O Jornal do Poder

17/09


2020

O time de Bolsonaro na agenda da Paraíba

Por Heron Cid

O presidente Jair Bolsonaro está em Coremas, no interior da Paraíba, para inaugurar a usina de energia solar Rio Alto, no começo da tarde de hoje.

Os deputados federais Hugo Motta (PRB) e Efraim Filho (DEM), o senador José Maranhão (MDB), o ex-senador Efraim Morais (DEM), o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (DEM), e o deputado estadual Tovar Correia Lima são as principais autoridades paraibanas no palco da solenidade.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Potencial Pesquisa & Informação

17/09


2020

Café de Negócios debate Novo Varejo e Transformação Digital

A fim de promover encontros entre empresários pernambucanos de todos os segmentos, o Café de Negócios promove, hoje, a partir das 14h, Webinar com palestrante, convidados e empresários para debater sobre "O novo varejo e a transformação digital".

O evento, promovido pela SPV Eventos e Promoções, poderá ser acompanhada pelo público, inscrito pelo canal do Youtube, com link fechado para aqueles que tiverem interesse em se inscrever e participar.

De acordo com a idealizadora do evento, Paula Valéria, que atua no mercado desde 2014, a ideia chamar a atenção para a importância da era digital, do investimento em ações de mídia digital, que possam fazer a diferença no dia a dia das empresas, atraindo clientes e gerando novos negócios. "Pesquisas de mercado mostram aumento do tempo de uso das pessoas, na internet e no consumo digital. Nossa ideia é fazer um evento que gere negócios e esses negócios gerem resultados. Iniciaremos com uma Rodada de Negócios, com a participação de palestrantes, convidados e patrocinadores que são referências no setor, onde as pessoas poderão interagir (E fazer compras no site www.cafedenegócios.com.br), fazer perguntas e pedir orientação aos especialistas e a quem atua na área, além de fazerem negócios e parcerias de sucesso", destacou.

Para tanto, o Café de Negócios contará com a presença de Rubens Sant´Anna, um dos profissionais de Trade Marketing mais conceituado e requisitado do País. Além de palestrante, é consultor, empresário, investidor e idealizador de cursos na área de Trade Marketing, formando gestores dos ramos de varejo e indústria em todo o Brasil.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

17/09


2020

João Paulo cai no passinho

Por Houldine Nascimento, da equipe do blog

O candidato do PCdoB à Prefeitura de Olinda, João Paulo, deu a largada na campanha com muita dança. Em um vídeo que circula nas redes sociais, datado de 2019 e resgatado hoje, o ex-prefeito do Recife e deputado estadual aparece fazendo o passinho, associado ao brega funk, ao lado de jovens militantes. “Eu tenho um amigo / Considero como irmão / Quando eu vi ele de longe / Eu disse: é João”, diz um trecho da letra. Assista ao vídeo.

Anteriormente, João Paulo também virou meme ao dançar frevo. Em 2004, enquanto prefeito, foi promover o Carnaval do Recife em São Paulo e acabou caindo no passo. Assim como em 2015, durante o processo de impeachment da então presidente Dilma Rousseff.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Kelson Menezes da silva

O povo quer saber da chapa da homologação se existiu



17/09


2020

Noé Magalhães é oficializado em Água Preta

Na noite de ontem, foi oficializada a pré-candidatura de Noé Magalhães à Prefeitura de Água Preta, Zona da Mata Sul do Estado. No palanque do prefeiturável do Partido Socialista Brasileiro (PSB) estão mais dois partidos que formam a coligação ‘Coragem para Mudar Água Preta’: Patriotas e PDT.

A convenção, contou com a presença do prefeito de Xexéu e pai de Noé, Eudo Magalhães, e do deputado estadual Clodoaldo Magalhães (PSB).

A convenção ainda firmou o nome de Neto Cavalcanti (PSB) como pré-candidato à vice-prefeito de Água Preta e, também, a homologação de 21 pré-candidatos a vereador pelo PSB.

Sem esquecer do momento de pandemia, o evento respeitou todos os protocolos de saúde determinados pelas autoridades sanitárias.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


17/09


2020

PT de Limoeiro pede a expulsão de Marília

Por Houldine Nascimento, da equipe do blog

O diretório do Partido dos Trabalhadores de Limoeiro emitiu, ontem, uma moção de repúdio contra a deputada federal Marília Arraes – candidata da sigla à Prefeitura do Recife – por ter gravado um vídeo declarando apoio ao nome do Podemos na cidade, Orlando Jorge. A irritação causada nos filiados da legenda na cidade se dá pelo fato de fecharem apoio à reeleição do prefeito Joãozinho, do PSB, o que foi ignorado pela parlamentar.

Além disso, Orlando conta com o suporte do DEM e do PSL, dois partidos que ocupam o campo liberal-conservador. “No dia 14 de setembro, a referida deputada proferiu falas de apoio ao candidato do Podemos no município de Limoeiro, ferindo de morte o estatuto do Partido dos Trabalhadores em seu artigo 227, incisos VIII, X e XI, demonstrando total desconhecimento e desobediência às instâncias partidárias”, traz um trecho da nota.

No documento, os filiados do PT na cidade chegam a pedir a expulsão de Marília: “Não aceitamos a falta de compromisso e de desrespeito desprendido pela deputada ao nosso diretório, e ao nosso povo, desta forma, além de nosso repúdio, pedimos às instâncias nacional e estadual que obedeçam o nosso estatuto em seu artigo 231, que versa sobre a expulsão de filiados, em seu inciso XI, onde diz: atuação contra candidatura partidária ou realização de campanha para candidatos ou candidatas de partidos não apoiados pelo PT.”

Os petistas de Limoeiro também se mobilizaram para que o presidente do Sindicato dos Professores do Estado de Pernambuco (Sintepe), Fernando Melo, saia do partido por ações semelhantes à da parlamentar. Ele participou da convenção que homologou a candidatura de Orlando Jorge.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


17/09


2020

PSB oficializa Marcelo Gomes para a Prefeitura de Caruaru

O PSB Caruaru oficializou, ontem, o vereador Marcelo Gomes como candidato a prefeito do município, durante reunião que ocorreu com integrantes da direção local do partido. Transmitido de forma virtual entre os filiados, devido à pandemia de Covid-19, Marcelo Gomes, que também é o presidente local, irá concorrer pela primeira vez à prefeitura de Caruaru.

Filho dos políticos Jorge e Laura Gomes, Marcelo está em seu segundo mandato na Câmara de Vereadores. A coligação, batizada de “Frente Popular de Caruaru”, é composta por PSB, PC do B, MDB e PDT. A candidata a vice-prefeita na chapa será Ailza Trajano, indicada pela direção PCdoB.

“Vamos mostrar uma campanha que pensa diferente sobre como Caruaru pode crescer e trabalhar a sua realidade social. Vamos dialogar mais, sem briga política”, disse Marcelo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Ary Siqueira da Cunha Filho

Marcelo, vamos modernizar a gestão pública de Caruaru e implantar um modelo de gestão por resultado, que Eduardo Campos implantou no estado em 2007. Vamos juntos com o povo caruaruens18e, guerreiro e trabalhador, fazer desse município o verdadeiro país de Caruaru. Vamos à Vitória.

politica com respeito

Não tem candidatura, foi uma saída honrosa, ois filho de dois políticos como Laura e Jorge, que nas ultimas eleições foram massacrados, Marcelo não se elegeria vereador, na última já entrou por força da maquina, que o fez vereador, em especial pela ajuda da zona rural onde teve a secretaria de agricultura ao seu dispor! aconteceu em Caruaru o que acontece no estado, a politica ficou velha e sem quadros nessa geração, nos próximos 8 anos podem sugir outros nomes, Raquel ganhou de presente a estrada, que nem ela mesmo pavimentou



17/09


2020

SD homologa nome de Jorge Alexandre em Camaragibe

O Diretório Municipal do Solidariedade homologou, em convenção realizada na noite de ontem, o nome o ex-prefeito Jorge Alexandre como pré-candidato à Prefeitura de Camaragibe nas eleições de novembro. Eleito em 2012, Jorge Alexandre governou Camaragibe de 2013 a 2016 e a sua principal bandeira foi a geração de emprego e renda. Também ontem, no mesmo local, foram realizadas as convenções dos partidos que formam a coligação “O futuro em boas mãos”: PSDB, PMB, DEM e Patriota. A grande novidade do evento foi o anúncio do nome da professora Verônica Santana (Patriota) como candidata a vice-prefeita.

“Verônica Santana é uma referência quando se fala em educação e na luta das mulheres. Com união e a força do povo vamos voltar a governar Camaragibe e trazer desenvolvimento para a cidade. Nossos adversários fizeram muitas promessas e não cumpriram. Este ato marca a largada para a nossa vitória”, discursou Jorge Alexandre.

A professora Verônica Santana é esposa do ex-prefeito de Camaragibe, médico Paulo Santana (Patriota), que governou por dois mandatos (1997 a 2004) e tornou o município referência em saúde pública em Pernambuco. “É uma honra fazer parte da chapa de Jorge Alexandre, esta cidade precisa dele como prefeito. Camaragibe vai voltar a sorrir e vamos trabalhar com um olhar especial sobre as mulheres”, enfatizou Verônica Santana.

A Convenção do Solidariedade em Camaragibe contou com a presença de lideranças políticas como o deputado federal Augusto Coutinho e o estadual, Izaltino Nascimento, além do prefeito de Paudalho, Marcello Gouveia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


17/09


2020

Irmão de Paulo Marques se emociona com homenagem

Após publicar uma homenagem, na última terça-feira, em lembrança pela passagem dos 14 anos do falecimento do meu amigo Paulo Marques recebi, hoje, uma carta do irmão de Paulo, Hildebrando, relatando a emoção da família com as minhas palavras. Confira abaixo:

Li e ouvi, ontem à noite, o seu depoimento sobre o meu mano Paulo Marques. Devo dizer que me levou as lágrimas. Você foi no intestino da trajetória do mano. Que bela e emocionante narrativa!

Próprio de uma mente privilegiada, de mãos ágeis e habilidosas e, agora, a voz de quem sabe colocar firmeza e emoção com aquele dom que Deus o dotou para o segmento profissional que escolheu para fazer. Colocou detalhe por detalhe da história de Paulo e com um pormenor muito importante de quem veio lá de baixo, do interior, e carrega consigo o sentimento nobre da gratidão.

Não esqueceu de citar as pessoas que colaboraram com você para narrar a saga do jovem que, também como você, singrou mares revoltos para chegar até onde chegou. Foi belíssimo, amigo.

Minhas lágrimas rolaram pelas faces enrugadas deste seu amigo e fã. Dizer a você muito obrigado pela homenagem é muito pouco. O seu gesto foi imensurável e, nesse caso, eu e minha família ficaremos eternamente gratos.

Que Deus lhe abençoe sempre em sua brilhante e digna carreira e seu belo trabalho em defesa de uma política honesta para o nosso estado. Conte comigo para seus projetos futuros. Um enorme abraço.

Hildebrando Marques.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


17/09


2020

Candidatura de Lossio Filho é oficializada em Petrolina

Na noite de ontem, o Partido Social Democrático (PSD) realizou sua convenção e lançou Julio Lossio Filho como candidato a prefeito de Petrolina, além de confirmar candidaturas do partido ao legislativo.

Durante o encontro, que teve transmissão ao vivo, Julio Lossio Filho apresentou Denise Lima como vice para estar ao seu lado liderando a coligação "Petrolina Melhor para Todos".

Denise, que já foi diretora-presidente da Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA), afirmou ter aceitado o convite com a condição de que em um ano de gestão não houvesse mais esgotos sendo jogados no Rio São Francisco.

Defensora árdua do meio ambiente, Denise fortalece ainda mais as propostas do Plano de Governo de Julio Lossio Filho e se diz orgulhosa de estar representando as mulheres no cenário político e em uma posição de liderança. "Um prazer muito grande compor essa chapa representando todas as mulheres, todas as mães, todas as trabalhadoras", afirmou.

O evento também contou com participação de lideranças do PSD, além da presença do deputado estadual licenciado, Lucas Ramos (PSB), que ocupa o cargo de secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco e fez questão de reforçar seu apoio e do Governador Paulo Câmara (PSB) à caminhada de Julio Lossio Filho.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


17/09


2020

O novo e velho home office

Por Antonio Magalhães*

O coronavírus não trouxe só a Covid. Impregnou a sociedade global com o medo de uma morte repentina e sem motivação, apenas pelo contágio invisível do micro-organismo chinês. Balançou a economia planetária, agravando todas as dificuldades já existentes. Matou quase um milhão de terráqueos, contaminou mundialmente quase 30 milhões e ainda não contabilizou os efeitos colaterais da doença na raça humana.

Mas também fez consolidar no ambiente do trabalho uma prática antiga que de repente virou moda e símbolo de status: o home office, escritório em casa, teletrabalho, ou seja, lá como você chame.

Livrou parte da humanidade privilegiada dos abusos do trânsito para o trabalho, da companhia diária, às vezes pouco saudável, dos colegas. Deu foco às tarefas requisitadas pela chefia, aumentando as horas diante do computador. E condenou o homem ou mulher à solidão, sem chance de um cafezinho para descontrair no ambiente profissional.

Mas esta prática não é novidade para muita gente. A história está cheia de exemplos de trabalhadores desenvolvendo suas tarefas em casa para outros em sítios diversos. O ferreiro medieval que morava na parte de detrás da sua oficina. O padeiro português residindo acima do seu negócio com a casa impregnada de cheiro de pão e calor.

Para o jornalista, então, o home office é mais do que uma prática. Já é um destino de uma era na qual emagreceram as redações e sumiram os empregos. Nada de novo para mim, desde o início da minha carreira já usava sem saber o home office. Apenas escrevia matérias, depois da apuração de campo, para entregar ao jornal. Meu primeiro editor, Nagib Jorge Neto, bondosamente, com certeza, lia meus textos e publicava num pequeno jornal semanal que tinha Quarentinha como diagramador. Foi o começo.

Na faculdade, conversava com os colegas sobre o dia de glória de um contrato com um grande jornal local – quando ainda existiam. Mas o tempo foi passando, numa segunda fase, mais experiente fui repórter do Jornal da Cidade sempre em home office, sob o comando do mestre do jornalismo Ivan Maurício, adotando conselhos de Vera Ferraz e compartilhando experiências com Marcos Cirano, Paulo Cunha, Ana Farache, Geraldo Sobreira e Jones Melo. Com o diagramador Isaac tive as primeiras noções de edição. Uma escola mais eficiente do que a faculdade.

Depois de uns largos tempos em redação, voltei ao home office em Madri, Espanha, onde passei quase um ano como freelancer do Estadão, Jornal da Tarde e Rádio Eldorado, todos veículos do mesmo grupo. Anos 80, sem Internet, a rotina era datilografar a matéria em papel, sair de casa, tomar o metrô até a Agência de Notícias EFE para enviar o material ao Brasil. E há ainda quem reclame das facilidades atuais.

Neste ano, voltei ao home office jornalístico. Por convite do publisher José Nivaldo Junior e de Magno Martins, deste blog, assumi a editoria geral do jornal digital O PODER, exclusivo para o Zap, com edições diárias de segunda à sexta. A convivência virtual com os colegas da redação, como Ângelo Castelo Branco, Hylda Cavalcanti e o chefe da arte Ivan Rodrigues, revelaram a evolução do home office. Produzimos a publicação à distância cada um na sua casa ou onde estiver, sem a necessidade da presença física.

O condicionamento da quarentena radical, imposta pelo prefeito e governador na pandemia, terminou favorecendo o projeto do jornal por permitir a operação de forma civilizada pelo telefone ou por redes sociais, colhendo informações, conversando com colaboradores, como Carlos André Cavalcanti, Jorge Zaverucha, Sérgio Moura (Brasília), Jacques Ribemboim, Joana Cavalcanti (Porto), Xico Bizerra, Nelson Nunes Farias, Zé da Flauta, com o propósito de agregar o melhor e mais democrático material jornalístico e cultural.

Com a proximidade do fim das restrições da pandemia, menos casos de Covid, vacinação em massa, o jornal O PODER vai entrar numa nova fase, aperfeiçoando a prática do home office, vitoriosa até agora, e mantendo sua equipe diante de smartphones ou notebooks para fazer o que faz melhor: a transmissão de informações e notícias verdadeiras com cara, nome e sobrenome de quem escreve. É isso.

*Integrante da Cooperativa de Jornalistas de Pernambuco.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


17/09


2020

O triste fim de Zé Queiroz e Tony Gel

Triste e melancólico fim o da oposição em Caruaru. José Queiroz (PDT), principal líder do outro lado do balcão da prefeita Raquel Lyra (PSDB), com mais intensidade do que Tony Gel (MDB), que lidera outro grupo combativo à tucana, foi protagonista da cena mais deprimente dos últimos anos da história da terra de Vitalino.

Pela manhã, numa videoconferência via canal online da Assembleia Legislativa, anunciou a chapa Toninho, filho de Gel, na cabeça, com a jornalista Carol Miranda na vice, esta indicada pelo PSB e apadrinhada por Queiroz.

Uma chapa que soou muito mal aos ouvidos do exigente e atento eleitorado de Caruaru e que se desmanchou, no final da tarde do mesmo dia, num sopro assustador e comovente de Tony Gel, ao revelar que estava retirando a candidatura do filho por estar com a sentença de um câncer que iria à batalha para vencer. Nada mais comovente e compreensível. A vida está acima de tudo, inclusive do mundo diabólico da política.

Mas se Queiroz, que passou os quatro anos de oposição a uma prefeita que ajudou a levantar o canudo, já havia se rendido à realidade de uma eleição em meio a uma pandemia, por que então, lá atrás, já vendo que não seria candidato, não preparou um nome de envergadura?

A resposta é muito fácil de se dar: simplesmente, a repelente face pavão de Queiroz não dá espaço a isso. É um pavão misterioso igual a Cintra Galvão, que ganhou essa alcunha por fazer o mundo de Belo Jardim, sua principal base eleitoral, girar em torno dele.  Queiroz ficou no mato sem cachorro. Ainda acha que Caruaru gira em torno dele. Não arranjou nem um vira lata para salvar a caça do dia.

Triste e melancólico fim, volto a afirmar, por tudo que conheço e acompanho da rica e referencial história da política de Caruaru. A Caruaru de figuras simbólicas que deixaram marcas e saudade, como João Lyra, pai de João Lyra Neto e de Fernando Lyra, condutor do processo de redemocratização com Tancredo Neves. Caruaru de um Drayton Nejaim, que por mais folclórico que tenha sido, deixou uma marca, a da sabedoria e do discernimento na arte de fazer o jogo maquiavélico da política e do poder.

A Caruaru de grandes embates eleitorais sai de cena em 2020. Será a Caruaru que dará régua e compasso sem disputa para Raquel Lyra emplacar a reeleição em céu de brigadeiro e preparar seu projeto majoritário estadual para 2022.

Nunca imaginei que uma saia fosse capaz de transformar em pó, feito Midas, duas das maiores forças políticas de Caruaru – os grupos de Zé Queiroz e Tony Gel. O pior: deu um nó na garganta ao ver, ontem, no fechar das cortinas para o filme das convenções, o anúncio da chapa representante desses dois grupos gigantes com o vereador Marcelo Gomes para prefeito e uma tal de Ailza Trajano, que mais tarde soube ser ativista comunista, candidata a vice.

Merece um tratado político e sociológico.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

politica com respeito

a renovação sempre foi um problema na politica, se hoje temos Raquel Lyra e Marilia Arraes, isso pode se colocar no colo de Fernando Lyra, foi dele essa ideia. TONY, ZÈ e JOÂO, são da mesma escola, vaidosos, veja que Raquel só foi anunciada de ultima hora em 2010, pois Joao pelo projeto de ser vice e propenso candidato a governador, fazia qualquer acordo. Tony nao preparoiu nimguem para substituir, a sua esposa foi candidata por força do grande empresario pai dela, Sr Luiz Lacerda, que segurou tudo e tambem a quem Tony deve muito, pelo que é, ZÉ, esse também não preparou sucessor, ele é fã, do seu filho Wolney, e lhe presenteou sempre com os mandatos, hoje aprederam a fazer do PDT suia empresa de voto, sacrificando quem quer que seja, tudo pelo projeto eleitoral de Wolney. então é isso Raquel vai ser reeleita, porém o projeto dela de majoritária se encerra ai, pois como todos sabem articular e compor não é o forte de lideres de Caruaru. fica a dica