Lavareda

30/10


2020

SESI Petrolina abre vagas para o Novo Ensino Médio

Em busca de oferecer educação básica e profissional de qualidade, o SESI-PE está com 410 vagas abertas para o processo seletivo do Novo Ensino Médio. Em Petrolina, o programa, que permite ao estudante cursar, gratuitamente, os três anos do Ensino Médio e um curso técnico em Eletrotécnica, vai disponibilizar 30 vagas. As inscrições podem ser feitas até o dia 20 de novembro, na própria unidade.

Para participar da seleção, o estudante deve possuir no máximo 16 anos completos até 31/12/2020, ser dependente de trabalhador da indústria, de microempreendedor individual (MEI) enquadrado na categoria indústria e instalado em Pernambuco ou de colaborador do Sistema FIEPE. Além disso, o interessado deve comparecer ao SESI Petrolina, das 8h às 17h, portando o RG, o CPF, o histórico escolar de conclusão do Ensino Fundamental e um comprovante de residência. Os candidatos serão avaliados de acordo com a melhor média geral dos anos concluídos e a relação dos aprovados será divulgada no dia 30 de novembro, nos sites da instituição e no quadro de avisos da escola.

Modelo de ensino inovador, o Novo Ensino Médio dá autonomia ao estudante escolher entre dois itinerários de formação conforme as áreas de interesse dele: Matemática ou Ciências da Natureza. “Durante as aulas, os alunos terão acesso à educação tecnológica básica e à compreensão do significado da ciência, das letras e das artes, assim como aprenderão sobre o processo histórico de transformação da sociedade e da cultura. Também vamos disponibilizar fardamento e material didático gratuito para todos”, comentou a gerente de Educação do SESI-PE, Mirella Barreto.

Outro ponto positivo é que a iniciativa inclui a formação técnica que possibilitará aos jovens iniciarem mais cedo a vida profissional. O curso em Eletrotécnica é organizado em sete módulos que correspondem às etapas de formação. “Ao final do 5º módulo, que corresponde ao primeiro semestre do 3º ano, o SENAI emitirá o certificado de saída intermediária de qualificação de Eletricista Instalador Industrial para os alunos que obtiverem a aprovação no módulo. Com a aprovação e a conclusão de todas as etapas do curso ofertado, assim como do Ensino Médio, o jovem terá direito ao diploma de técnico de nível médio em Eletrotécnica”, explicou a diretora de Educação do SENAI-PE, Carla Abigail. O edital completo está disponível nos sites do SESI-PE e do SENAI-PE.

Das 410 vagas oferecidas, 230 são para o curso técnico em Eletrotécnica junto ao SENAI-PE e 180 para os itinerários de formação. As inscrições são para as unidades do SESI Ibura (90 vagas), Paulista (90 vagas), Ipojuca (90 vagas), Caruaru (80 vagas), Araripina (30 vagas) e Petrolina (30 vagas).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ALEPE

30/10


2020

Ministro mantém suspensos atos de campanha

O ministro Tarcisio Vieira, do Tribunal Superior Eleitoral, indeferiu o pedido de concessão de medida liminar no mandado de segurança impetrado por advogados junto aquela corte para revogar a decisão do Tribunal Regional Eleitoral, que proibe atos de campanha no Estado que resultem em aglomeração.

Na sua decisão, entretanto, ele recomenda ao TRE consultar as autoridades sanitárias do Estado com vistas à situação da pandemia do coronavirus, o que, num curto espaço de tempo, se vier a ser outra, a campanha política pode ser retomada. Clique aqui e confira a sentença na íntegra.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

CERTÍSSIMO!

Carlos

GOLPE!


O Jornal do Poder

30/10


2020

Rorró Maniçoba recebe adesão importante em Floresta

Com um cenário favorável para emplacar seu terceiro mandato de prefeita de Floresta, a socialista Rorró Maniçoba (PSB) recebeu, ontem, a adesão do procurador Obadias Novaes, candidato a prefeito do grupo em 2016.

Obadias é primo e possui estreita relação com o deputado estadual Rodrigo Novaes, tendo sido indicado por ele no último pleito. Com a decisão de Rodrigo de não apoiar a ex-prefeita Rorró, com o lançamento de candidatura em faixa própria por meio do também primo Gustavo Novaes, o grupo dava como certo o apoio de Obadias.

No entanto, considerando a falta de densidade eleitoral do candidato Gustavo Novaes, Obadias utilizou as redes sociais para declarar apoio a proposição de Rorró Maniçoba. Justificando a tomada de decisão em virtude da necessidade de mudar os rumos de Floresta, Obadias declarou que "Hoje a eleição se encontra polarizada entre Rorró e Favinho Ferraz, razão pela qual não me deixa dúvidas em declarar meu apoio incondicional a Rorró, esta que foi a melhor prefeita dos últimos anos em nosso município!", disse.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu no Zap

30/10


2020

Eduardo Honório intensifica campanha em Goiana

O candidato a prefeito de Goiana pelo PSL, Eduardo Honório, intensificou a campanha de rua, no início da semana, com a realização de visitas em vários bairros e no centro da cidade. Na, entre outras localidades, ele visitou a comunidade do Curtume, onde participou do aniversário de 90 anos de Dorna Iraci, moradora do local.

“Estamos visitando todas as comunidades, na sede e nos distritos. Estamos conversando com o povo, lembrando o que já foi feito e pensando no que ainda pode ser realizado para melhorar a vida dos moradores de Goiana”, disse Eduardo Honório.

Eduardo Honório, 61 anos, é natural de Goiana e tem como candidato a vice-prefeito Fernando Veloso. Ele disputa a Prefeitura pela coligação “O Trabalho não pode para”, que conta ainda com o PTB, DEM, PTC, PSD, Republicanos, Solidariedade e Avante.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/10


2020

A TV continua decisiva

Por Antônio Lavareda*

Estava errado quem apostou, à luz de interpretações equivocadas do que ocorreu em 2018, que seu papel, onde existe, seria substituído pela mídia digital nas eleições deste ano. A partir do início da campanha nesse veículo aumentou a volatilidade das preferências e houve até o momento 28 mudanças de posição apenas no pelotão da frente que trazemos no quadro ao lado.

Mais de 60% dos eleitores lembram de propagandas que assistiram na TV.

Pesquisas do IPESPE em algumas capitais mostram que mais de 60% dos eleitores lembram de ter assistido a propagandas na TV; 53% reconhecem que elas são importantes para a sua escolha; e o acompanhamento dos candidatos por essa plataforma tem maior correlação com as intenções de voto do que o das redes sociais. A propósito, na atual guerra eleitoral nos EUA, berço do marketing político e da internet, os dois lados somados estão gastando em televisão, segundo a consultoria Kantar, 4.7 bilhões de dólares; e no digital, 1.8 bilhão. Deve significar algo, já que americanos não costumam rasgar dinheiro.

*Cientista político


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

30/10


2020

Marília também suspende campanha de rua

Comunicado oficial

Em respeito à Resolução do TRE-PE que proíbe atos de campanha de rua em todo o Estado, a Coligação Recife Cidade da Gente, da candidata a Prefeita Marília Arraes (PT), comunica o cancelamento da Caminhada Lilás que seria realizada nesta sexta-feira (30), a partir das 15h, no Centro do Recife.

Mesmo entendendo que a decisão extrapola as funções constitucionais do TRE-PE, e que também está em desacordo com o calendário de flexibilização do Poder Executivo Estadual, com previsão inclusive de volta às aulas nos próximos dias, e com festas, shows e atividades de lazer já acontecendo em todo o Estado, a Coligação Recife Cidade da Gente seguirá rigorosamente o que determina a resolução.

Por fim, destacamos que a candidata Marília Arraes continuará a debater e dialogar com os recifenses, apresentando as melhores propostas para a cidade, respeitando a lei eleitoral e as normas sanitárias, dando continuidade à campanha que mais tem crescido no Recife.

Atenciosamente,

Coligação Recife Cidade da Gente


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/10


2020

Percentual dos que não aprovam Geraldo sobe para 60%

JC Online

A terceira rodada da Pesquisa Ibope/JC/Rede Globo, divulgada ontem, mostrou um crescimento do percentual dos que não aprovam a gestão do prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB). O índice subiu de 55% no levantamento anterior, em 15 de outubro, para 60%. Já a aprovação do prefeito caiu de 40% para 36%. A parcela dos entrevistados que não souberam ou não quiseram responder oscilou negativamente de 5% para 4%.

A aprovação do governo do socialista no Recife é maior entre as mulheres (38%) do que homens (34%). Considerando o recorte de idade, ele tem maior aprovação entre os mais velhos: 42% dos entrevistados de 45 a 54 anos e 48% dos com 55 anos ou mais.

Do universo que desaprova a atual gestão, o maior índice é entre os homens, de 62%, e entre as mulheres é de 58%. Considerando a idade, o maior percentual de desaprovação está entre os entrevistados com idade de 35 a 44, de 70%.

No recorte de raça, os índices são equilibrados, com diferença igual ou inferior a três pontos percentuais, como é o caso dos que aprovam a gestão: brancos (36%), pretos/pardos (36%) e outros (39%). Já no quesito religião, Geraldo tem o maior índice de aprovação entre os católicos (40%) e o maior índice de rejeição entre os evangélicos (64%).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/10


2020

Ministro pressionado a revogar decisão do TRE

Por Hylda Cavalcanti, de Brasília

Fontes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) dizem que a decisão do TRE de Pernambuco de proibir eventos eleitorais diversos no Estado pode não ser revogada em definitivo nesta sexta-feira. Muitos apostam que o relator do recurso apresentado à corte superior para reverter a proibição, ministro Tarcísio Vieira de Carvalho, pode pedir que o caso seja julgado pelo plenário do Tribunal, na próxima semana, diante das divisões internas dentro do colegiado sobre a questão.

Isto porque não se trata de uma proibição resultada por brigas ou observações de ilegalidades na disputa eleitoral em si, mas do aumento dos casos de Covid no Estado. Sem falar que os relacionados às denúncias dizem respeito ao descumprimento das regras sanitárias, tais como aglomeração e ausência do uso de máscaras pelos participantes.

Segundo um analista judiciário do TSE, que pediu para não se identificar, neste caso específico têm sido comuns críticas de magistrados do Tribunal à postura de políticos que têm menosprezado a pandemia. Sem falar no esforço que tem sido feito na organização destas eleições para que as regras sanitárias sejam cumpridas. O que faz, em sua avaliação, com que qualquer decisão que não seja no sentido de manter a proibição possa vir a ser considerada “um tiro no pé para a Justiça eleitoral inteira”.

Esse mesmo analista, entretanto, confirmou que, desde o início da manhã, choveram ligações de políticos e magistrados de Pernambuco para pedir ao relator da matéria e a outros ministros próximos a ele que conceda decisão favorável ao recurso e revogue a proibição do TRE. E todos sabem que, tecnicismos à parte, o componente político é importante nestas horas.

Pesa em torno do caso, ainda, o fato de a decisão do TRE ter sido baseada em parecer do procurador regional eleitoral em Pernambuco, Wellington Saraiva, que é muito bem quisto em Brasília. Saraiva teve boa atuação no Conselho Nacional de Justiça, onde foi conselheiro, e no Superior Tribunal de Justiça, onde atuou anteriormente.

Como os entendimentos jurídicos do procurador são sempre muito bem fundamentados, o argumento apresentado por ele é outra questão a ser pesada na hora da decisão do ministro relator do caso.

Mas como também foi apresentado pelos responsáveis pelo recurso ao TSE outro argumento – bastante forte, por sinal – de que as carreatas, passeatas, bandeiraços e demais modalidades de campanha que foram proibidas “coíbem o exercício da democracia”, a questão fica ainda mais difícil.

Todos sabem das várias declarações feitas pelo presidente da corte, Luiz Roberto Barroso, pela preservação das regras democráticas nestas eleições. A aposta até de magistrados de Brasília e operadores de Direito eleitoral é de que o confronto de argumentações levou o caso a uma relevância maior do que se esperava.

Dependendo da forma como sair, a decisão vai repercutir junto ao formato das campanhas, neste pleito, em muitos outros estados, motivo pelo qual a expectativa é grande não apenas em Pernambuco, mas perante advogados e o próprio TSE. 

Espera-se que a decisão do ministro, qualquer que seja, saia esta tarde, mas segundo informações da assessoria de imprensa do TSE, não há confirmação disso junto ao gabinete do magistrado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/10


2020

Procurador-geral torra dinheiro público em júri fictício

EXCLUSIVO

Em tempos de pandemia, o procurador-geral do Ministério Público de Pernambuco, Francisco Dirceu Barros, convocou quatro promotores, pagando passagens e diárias, para enviar a um júri fictício em Petrolina, amanhã, das 9 h às 18h. O personagem fictício é João Grilo, do clássico "O auto da Compadecida", de Ariano Suassuna, que figura como réu. A iniciativa é da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape) e da Universidade Faculdade de Tecnologia e Ciência (UniFTC) de Petrolina.

No entanto, o custeio das diárias e das passagens aéreas ficará por conta do próprio MPPE. O blog teve acesso à edição do Diário Oficial do último dia 13 de outubro, que detalha os recursos disponibilizados para os promotores André Múcio Rabelo de Vasconcelos, Ângela Márcia Freitas da Cruz, Antônio Augusto de Arroxelas Macedo Filho e Elaine Gaia Alencar. Cada um terá à disposição R$ 583,89, além de passagens de avião ida e volta entre Recife e Petrolina, nos dias 31/10 e 1°/11.

Os quatro farão parte do corpo jurídico do tribunal fictício, composto por 11 participantes ao todo. Esta é a segunda edição do evento. No site oficial, os organizadores justificam a realização.

"Presente na obra de Ariano Suassuna e na literatura de cordel, a figura de João Grilo envolve dilemas éticos, tramas e o cometimento de crimes para a sobrevivência em situação de miserabilidade. Gerar interdisciplinaridade entre o Direito, a Cultura e arte, estão entre os objetivos do encontro, além de promover a pedagogia jurídica através de metodologias ativas", argumenta.

Ainda de acordo com os idealizadores, "o evento será presencial, mas terá o número de participantes reduzido, conforme o protocolo do governador do Estado, em virtude da pandemia da Covid-19". Além do MPPE, a Ordem dos Advogados de Pernambuco (OAB/PE), a Defensoria Pública de Pernambuco e o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) apoiam a iniciativa.

O blog procurou a assessoria do Ministério Público para que se pronunciasse sobre o assunto, mas não obteve resposta até o fechamento desta matéria.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/10


2020

TSE pode revogar decisão de suspender campanha

O candidato à Prefeitura de Catende pelo PSC, Rinaldo Barros, que também é advogado, apelou ao Tribunal Superior Eleitoral para derrubar a decisão do Tribunal Regional Eleitoral, que suspendeu, ontem, os atos presenciais de campanha no Estado. O recurso se deu através de um mandado de segurança com pedido de medida liminar de urgência. Segundo ele, a decisão do pleno é “abusiva e teratológica”.

Na sua interpretação, a decisão vai de encontro aos atos democráticos do período de campanha e fere, principalmente, as candidaturas que necessitam ir às ruas para obter votos. “É no período no qual a democracia reverbera seu apogeu que o Egrégio Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco traz à tona uma Resolução que promove acintes diretos aos princípios caros ao Direito Eleitoral e à democracia, mormente porque subverte a lógica da normalidade das campanhas eleitorais com a imposição extremada e inconsequente de atos de exceção em ambiente virtual. Sustente-se, por seu turno, que a Resolução nº 372/2020 vai além de todas as medidas sanitárias impostas pelo Governo do Estado e pelo Municípios, para impor um protótipo de lockdown de cariz político, especificamente para silenciar as campanhas que necessitam ir às ruas para a consecução inexorável de oxigenar o regime democrático” diz um trecho da contestação.

A decisão foi parar nas mãos do ministro Tarcísio Vieira de Carvalho, designado relator. Clique aqui e confira o documento na íntegra.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha