O Jornal do Poder

22/10


2020

Os mortos-carregando-os-vivos

Por Antonio Magalhães*

Os mortos em Pernambuco estão vivos. E são influentes. Um personagem do folguedo popular Bumba meu Boi, o célebre o Morto-carregando-o-Vivo, é a melhor alegoria desses tempos no Estado. A inclusão metafórica desta figura nas análises de acadêmicos e políticos é quase um clichê que vou me permitir usá-lo também.

Nesta campanha eleitoral para a prefeitura do Recife, talvez pela proximidade do Dia de Finados, dois candidatos usam seus mortos, um pai e um avô, na caça ao voto, uma vez que os currículos são fracos no item gestão pública.

O  que o candidato do PSB, João Campos, por exemplo, pode oferecer como futuro gestor? Além do fato de ser filho do finado Eduardo Campos, que foi um político empreendedor e levou muitos anos percorrendo os caminhos da administração pública. Não existem, se sabe bem,  conhecimento e experiência transmitidos geneticamente. E como pode, então, João aspirar um cargo de natureza tão complexa como a governança do Recife?

A resposta a esta pergunta não está com o candidato. A sua candidatura é uma impostura do seu grupo político para se manter mais tempo à frente da administração estadual e municipal depois de gestões duradouras com mais de 10 anos. A campanha de João Campos utiliza os resquícios da boa imagem do pai e ex-governador. A esta altura um morto cansado de ter que carregar tanta gente por todo esse tempo: Geraldo Júlio, Paulo Câmara e agora o jovem João Campos.

Já a candidata Marília Arraes, do PT, também homenageia os Finados, tentando usufruir do prestígio popular do avô Miguel e de um morto-vivo politicamente, Lula da Silva. Sem eles, o que seria de Marília. Não dá para adivinhar, mas estaria muito distante do seu papel de hoje.

O  saldo da influência dos mortos pernambucanos não é muito positivo. Eles formaram herdeiros de competência questionável no trato da coisa pública, a ponto de termos no Recife o pior prefeito do Nordeste e o governador de Pernambuco mais rejeitado pela população. E esse dado negativo o jovem esconde na sua propaganda eleitoral.

Se os mortos citados acima são exibidos como alavancas para o sucesso, outros são motivos de vergonha, como os que cobrem a estatística de vítimas de assassinatos no Estado. Só no primeiro semestre de 2020 – um tempo de isolamento social e pandemia – foram mortas violentamente 1.962 pessoas, um crescimento de homicídios da ordem de 11,8% em relação ao mesmo período de 2019. Mais do que em São Paulo, a cidade mais populosa do país, com 8,2%.

O Pacto pela Vida, um programa de redução de homicídios aplicado no governo Eduardo Campos, hoje oscila com o número de mortes caindo e subindo, num total descontrole. O Governo Estado sequer divulga dados sobre as vítimas. Quem eram, o que faziam, como se deram os assassinatos? Prefere a fria estatística para gerar mais insegurança entre a população.

Os mortos sem prestígio são bandidos? Gente comum? Trabalhadores? Ao não detalhar pelo menos por grupos, o pernambucano se sente ameaçado por esta onda de violência. Ele teria saber que houve um aumento no número de assassinatos de mulheres durante a pandemia, de acordo com a nova edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública. Por conta do lockdown foi acentuada a violência doméstica, quando as mulheres que já viviam em situação de vulnerabilidade tiveram que passar mais tempo com seus agressores.

Na cabeça do governante da hora essas informações são apenas estatísticas, como gostava dizer o célebre camarada Stálin sobre os milhões de mortos durante sua tirania na União Soviética. Números, só números. Mas o chefe do Executivo esquece, e por isso deve ser lembrado sempre pelos cidadãos, que o Governo do Estado é o responsável constitucionalmente pela segurança pública, hoje de pouca eficácia.

Se hoje determinados mortos podem eleger vivos. Que os falecidos sem prestígio derrotem nas  urnas os aproveitadores dos finados. É isso.

*Integrante da Cooperativa de Jornalistas de Pernambuco


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu no Zap

22/10


2020

Decisão indecisa

O juiz eleitoral que proferiu quatro decisões ordenando que a pesquisa IBOPE/Globo detalhasse quem aplicou os questionários, voltou atrás e destacou que o IBOPE não tem obrigação legal de informar a empresa sub contratada para fazer o trabalho de coleta dos dados.

O Blog já havia apurado que o trabalho foi realizado pela XT pesquisas, empresa com sede na periferia de Olinda e com débitos de ISS na Prefeitura do município. Como a credibilidade da empresa foi parcialmente quebrada, vamos observar as próximas pesquisas do IBOPE/Globo/XT de Olinda .


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

22/10


2020

Fux revoga decisão de Toffoli e afasta Matuto

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux, acolheu agravo do vice-prefeito de Paulista, Jorge Carrero, e tornou sem efeito a liminar do ministro Dias Toffoli, que permitiu a volta do prefeito Júnior Matuto (PSB) ao cargo. A decisão do presidente da corte está publicada no Diário Oficial de hoje, conforme este blog antecipa.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/10


2020

Isabelle Mendonça foge de debate em Belo Jardim

Isabelle Mendonça, esposa do ex-prefeito João Mendonça e candidata à Prefeitura de Belo Jardim pelo PSB, não compareceu ao debate promovido, ontem, pelo Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Superior de Belo Jardim (Sintesb), com os prefeituráveis do município. O debate foi transmitido pela Rádio Bitury FM e pelas redes sociais do canal IAI Marketing no YouTube e no Facebook.

Participaram os candidatos Gilvandro Estrela (DEM), Beto de Lulão (PT) e Wilson Maciel (PTB). O não comparecimento da candidata Isabelle rendeu comentários negativos, memes nas redes sociais e em grupos de WhatsApp da cidade.

Até o momento, Isabelle Mendonça só concedeu entrevista à emissora de propriedade do seu esposo, a Belo Jardim FM. A candidata rechaça todos os convites de entrevistas, desprestigiando o debate na corrida eleitoral do município e os seus eleitores, que aguardam o momento em que finalmente a "galega" vai falar.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/10


2020

Desgaste de Pazuello causa mal-estar entre militares

A ação do presidente Jair Bolsonaro, desautorizando publicamente o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, gerou desgaste para o general da ativa entre militares.

Desde o início da manhã de ontem, houve a tentativa de atribuir a um erro de Pazuello o acordo da vacina com o governo de São Paulo. Mas não houve erro: o Planalto sabia do acordo com São Paulo, só não gostou da reação negativa do anúncio nas redes sociais – com críticas de apoiadores do presidente –, além do que chamaram de “palanque” para o governador paulista, João Doria.

Mesmo assim, Bolsonaro desautorizou publicamente Pazuello, o que causou mal-estar entre integrantes da cúpula militar.

Desde que Pazuello foi para o Executivo, para servir ao governo Bolsonaro, militares defendem que ele peça para ir para a reserva para evitar confusão com a imagem do Exército. Ele é, hoje, o único ministro militar que está na ativa.

No meio do ano, Luiz Eduardo Ramos, da secretaria de governo, pediu a reserva.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/10


2020

A versão de Jorge Alexandre

Caro Magno,

Em relação a nota publicada ontem, gostaria de esclarecer que não é verdade que eu tenha desistido da minha candidatura a prefeito de Camaragibe. Pelo contrário, nossa campanha tem se fortalecido a cada dia. Continuamos firmes no projeto que tem como objetivo fazer que o nosso município volte ao rumo do crescimento e do desenvolvimento.

O que acontece no momento é que, por recomendação médica, estou em repouso por três dias. Nesse período, a campanha da nossa coligação está sendo feita pela minha candidata a vice-prefeita, Verônica Santana, e por todos os integrantes dos partidos que compõem a nossa coligação.

Atenciosamente,

Jorge Alexandre – candidato do Solidariedade à Prefeitura de Camaragibe.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/10


2020

Clebel comanda carreata em Salgueiro

O prefeito e candidato à reeleição de Salgueiro, Clebel Cordeiro, a vice Paizinha Patriota e o deputado federal Gonzaga Patriota realizaram, na noite de ontem, uma carreata pelas ruas do município. 

A quantidade de veículos impressionou os salgueirenses que foram às ruas e acenaram de suas residências. O evento foi encerrado no Comitê da coligação.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/10


2020

Coluna da quinta-feira

Relações perigosas do Podemos

Apesar de todo o flerte da candidata do Podemos, Patrícia Domingos, com o eleitorado bolsonarista nas eleições do Recife, o seu partido tem ligações estreitas com o ex-ministro José Dirceu, considerado o grande arquiteto das maldades que o PT impôs ao Brasil e aos brasileiros. Membro da família que comanda a legenda da delegada, Paulo Masci de Abreu, anunciou, há sete anos, a contratação de Zé Dirceu para gerente administrativo o hotel do qual é dono, o Saint Peter, localizado em Brasília.

O salário registrado na carteira de Dirceu, àquela altura já condenado pela operação Lava Jato, era de R$ 20 mil. Reportagens da época mostram que a família Abreu jamais conseguiu explicar o controle do hotel, que teria como sócia majoritária uma empresa chamada Truston, localizada no Panamá, conhecido por ser um paraíso fiscal. O dono da Truston, José Eugênio Ritter, foi envolvido num escândalo milionário de corrupção no Equador.

Atualmente, o Podemos é presidido por Renata Abreu, filha do ex-deputado José de Abreu, irmão de Paulo Masci de Abreu. Renata, que é deputada federal, presidiu o Centro de Tradições Nordestinas (CTN) de São Paulo, que em 2013 precisou devolver R$ 4,8 milhões aos cofres públicos por não conseguir comprovar a execução de um projeto.

Um povo sem memória é um povo sem história, já ouvi de meu avô. Muitas vezes, é o passado que ajuda a explicar o presente, e não seria diferente em relação ao que está ocorrendo no Recife entre os que se apresentam como arautos da moralidade.

O vídeo de Chico – Flagrado pela Polícia Federal com R$ 33,1 mil na cueca, o senador Chico Rodrigues (DEM-RR) quebrou o silêncio sobre o episódio indigesto. Em vídeo enviado a colegas no Senado, o ex-vice-líder do Governo afirmou que escondeu o dinheiro em um ‘ato de impulso’. “Por que guardei o dinheiro? Nunca tinha sido acordado pela polícia. Acordei em meio a pessoas estranhas em meu quarto. Em um ato de impulso, protegi o dinheiro do pagamento das pessoas que trabalham comigo. Se levassem esse dinheiro, ninguém iria receber nessa semana”, afirmou na gravação que passou a circular em Roraima, Estado de Chico.

Grampinho – Em entrevista, ontem, à Rádio Metrópole de Salvador, o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) chamou o prefeito da capital baiana, ACM Neto (DEM), de "grampinho", ao mencionar que não se importava com os resultados das pesquisas eleitorais que apontam favoritismo de Bruno Reis (DEM) na disputa local. "Não adianta dizer pra mim que o candidato do 'grampinho' tá na frente. Quem é que ia imaginar que o Jaques Wagner (PT) iria ganhar no primeiro turno para o Governo da Bahia? Que o Rui Costa (governador baiano) ia ganhar no primeiro turno?", disse Lula.

Bate rebate – Após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmar, ontem, no Facebook, que o Brasil não irá comprar "a vacina da China", o governador Paulo Câmara (PSB) afirmou no Twitter que a influência de qualquer ideologia em temas fundamentais, como a saúde, só prejudica a população. Câmara não citou diretamente o caso ou o anúncio de compra das vacinas feito pelo Ministério da Saúde, mas se pronunciou sobre a disponibilização de vacinas para a população do País. "Defendemos que todas as vacinas consideradas seguras, avalizadas pelas autoridades, sejam disponibilizadas ao povo brasileiro. É preciso dar este passo na superação da Covid-19", disse o governador.

Noronha – A Associação de Donos de Hospedarias de Fernando de Noronha programou a realização de um voo extra, no próximo domingo, para o transporte de profissionais. Apesar da ampliação do turismo ter acontecido no dia 10 de outubro, muitos estabelecimentos ainda estão fechados e precisam trazer do continente trabalhadores, liberados das atividades na ilha desde o início da pandemia da Covid-19. A diretoria da associação fretou um avião, tipo jato, da empresa Azul. “A Associação de Hospedaria fretou um voo para trazer os colaboradores. A ilha não está com 100% da malha aérea, por isso optamos pelo fretamento”, informou a diretora da Associação, Dôra Martins.

CURTAS

PAPA SURPREENDE – O Papa Francisco reconheceu em um documentário apresentado, ontem, no Festival de Cinema de Roma, que as pessoas homossexuais devem ser protegidas por leis de união civil. "Os homossexuais têm o direito de ter uma família. Eles são filhos de Deus", disse Francisco em uma de suas entrevistas para o filme. "O que precisamos ter é uma lei de união civil, pois dessa maneira eles estarão legalmente protegidos." O apoio do papa à união civil de homossexuais apareceu na metade do filme, que investiga as questões que mais preocupam Francisco, como meio ambiente, pobreza, migração, desigualdade racial e de renda, e aqueles mais afetados pela discriminação. O documentário foi dirigido pelo americano de origem russa Evgeny Afineevsky.

LIVE COM MINISTRO – O ministro das Comunicações, Fábio Faria, nordestino do Rio Grande do Norte, é o convidado da live deste blog, hoje, às 18 horas, pelo Instagram, com transmissão simultânea pela Rede Nordeste de Rádio, hoje com mais de 40 emissoras nos Estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Bahia. Na pauta, a privatização dos Correios e Telégrafos, com reação negativa por parte dos servidores, e a política da sua pasta, com destaque para o Nordeste.

Perguntar não ofende: Qual cenário o Datafolha trará, hoje, em mais uma rodada de pesquisa sobre a sucessão no Recife?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Quem vota em político Miliciano feito marcos de camaragibe dá o rabo.

Fernandes

Não espalhem, marcos de camaragibe queima rosca.

marcos

Não espalhem, Lula é Ladrão e Côrno.

marcos

Quem vota em político ladrão e corrupto dá o rabo.

Fernandes

Não espalhem, mas a vacina da gripe contra o H1N1 também é chinesa...



21/10


2020

Senador Arolde de Oliveira morre de Covid-19

O senador fluminense Arolde de Oliveira (PSD) morreu, na noite hoje, vítima da Covid-19. A assessoria confirmou a informação com uma mensagem nas redes sociais do parlamentar, que tinha 83 anos:

"Comunicamos que nesta noite (dia 21 de outubro) o Senhor Jesus recolheu para si nosso amado irmão, Senador Arolde de Oliveira. Falecido vítima de Covid e como consequência a falência múltipla dos órgãos. A família agradece o carinho e orações. Mais informações à posteriori."

Arolde de Oliveira estava internado há mais de 15 dias no Hospital Samaritano, em Botafogo, Zona Sul do Rio de Janeiro. Ele faleceu por volta das 21h de hoje. Ainda não há informações sobre o velório do senador, que ocupava o cargo desde fevereiro de 2019.

PSD lamenta morte do senador

Por meio de nota, o Partido Social Democrático lamentou a morte do senador Arolde de Oliveira. O presidente nacional da legenda, Gilberto Kassab, assina a mensagem:

O Partido Social Democrático recebe com enorme pesar a notícia do falecimento do senador Arolde de Oliveira, aos 83 anos, no Rio de Janeiro. Eleito para o Senado em 2018 pelo Rio de Janeiro com 2,3 milhões de votos, Arolde de Oliveira era economista e engenheiro, especialista em telecomunicações. Foi deputado federal por nove mandatos, um democrata que dedicou sua vida à política e à defesa dos interesses dos brasileiros, especialmente dos fluminenses. Natural de São Luiz Gonzaga, no Rio Grande do Sul, Oliveira deixa a mulher Yvelise de Oliveira, e a filha Marina de Oliveira. À toda sua família, aos amigos e eleitores, o PSD transmite votos de profundo pesar.

Gilberto Kassab 
Presidente Nacional
Partido Social Democrático


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

ABAIXO FALSO MORALISMO

Não quero comemorar a morte de ninguém não . Não sou ridículo como marcos, mas, esse aí apoiava a cloroquina e criticava o isolamento. A pergunta que não quer calar : a cloroquina salvou ? O vírus “chinês” é de mentira ?



21/10


2020

Mendonça diz que Recife é a capital da corrupção

O candidato do DEM a prefeito do Recife, Mendonça Filho, endureceu o discurso em direção ao candidato governista, o socialista João Campos. Em fala, há pouco, em agradecimento à uma homenagem do Caxangá Ágape, afirmou que o PSB transformou Recife na pior capital do Nordeste. "Recife saiu da condição de Veneza Brasileira, que tanto nos orgulhava, para a cidade dos mortos, sem vida, sem turismo, com o seu centro abandonado e seu patrimônio vilipendiado", afirmou.

Mendonça disse que Recife virou a capital da indústria das multas. "O presente que recebemos desta gestão foi pagar o IPTU de 2021 antecipado", ironizou. O ex-ministro também disse que Recife virou a capital da corrupção, centro de seis operações da PF e que o prefeito usou o dinheiro da pandemia abrindo hospitais de campanha para desviar dinheiro público com contratos superfaturados.

"Recife tem que se livrar dessa hegemonia montada por um grupo que quer se perpetuar no poder fazendo um mal terrível ao povo da cidade", afirmou. O legado do PSB, segundo ele, levou Recife a uma posição secundária e vergonhosa. "A cidade perdeu sua autoestima e deixou de ser referência até no Nordeste", disse.

Mendonça afirmou que Recife perdeu status até para cidades do Interior. "Recife tem, hoje, menos vagas em creches do que Petrolina, a saúde está sucateada", acrescentou. "Recife foi esquecida, a saúde básica abandonada. Com o PSB, a cidade foi para as páginas policiais, virou caso de polícia. A cidade está degradada e abandonada, verdadeira cidade dos mortos, o IPTU mais caro do País, campeã em desperdício do dinheiro público", afirmou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Fora Mendonça! Fora Patrícia!

Fernandes

sempre é bom lembrar que, Mendonça votou a favor da reforma trabalhista, prejudicou os trabalhadores brasileiros, e agora tá com esse mimimi. Deixa de ser chato Mendonça!