marcos Tavares Costa Carvalho, vice-presidente administrativo do grupo Tavares de Melo; Carlos Alberto Lacerda Beltrão, sócio-diretor da empresa Ello-Puma e que, segundo a PF, faz parte do staff de Marcelo Tavares de Melo; Sérgio Ivan Tans, que teria função estratégica na fixação dos preços da gasolina na capital paraibana; e Bueno de Barros Wanderley, outro funcionário de Marcelo Tavares de Melo.
 
Outros oito mandados de prisão estão sendo cumpridos em João Pessoa e, além disso, os policiais também buscam cumprir 19 mandados de busca e apreensão na cidade paraibana e outros 12 na capital pernambucana. Duzentos agentes da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Pernambuco, Paraíba e Alagoas estão trabalhando na operação. Helicópteros da PRF levaram os suspeitos para João Pessoa, que concentra a base da operação.
 
"Essas pessoas estão cometendo dois tipos de crime: crime contra a ordem financeira e formação de quadrilha. São donos de postos de combustíveis que mantêm preços alinhados; com todo mundo cobrando o mesmo preço, a livre concorrência acaba e o consumidor não tem como escolher onde comprar. É a chamada cartelização", explica Giovani Santoro, assessor de comunicação da PF em Pernambuco.
 
"Além da cartelização, eles também são investigados por dumping, que é quando as empresas envolvidas no esquema se unem para praticar um preço muito baixo por aquele produto, no caso os combustíveis. Quem não baixa, perde a clientela e as empresas que antes cobravam muito barato sobem o preço de novo, já que não há mais concorrência e eles podem dominar aquela fatia do mercado", continua Santoro.
 
A investigação dos crimes começou no início de 2006, pela superintendência da Polícia Federal na Paraíba. O nome da operação, 274, se refere ao preço do litro da gasolina na capital paraibana, cobrado pelos 32 postos suspeitos de fazer parte do cartel. Segundo Giovani Santoro, se condenados, os suspeitos podem cumprir até cinco anos de prisão. As informações são do Pe360graus.com.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

Nos bastidores do cartel quem é que dá suporte jurídico a tudo isso? Ultimamente existem muitas histórias cabeludas por aí!


Garanhuns

04/05


2007

FGTS aprova medidas para baixar custos e acelerar o PAC

 O Conselho Curador do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) aprovou ontem medidas para reduzir custos e exigências para financiamentos de projetos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). As mudanças atendem a pedido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está descontente com o ritmo de andamento do programa.

"Estamos seguindo a linha definida pelo presidente, de diminuição de todas os custos e taxas governamentais relacionados com o PAC", disse ontem o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, que também é presidente do conselho curador.

O PAC prevê investimentos de R$ 3 bilhões do FGTS e do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador) em obras de saneamento. Na reunião de ontem, o conselho curador reduziu os custos desses financiamentos. As taxas de juros anuais para projetos na área de esgoto caíram de 6,5% para 6%, mais TR (Taxa Referencial). Para obras ligadas a água, lixo e transporte, a queda foi de 8% para 6%. As informações são do Correio Web.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Naipes

04/05


2007

Empresário suspeito de ligação com cartéis é preso

 Duzentos agentes da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Pernambuco, Paraíba e Alagoas estão cumprindo oito mandados de prisão em Pernambuco e mais oito na Paraíba, dentro da Operação 274, que investiga a formação de cartéis para a venda de combustíveis no estado vizinho. Além disso, os policiais também cumprem 19 mandados de busca e apreensão em João Pessoa e outros 12 na capital pernambucana.
 
O primeiro mandado cumprido em Pernambuco deteve o empresário Marcelo Tavares de Melo, tido pela PF como principal nome entre os suspeitos. Ele estava em casa, num apartamento da Avenida Boa Viagem, Zona Sul do Recife, quando foi preso, por volta das 6h15 desta sexta-feira (04).
 
Além dele, há mandados contra Eliezer Menezes dos Santos, delegado de negócios do grupo Tavares de Melo; Delfim Jorge Pereira de Oliveira, empresário português e também delegado do grupo; Sérgio Massilson de Freitas Martins, que, segundo a PF, participa do alinhamento de preços de combustíveis em João Pessoa; Marcos Tavares Costa Carvalho, vice-presidente administrativo do grupo Tavares de Melo; Carlos Alberto Lacerda Beltrão, sócio-diretor da empresa Elo-Puma e que, segundo a PF, faz parte do staff de Marcelo Tavares de Melo; Sérgio Ivan Tans, que teria função estratégica na fixação dos preços da gasolina na capital paraibana; e Bueno de Barros Wanderley, outro funcionário de Marcelo Tavares de Melo. Ao todo, sete pessoas já foram detidas.
 
"Essas pessoas estão cometendo dois tipos de crime: crime contra a ordem financeira e formação de quadrilha. São donos de postos de combustíveis que mantêm preços alinhados; com todo mundo cobrando o mesmo preço, a livre concorrência acaba e o consumidor não tem como escolher onde comprar. É a chamada cartelização", explica Giovani Santoro, assessor de comunicação da PF em Pernambuco.
 
"Além da cartelização, eles também são investigados por dumping, que é quando as empresas envolvidas no esquema se unem para praticar um preço muito baixo por aquele produto, no caso os combustíveis. Quem não baixa, perde a clientela e as empresas que antes cobravam muito barato sobem o preço de novo, já que não há mais concorrência e eles podem dominar aquela fatia do mercado", continua Santoro.
 
A investigação dos crimes começou no início de 2006, pela superintendência da Polícia Federal na Paraíba. O nome da operação, 274, se refere ao preço do litro da gasolina na capital paraibana, cobrado pelos 32 postos suspeitos de fazer parte do cartel.
 
Segundo Giovani Santoro, se condenados, os suspeitos podem cumprir até cinco anos de prisão. Helicópteros da Polícia Rodoviária Federal vão levá-los para João Pessoa, que concentra a base da operação.
 
GRUPO TAVARES DE MELO

O grupo Tavares de Melo foi fundado em 1920 e, depois de mais de oito décadas no mercado, atua nos ramos sucroalcooleiro, de embalagens, de calçados e de combustíveis nas áreas de armazenagem e distribuição. As informações são do Pe360graus.com.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Janise Carvalho

O chefe da gang (Marcelo) é genro do dono do JC (João Carlos Paes Mendonça), portanto, tá explicado o "silêncio" do Jamildo.

Eduardo Peres Ramos da Silva

Esta Operação 274 foi da Polícia Federal da Paraíba. Aqui deveria ter a Operação 267. O ridículo é quando um ex-deputado que foi Diretor do Procon-PE dizia após todos os Postos amanhecerem com o mesmo preço: "Há indícios de cartel" (sic!). E ninguém aqui é punido.

Raimundo Eleno dos Santos

Agora, será que veremos quem é que dá suporte jurídico a tudo isso?

Aildo Biserra da Silva

Oxalá que essa investigação se estenda ao interior, onde estamos submetidos aos carteis e a adulteração do produto. Arcoverde espera. Nosso carros anseiam.

Renata Lira

Por que será que o blog d Jamildo (ex blog JC), não coloca matéria sobre o assunto? Já postei lá as matérias que saíram nos outros blogs e eles apagaram todos.


Bm4 Marketing 7

04/05


2007

Polícia Federal prende empresário pernambucano

Na operação que a Polícia Federal deflagrou de ontem para hoje, na qual foram presos sete empresários do setor de combustível que atuam entre Pernambuco e Paraíba, está o pernambucano Marcelo Tavares de Melo, genro do empresário João Carlos Paes Mendonça. Ele está detido na Polícia Federal, no Recife, segundo informações levantadas pelo blog. Daqui a pouco, mais detalhes da operação.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Renata Lira

O ex-blog do JC (atual do Jamildo), não vai colocar nada. Já postei várias mensagens sobre o assunto para atualizar o site, e eles apagaram todas. Por que será?

Mariana

Será que o blog do JC vai publicar essa materia ????

Paulo Kigrer

Como diria a superiora Madre: fud... tudo!


Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores